quarta-feira, 20 de fevereiro de 2019

Bolsonaro tem de manter a impulsão



Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net
Membro do Comitê Executivo do
Movimento Avança Brasil

A canalhice midiática, que defende interesses inconfessáveis criando factóides e faketóides contra o Presidente da República, investe tudo na repercussão mal intencionada de uma suposta crise política que já foi debelada no nascedouro. A maioria da opinião pública condena a covardia da imprensa na tentativa de desgastar Bolsonaro, sua família e seu vice. A tendência é que o feitiço vire contra os feiticeiros.

A fofocagem em torno do desgaste e exoneração de Gustavo Bebianno da Secretaria-Geral da Presidência da República até mobilizou o mundo político, porém não gerou consequências nas expectativas do mercado financeiro. O desespero da oposição sem noção ficou maior porque o Bebiannogate fortaleceu a relação pessoal entre Jair Messias Bolsonaro e seu vice Antônio Hamilton Mourão – os principais impulsionadores do governo, junto com Sérgio Moro e (até agora) Paulo Guedes.   

Todo mundo sabe que uma imprensa comprometida com a verdade é fundamental para o Estado Democrático de Direito, através do exercício pleno da liberdade de expressão. O problema é que isto não acontece no Brasil, onde a mídia hegemônica, Estadodependente, foca na defesa dos interesses políticos e econômicos de uma oligarquia criminosa e decadente. Felizmente, tal quadro tende a mudar. Assistimos à evolução de veículos de informação mais independentes. Ao mesmo tempo, vivenciamos a desmoralização e falência da velha mídia.

Nem a crédula Velhinha de Taubaté conseguiu acreditar no que viu e ouviu no Jornal Nacional da Rede Globo. Em meio à marretagem editorial contra Bolsonaro, o Grupo Globo soltou uma nota oficial para vender a inacreditável tese de que não tem, nem nunca teve, inimigos... KKKKKK... A Família Marinho quer matar todo mundo de rir... Prova da piada é a histórica edição do Jornal Nacional de 15 de março de 1994, na qual o falecido Leonel Brizola ganhou um direito de resposta contra a Globo...


O Bebiannogate está superado. Agora, Bolsonaro e Mourão têm de manter a impulsão. Filtrem as críticas, mas não se deixem dominar pelas histerias midiáticas. O governo é que deve definir e executar a pauta da agenda positiva. O fundamental é seguir rumo aos 100 dias de governo. Daqui a 50 dias, é hora de um freio de arrumação para uma inevitável revisão de parte da equipe que não cumpriu metas estabelecidas.

Mudanças institucionais, que começam com reformas, exigem sabedoria para tomar decisões difíceis, mas que são corretas e inadiáveis, mesmo que provoquem efeitos colaterais políticos. O fundamental é manter a força de impulso, com pulso firme, porém com jogo de cintura e, se possível, bom humor – como é a característica pessoal de Bolsonaro e Mourão.

Os segmentos esclarecidos da sociedade não podem entrar no joguinho canalha dos controladores midiáticos – comprometidos com a continuidade do funcionamento do “Mecanismo”. Aliás, a canalhice da mídia é parte do negócio, principalmente em um País subdesenvolvido, sem educação e sob influência permanente do extremismo ideológico – fator de emburrecimento social.

Depois do caso Bebiano, uma coisa é certa. A mídia em ritmo de falência tem tudo a temer. A máquina do Governo Bolsonaro vem com tudo para cima dos canalhas e criminosos. O fundamental é que o ataque será baseado, exclusivamente, na aplicação da Lei – coisa a qual os dirigentes da velha mídia não estão acostumados, pois são viciados nas mais variadas formas de corrupção.

Bolsonaro leva nesta quarta-feira ao Congresso Nacional a proposta de Reforma da Previdência. Mourão calcula que o governo tem 250 votos a favor, enquanto a oposição tem 150 contra. O vice lembra que entre 60 e 70 votos precisam ser buscados para aprovar o pacote previdenciário.

O melhor negócio é manter a impulsão...

Momento de União


Lobão convoca a direita a uma união, sem análises precipitadas que provoquem conflitos que só beneficiam a esquerda...

Goza Gleisi...


O que Bolsonaro fez de ruim para a esquerda... Pura gozação com a Presidenta do PT, Gleisi Hoffmann...

Bebi anos...


 Casseta & Planeta em 13 segundos...

Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. 
A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 20 de Fevereiro de 2019.

9 comentários:

jomabastos disse...

A Mídia, em geral, só poderá vir a falir, quando o Governo deixar de gastar fortunas ao subsidiá-la com publicidade e marketing desnecessários.
Por enquanto parte da Mídia mantem-se bem ativa, devido ao apoio financeiro direto do Governo.

jomabastos disse...

Quem não gostar de Mídia multifacetada e de informação com opiniões diversas, que não a leia nem a assista.
Mas quanto mais liberal e democrático for um país, mais liberdade de expressão haverá, melhor e mais informação existirá.

jomabastos disse...

