sábado, 24 de novembro de 2018

Antena na Quarentena



“País Canalha é o que não paga precatórios”

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Carlos Maurício Mantiqueira

Estamos cerca de quarenta dias perto da mudança da direção da “padaria” planaltina.

Debruçar-nos sobre as notícias, vale a pena.

Para fugir do lugar comum, diremos que a coisa está indo bem.

Um antigo professor de Direito definia Soberania como “poder incontrastável de querer coercitivamente e fixar as competências “.

A Soberania popular, delegou aos eleitos, esse poder.

É verdade que num primeiro momento haverá desencontros, batidas de cabeças e outros fatos hilários.

Será como um casal de exímios bailarinos de tango que dançam pela primeira vez juntos. Só com o tempo conseguirão se entrosar.

Um sábio caipira, já idoso, dizia que sempre foi um homem exigente.Não tolerava comida fria, homem engraçado e mulher feia !

Rezemos para que os novos governantes não cometam os mesmos erros do passado e sim “novos”.

O que faz o burro andar é a cenoura na ponta da vara.

Devemos clamar pela adoção de um imposto que incentive a criação de riquezas e não prejudique quem produz.

Que os novos ministros não sejam como um antigo advogado que dizia aos clientes :”Perdemos mas ficamos com a melhor doutrina !”.

“Ó tempos, ó costumes...”


Carlos Maurício Mantiqueira é um livre pensador.

4 comentários:

jomabastos disse...

Todos os políticos vivem sustentados pelo povo que paga tributos que têm como único fim, o pagamento dos privilégios do poder. Será que irá continuar assim com o próximo governo de Bolsonaro?

Herman Froeder disse...

Não seria um feixe de feno ou de capim?

Herman Froeder disse...

Meu prezado, mesmo entendendo a sua sua linguagem poética e satírica, não seria melhor dizer que o que move o burro para a frente é um feixe de feno ou de capim? Sempre leio os seus comentários que, além de instrutivos, divertem bastante.

Anônimo disse...

Pela tensão muscular, tango é dança de homens.