sexta-feira, 24 de agosto de 2018

Banqueiros voltam a apanhar da esquerda



Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

A demagogia na campanha eleitoreira atinge níveis insuportáveis. No entanto, alguns discursos carregados de ódio por alguns candidatos conseguem revelar o que acontece nos bastidores das articulações políticas. Por exemplo, o PT do candidato-fake Lula da Silva perdeu o valioso apoio do mercado financeiro.

O poste Fernando Haddad passou recibo desta perda, no ataque que fez aos banqueiros, na passagem por João Pessoa, na Paraíba: “Nós não temos mais paciência em esses caras. Precisamos dar um choque nos bancos. Quanto mais juros cobrar, mais imposto ele vai pagar”. Nem o eleitor mais ingênuo acredita na ameaça do Haddad, porque os 13 anos do PT só renderam glórias e lucros aos agora inimigos banqueiros.

Haddad defendeu a proposta petista de cobrar mais imposto das instituições financeiras que não reduzirem o spread (a famosa diferença entre a remuneração que o banco paga a um aplicador e o quanto cobra para emprestar o dinheiro que não é dele). Tentando surfar no tsunami das famílias endividadas, a esquerda vai investir pesado na demonização dos bancos (importantes aliados e sustentáculos nos tempos em que Antônio Palocci e Guido Mantega praticavam corrupção no Ministério da Fazenda).

O neobrizolista Ciro Gomes também ensaiou uma pancada na banqueirada, quando formulou a ultra-falsa promessa de que vai positivar o nome de todos os endividados nos Serviços de Proteção ao Crédito. O criativo brasileiro transformou a demagogia do Ciro em uma piada aplicada à realidade. Uma gozação viralizada nas redes sociais criou um problema para os agressivos serviços de cobrança dos bancos, via telemarketing. Quando ligam para renegociar débitos em atraso, os atendentes agora ouvem dos endividados que conseguem rir da própria desgraça: “Fala com o Ciro Gomes que ele prometeu resolver meu problema”...

Mudar a política econômica, para destravar a economia e fazer o Brasil crescer de verdade, é o mais complicado desafio para o próximo titular do trono absolutista do Palácio do Planalto. O governo federal e os estados estão quebrados – por ironia, devendo muito mais que a maioria das famílias brasileiras impactadas pelo gigantesco desemprego combinado com recessão. A revolta dos endividados – tratados como bandidos caloteiros pelos cobradores dos banqueiros – terá reflexos nas dedadas eletrônicas e na abstenção de voto (brancos, nulos e ausências).

A crise já está eleita como a grande vilã. A esquerda, que ajudou a gerar a crise, vai tomar tanto pau quanto os banqueiros que os candidatos de canhota agora demonizam...

Resumindo: nada de normal no Brasil dominado pelo Crime Institucionalizado... É por isso que entendo o motivo pelo qual o Negão da Chatuba está pedindo em casamento a BIA do Bradesco... Seria pior se a escolhida fosse a Narizinho...




Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. 
A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 24 de Agosto de 2018.

4 comentários:

Loumari disse...

OS BOLSONISTAS SÃO BRASILEIROS QUE COMEM RAÇÃO PORQUE FORAM DOMESTICADOS.


10 Razões pra não votar em Bolsonaro

https://www.youtube.com/watch?v=L-wvg4DpQV8&t=384s

Anônimo disse...

Tudo fingimento, já que os banqueiros adoram os comunistas justamente por serem irresponsáveis. O problema é que 70% do PIB o Lula já entregou para os bancos. A festa acabou.

Loumari disse...

https://www.youtube.com/watch?v=KX0u5j_jTgk

Um Brasil cada vez mais violento

Em 2017, a taxa de mortes violentas ultrapassou os 30 mortos por 100 mil habitantes no Brasil, no que se traduz num aumento de 3% em relação a 2016. Foram registados 63,880 casos, ou seja, 175 homicídios por dia.

Um número 30 vezes superior ao registado na União Europeia, com uma morte violenta por cada 100 mil habitantes. Nos Estados Unidos, foram contabilizadas 4,9 mortes por 100 mil habitantes.

Os dados foram divulgados no Atlas da Violência 2018, do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, que recolhe dados estatísticos das autoridades, a nível estadual e Federal, em todos os estados.

Como mortes violentas, o FBSP define homicídios, lesões corporais que terminam em morte, mortes de agentes de segurança e mortes relacionadas com intervenções da polícia.

Aumentaram também as mortes às mãos da polícia, com 5,144 casos no ano passado, ou seja, 14 vítimas por dia, o que significa um aumento de 20% em relação ao ano anterior.

Houve um aumento do número de violações, com mais de 60 mil casos registados em 2017, ou seja, mais 8% do que em 2016.

De acordo com dados do Banco Mundial em 2015, o Brasil é um dos países mais violentos do Planeta, apenas superado por cinco Estados, quase todos nas Américas, como El Salvador, Honduras, Venezuela, Trindade e Tobago, mas também pela África do Sul.

Os estados mais violentos do Brasil encontram-se nas regiões do norte e do nordeste, com o Rio Grande do Norte em primeiro lugar, com uma taxa de 68 mortes por cada 100 mil habitantes, seguido do estado do Acre, com quase 64 mortes por 100 mil habitantes e do Ceará, com mais de 59 mortes por 100 mil habitantes.

Com o agravar da crise política e económica no Brasil, a segurança tornou-se num tema prioritário, dominando a atualidade mediática nacional.

O tema foi também um dos pratos fortes do primeiro debate com vista às eleições presidenciais de Outubro deste ano.

Em Julho, o Governo Federal crisou o Sistema Único de Segurança Pública (SUSP), que prevê a partilha de dados entre as autoridades dos estados e com organismos de segurança Federais, assim como a criação de um banco de dados sobre o crime a nível nacional.

Brasília deverá apresentar também o Plano Nacional de Segurança Pública, que define as políticas do setor para a próxima década na maior economia da América do Sul.

euronews (em português)

10 de Agosto 2018

Sempre Mais do MESMO disse...

"quem cala consente".

Bolsonaro deveria focar mais em atacar a esquerda apontando-lhe o dedo para os assassinatos em Cuba, atacar a admiração pelo maníaco Che Guevara, apontar o dedo para os assassinatos em massa praticados em TODOS os países socialistas.

Também destacar os jornalistas que até a candidatura Bolsonaro viviam a falar nas midias que se deveria focar nas propostas dos candidatos e não nas baixarias e ataques pessoais.

Isso deixaria clara a canalhice dos manipuladores de opinião também apelidados de formadores de opinião.

O que não falta para Bolsonaro é munição para desconstruir moralmente estes pulhas que se fazem de bonzinhos e coitadinhos (os maiores valores morais da atualidade).

Os valores morais se dão pela propaganda que deles se faz (diferente de ética que se pretende filosofia da moral e atua na razão e não na emoção).

É PRECISO OSTENTAR ORGULHO DOS VALORES ESTÓICOS.

Repare que os doutrinadores da esquerda sempre pregam que osseguidores devem ostentar orgulho por serem de esquerda (socialistas/comunistas). Tentando convencer que tal é virtude através da ostentação do orgulho.
Repare-se que todo canalha esquerdista SIMULA orgulho até de ser ASSALTANTE, TERRORISTA COVARDE e LADRÃO. Exibem orgulho até de serem safados em nome da causa.

OS SÍMIOS tendem a IMITAR aquilo que parece VENTUROSO, numa tentativa de usufruir dos mesmos sentimentos que o ator exibe em auto promoção.

Ostentar orgulho pelos VALORES ESTÓICOS, pela honestidade, pela firmesa e pela vontade de derrotar os bandidos é a única salvação.

Repudiar ostensivamente o COITADISMO e o POBRISMO como a DEGENERAÇÃO MORAL que são é fundamental para mudar essa deterioração moral.

Não permitir que o VÍCIO seja propagandeado como "VIRTUDE" é fundamental.
Usar o DISCURSO EMOCIONAL contra o discurso emocional é a única forma de derrota-lo.
Apontar os genocídios da esquerda (totalmente desconhecidos do povão), esfregar a miséia dos cubanos ante o LUXO EXTREMO dos governantes socialistas, usar a palavra ESCRAVIDÃO para nomear a relçaõ do Estado socialista com o povo efetivamente escravisado.
Esfregar nos focinhos a EXPLORAÇÃO dos carentes pela esquerda para transforma-los em soldados gratuitos do socialismo.

Desconstruir os SUPREMACISMO preconizados pela esquerda como forma de SEDUÇÃO de fiéis apoiadores.
Por exemplo:
- professores NÃO SÃO SUPERIORES a ninhum outro trabalhador.
- artistas também não são superiores e NÃO MERECEM os PRIVILÉGIOS que desfrutam
- jornalismo também não merece os privilégios que usufrui (imposto diferenciado p Jornais).

Atacar o discurso SUPREMACISTA e de ÓDIO da esquerda que nasceu fomentando ÓDIO e SEGREGAÇÃO: pobre x rico, empregado x patrão, preto x branco, mulher x homem ...sempre preconizando SUPREMACIA de um dos LADOS para aliciar apoiadores.

Insistir no SLOGAM: "TODOS SÃO IGUAIS!" e apontar os SUPREMACISMOS da esquerda para fomentar ÓDIO de classes, raças e sexos.