O Governo tem que atingir os objetivos necessários e suficientes para o desenvolvimento do Brasil, não desperdiçando suas energias ao lutar sem eficácia contra a liberdade de expressão e contra as opiniões diversificadas da mídia e dos eleitores.

jomabastos disse...

Neste momento, o governo brasileiro está potencialmente muito forte, por ter uma oposição lulista com a cabeça bem enterrada.
Nesta etapa, para a que a atual administração deste país se fortaleça ainda mais, falta ao Governo ter a capacidade de saber negociar positivamente com o Congresso, para que sejam aprovadas, a Reforma da Previdência e o projeto Anti-crime.

Anônimo disse...

O Boechat vai fazer falta. A mídia hegemônica não é multifacetada come se pensa, muito pelo contrário, tem pensamento único e politicamente correto, nela a informação é pasteurizada. Interessante que eles definem o que é politicamente correto, por exemplo: casamento gay não é nem nunca será politicamente correto, só pra quem sofre de dissonância cognitiva. Deve ser o casamento hetero o incorreto...

Hoje o dólar abriu em forte alta mas a mão pesada, não tão invisível assim, do dono do Itaú no BC segurou a onda. É essa a economia de mercado dos ditos liberais?

Francisco

Jayme Guedes Filho disse...

Serrão, aos fatos: dinheiro público repassado a três dias da eleição para candidato que acabou com pouco mais de uma centena de votos.Na sequência, as "explicações" que nada explicam.(a) Ah, eleição é uma caixinha de surpresas. Mentira! Partidos fazem pesquisas "internas" diárias e a três dias da eleição conhecem perfeitamente a situação de cada candidato. (b) A presidência do partido repassa o recurso ao diretório que o repassa ao candidato que, ao final, presta contas à Justiça Eleitoral. Mentira! Fosse assim, para que serve o presidente do partido? Quem tem a obrigação de VER não pode alegar que não viu.
As alternativas: na melhor das hipóteses, desperdício de dinheiro público por omissão do responsável que deve responder por "corrupção culposa"; na pior das hipóteses, desvio de dinheiro público em proveito próprio, devendo o responsável responder por "corrupção dolosa".
Na sequência, ao ser questionado sobre esse cenário horroroso o Bebiano, maldosamente, tenta trazer o presidente para dentro de um assunto que é exclusivamente dele, quando responde: "falei com ele três vezes hoje" sugerindo que abordou o tema "laranjas" com o presidente.
Mas efetivamente falou sobre "laranjas", que é o assunto no momento? Não. Falou sobre outros temas e nesse ponto foi oportunamente corrigido pelo Carlos Bolsonaro e pelo presidente que, apropriadamente, o deixaram como mentiroso.
Esses são os fatos e a investigação em curso pode levar o Bebiano a cumprir o roteiro de investigado, denunciado, réu e sentenciado. Simples assim. Eu, um anônimo, não tive a menor dificuldade de formar uma opinião sobre os fatos.
Porém, o que dizer dos profissionais que lidam com tais situações? Ora, quem assistiu ao "jornalismo da Globo" ontem teve que tomar cuidado para não vomitar. Foi de uma desonestidade explícita que deu total razão ao presidente quanto às restrições que faz a essa empresa de entretenimento que finge fazer jornalismo. Quem quer que seja que tenha visto o tema "laranjas eleitorais" pelo olhar da Globo ou padece de grave deficiência cognitiva ou está saudoso das boquinhas do tempo dos 16 anos de governo do PT.
Jayme Guedes

P.S.: Quanto ao PSOL, exibindo laranjas hoje na entrega da reforma da previdência ao legislativo, descobri que o que não toleram é a corrupçãozinha, a corrupção de merreca, de 400 mil. O que aplaudem é corrupÇÃO de bilhões que aplaudiram durante os 16 anos dos corruPTos no governo petista.

Anônimo disse...

Sugiro ao Alerta Total fazer uma matéria sobre a calamitosa Reforma do Ensino Médio e a obscura BNCC: se isso não for cancelado, teremos gerações ainda mais ignorantes. Sou do tempo em que havia o Clássico e o Científico no Colegial e, não tenho dúvidas, funcionava muito bem aquele modelo em que o estudante, já cônscio de suas afinidades, escolhia mais propriamente o que lhe convinha a seu futuro. Mais tarde, uma reforma criou o "Primeiro Grau" e o "Segundo Grau" e, ainda, os Cursos Técnicos conjuntos ao Segundo Grau para quem os quisesse. E agora, pelo que tenho-me informado sobre o imbróglio da dita "Reforma do Ensino Médio" e o monstrengo chamado BNCC (Base Nacional Curricular Comum), veremos, como jamais visto, um arruinamento do ensino no Brasil.

Jayme Guedes Filho disse...

Dificilmente um político eleito pela ignorância do eleitor cometerá o suicídio político de proporcionar educação de qualidade para o povo brasuca.

Anônimo disse...

Boechat posava de isentão, mas, na atual hegemonia cultural marxista, era uma máscara para ser desinformante de esquerda.