segunda-feira, 11 de junho de 2018

Mico Afro Descendente



Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por H. James Kutscka

Algumas semanas atrás, a ilustração da capa da revista Veja trazia uma serie de cartas de baralho com  a foto dos candidatos à presidência numa eventual próxima eleição ocupando o lugar dos tradicionais, reis, rainhas e valetes.

A imagem me trouxe imediatamente à lembrança um baralho muito popular que existia quando eu era criança.

O Mico Preto.

Nas cartas estavam ilustrados bichos (macho e fêmea de cada espécie) e as crianças tratavam de formar os casais, o único sem par era o solitário Mico Preto; quem no final do jogo ficasse com ele na mão, perdia.

Hoje, nos tempos hipócritas do politicamente correto e da ideologia de gênero, provavelmente se chamaria Mico Afro descendente. Ou jogo do animal de sexualidade e raça incerta. 

Vendo  o baralho exposto na capa  da revista, me ocorreu que  qualquer  daquelas cartas  que porventura (Deus  nos livre)  viesse ocupar o Palácio  do Planalto, quem  ficaria com o Mico Afro descendente na mão (independentemente da cor, sexo ou raça do indivíduo) seria o povo brasileiro, pois  qualquer  tipo de eleição  com as instituições que temos, somadas às urn;as  da Smartmatic, para  mim é golpe.

Já na semana que passou, a mesma revista Veja trás, não na capa, mas em seu interior, uma série de reportagens onde cita várias vezes o termo, intervenção militar.  

Convém esclarecer aos leitores que escrevo meus artigos no final de semana em minha casa de campo, portanto aparentemente, minhas considerações estão sempre atrasadas, pois recebo a Veja em meu endereço na capital quando volto no domingo.

O comentário, no entanto, é valido, porque o viés da revista é atemporal. Na reportagem Os “Intervencionistas” (assim mesmo  entre aspas) de dois repórteres (foram  precisos  dois  para  escrever  aquelas bobagens) que não merecem que eu cite os nomes,  escrevem entre uma série  de estultícies sobre a greve  dos caminhoneiros : “Durante os nove  dias  (foram onze) que durou a paralisação, ele (o movimento) foi usado para identificar  grupos que – presencialmente nas  estradas, ou virtualmente, pelas  redes sociais – defenderam a “intervenção militar” no governo , eufemismo para  “golpe”, dado que não se trata  de coisa prevista na constituição”.

Em primeiro lugar, a constituição não é composta de “coisas”, mas de artigos e matérias.

Em segundo, no artigo primeiro da mesma, está bem claro: Parágrafo único: Todo o poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente, nos termos desta Constituição. E no artigo cento e quarenta e dois, reza: As Forças Armadas, constituídas pela Marinha, pelo Exército e pela Aeronáutica, são instituições nacionais permanentes e regulares, organizadas com base na hierarquia e na disciplina, sob a autoridade suprema do Presidente da República, e destinam-se à defesa da Pátria, à garantia dos poderes constitucionais e, por iniciativa de qualquer destes, da lei e da ordem. 

Descontando os membros acéfalos da mídia Gramscista, instalada no Brasil nos últimos trinta anos, e os cupins travestidos de políticos, que roeram nossa economia, alguém acha que temos presidente e poderes constitucionais em pleno funcionamento, quando um ministro do STF manda e desmanda no país, e ri na cara do povo?

Alguém aí com mais de dois neurônios funcionais no cérebro ainda tem dúvida de que é chegada a hora da dedetização total?

H. James Kutscka é Escritor e Publicitário.

2 comentários:

tombão-de-bola disse...

Belo Artigo, Sir James Kutscka. Seu sobrenome me faz lembrar de uma namorada na Alemanha, uma polonesa, Yoasha (Joana); eita linguinha difícil, hein? (Resumias po pólsko?) Ela ria quando eu dizia q o polonês me soava uma "bienesprache", pelo zumbido infernante com tantas consoantes sibilantes acochambradas, hehehe. REF/ ao Mico Preto destaco a frase: "Hoje, nos tempos hipócritas do ideologia de gênero... se chamaria Mico Afro descendente. Ou jogo do animal de sexualidade e raça incerta." Bela sacada!
REF ao vídeo "Três Neurônios # 19", me permita lembrar-lhe em relação a César e seu patricida Brutus, a frase célebre é esta: "Tu quoque fili mi!", "até tu...", mas vc acertou. Parabéns pelo Mico furta-cor ou fruta-cor-de-rosa nas horas vagas em Noites franca_mente "Noir", já que "No_Ar" isso soa mais para "Negros como uma Noite sem Luar", ne c´est vrai pas? Ah, "índia, índia, seus lábios de rosa para mim sorrindo..." Já não se fazem mais Cascatinhas e Inhana como outrora.
REF/ à Rev/Bundas, do Ziraldo: "ele e o Jaguar, pilantras que investiram e lucraram com a Dita-dura" (Millor) ao receberem 1 milhão de indenização e gordurosa aposentadoria(??!!). Cadê eles? Sumidos, por q ainda ñ foram visitar o Lula no xadrez? Eles merecem um artigo, o q acha?
Fraternal Abraço, ex imo corde.
Do amigo leitor tombão-de-bola, só tomba pra marcar gol de placa, hehehe... nesta Copa! Memento Homo: Tri 1958 há 60 anos!!! Ergo: Hexacampeão em 2018, Mactub! Registre isso no Youtube. Amém?

tombão-de-bola disse...

De: tombão-de-bola para Sir J.K.
Comentando Vídeo e o Artigo Mico Afro Descendente:
Belo Artigo, Sir James Kutscka. Seu sobrenome me faz lembrar de uma namorada na Alemanha, uma polonesa, Yoasha (Joana); eita linguinha difícil, hein? (Resumias po pólsko?) Ela ria quando eu dizia q o polonês me soava uma "bienesprache", pelo zumbido infernizante com tantas consoantes sibilantes acochambradas, hehehe.
REF/ ao Mico Preto destaco a frase: "Hoje, nos tempos hipócritas do ideologia de gênero... se chamaria Mico Afro descendente. Ou jogo do animal de sexualidade e raça incerta." Bela sacada!
REF ao vídeo "Três Neurônios # 19", me permita lembrar-lhe em relação a César e seu patricida Brutus, a frase célebre é esta: "Tu quoque fili mi!", "até tu...", mas vc acertou. Parabéns pelo Mico furta-cor ou fruta-cor-de-rosa nas horas vagas em Noites franca_mente "Noir", já que "No_Ar" isso soa mais para "Negros como uma Noite sem Luar", ne c´est pas vrai? Ah, "índia, índia, seus lábios de rosa para mim sorrindo..." Já não se fazem mais Cascatinhas e Inhana como antigamente, hein?
REF/ à Rev/Bundas, do Ziraldo e Jaguar: "dois pilantras bundões que investiram e lucraram com a Dita-dura" (vd Millor) ao receberem 1 milhão de indenização e gordurosa aposentadoria(??!!). Cadê os safados? Sumidos, por q ainda ñ foram visitar o Lula no xadrez? Eles merecem um artigo, o q achaí a sua Turma Tico-e-Teco,Tico-Tico e o Tic-Taco explosivo? Depois da intervenção cívico-militar os Jaguá-Zig-Zira deverão devolver tudo q receberam, eles e toda a caterva dos petralhas servomecânicos das Ditaduras Capimunistas Rentistas (Crédito para o Tic-Taco rubonegro revolucionário insurgente). Prefiro o Santos RE-NOVO-LUCIONÁRIO com a Estrela-Guia Solitária RESSURGENTE SPIC-Alfa, (Bélem do Pará) acima da Faixa: Ordem (Fratermizade) e Progresso. A supressão do ´Amor´ na Faixa levou à desarmonia que assistimos hoje: uma Nação autofágica. A razão disso está numa falha de geometria da percepção: uma mesa só pára em pé com 3 pernas. E viva a Trindade Suprema do SPIC-Alfa: Summus Spiritus Creator. Lamento, Sr. James, pelo seu ateísmo, mas a sua mesa não pára em pé porque é bípede, hehe. Bota no Trilema, ou no eixo vertical invisível da bandeira cruzando com a faixa horizontal o Princípio do Amor entre Fides et Spes, e V. Santidade laica (rsrs) estará curada desse ateísmo bípede, conciliando a Norma jurídica leiga com a Norma ética transcendente. Numa boa, colega, somos todos feitos do mesmo fubá, rsrs, não importa se é Tico-Tico, Taco, Teco-Teco ou Telecoteco que pouco só_Rio, sábi-há quem B´m-te-viu. Amém? Valeu. Parabéns mais uma vez pelos vídeos.
Xavante Brasil Xamano Tupã Tabantigüera.
Fraternal Abraço omnibus, ex imo corde.
Do amigo leitor tombão-de-bola, só tomba pra marcar gol de placa, hehehe... nesta Copa! Memento Homo: 1ª Taça em 1958 há 60 anos!!! Ergo: Hexacampeão em 2018, Mactub! Registre isso no Youtube. Amém?