sexta-feira, 17 de agosto de 2018

Hendecágono Palmípede





“País Canalha é o que não paga precatórios”

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Carlos Maurício Mantiqueira

Patético e urubúsico polígono composto por nove pavões e duas outras criaturas (puro deleite) hoje é um grande palude dentro da república de mentirinha.

Enquanto isso, alta “altoridade” da águia careca, vem ralhar com nossos genéricos. Não se via tamanha humilhação desde os tempos homéricos.

Teria ficado furibundo, o próximo ao fim do mundo?

Nomeado pela Anta, cada dia mais nos desencanta.

A crise empurra com a barriga.

Como no “empiche”, posterga a única solução eficaz.

Quanto tempo mais? O fim da ópera já sabemos. No-lo disse um florentino em sua obra “Discurso sobre a primeira década de Tito Lívio”.

“Toda república corrupta termina em principado”.

O autor viveu num momento histórico semelhante ao da Pindorama de hoje. Em outro livro seu, “A arte da guerra”, ensinou como criar uma milícia de verdadeiros patriotas; não de contadores de lorotas.

O destino lhe foi cruel. Em ostracismo, não pode implantar seu catecismo.

A unificação de sua pátria veio trezentos anos depois.

O que nos exaspera é o tempo de espera. Pela pátria, “não fora tão grande amor e tão curta a vida.”

Onde pode acolher-se um bicho tão pequeno, que não se indigne o Céu sereno?

Carlos Maurício Mantiqueira é um livre pensador.

Um comentário:

Loumari disse...

Um dos grandes problemas nos brasileiros, e falo da classe masculina, estes têm por princípio de tolerar o abuso. Aceitam facilmente ser humilhado e face a um adversário tenaz, atrevido e que usa de métodos que consistem a ter ascendência sobre a sua vítima o homem brasileiro tem por costume de adoptar a postura de retroceder e engolir o seu orgulho.
Um fenómeno muito estranho observei no Brasil nas três vezes que lá estive! Nas minhas estadias na cidade de São Paulo, sempre gostei de sair passear pelas avenidas, pelas ruas, observar os movimentos, a atitude dos brasileiros... Eu fiquei muito assombrada de ver tantos homens com bunda grande. Mas bundas grandes mesmos e com ancas e tudo. Mas, por quê homens brasileiros são homens com bundas grandes assim? E é o único lugar no globo onde se observa este fenómeno curioso, homens com estas características físicas bastante estranhas no género masculino.
E quando caminham, a sua bunda estremece que não é para brincar. Parece mulher que precisa de cinta para assegurar a máquina.
E agora já se observa também que homens brasileiros além de serem homens com bundas grandes, também se tornaram barrigudos.
Podem compreender que é muito difícil de mover com habilidade maleável tal máquina pesada.