quarta-feira, 13 de fevereiro de 2019

A “Indústria” da Intriga



Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Carlos Maurício Mantiqueira

Amáveis leitores, não se iludam. Os milhões de brasileiros que votaram no Mito venceram uma batalha, talvez a mais importante, mas a guerra está longe de terminar.

Infiltrados em todos os níveis da administração pública, os comunistas continuam em seu afã demolitório: “quanto pior, melhor !”.

Levará muito tempo para desratizar o país.

A primeira medida é intrigar os membros do novo governo. “Dividir para governar!”. Não prosperará a cizânia porque entre os botões dourados existe a lealdade, coisa que os bandidos nem sabem o que é.

Com o auxílio da banca (que sapateia na volúpia dos lucros decorrentes da reforma da previdência), querem os traidores da Pátria tirar o foco das reais prioridades: enxugamento da burocracia, reforma do poder judiciário (nunca dantes tocado na história deste país!) e o estrito cumprimento da Lei pelos “deuses” e pelos mais humildes servidores públicos. Acabou-se a era do “jeitinho”, de “tirar vantagem em tudo”, do compadrio, etc.

Há um vídeo circulando nas redes sociais em que uma alta “otoridade” se vangloria de furto de autos judiciais para frustrar um despejo. O panaca confessa o crime sem o menor pejo.

Parece o reencontro de amigos que não se viam desde a juventude. Após os efusivos abraços iniciais um pergunta: “E você, Fulano, conseguiu se livrar da incontinência urinária que muito o constrangia?”

"Não; mas após trinta anos de terapia, hoje tenho orgulho disso e não mais vergonha!”.

À merda o Papai Noel, o coelhinho e a cegonha.

Carlos Maurício Mantiqueira é um livre pensador.

3 comentários:

jomabastos disse...

A razão de muitos milhões votaram no Bolsonaro, foi porque ele era anti-comunista/lulista.

Os verdadeiros representantes do Bolsonaro no Congresso são os parlamentares do PSL. Essa será a grande razão porque o governo irá ter grandes problemas para aprovar projetos anticorrupção e para poder fazer a reforma do poder judiciário. Isto é, a "desratização" será quase impossível no atual cenário político de apoio às propostas governamentais.

O PSL tem:
55 parlamentares deputados na Câmara de Deputados -
de 513 deputados na Câmara o Governo necessita de 257 para fazer aprovar um projeto;
4 parlamentares senadores no Senado -
de 81 senadores o Governo necessita de 41 para fazer aprovar um projeto.


jomabastos disse...

25 ex-parlamentares devem ter processos da Lava Jato enviados pelo STF para instâncias inferiores.
Os não reeleitos para 2019 e investigados em procedimentos no STF são oito(8) ex-senadores e dezassete(17) ex-deputados.

OS 25 EX-PARLAMENTARES

Ex-senadores e Ex-deputados
Benedito de Lira (PP-AL) Alfredo Nascimento (PR-AM)
Edison Lobão (MDB-MA) Andre Moura (PSC-SE)
Eunício Oliveira (MDB-CE) Anibal Gomes (DEM-CE)
Garibaldi Alves Filho (MDB-RN) Arnaldo Faria de Sá (PP-SP)
Lindbergh Farias (PT-RJ) Decio Lima (PT-SC)
Paulo Bauer (PSDB-SC) José Otávio Germano (PP-RS)
Romero Jucá (MDB-RR) Julio Lopes (PP-RJ)
Valdir Raupp (MDB-RO) Lucio Vieira Lima (MDB-BA)
Luiz Fernando Faria (PR-SP)
Luiz Sérgio (PT-RJ)
Manoel Junior (MDB-BA)
Marco Maia (PT-RS)
Milton Monti (PR-SP)
Nelson Meurer (PP-PR)
Roberto Britto (PP-BA)
Roberto Teixeira (PP-PE)

Será que a justiça irá respeitar o leitor brasileiro?

Passaro disse...

Como diria o Walter Abrão "Tá gordo"(No caso,o Lula).