sábado, 15 de setembro de 2018

XP, Tó!


“País Canalha é o que não paga precatórios”

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Carlos Maurício Mantiqueira

Pessoas brilhantes se desesperam com uma análise do cenário eleitoral feita por XP.

Acalmem-se. Os implantadores da Nova Ordem Mundial, em pânico pela possibilidade de perderem as “rédeas” do Brasil, tentam boicotar a candidatura oriunda do glorioso Exército Brasileiro.

Desta forma, impulsionam a “guerra psicológica”.

Com a fracassada tentativa de matá-lo, ficou evidente o seu desespero.

Impossibilitado de ir às ruas para fazer sua campanha, a vítima segue em repouso, num dos melhores hospitais do mundo, assistido por uma das melhores equipes médicas possíveis.

Com toda a mídia “vendida” aos interesses estrangeiros, começam a soltar boatos sobre uma briga interna na base de apoio, provocar homens ilustres (“jumento de carga”) e, em breve, praticar atos terroristas para amedrontar a população. (a mesma que derrotou o “poste” no primeiro turno !).

Se errarem a dose, à contrecoeur, haverá uma intervenção militar.

A exemplo do que comprou a XP (parte?) todos os bancos vão tomar na rima (do adquirente).

Fontes Inspiradoras:

XPTO “Trata-se de uma forma abreviada, medieval, que corresponde às letras gregas do nome que em grego é equivalente à palavra Cristo, Khristós (Christus, em latim).
Pronuncia-se /xispêtêó/ e corresponde às letras X (=KH=CH), P (=R), T e O de KHRISTÓS. O sinal X é a letra grega khi, «transliterada, por seu caráter de gutural surda aspirada, ora como chi ora como khi ou ainda qui, representada em latim em helenismos com ch» (Dicionário Houaiss). O ró (símbolo P, letra grega correspondente ao R) confundia-se com o P maiúsculo latino, daí surgir, na abreviatura, um P (=R).

A expressão designa coisa ou qualidade excelente, em linguagem familiar: «um fato todo XPTO.»


Carlos Maurício Mantiqueira é um livre pensador.

Nenhum comentário: