sábado, 19 de janeiro de 2019

A Bolsa (ou a vida?)



“País Canalha é o que não paga precatórios”

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Carlos Maurício Mantiqueira

Tirante os modelos mais sofisticados (e caros) da grandes grifes, as bolsas são um complemento da vestimenta, de preço razoável em comparação a sua utilidade.

Por comportar um grande número de itens (úteis ou inúteis), os locais onde são negociados valores mobiliários, tomaram seu nome emprestado.

A brasileira, recentemente alterou seu nome para B 3.

Isso nos faz lembrar a célebre anedota dos tempos das Segunda Guerra Mundial. Os líderes do Eixo enviaram um telegrama ao governo turco, pedindo sua adesão a eles.

A resposta foi: “BB 63”. Chamados os decifradores de mensagens secretas, nenhum deles foi capaz de interpretá-la.

De repente, um jovem que tinha trabalho na região da Vinte e Cinco de Março, em São Paulo, resolveu o enigma: “BudiBariuceistreis !”

Recentemente foi autorizado a funcionar um novo banco; o C 6.

Enquanto isso, nós velhinhos antenados, tentamos sobreviver à era das siglas.

PEC não está ligada à pecuária.

MPF não é um tipo de madeira aglomerada (MDF).

MP é um eufemismo para um “moderno” decreto-lei.

Já os clássicos VSFD e VTNC são exatamente, o que vocês estão pensando !

Carlos Maurício Mantiqueira é um livre pensador.

Um comentário:

Célia Regina disse...

Gostei muito do site pela qualidade das matérias e senso crítico dos autores. Pretendo compartilhar " A Experiência da Maleta".
Gostaria que após cada matéria estivessem os ícones do Facebook e Twitter, para compartilhamento. Facilitaria a divulgação para outras pessoas.