quinta-feira, 2 de agosto de 2018

Imoralidade Governamental



Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Pedro Chaves

Já vivi o bastante para ver coisas nunca antes imaginadas na história deste país.

O governo do Estado de São Paulo resolveu tungar os participantes da Carteira dos Advogados administrada pelo IPESP - Instituto de Pagamentos Especiais de São Paulo (antes Instituto de Previdência do Estado de São Paulo). Primeiro mudou o nome do IPESP. Como o marido traído, tirou o sofá da sala para tentar se desvincular das barbaridades que iriam se suceder.

Em 2015, deixou de efetuar o pagamento das aposentadorias no último dia útil num dos meses. Só regularizou a situação depois de duas semanas. Como as aposentadorias tem caráter alimentar, privou muita gente de seus remédios e sua comida.

O então governador era esse menino “bonzinho” que agora se candidata à presidência da república. O mesmo que recebe apoio do “Centrão”, eufemismo para a terrível malta. A figura da legítima defesa afasta a punibilidade de quem exerce seu direito em virtude de se encontrar em estado de necessidade.

Assim, a classe política traidora da Pátria, não perde por esperar. O castigo virá, administrado por alguém sem medo de futuras consequências. É possível prejudicar um indivíduo sem temer retaliações; não uma classe aguerrida como a dos advogados.

Pedro Rodovalho Marcondes Chaves Neto é Advogado.

Nenhum comentário: