segunda-feira, 8 de outubro de 2018

O ótimo é inimigo do Bom



“País Canalha é o que não paga precatórios”

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Carlos Maurício Mantiqueira

Quero cumprimentar os amáveis leitores eleitores pelo sucesso (ainda parcial) do dia de ontem.

Ainda perplexos com a NEGATIVA da mais alta corte eleitoral a cumprir a LEI do voto impresso, por seu grande empenho e obstinação, conseguiu-se o possível (quase inimaginável) dentro de um cenário adverso em que altas “otoridades” repetiam o mantra de “confiabilidade” das urnas eletrônicas.

A sanitária rejeição pela população pacífica (e otária) de emblemáticas figuras, retirou-as do picadeiro cívico.

Não mais antas, múmias, “bonzinhos” com cara de santo, etc.

A nova facada contra a cidadania foi deferida com precisão pelos urubus.

"Programou-se” um resultado palatável.

A nota triste foi ver o glorioso Exército de Caxias coonestar a manobra marota.

Talvez uma última indulgência ao moribundo e demais melancias.

Teremos três semanas mais de agonia.

Como na célebre musiquinha dos “Mamonas Assassinas” estamos numa suruba. Até agora nos passaram a mão na bunda e ainda não comemos ninguém.

Isso porque as instituiCães estão funcionando !

"Un bel di vedremo”, o Arcanjo bater à porta. Vade retro comunismo !

A melhor notícia: efecagácê teve que se escafedê!

Carlos Maurício Mantiqueira é um livre pensador.

Nenhum comentário: