terça-feira, 30 de outubro de 2018

Rescaldo



“País Canalha é o que não paga precatórios”

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Carlos Maurício Mantiqueira

Amáveis leitores, parece que apagamos o incêndio que consumia nossas esperanças e nossa Pátria.

É necessário que estejamos vigilantes para evitar uma reignição.

Guilherme Tell foi levado pelas circunstâncias, a disparar uma flecha em direção de uma maçã colocada sobre a cabeça de seu filho.

Assim estamos. Nosso novo governo, desde o período de transição até a posse em primeiro de janeiro próximo, não pode errar.

Os primeiros nomes cogitados par formar o ministério são bons.

Talvez o futuro titular da área econômica , renegue seu passado de subserviência ao sistema bancário e seu flerte com a Nova Ordem Mundial. Afinal, ele é um homem inteligente.

O cogitado para o ministério da defesa é um soldado experiente. Pelas minhas precárias informações (por favor, pesquisem) em seu desfavor teria constado o “engavetamento” de um pedido de abertura de IPM formulado por oficiais superiores do Exército na reserva (e por brilhantes civis) para apurar as atividades de ONGs estrangeiras na Amazônia enquanto era o comandante da área.

Há no rol dos sondados, médicos brilhante, representantes do agronegócio de primeira grandeza, oficiais das três armas, juristas, etc.

Por humanos, é evidente que alguns dos escolhidos venham a cometer erros no início de suas gestões. O importante é que sejam logo corrigidos se tiverem honestidade de propósitos.

O simples fato de nosso presidente eleito não ter “rabo preso” com ninguém já é uma bênção. Seu ilustre vice-presidente empresta seu brilhantismo a nossas orações por um BRASIL melhor.


Carlos Maurício Mantiqueira é um livre pensador.

Nenhum comentário: