domingo, 12 de agosto de 2018

Aborto e Perda de Soberania


“País Canalha é o que não paga precatórios”

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Carlos Maurício Mantiqueira

Nem tudo está perdido na Argentina. O Senado bloqueou a legalização do aborto, o mais hediondo dos crimes, cometido contra a mais indefesa criatura com a cumplicidade da própria desnaturada mãe.

País governado há décadas por um fantasma, perdeu a Guerra das Malvinas mas salvou sua honra. Sucessivos governos populistas (e ladrões) desmantelaram as forças armadas e perseguiram seus expoentes.

Traidores da pátria negociaram com a China a instalação de uma base militar na província de Neuquen, com status de extraterritorialidade, ou seja, perda de soberania.

O desgraçado governo que cometeu esse crime contra os argentinos está nos noticiários recentes. A ex -“presidenta” enrolada no escândalo das propinas e ex-vice presidente PRESO por corrupção.

No momento, os norte-americanos “bonzinhos” querem a base de Alcântara no estado do Maranhão. Depois de terem “liquidado” a Engesa, destruído as antigas instalações da mesma base, com a morte de quase a totalidade de nossos cientistas espaciais (segundo fontes bem informadas) e “tomado” a Embraer, agora nos fazem uma proposta “irrecusável” no melhor estilo dos gangsters: ou dá ou desce.

A título de informação, o “grande irmão do norte” já tem uma base militar no Paraguay (na localidade de General Estigarribia) com o poderio de destruir TODAS as forças armadas de TODOS os países sulamericanos a qualquer momento.

Enquanto isso, os planaltinos bundões se divertem com espetáculo circense chamado “carinhosamente” de ELEIÇÃO.

Seria cômico se não fosse trágico.



Carlos Maurício Mantiqueira é um livre pensador.

Um comentário:

Anônimo disse...

Se empresas como a Embraer surgiram por orientação dos EUA após a II Guerra Mundial para prover sua Zona de Retaguarda em caso de guerra nuclear (como informou o Coronel Ênio Fontenelle), seria arrogância idiota demonstrar força inexistente, (alimentando um antiamericanismo induzido pela URSS), caso Trump precise defender a civilização cristã dos assaltos traiçoeiros dos chineses com Ciro Gomes. Até Loumari percebeu a colaboração dos comunistas chineses para deturpar subrepticiamente a mensagem da Bíblia Sagrada. Nessa guerra, os EUA são a liderança que precisa de pontos estratégicos, não de aliados que tiveram o cérebro lavado pela KGB.