quarta-feira, 16 de janeiro de 2019

O Drama da Constituição



“País Canalha é o que não paga precatórios”

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Carlos Maurício Mantiqueira
A Constitução Federal em vigor está ferida de morte.

Mal nascida, elaborada por legisladores ordinários e não por pessoas isentas, sofreu graves atentados desde o início.

Um personagem de grande inteligência e nenhum escrúpulo disse ter alterado trechos da Carta Magna que não foram levados à votação.

Talvez o seu ponto mais polêmico seja a presunção da inocência. Por conveniências políticas, a suprema corte, afrontou essa cláusula, para permitir a prisão de um réu após uma decisão colegiada, de segunda instância, mas sem esgotamento de todos os recursos previstos em lei. Portanto, SEM o TRÂNSITO EM JULGADO DA SENTENÇA CONDENATÓRIA.

Por ironia do destino, o mesmo excelso pretório, tenta agora se desdizer, e com isso, soltar uma pessoa a quem teme ou por quem tem gratidão devido a sua indicação ao cargo, mesmo não tendo alguns o requisito de “notável saber jurídico”.

O fatiamento das consequências do “impeachment” da então Presidente da República, poupando-lhe os direitos políticos foi uma vergonha nacional.

Um dos homens mais brilhantes que conheço, diz que todo aprimoramento institucional dá-se por outorga e não por demanda.

A Constituição de 1.946, elaborada por assembleia especialmente eleita, é um dos raros exemplos de melhoria endógena.

Não obstante, a atual é o que temos.

Dizem os espanhóis: “Con estos bueyes hay que arar”.

Carlos Maurício Mantiqueira é um livre pensador.

2 comentários:

jomabastos disse...

A Constituição de 1988, foi elaborada à medida dos corruptos e dos rentistas e não à medida do Povo e da Nação brasileira.
Os direitos dos políticos e do STF são infinitos, algo que estorrica o país.
Até quando iremos permitir que esta Constituição mantenha a Nação imersa e não completamente emersa, fora de água, para poder começar um verdadeiro desenvolvimento socioeconômico?

Sandra disse...

E os chineses cantam: I wanna lold you'land. I wanna lold you'land. I wanna lold you'land. I wanna lold you'land...