terça-feira, 22 de janeiro de 2019

Economia e Segurança não colaboram com Bolsonaro


Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net
Membro do Comitê Executivo do
Movimento Avança Brasil

O bom desempenho econômico é o que garante o efetivo sucesso de um governo – e, por extensão, a popularidade favorável do governante. Por isso, Jair Bolsonaro deve trocar o otimismo pela extrema cautela. Paulo Guedes que se cuide...

A avaliação da gestão Bolsonaro também é impactada pelos avanços perceptíveis pela maioria dos cidadãos na área de segurança pública. Novamente, a porca torce o rabo contra o governo. A violência, beirando o terror, segue intensa. Sérgio Moro que se cuide...

Guedes e Moro acompanham o Presidente Bolsonaro na friaca de Davos. Os ricaços e os controladores globalitários presentes ao Fórum Econômico Mundial querem ouvir boas novidades do trio brasileiro. Mas o interesse principal, de verdade, é que negócios milionários podem firmar com João Dória, o governador de São Paulo que também está nos Alpes Suíços para poderosas articulações econômicas.

A economia brasileira, por enquanto, não ajuda. O processo de recuperação "está tão lento que está quase parando". Quem faz o alerta é Juliana Carvalho da Cunha, pesquisadora do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV):

"Se você tirar os meses afetados pela greve dos caminhoneiros, que bagunçou um pouco os números, você tem essa estagnação desde março de 2017. Ou seja, desde que saiu da recessão, a economia está sem impulso para crescer. Isso é um pouco preocupante".

Otimistas do mercado prevêem PIB crescendo até 2,8% em 2019. Pessimistas só arriscam 2%. Tudo que nossa economia produziu totalizou R$ 6,206 trilhões em valores correntes de janeiro a novembro de 2018. Nosso desempenho econômico ainda é sofrível, em função do desastre gerado na Era PT (principalmente na fase Dilma Rousseff).

A desindustrialização é ululante. O desemprego ainda é altíssimo. O agronegócio ainda é o ponto fora da curva, e gera a ilusão de algum crescimento econômico. No comércio e serviços a situação é tensa. Apesar da truculência do Leão da Receita, o que salva a galera ainda é a vigorosa economia informal. Seguimos patinando. Porém, ainda vigora o otimismo com a eleição e posse do novo Presidente. Até quando?

Se ainda não estamos no Terror Econômico, já ficamos fartos do terror explícito na insegurança pública. No Ceará e no Rio de Janeiro, a situação está fora de controle, ao contrário do que prega o discurso oficial. Jair Bolsonaro e Antônio Hamilton Mourão foram eleitos para melhorar a economia, melhorar a segurança e combater a corrupção.

Empresa fornecedora líder de insights do consumidor para a economia sob demanda, a Toluma, produziu um estudo mostrando que a maioria dos pesquisados, 54%, não acreditam que o decreto que facilita a posse de armas deixará a população mais segura (39% que acreditam na maior segurança e 7% não souberam opinar). A pesquisa perguntou sobre, se esse maior acesso às armas, diminuirá ou aumentará a violência no País. Para 61% dos pesquisados, a medida irá aumentar a violência, para 29% irá diminuir e 10% preferiram não responder.

Claro que o governo começou 22 dias atrás. No entanto, o eleitorado faz cobranças em ritmo de torcedor de futebol. Se o time vence, tudo fica maravilhoso. Se empata (fica do mesmo jeito) ou perde, a galera, depressa, cobra a mudança do técnico. A cultura (política ou futebolística) é assim e não vai mudar no curto prazo.

Até agora, a economia e a segurança não colaboram com Bolsonaro. A torcida é para que o quadro se reverta. Mas, se vai realmente mudar, vai depender de muitos outros fatores, além da própria boa gestão governamental. Se o Presidente não cair nas armadilhas da mídia extremista, teremos uma grande ajuda para virar o jogo.

Flamenguista da Gema


Recado inicial do vice Mourão, torcedor do Flamengo, no primeiro dia no exercício da Presidência da República.

Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. 
A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 22 de Janeiro de 2019.

11 comentários:

Jaci Capistrano disse...

Deve ficar entendido que nunca foi idéia que o combate a criminalidade e violência tenha algo a ver com a posse de armas. É idiotia pensar isso. A posse é só um direito e nada mais. O que ocorre no Ceará me parece uma orquestração de terrorismo com apoio do governo local petista.

Anônimo disse...

NUTAVAEL DIZ....
AFINAL DE QUE LADO VC ESTA? FALANDO TANTO DA FORMA QUE VEM FALANDO ULTIMAMENTE E DEFENDENDO INTERESSES ESCUSOS POR DEBAIXO DO PANO? POR QUE?
ESTA QUERENDO SENTAR O RABO PERMANENTEMENTE NO PODER?
QUE ESTA POR BAIXO DE SUAS REPORTAGENS IMENSAS SEM PE NEM CABEÇA.HORA DEFENDENDO UMA TESE E HORA DEFENDENDO OUTRA TESE.
QUAL E O REAL MOTIVO QUE ESTA DEFENDENDO NESTE MOMENTO?
ATE O MUNDO MINERAL SABE O QUE O BRASILEIRO VEM PASSANDO NO MOMENTO. ATE O MUNDO MINERAL SABE QUEM E O QUE NO BRASIL NO MOMENTO.
ESTAMOS COM UMA UNICA BALA NO REVOLVER PARA RESOLVER ESTA ESCROTIDAO QUE FIZERAM EM NOSSO PAIS. DIVIDIRAM O POVO BRASILEIRO EM FACÇOES CRIMINOSAS.DIVIDIR PARA CONQUISTAR. ATE A BEM POUCO TEMPO ATRAZ O SENHOR ERA DA EQUIPE DE LIMPEZA DO LIXAO. O QUE ACONTECEU. MUDOU DE LADO? AGORA ESTA ASSOCIADO COM O FORO DE MEU GLORIOSO SUM PAULO E DOS VAGABUNDOS DA FUNDAÇAO GETULIO VARGAS? SERA QUE O SISTEMA DE DIVIDIR PARA CONQUISTAR VAI CONTINUAR AD AETERNUM. PAREM DE FAZER FIRULA OU LUTEM POR UM PAIS MELHOR OU PAREM COM DESENFORMAÇAO DE GRAÇA PARA FAZER O POVO REGREDIR EM VEZ DE PROGREDIR. ESTA NA HORA DAS FFAA FECHAR CONGRESSO E O RESTO DOS VAGABUNDOS TODOS E FAZER UMA CONSTITUIÇAO NOVA. FORA O QUE ESTA DITO AQUI NAO TEM MAIS SOLUÇAO. PALAVRAS, PALAVRAS, PALAVRAS NAO LEVAM A NADA. SE NAO SABEM O QUE DIZER CALEM A MALDITA BOCA. ESTE E A UNICA VERDADE QUE TEMOS NO MOMENTO. SUM PAULO UM ESTADO TAO FUDIDO QUANTO O RIO DE JANEIRO. ASSOLADO DE MATRACAS DA FUNDAÇAO GETULIO VARGAS E DA GLOBO QUE SO FAZEM SELFIE SOBRE ELES MESMOS E O BRASIL CONTINUA AS MOSTAS. SE NAO SABEM CONSTRUIR VAO PARA O PQP INCLUSIVE O VASSOURINHA DE SUM PAULO QUE COMO PREFEITO NAO FEZ NADA SO VIAJOU E AGORA COMO GOVERNADOR ESTA FAZENDO O MESMO. ELE E FILHOTE DO FERNANDO HENRIQUE, SERRAS E OUTROS MALANDROS VELHOS QUE INICIARAM A QUEBRA DO PAIS. AGORA CONTINUAM QUERENDO MANTER SE NO PODER FOREVER. CHEGA DE DIVIDIR OU SOMA OU VAO TODOS PARA O INFERNO QUE E O LUGAR QUE PERTENCEM. O POVO QUE TRABALHA REALMENTE E PAGA A CONTA AGRADECE.

jomabastos disse...

"Os ricaços e os controladores globalitários presentes ao Fórum Econômico Mundial querem ouvir boas novidades do trio brasileiro."
O objetivo do Brasil é estar no topo dos países mais ricos do mundo e também ser um dos controladores da indústria e do mercado econômico mundial? Ou será que o Brasil, embora tenha um fortíssimo potencial para se desenvolver seriamente, vigorosamente e rapidamente, quer continuar como país de terceiro mundo?
Deixemo-nos de lamuriar como país de terceiro mundo e lutemos para nos incluirmos nos países mais desenvolvidos e mais ricos do mundo.

jomabastos disse...

"O desemprego ainda é altíssimo."
Oficialmente o desemprego atinge cerca de treze milhões.
Mas como as estatísticas brasileiras vivem na falta de transparência, somente no Bolsa Família devem existir mais de quinzes milhões de desempregados.
Ou seja, o total de desempregados certamente que poderá chegar aos trinta milhões.
Queremos transparência? Sejamos transparentes!

jomabastos disse...

"A desindustrialização é ululante."

A terceira revolução industrial chegou levemente ao Brasil e a quarta revolução industrial está com medo de cá entrar, pela notória falta de investimento dos sucessivos governos no desenvolvimento de novas tecnologias.

A digitalização, algo fundamental para diminuir drasticamente a burocracia do aparelho estatal e privado, está muito pouco introduzida nos trâmites administrativos.

A existência de uma "Carteira de Trabalho" é um exemplo da burocracia desnecessária e também da falta de privacidade do trabalhador perante o empregador - é mais do que suficiente a apresentação de um Curriculum Vitae para concorrer a um cargo profissional e um contrato de trabalho digital ou não, mas juridicamente válido com a empresa.

jomabastos disse...

Quanto à violência, é algo de muito grave, pois ela está disseminada por todos os estados deste país.

https://pt.wikipedia.org/wiki/Lista_de_unidades_federativas_do_Brasil_por_taxa_de_homicídios

jomabastos disse...

Violência

O decreto para desburocratizar o acesso à posse de uma arma de fogo, em minha opinião, não irá contribuir para diminuir a violência, pois esse decreto foi simplesmente para o Bolsonaro entreter a população ao cumprir uma parte da sua promessa eleitoral.
Embora a posse de uma arma de fogo possa alterar algo, atualmente a maior violência não está no assalto a residências, visto que já existe muito eleitor com arma de fogo em sua posse.
Já existe muita gente com posse de arma de fogo mas sem porte.
O preço de uma pistola ou de um revólver, também trava a sua compra por grande parte da população.
Neste país, violência não se deve combater com violência, pois poderá originar mais violência.

A governação tem que fundar escolas de regime de interno, geridas por militares capacitados para tal, para os menores de idade(e não só) problemáticos e analfabetos. A Educação é um alicerce fundamental para reduzir altamente a violência.
Mesclar todo mundo nos presídios, é algo de muito errado que só gera mais violência.

jomabastos disse...

Se nada de mal acontecer na governação, o Bolsonaro não irá cair nas redes da mídia.
Mas acontece sempre algo de menos bom, que é o suficiente para que a imprensa vibre de notícias.
Não defendamos os erros dos governantes, seja qual for a sua ideologia ou cor partidária.

Unknown disse...

Sou seu assíduo leitor. Porém, fazia uma semana que não lia seus artigos. Após ler o de hoje, estranhei sua posição crítica no tocante ao desempenho do governo, nestes 20 dias de mandato, no tocante à economia e segurança. Creio que ainda é um pouco cedo para tais cobranças. Você, mais que ninguém, sabe o prejuízos de uma intervenção federal em qualquer estado. Vamos deixar essas críticas precoces para os PTralhas.

Roberto Cortez disse...

Sou seu assíduo leitor. Porém, fazia uma semana que não lia seus artigos. Após ler o de hoje, estranhei sua posição crítica no tocante ao desempenho do governo, nestes 20 dias de mandato, no tocante à economia e segurança. Creio que ainda é um pouco cedo para tais cobranças. Você, mais que ninguém, sabe os prejuízos de uma intervenção federal em qualquer estado. Vamos deixar essas críticas precoces para os PTralhas.

Mata Viva disse...

VOCÊ FALA MERDA DEMAIS