sábado, 3 de novembro de 2018

Robot politicamente cão reto



“País Canalha é o que não paga precatórios”

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Carlos Maurício Mantiqueira

Fazendo um detox de política, falaremos sobre inteligência artificial e robots. Os crentes sabem que nós humanos fomos feitos à imagem e semelhança de Deus.

Os robots são feitos segundo os paradigmas de seus criadores, “nosotros”, este bicho da terra tão pequeno.

Façamos uma analogia com os primitivos aviões. Os então chamados aeroplanos eram ridiculamente toscos; mas “voavam”. O 14-bis, o Demoiselle e outros, podem ser comparados com os modernos robots.

Talvez o Aibo seja o melhor exemplo. O “cão” artificial da Sony (em sua segunda versão) é espetacular ! Pessoalmente ainda prefiro um cachorrinho de verdade; que faz cocô, dá trabalho e custa mais caro durante sua vida. A emoção e a lealdade canina são insuperáveis.

Já “mademoiselle” Sophia é a máquina mais perfeita criada até agora.
Vejam o vídeo e julguem vocês mesmos, amáveis leitores. Seus “parentes” para uso militar, poderão algum dia nos escravizar (ou matar).

A suprema façanha dos programadores será ensinar aos humanóides a Ética. Algo já verbalizado há milênios atrás: “Honeste vivere, alterum non laedere, cuique suum tribuere”.

No mundo de hoje “tudo” é descartável !

Como disse a canção no filme “Cabaret” “money makes the world go round”.


Prefiro continuar com minha “burrice” natural; a da língua em que Camões ouviu “Meu filho” e cantou a glória e o amor sem brilho.




Carlos Maurício Mantiqueira é um livre pensador.

Nenhum comentário: