domingo, 17 de junho de 2018

O árbitro de vídeo soltará Lula?



Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

A Seleção estreou com aquele empate com gostinho derrota. No mínimo, perdemos o jogo para o árbitro de vídeo da Fifa. Faltou uma pressão mais intensa dos jogadores para que o árbitro de campo desse uma olhada básica no telão do estádio para confirmar a irregularidade do gol suíço. O duro é perguntar como o “juiz” de vídeo não viu o empurrão antes da cabeçada do gol suíço. Sacanagem, né... O Miranda sofreu falta... Gol ilegal... Triste com o resultado, Lula já pensa em pedir ao árbitro de vídeo para soltá-lo...

Os árbitros de campo e de vídeo também não viram um pênalti claro sofrido pelo Gabriel Jesus... Com tais mancadas, já dá para desconfiar que esta “tecnologia” endeusada pela Fifa é a mesma da votação eletrônica no Brasil: o resultado pode ser sempre imprevisível no final... Agora é bola pra frente. Não adianta chorar pelo leite derramado no 1 a 1... Ainda bem que não ganhamos, mas também não tomamos um chocolate suíço. O consolo é que os banqueiros de lá guardam um montão de dinheiro roubado aqui...

Vamos falar sério. O zagueiro brasileiro deu mole para o suíço. Na verdade, ele marcou muito mal o autor do gol fraudulento. A defesa brasileira falhou no gol. Aliás, o lance nem seria motivo de polêmica se não tivéssemos, nesta copa, o tal do Assistente de Vídeo da Arbitragem. Certamente, passaria batido. A reclamação brasileira foi muito tímida – também no lance em que o Gabriel Jesus foi derrubado na área. Nossa seleção “amarelou”. Canarinho que não vira águia perde como pombo...

A Seleção Brasileira sentiu o peso emocional da estréia. O time do Tite perdeu o domínio do jogo em vários momentos. Errou muitos passes. Não teve uma cadência ofensiva digna de uma favorita a vencer a Copa. As Velhinhas de Taubaté, que torceram e tomaram todas nos botequins de todo o Brasil, confiam que as coisas serão melhores no próximo jogo contra a Costa Rica que não pode perder, porque já apanhou no primeiro jogo contra a Sérvia.

O coitado do Neymar apanhou muito. A seleção brasileira precisa tocar a bola com mais precisão e objetividade para evitar que o camisa 10 da Bruna Marquezine tome tanta porrada. O escrete canarinho também precisa lembrar a lição básica de que futebom depende de fazer gol. Fazer gol é o objetivo supremo. Jogar bonitinho é muito bacana para quem assiste. Mas, no final das contas, o que interessa são os gols que garantem as vitórias. A copa começou cruel para os times “favoritos”: Alemanha, Argentina e Brasil.

Fim de papo, os suíços continuam malocando a grana roubada aqui pelos bandidos da Lava Jato e de outras falcatruas menos famosas. Lula continua preso, mas a segunda turma do Supremo quer muito que ele assista aos próximos jogos da seleção lá no apê de São Bernardo do Campo. E o Lula quer saber se o Vídeo Assistant Referee seria capaz de libertá-lo – igual ao Gilmar Mendes faz com outros bandidos menos votados...

Releia a primeira edição: A coisa está russa, tovarich...


Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. 
A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 17 de Junho de 2018.

2 comentários:

Anônimo disse...

Minha torcida vai para eliminação do Brasil na primeira fase.
Assim o povo ignario presta atenção em sua liberdade que está sendo ameaçada pelo STF.

jomabastos disse...

Não houve uso do VAR (video-árbitro). Portanto nada de culpar o VAR mas sim o próprio árbitro mexicano.
O VAR só intervém se assim o árbitro do jogo pedir a sua assistência.