terça-feira, 23 de outubro de 2018

Em toda guerra, a primeira vítima é a verdade



“País Canalha é o que não paga precatórios”

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Carlos Maurício Mantiqueira

Informo aos distraídos que estamos em guerra; de quinta geração.

Os canalhas já disseram que farão “o diabo” para nos derrotar.

Quanto mais se aproxima a data do extermínio dos ladrões e traidores da pátria (28 de outubro corrente) mais furiosos (e perigosos) eles ficam.

Só os ingênuos acreditam na lisura dos membros do judasciário nomeados pelos desgovernos passados.

Um recebe mesada da mulher (ou ex ?); outro é motoqueiro; há o que fica “baratinado” toda vez que prendem um “amiguinho” e assim vai.

Sem dúvida são homens inteligentes. No entanto perderam a noção do perigo. Talvez um dia encontrem um adélio pela frente.

Então, adeus sonhos de grandeza e velhice tranquila.

Por imprudentes e dissociados da realidade, num momento em que não se pagam nem precatórios, conseguiram enfurecer o povo mais generoso do mundo; o brasileiro.

A quintessência do deboche foi ameaçar perseguir quem ousasse desconfiar da lisura das “batizadas” urnas eletrônicas.

O glorioso Exército Brasileiro, aparentemente, está anestesiado por alguma poção mágica ministrada por melancias ou genéricos.

Um dia o efeito passará e o Brasil não mais ficará a Deus dará.

Qualquer tentativa tresloucada de fraudar a vontade popular manifestada nas ruas no último dia 21 por milhões de patriotas, causará uma GUERRA CIVIL, sangrenta.

Carlos Maurício Mantiqueira é um livre pensador.

Um comentário:

Anônimo disse...

Não são imprudentes. Estão seguindo a estratégia comunista, de atiçar uma revolta popular para propiciar a condição revolucionária, denunciada por Yuri Bezmenov.