quinta-feira, 7 de junho de 2018

A arte de roubar, gerar crise e descumprir lei



Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net


A economia, que também gera pânico, retrata as grandes contradições de uma Nação rica, porém mantida artificialmente na miséria pela ação estratégica do crime institucionalizado que segue em pleno vigor, apesar dos efeitos especiais da máquina judiciária que concede aumento a si mesma.

Os deuses do mercado (leia-se: os banqueiros) já trabalham com juro básico de 9% em meados de janeiro. No entanto, o discurso oficial é de que o Banco Central não pretende subir a taxa selic (atualmente em 6,5%). O real sofre uma grande desvalorização frente ao dólar. Como a depreciação cambial encarece as importações, existe o risco concreto de gerar aumento do custo de vida. Preços e custos mais altos mexem com a descaradamente manipulada taxa de inflação.

Um mafioso teria uma explicação pragmática para as subidas súbitas do dólar frente ao real irreal. Todo mundo sabe que muito dinheiro afanado nos esquemas de corrupção foi enviado, ilegalmente, e malocado no exterior. De uns tempos para cá, a grana suja volta para lavagem, disfarçada de investimentos estrangeiros.

O mercado imobiliário, com preços fora da realidade, é o maior foco visível dos branqueadores de capital. O mesmo ocorre com a aquisição de ações na Bolsa de Valores. As privatarias seriam outro foco da grana a ser lavada. A bandidagem tem dinheiro sobrando. Crise não faz parte do vocabulário de quem pratica a arte de roubar e descumprir a lei.

Os bandidos precisam do dólar valorizado. Afinal, quando o dinheiro é internalizado, precisa ser cada vez mais bem remunerado na operação cambial – que até paga os devidos impostos para dar ares de legalidade aos “investimentos”. O sistema também serve para abastecer campanhas eleitorais, taticamente dividindo o dinheiro nas generosas doações de pessoas físicas e no emprego dos recursos para a compra direta de votos nas periferias.

O peso no bolso transforma as pessoas em eleitores ainda mais enfurecidos. Aguarde o resultado em outubro, naquelas urnas em que o Supremo Tribunal Federal rejeita o voto impresso para conferência. Aliás, o placar de 8 a 2 no STF foi vergonhoso. Os ministros cometeram a barbaridade de votar contra a aplicação de uma lei aprovada pelo Congresso Nacional. Isto é interferência de um poder no outro.

Assim, nossa pretensa “normalidade institucional” consiste em desobedecer às regras. O ato democraticamente criminoso fica ainda mais execrável e imperdoável quando o deplorável exemplo vem do órgão máximo do Judiciário. Ficou flagrante que o objetivo do Mecanismo é sabotar o presidenciável Jair Bolsonaro – o autor da lei que obrigava o voto impresso emitido pela urna eletrônica inconfiável.

O que poucos acreditam é que o STF tenha coragem de condenar Jair Bolsonaro naquela absurda ação judicial movida pela deputada Maria do Rosário. Mas se o Supremo cometer a ousadia de estuprar a realidade jurídica, o feitiço vai virar contra os golpistas. Se Bolsonaro for tirado da jogada presidencial, quem já está programado para substituí-lo na corrida maluca ao Palácio do Planalto é o General Hamilton Mourão. Será que os gênios supremos promoverão a inédita e indireta “Intervenção militar pelo voto”?

Enquanto o golpe burro não acontece – se é que vai acontecer -, o Judasciário segue no jogo de cena de combate à corrupção pela via do rigor seletivo. Depois da desmoralização do PT, agora os alvos são os companheiros emedebistas e tucanos. As delações premaidas do Marcelo Odebrecht, vazadas a conta gotas, agora enrolam o ex-Presidente FHC. O trio Michel Temer, Moreira Franco e Eliseu Padilha também experimenta o rigor das investigações e quebras de sigilo. Bacana é o Lula, preso com mordomias, que ainda mantém a pose e tira onda com a cara de todo mundo...

Ainda bem que logo mais tem Fla-Flu em Brasília... Ingressos esgotados para o Estádio Mane Garrincha... O Futebol é a nossa salvação... Ainda bem que a Copa da Rússia começa logo... Só um triunfo da nossa Seleção Brasileira-estrangeira para amenizar a coisa russa por aqui...

Pode isso, Arnaldo Cezar Coelho?


Lula prestou depoimento por videoconferência, terça-feira,ao Juiz Marcelo Bretas, responsável pela Lava Jato do Rio de Janeiro. Lula falou como testemunha do processo contra Sérgio Cabral e Carlos Nuzman por compra de votos para garantir a Olimpíada no Rio.

O ponto alto foi quando Bretas finalizou: “O senhor é uma figura importante para nosso país [..] Aos 17 ou 18 anos, estava em um comício na Av. Presidente Vargas, vivíamos um momento diferente no país. Estava lá usando um boné e uma camiseta com seu nome”.




Três neurônios e uma visita

Os destemidos Youtubers da terceira idade recebem uma visitaque contribui para explicar e criticar o caos brasileiro. Confira...


Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. 
A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 7 de Junho de 2018.

5 comentários:

jomabastos disse...

Na classe política, nos rentistas e nos burocratas que estão inseridos na redoma do capitalismo de estado e que vivem do Corromper, da Lavagem de Dinheiro, do Tráfico de Drogas, do Suborno, etc., é algo tão comum, que podemos afirmar que vivemos num país governado, escorado e assediado por ladrões, ou seja, vivemos numa alicerçada Cleptocracia.

jomabastos disse...

Os Ministros do STF sempre cumpriram o seu objetivo de manter os políticos e seus assessores resguardados da aplicação da verdadeira lei. Agora esses Ministros são os atuais e verdadeiros governantes deste Brasil, mantendo o país com rédea curta, mandando e desmandando com interpretação de leis a seu modo e tomando decisões de caráter legislativo.

jomabastos disse...

Quando Supremo Tribunal Federal rejeita vergonhosamente o voto impresso para possível conferência de cem por cento dos votos, também é possível que o TSE, o qual está controlado pelo STF, mascare a contagem dos votos a favor de quem eles considerem os melhores para governar. A certeza é que ninguém poderá duvidar do resultado eleitoral, visto que uma recontagem de votos nunca poderá ser executada.

Anônimo disse...

Situação do STF no dia de ontem: Se aceita o voto impresso comprova que as urnas eletrônicas são fraudáveis e que o engodo existe há muito tempo. Se não aceita o voto impresso fica provado que as urnas eletrônicas são fraudáveis, mas a fraude não pode ser admitida por SUAS EXCELÊNCIAS.

Anônimo disse...

Vidente Carlinhos há bastante tempo vem dizendo que o Brasil não ganha esta Copa.