domingo, 21 de outubro de 2018

Honestidade versus Crime, Terror e Incompetência


“A República precisa ser reinstaurada, o Estado reconstruído e a Federação remodelada”. (Carlos Abrão e Laércio Laurelli)


Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

A eleição presidencial 2018 no Brasil é fácil de resumir, sem cometer erro simplório de avaliação. De um lado, um candidato honesto que propõe mudar ou aprimorar as leis para combater o Crime Institucionalizadoe recolocar a Nação no caminho do crescimento e da pacificação. Do outro, um candidato-fake, inventado por um condenado e preso por corrupção, cujo partido já comprovou toda a incompetência para governar o País e que  confunde demagogia com democracia. A verdade dos fatos é quem torna Jair Bolsonaro credenciado para vencer Fernando Haddad. E PT saudações...

O leitor Drausio Moraes de Oliveira Pinho definiu o que estamos assistindo agora, faltando uma semana para a dedada final na urna eletrônica de inconfiável resultado final na totalização. Drausio Pinho mete o dedo na ferida do fenômeno indecente da judicialização da politicagem: “A História se repete: estamos voltando para a década dos anos de 1980. A injusta “justiça” brasileira retrocede ao passado. Hoje, baseando-se em matéria jornalística de claro viés político-eleitoral, instaura procedimento investigativo que tem como principal alvo (diríamos único) a candidatura vitoriosa de Jair Messias Bolsonaro”.

Drausio Pinho acrescenta: “Reproduz-se, décadas depois, a ação do esquecido por muitos - mas não por todos -, o famigerado procurador Luiz Francisco, o colérico e confesso petista, pretenso caçador de corruptos, que, baseado (segundo se dizia) em reportagens jornalísticas, cujos indícios acusatórios ele próprio vazaria, instaurava processos contra alvos tidos como seus ou do interesse de terceiros próximos. A folha produz uma matéria (ouvida de algum “espírito santo de orelha”) e as viúvas do judiciário se assanham”.

Será que ainda temos uma espécie de “Gestapo” operando no Brasil? Drausio Pinho novamente senta o dedo no teclado sobre o inesquecível caso do Luiz Francisco: “É bom lembrar que aquele obstinado e ruidoso (midiaticamente) perseguidor de corruptos foi acusado, entre outras mazelas, de inserir o CPF de desafetos em pedidos de quebra de sigilo fiscal, de produzir petições redigidas por advogados de empresas interessadas nos processos e de defender o embaixador das FARC no Brasil, o notório terrorista conhecido como Padre Medina. Por fim, e em tempo, resta lembrar que o empolgado inimigo da corrupção foi calado e retirado de cena, evaporando-se, estranha e muito convenientemente, quando da entronização do super-hiper-ultra-corrupto Luiz Inácio na presidência da ré-pública”.

O Drausio (e o Karl Marx) têm razão... A História se repete como farsa em Bruzundanga... Sobrevivemos em um País reacionário, no qual as coisas erradas tendem a se “conservar”... A maneira esquisita, totalmente anti-democrática, como o recente “GOLPE” nazicomunopetralha foi aceito pela “Justiça” Eleitoral já sinaliza que o futuro Presidente Jair Messias Bolsonaro sofrerá perseguições da máquina judasciária e sua “gestapo”. A judicialização da politicagem pode se ampliar? Melhor não pagar para ver...

Além do combate direto ao Crime e das imprescindíveis mudanças estruturais na sabotadora máquina estatal, Jair Bolsonaro terá de enfrentar e se defender das forças do atraso que manipulam e tiram proveito da insegurança jurídica vigente no Brasil. Se Bolsonaro agir com o rigor prometido, a tendência é que tenhamos um agravamento da “Guerra Bandida” (“Guerra Civil” é um termo impreciso para definir nosso tsunami de violência com impunidade). Podemos ter mais que 65 mil homicídios por ano? Sim... Podemos...

O Crime Institucionalizado e suas facções criminosas de variadas facetas  (da burocrática ao banditismo nas ruas) prometem e planejam uma grande sabotagem contra Bolsonaro. Não devemos esquecer que ele, na campanha, já tomou uma facada (que não foi mortal por milagre). As atitudes golpistas da petelândia indicam que ele sofrerá covarde e desleal oposição política. Os bandidos de toda espécie ameaçam Bolsonaro e todos que desejam mudanças de verdade no Brasil.

Resumindo: Vencer a eleição parecerá a missão mais fácil. Implantar a Democracia de verdade será muito complicado. Teremos de superar a vocação autoritária da corrupta máquina estatal e, por que não, de uma grande parte do povo brasileiro.

O jogo vai ser muito bruto a partir de 1º de janeiro de 2019. Bolsonaro tem de ganhar a eleição, cuidar da saúde, se proteger de toda espécie de bandidagem, além de acertar ao máximo na escalação do time de governo e nas medidas urgentes que terá de tomar tão logo assuma o trono do Palácio do Planalto.

Um fato é objetivo: a denúncia sobre suposto investimento ilegal de empresários para difusão de mansagens falsas, em massa, nas redes sociais, é uma grande desculpa da petelândia para uma derrota que projeta ser acachapante. O caso terminará em pizza...

Imagina se, lá na frente, vão cassar a chapa Bolsonaro/Mourão por tal “crime” que não foi cometido... Os militares já advertem que não aceitam tal golpe dos militantes-meliantes... A urubuzada que fique esperta...





Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. 
A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 20 de Outubro de 2018.

Um comentário:

Anônimo disse...

Serrão, veja esse vídeo do Coronel Carlos Alves
https://www.youtube.com/watch?v=qGnRUHS6cuk