quinta-feira, 8 de novembro de 2018

Aos Patriotas Intervencionistas


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Antônio José Ribas Paiva

Nosso Exército entendeu de intervir na política, dela participando com militares da reserva, para fazer as reformas institucionais necessárias, objetivando moralizar a coisa pública.

Todo cidadão de bem tem o dever de apoiar o Governo Bolsonaro, pois os inimigos da Pátria tudo farão para inviabilizar o projeto de restauração  do Estado Brasileiro .

Considerando que esse esforço não pode prescindir da participação dos PATRIOTAS INTERVENCIONISTAS, a UNIÃO NACIONALISTA DEMOCRÁTICA (UND), que por 26 anos atuou como associação patriótica suprapartidária, decidiu, por unanimidade dos participantes, transformar-se em PARTIDO POLÍTICO.

O nosso programa objetivará a defesa e a consecução dos OBJETIVOS NACIONAIS PERMANENTES, tendo como lema: PATRIOTISMO, HONRA E DEVER!

Não nos cabe apenas torcer para que as iniciativas corretas sejam tomadas. Nós, PATRIOTAS INTERVENCIONISTAS, temos que participar da LUTA PELO BEM, no trato da coisa pública, da única forma possível,  através do nosso PARTIDO POLÍTICO PATRIÓTICO. 

Todos os patriotas, que lutaram pela salvação do Brasil através  da INTERVENÇÃO CONSTITUCIONAL, estão convocados para essa verdadeira luta do BEM contra o MAL.

Tomaremos todas as providências estabelecidas pela lei, para concretizar este objetivo, com a participação e a colaboração dos patriotas.

Após tanta luta para salvar o Brasil, não podemos voltar para casa, porque a guerra do patriota é permanente.

Somente participando do embate político poderemos exercer a cidadania!
Avante brasileiros! 

BRASIL! ACIMA DE TUDO!!!

Brasil, 07 de novembro de 2018

Antônio José Ribas Paiva, Jurista, é Presidente do Nacional Club.

4 comentários:

Mauro Moreira disse...

Tirar o Gilmar, o Lewandowski, Marco Aurélio, Toffoli, Marco Aurélio, sem direito a~ pensão? Prender o Renan, Jucá, Dirceu (este, prender de verdade), Eunício, Jader... Acabar com todos os privilégios de juízes e procuradores, enxugando o número de tribunais? Enfim, acabar com todos os privilégios de todos os tribunais, inclusive do STM? Reduzir o número de deputados e senadores, sem a excrescência do tal suplente? Salário justo para todos, sem privilégios e penduricalhos. Acabar com o tal cartão corporativo? Acabar com a Lei Rouanet? Cassar as concessões de rádios e televisões de políticos? Abrir o mercado para a concorrência externa? Privatizar geral? Reaparelhar, modernizar as nossas Forças Armadas e polícias? Acabar com a lavagem cerebral de nossos jovens dentro das universidades e escolas (Escola Sem Partido)? Cassar todas as pensões concedidas aos terroristas e seus herdeiros? Cassar os direitos políticos de Dilma, como deveria ter sido feito? Ensinar a verdade aos nossos jovens, que não houve um ditadura militar no nosso país, mas sim uma contra revolução, que impediu a instalação de uma ditadura do proletariado, comunista, em nossa pátria. Prisão em segunda instância e que todos os presos cumpram integralmente suas penas, sem saidinhas e, inclusive, sem visitas íntimas. Que os presos trabalhem para pagar suas despesas. ACABAR COM OS PRIVILÉGIOS DA OAB, que se julga o quarto poder do país e acabando com o tal quinto constitucional. Reduzir o número de ministros do STF e do STJ. Instalação de bases militares nas nossas fronteiras. Reduzir a área do território da tal Raposa Serra do Sol, verdadeiro absurdo aprovado por comunistas e um STF totalmente aparelhado. Enfim, se tantos absurdos e jabuticabas forem combatidos pelo futuro partido, estou disposto a me filiar.

Mauro Moreira disse...

Me esqueci de incluir no comentário anterior: Acabar com privilégios de promotores públicos e prender o Boulos e o Stédile. MST, MTST e qualquer movimento que invadir propriedades ou interferir no direito de ir e vir, ser considerado movimento terrorista. Ih, doutor, tem tanta coisa para mudar nesse país que até Deus duvida.

Maria Alice Correia disse...

O QUE posso fazer, Dr. Ribas? Pode contar comigo

ALMANAKUT BRASIL disse...

Entrada de Bolsonaro rearruma alianças nas Américas - 05/11/2018

Especialistas sul-americanos afirmam que a sensação predominante é a de que o Brasil recuperará o papel de destaque perdido desde que mergulhou numa sucessão de crises, a partir de 2013.

http://www.defesanet.com.br/al/noticia/31093/Entrada-de-Bolsonaro-rearruma-aliancas-nas-Americas

General Hamilton Mourão e Dr. Antonio Ribas Paiva, por um Novo Brasil.

José Marcio Artigo142 - 30/10/2018

https://www.youtube.com/watch?v=GdVJvUL5caE