terça-feira, 23 de outubro de 2018

Só o PT esculacha o STF e nada acontece?



Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

“Tem de fechar o STF”. Tal pregação antidemocrática, explicitamente fora da lei, foi proclamada pelo deputado petista Wadih Damous, na sexta-feira 13 de abril de 2018. O ex-presidente da OAB atacou o Supremo para reclamar da prisão do chefão Lula. Com certeza, o parlamentar falou em nome do PRESOdentro... Damous tem procuração para defendê-lo...

Mais recentemente, em 1º de outubro de 2018, o grande comissário petralha José Dirceu de Oliveira e Silva (condenado no Mensalão e na Lava Jato, vociferou: “Deveria tirar todos os poderes do STF”. Por que não houve uma onda jurídica de indignação contra Damous e Dirceu, igual ao tsunami retórico de agora contra o filho do presidenciável Jair Bolsonaro?


“Basta um Cabo e um Soldado para fechar o STF”. Eduardo Bolsonaro realmente disse tal frase que não deveria ter sido pronunciada em uma vídeoaula gravada em 9 de julho de 2018. Só que a comentário polêmico foi foi sacado do contexto original. Agora, os marketeiros petralhas, os malandros da mídia pró-PT, os simpatizantes petistas no Ministério Público e no Judiciário tentam gerar uma crise sem razão na semana que antecede o segundo turno eleitoral.

O candidato do PSL a Presidente, Jair Bolsonaro, pediu desculpas ao Poder Judiciário pelas declarações de seu filho Eduardo Bolsonaro. Em entrevista ao Jornal Nacional, Bolsonaro foi direto: “Isso ocorreu há quatro meses, eu não tinha conhecimento. Ele diz que respondeu a uma pergunta sem pé nem cabeça, até houve a palavra brincadeira no meio daquilo. Conversei com ele, ele reconheceu o seu erro, pediu desculpas. Eu também, em nome dele, peço desculpas ao Poder Judiciário. Não foi a intenção dele atacar quem quer que seja. E eu espero que, como todos nós podemos errar, que os nossos irmãos do Poder Judiciário deem por encerrada essa questão”.

O presidente do Supremo Tribunal, José Dias Toffoli, até tentou manter o silêncio sobre o caso em um primeiro momento. Porém, acabou forçado por alguns de seus pares a soltar uma nota oficial: "O Supremo Tribunal Federal é uma instituição centenária e essencial ao Estado Democrático de Direito. Não há democracia sem um Poder Judiciário independente e autônomo. O país conta com instituições sólidas e todas as autoridades devem respeitar a Constituição. Atacar o Poder Judiciário é atacar a democracia".

Victor Hugo Azevedo, Presidente da Associação Nacional dos Membros do Ministério Público (Conamp), também soltou uma nota de imprensa: “É com preocupação que temos acompanhado as declarações e os ataques contra instituições públicas como a Suprema Corte e o Ministério Público. Principalmente porque ocorridas durante o processo eleitoral, momento especial da democracia. Repudiamos veementemente manifestações que revelam a intenção de enfraquecer instituições públicas sólidas, que têm como principal objetivo a garantia do Estado Democrático de Direito.”

O ministro Alexandre de Moraes chegou a sugerir o enquadramento de Eduardo Bolsonaro na Lei de Segurança Nacional... O PSOL rapidinho aproveitou para protocolar uma representação junto à Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o deputado federal reeleito. O PT promete ação idêntica. O pai, Jair Bolsonaro, já deu uma bronca privada e outra pública no filho...

Enfim, na reta final de campanha, fica a velha lição: Boca fechada não entra mosquito e nem deixa sair besteiras que podem deixar mais tenso o cenário institucional da guerra de todos contra todos. O caso deve se encerrar porque, domingo, Jair Bolsonaro vence a eleição... Não vale a pena acirrar conflitos inúteis com o futuro detentor da poderosa caneta do Diário Oficial, em um regime de Presidencialismo absolutista como o brasileiro...

Visão do Pai

Bolsonaro repercute o caso do filho Eduardo x STF com o repórter Eduardo Ribeiro, da Rede Record.




Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. 
A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 23 de Outubro de 2018.

7 comentários:

Jayme Guedes disse...

Não haveria reação alguma se ao invés de Bolsonaro, o sobrenome fosse Silva, se o pai, ao invés de trajar verde-oliva, trajasse vermelho ou ainda se ao invés de dizer que bastaria um cabo e um soldado dissesse que bastaria um sindicalista e um entregador de pizza. Reação vergonhosa, reação reveladora de quais são na verdade os interesses dos que se disseram revoltados com o que disse o filho do presidente eleito. Como brasileiro me envergonho pelas "celebridades" que se manifestaram. No passado os comunistas tentaram pelas armas e o exército brasileiro nos salvou; hoje tentam pelo voto e, mais uma vez, o Bolsonaro, oriundo do exército brasileiro nos salvará.A aversão à roupa verde-oliva entrega o cretino.

Antenado. disse...

A Justiça é cega e surda, quando lhe convém. É surda do ouvido esquerdo. O ouvido direito está afiado.

Antenado. disse...

A Justiça é cega e surda, quando lhe convém. como podemos ver na matéria,surda do ouvido esquerdo. O ouvido direito está afiado.

Anônimo disse...

Prezado Serrão.
A diferença está no detalhe da fala: "um cabo e um soldado fecham o STF".
Você sabe que os esquerdistas, em geral, se cagam de medo dos "milicos".
Pedir intervenção no Supremo, em nome das organizações de esquerda, ou chamar os ministros de covardes, PODE. Qualquer comentário que sugira uma intervenção militar, ainda que de dois soldados rasos, NÃO PODE!
Abraço.
Paulo Onofre

Anônimo disse...

Não é só o STF que tem que ser fechado, é toda a República que foi avacalhada pelo PT, pois a transformaram numa suruba regada a muita corrupção.

Renato Bulhoes disse...

Gleisi Hoffmann no vídeo no canal de TV Al Jazeera diz sobre o STF: "-Lula foi condenado por juízes parciais num processo ilegal." Apesar de a Lei Nº 7170. - 1983 - Art. 8 de 14 de Dezembro de 1983:
Art. 8º - Entrar em entendimento ou negociação com governo ou grupo estrangeiro, ou seus agentes, para provocar guerra ou atos de hostilidade contra o Brasil.
Pena: reclusão, de 3 a 15 anos.
Parágrafo único - Ocorrendo a guerra ou sendo desencadeados os atos de hostilidade, a pena aumenta-se até o dobro.

Antenado. disse...

O cachorro só aceita apanhar do dono. Para outros eles rosna....