segunda-feira, 24 de setembro de 2018

Notícia atrasada da antiga “Cortina de Ferro”



Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por H. James Kutscka, de Santiago do Chile

Saiu no Times e acabo de ler no El Mercúrio (principal periódico do Chile) uma matéria   que gostaria de compartilhar com meus leitores, se não a título de informação, pelo menos como curiosidade.

O título é: A CIA desclassifica as melhores piadas soviéticas, documentos da época da Guerra Fria sobre piadas que circulavam na antiga URSS no período. 

Ronald Reagan acreditava que podia saber mais sobre as fraquezas do regime sovietico através delas do que por seus espiões.
Aqui transcrevo alguns exemplos encontrados nos arquivos recém vindos à luz:

Um russo entra em um estabelecimento comercial da época e pergunta à senhora atrás do balcão: - Não tem carne?

A senhora lhe responde aqui não temos nenhum tipo de peixe, é o estabelecimento do outro lado da rua que não tem carne.

Qualquer similitude com a atual situação da Venezuela Bolivariana é mera coincidência.

Outra: Um homem está em uma fila do lado de fora de uma loja de bebidas e diz ao amigo a seu lado:- Para mim já deu, vou matar Gorbachov, e parte.

Duas horas depois, ele volta e o amigo lhe pergunta:

- Conseguiste matá-lo?

- Não, a fila lá era maior que essa daqui.

Ou: Um homem chama a KGB da sede de seu sindicato na cidade portuária de Arkhangelsk no noroeste da Rússia para avisar de um incêndio e um operador lhe responde:  - A KGB acaba de pegar fogo.

O operador diz o mesmo quando o homem chama de novo momentos depois.

Na terceira vez que chama o operador reconhece sua voz e pergunta: -

Porque segues chamando se já lhe disse que a KGB pegou fogo?

Ao que o homem responde:

- Porque adoro ouvir a notícia.

E no Brasil ainda tem gente que sonha com o comunismo.

H. James Kutscka é Escritor e Publicitário.

Um comentário:

Anônimo disse...

E o que em Roraima parece piada de mau gosto: venezuelanos, fugidos da fome de seu país, jogam no lixo frango e peixe que lhes oferecem nos acampamentos, alegando que são comida de cachorro, e que querem carne; que não irão aprender português, porque os brasileiros é que devem aprender o idioma deles, talvez querendo tornar o espanhol a língua em toda a Pátria Grande (pode ser um dos motivos da destruição sistemática do Português pelos petistas).