quarta-feira, 7 de novembro de 2018

Palavras da Moda


“País Canalha é o que não paga precatórios”

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Carlos Maurício Mantiqueira

De tempos em tempos, ou por burrice espontânea ou por sutil indução, palavras entram na moda e quem não as utilizar estará, irremediavelmente, fora da “onda”.
Sem grandes espremidas ao bestunto lembraremos algumas.

Nos tempos da transição de 1.985 e pouco antes, era sagrado dizer que “todos” ansiávamos pela solução “Roberta Close”; prometia uma ABERTURA mas veio de pacotão “.

Depois tivemos a era da PARCERIA.

Em seguida, a da MODERNIDADE.

Hoje temos a DISRUPTIVA. Ai ! De quem não usá-la; é um pária, um “parvenu”.

Ao novo governo em estruturação, sugerimos a frase Legítima Defesa Putativa. Afinal, nosso Mito sabe bem o que é facada. Talvez previna-se de punhalada pelas costas; como Julio Cesar (que ainda teve tempo de exclamar: “Até tu, Brutus...! ”).

A esperteza dos globalistas quer levar o presidente eleito no bico:
"Há que pacificar !" , “ Manter o Banco Central independente !”, etc.

O judasciário e os bancos são os dois principais tumores cancerígenos existentes. Se não forem extirpados de nada valerão as boas intenções.

Afinal, o inferno está cheio delas.

O consolo é saber que as revoluções, pela baioneta ou pelo voto, sempre devoram seus filhos mais afoutos. Talleyrand, o homem-diabo como lhe chamava Napoleão, teria dito que Robespierre foi guilhotinado porque tentava o impossível; o restabelecimento da Virtude.

Carlos Maurício Mantiqueira é um livre pensador.

Nenhum comentário: