sábado, 11 de agosto de 2018

Regulamentação do Indiferente


“País Canalha é o que não paga precatórios”

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Carlos Maurício Mantiqueira

Enquanto a totalidade das pessoas de bem está em situação cataléptica diante de absurdos tais e tantos, os bostíferos do planalto plantam factóides para tentar desviar a atenção da iminente falência geral dos órgãos de nossa moribunda república.

Os políticos corruptos (quase pleonasmo) se compadecem da situação do molusco asno enjaulado.

Urubus de suprema plumagem cagam e andam para o resto dos mortais. Enquanto dizem que a inflação oficial é de 3% (três) por cento ao ano, pleiteiam um reajuste de 16% (DEZESSEIS) por cento [ao ânus; do contribuinte bien sure].

Candidamente, Karma Lúcifer diz que foi vencida, mas docemente constrangida, receberá o aumento que for aprovado.

A PEC da bengala foi feita para prorrogar a agonia do governo do crime.
Tenho certeza de que era branca. Acreditar nessa lorota de democracia , só cego.

As únicas coisas realmente edificantes são o exemplo e o medo.

Se por milagre sair um resultado surpreendente das famigeradas urnas eletrônicas, talvez vejamos em ação ambas as coisas.

Que saudades das urnas marajoaras (carinhosamente chamadas por um grande líder do passado de penicos de índio). Estávamos nos primórdios da corrupção. A escola ainda era risonha e franca. Havia urbanidade. Nossas cidades europeias dos anos 20 do século XX, almejavam ser norte-americanas. Eram limpas, cuidadas e vândalos ou delinquentes tinham o castigo merecido. Hoje estão “africanizadas”. Dizem que Paris está pior.

Culpa dos implantadores da Nova Ordem Mundial que buscam arrasar a civilização ocidental.

Carlos Maurício Mantiqueira é um livre pensador.

Nenhum comentário: