segunda-feira, 29 de outubro de 2018

É urgente a Agenda do Projeto Estratégico de Nação



Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

O 38º Presidente da República Federativa do Brasil se elegeu quebrando envelhecidos paradigmas da politicagem brasileira. Jair Messias Bolsonaro praticamente só fez campanha nas redes sociais da Internet, por opção estratégica e em função das limitações físicas impostas pela facada que levou – e por milagre não o matou. A expressiva vitória, por 55,13% a 44,87% dos votos, só confirmou um País dividido. O Sul, Sudeste, Centro-Oeste e metade da região Norte fechou com Bolsonaro, enquanto o Nordeste e o Pará apoiaram o PT.

A Nova República de 1985 está ou parece estar pertíssimo do fim. Com a vitória de Jair Messias Bolsonaro e Antônio Hamilton Mourão, o Brasil começa uma Nova Era – que a prudência recomenda não batizar com um rótulo impreciso. Em breve, talvez ganhe um contorno mais bem definido o que se poderá chamar de “Revolução Brasileira”. Agora, o fundamental é que se formule e discuta um inédito Projeto Estratégico de Nação. Aguardemos pela “Agenda” de Bolsonaro/Mourão para (re) unir o Brasil.  

Até Donald Trump, Presidente dos EUA, telefonou para dar parabéns a Bolsonaro. Em pouco tempo, o “Mito” mostrará que não é fruto de uma “onda populista de extrema-direita” – imagem absolutamente falsa, inventada e espalhada mundialmente pela marketagem mentirosa do PT. Um grande desafio de Bolsonaro será enfrentar, sem perder o equilíbrio, a guerra de fake news que vai continuar e deve se ampliar. Neutralizar e expulsar a subcultura marxista do Brasil será uma difícil e longa missão para Bolsonaro.

O múltiplo “Capitão” Bolsonaro – cujo marketing reinventou o conceito de “Mito” (tornando a palavra sinônimo de um Herói corajoso e paladino da verdade -  vem acompanhado do General de Exército na reserva Antônio Hamilton Mourão. Os militares demoraram, porém chegaram à conclusão de que deveriam usar o voto como atalho para colaborar com as mudanças estruturais no Brasil. Estratégia sábia, já que as Forças Armadas são o sustentáculo e a instituição primária de qualquer País. A Intervenção militar pelo voto venceu...

Como Presidente da República, Bolsonaro tem tudo para ampliar a implosão do “Sistema”, através de uma disrrupção do esquema político e do mecanismo Capimunista Rentista Corrupto. Bolsonaro terá a oportunidade inédita de trabalhar pela Democracia, pela Liberdade e pela Garantia da Vida. De imediato, terá de renovar o ambiente para que tenhamos instituições saudáveis, transparentes, que tenham compromisso com a Honestidade.

Bolsonaro tem e legitimidade do voto para promover as grandes reformas e mudanças estruturais. O antipetismo foi um impulsionador importante para a vitória de Bolsonaro. O novo Presidente também foi beneficiado pela revolta das pessoas com o “Sistema” em geral. Os eleitores do “Mito”, embora não traduzam o tema nesse termo, deseja um Estado Necessário – que cumpra o papel básico de um setor público que, em vez de intervir na vida das pessoas, promova as garantias individuais e realize os serviços essenciais. Conforme declarou no discurso após a vitória, Bolsonaro terá de quebrar paradigmas – já a partir da transição com o governo Temer.

Grandes derrotados da eleição 2018: 1) O PRESOdentro $talinácio, sua Petelândia e afins; 2) Fernando Henrique Cardoso e seu desmoralizado PSDB – que o João Dória vai reinventar; 3) Parte da mídia brasileira que foi cúmplice e omissa com a corrupção do PT, por omissão, dolo e comprometimento ideológico com a esquerdice; 4) Os intelectuais orgânicos que militam na “Academia” brasileira, doutrinando e fazendo a lavagem cerebral em crianças e nos jovens estudantes; 5) As variadas “Gestapos” – os aparelhos de repressão estatal aparelhados ideologicamente.

Bolsonaro e Mourão não podem errar. Se o pior acontecer, teremos um retorno dos derrotados de hoje em um curto espaço de tempo político. As reformas e mudanças precisam acontecer no mais breve prazo possível. Não há tempo a perder. Porém, tudo que for reformado e mudado precisa passar pelo máximo de debate social possível. “Idéias geniais”, impostas de cima para baixo, correm risco de não serem bem recebidas pela população. Até porque a oposição será feroz – pelo menos até as coisas boas começarem a acontecer de verdade. No sucesso de Bolsonaro/Mourão, a ilusória solidez da esquerda se desmancha facilmente no ar.

Viva a Honestidade! As eleições disseram um sonoro não à cleptocracia. Basta de Corrupção! E essa determinação deve ser colocada em prática de imediato. O Crime Institucionalizado terá de ser duramente combatido e neutralizado. As variadas facções criminosas terão de ser punidas dentro da lei. Geralmente coniventes com a bandidagem, as “Gestapos” na máquina estatal também terão de ser enfrentadas, acertando as contas com a Justiça.

Parabéns a Jair Bolsonaro, Antônio Mourão e à maioria consciente do povo brasileiro. Tudo indica que colocaremos o Brasil no rumo da Ordem e do Progresso, trabalhando pelos objetivos permanentes da Nação, com Honestidade, Transparência e Competência.

Agora, temos de implantar e botar para funcionar as ferramentas (principalmente tecnológicas) que ajudem o povo a fazer parte do Poder.

O desafio é fundamental. Basta lembrar que um terço dos eleitores não compareceu para votar ou optou pelo voto em branco ou nulo...

Ou seja: É fundamental (re) unir um Brasil dividido por três...

Releia: Ironia da História: A Intervenção Militar via Voto


Resumindo a vitória de Bolsonaro e a derrota do PT: “O Choro é livre... Lula, Preso”...

Celebrando...

E o PCC “comemorou” a vitória de Bolsonaro com um violento ataque a uma transportadora de valores, em Ribeirão Preto, no interior de São Paulo.

Duras horas intensas de explosões, troca de tiros, uma morte de bandido, porém nada levado em dinheiro. Só puro terrorismo...

Simbolismo



Veja como a turma que comemorava a vitória de Jair Bolsonaro recebeu, ontem à noite, um comboio do Exército que passava pela rua Miguel de Frias, perto da sede da Universidade Federal Fluminense, em Niterói...

Confira: Discurso do Presidente Eleito Bolsonaro





   
  
Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. 
A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 29 de Outubro de 2018.

Nenhum comentário: