domingo, 13 de janeiro de 2019

Santos Guerreiros


“País Canalha é o que não paga precatórios”

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Carlos Maurício Mantiqueira

Pela Graça de Deus, pude assistir nas redes sociais, a cerimônia de troca de comando do Exército Brasileiro.

Confesso que me emocionei.

É comum que as forças armadas, de todos os países, nos deem heróis.

Mais raros são os santos guerreiros.

Inicialmente, por sua condição angélica, falemos de São Miguel Arcanjo. Comandante das milícias celestes na luta contra o Mal.

Em seguida, lembremos de São Paulo que dá nome ao estado "locomotiva".

Já São Nuno de Santa Maria, no século, Nuno Alvares Pereira foi o Condestável de Portugal. Ilustre antepassado da Casa de Bragança, velho e viúvo, decidiu tomar o hábito carmelita. Na cerimônia apropriada, o consagrante estranhou o caimento de suas vestes e ele explicou: “Trago por baixo minha armadura, se acaso a Pátria ainda precisar de mim”.

Saibam os ilustres Presidente da República, o Vice Presidente e o novo Comandante, que os civis, patriotas brasileiros, também portam sob seus trajes a gloriosa armadura moral, legado de Caxias e de todos os chefes militares do passado, que, com honra, cumpriram o seu dever.

Em Guararapes, em Riachuelo, em terras e céus italianos, brasileiros ilustres ou anônimos, engrandeceram o nome da Terra de Santa Cruz.

O nosso símbolo máximo é o Cruzeiro do Sul, que está na Bandeira, no Hino e no Selo Nacional.

O Brasil já tem seus heróis. Agora começa a Era dos Santos.

Carlos Maurício Mantiqueira é um livre pensador.

Nenhum comentário: