terça-feira, 6 de novembro de 2018

É justo um 3º turno eleitoral no tapetão do STF e do CNJ?


2a Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

É mais que canalha, porém esperada, a intenção do PT de explorar uma “suspeição” do juiz Sérgio Moro, por ele ter aceitado a indicação para o Superministério da Justiça do futuro governo Jair Bolsonaro. No entanto, é inaceitável que os membros do Supremo Tribunal Federal e o Conselho Nacional de Justiça aceitem prejudicar Moro, no “tapetão”, em benefício de Luiz Inácio Lula da Silva.

Só analfabetos jurídicos aceitariam a tese de uma suposta “perseguição política” como fundamento legal ou jurídico para alegar ou permitir a nulidade de uma execução provisória da pena de Lula, por corrupção e lavagem de dinheiro. Os advogados do PT corrompem os princípios democráticos ao sugerirem que uma decisão confirmada pelo TRF-4 e pelo STF fique sob suspeita, por subjetivas “razões políticas”.

Não parece esquisito o ministro Luiz Edson Fachin, relator da Lava Jato no STF, despachar para a 2ª Turma da Corte mais um recurso da defesa de Lula, pedindo a anulação do processo do triplex, só pelo fato de Moro ter aceito ser ministro de Bolsonaro? Também não será estranho se o Conselho Nacional de Justiça acatar uma representação petista para impedir que Sérgio Moro fique impedido de assumir outro cargo público, até que o órgão de fiscalização do Judiciário conclua a investigação sobre a alegada parcialidade do juiz da Lava Jato?

A inversão de valores parece clara tanto para o lendário Cabo da Faxina quanto para os mais renomados Generais de 4 estrelas. É justo transformar em “bandido” o juiz em férias e licenciado da 13ª Vara Federal em Curitiba? Claro que não é... Será que a cúpula do judiciário quer queimar ainda mais o filme perante a opinião pública? Será que desejam alimentar, ainda a mais, a impressão de que o crime compensa no Brasil? Será que não estão compreendendo o recado que as urnas deram?

Institucional e politicamente, é inaceitável o “3º Turno Eleitoral” que o PT tenta patrocinar nos “tapetões” do STF e do CNJ. Certamente, a maioria da sociedade brasileira reprova tal manobra que afronta a mínima segurança do Direito. O resultado da eleição deixou bem claro que o Crime Institucionalizado não pode mais continuar reinando, em parceria com os comunistas e socialistas fabianos que escravizam o Brasil.

Basta de bandidos e de golpistas! 

Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. 
A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 6 de Novembro de 2018.

Nenhum comentário: