quinta-feira, 28 de fevereiro de 2019

O “PPP” do Novo Regime Militar Brasileiro



Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net
Membro do Comitê Executivo do
Movimento Avança Brasil

Regime Militar? 1964 a 1985? Isto é coisa do passado. O Brasil agora tem de cuidar do presente para ter algum futuro. A “surpreendente” eleição do Capitão Jair Messias Bolsonaro e seu vice General Antônio Hamilton Mourão produziu um fenômeno institucional. Os militares “tomaram” o poder no Brasil pelo voto direto e democrático. O País se descobriu de maioria conservadora, depois de tanta incompetência e ladroagem dos falsos progressistas de esquerda.

Dá até para brincar que criamos, ns urnas, uma espécie de jabuticaba. Um regime com proeminência militar que foi escalado pela maioria da população para enfrentar, neutralizar e, de possível, derrotar e exterminar a Ditadura do Crime Institucionalizado que se apossou da impropriamente denominada “Nova República” (1985 até 2018?). Tudo indica que estejamos em uma transição para algo diferente. Inclusive para reformas e, (quem sabe?), mudanças estruturais.

Agora, temos um Governo Federal com quase 70 cargos de alto escalão ocupados por qualificados oficiais das Forças Armadas. A tão falada e temida “Intervenção Militar” aconteceu sem golpe – ou, no máximo, por um golpe de sorte, sem necessidade de uma quartelada. Os arautos do Estado-Ladrão estão apavorados. A “Esquerda” parece uma virgem no bordel. A tal “Direita” ainda provar que tem competência, racionalidade e equilíbrio emocional para liderar o Brasil.

Enquanto os extremos ainda se bicam e se xingam, sobretudo nas redes sociais, Bolsonaro vai cuidando da saúde e tomando pé da real situação de um País dominado pelo Crime (ainda sem castigo). Mourão vai mostrando habilidade para evoluir sua relação pessoal com Bolsonaro, enquanto ocupa espaços de gestão, exercitando o diálogo e emitindo opiniões que fogem ao senso comum, inclusive com toques de bom humor que entristecem os inimigos.

A dupla eleita joga o jogo direitinho, para desespero dos extremistas. O flamenguista Mourão dá um show de diplomacia como método para atingir objetivos. Até os vascaínos gostam dele... Seu chefe Bolsonaro, um palmeirense com tique botafoguense, tem atuado com a máxima discrição e humildade. Agrada até aos corinthianos... O Presidente mais ouve do que fala. Começa a evoluir da fase de uma espécie de “sindicalista” do segmento militar para a postura sábia e hábil de um aprendiz de Estadista. O comportamento equilibrado de Bolsonaro é uma facada mortal, simbólica, na oposição burra e canalha.

Os militares inauguram um novo capítulo na História do Brasil. Atuam como gestores, cumprindo missões, fazendo planos, tocando projetos e entregando resultados objetivos, visíveis ou ainda invisíveis. O foco é a institucionalidade. O objetivo inicial é integrar ministérios que, antes, estavam entregues a diferentes quadrilhas. Cada feudo de um grupo de bandidos agia sem qualquer compromisso de integração – inclusive para roubar...

Assim, forçados a gerir um orçamento apertado, os milicos agora começam a mostrar que é possível uma gestão estratégica do Brasil. Ainda é cedo para falar de resultados maravilhosos. Alguns militares ainda enfrentam a falta de vivência e paciência para lidar com a canalhice do mundo da politicagem. Mas muitos já mostram elevada capacidade de articulação e, sobretudo, muito jogo de cintura para dialogar com opositores, adversários e inimigos.

A qualificação dos militares no poder surpreende. Se obtiverem sucesso na gestão básica de ministério e de empresas estatais (de economia mista), mostrando que é possível fazer Política de Alto Nível no Brasil, sem babaquices e infrutíferas polêmicas ideológicas, será possível vislumbrar uma etapa histórica ideal. Os militares, junto com os segmentos esclarecidos da sociedade, terão a chance, inédita, de formular um Projeto Patrótico de Poder, cuja base será a Democracia – e não a demagogia dos bandidos organizados.  

Circula, nas redes sociais, uma lista de militares no governo. A tendência é que o número aumente. Depois de perderem a guerra ideológica de comunicação para a “esquerda”, que teve competência na demonização dos governos dos Presidentes-Generais, os militares na ativa, na reserva ou reformados dão sinais de que estão prontos para mudar o Brasil para melhor, agindo como servidores profissionais de um Estado que precisa ser reinventado.

Quem duvida que confira a lista abaixo, com nomes de militares de reconhecida qualidade e formação intelectual. “Ditadores” são os bandidos... Os milicos estão prontos para atacá-los abertamente, dentro das regras do jogo democrático, em meio a uma guerra de todos contra todos os poderes.

Que não demore a acontecer o PPP - "Projeto Patriótico de Poder"...

ELEITOS

01 – Presidente da República – Capitão Jair Bolsonaro,

02 – Vice-presidente da República – General Hamilton Mourão.

ABAIXO OS NOMEADOS

03 – Ministro da Secretaria Geral da Presidência – General Floriano Peixoto

04 – Secretário Executivo da Secretaria-geral – ?

05 – Secretário Especial de Assuntos Estratégicos da Secretaria-geral – General Maynard Marques de Santa Rosa,

06 – Secretário-Executivo Adjunto da Secretaria-geral – General de Divisão Lauro Luis Pires da Silva,

07 – Assessor Especial da Secretaria-geral – Coronel Walter Félix Cardoso Junior,

08 – Secretário de Administração – Coronel Gilberto Barbosa Moreira

09 – Ministro do GSI (antiga Casa Militar) – General Augusto Heleno,

10 – Secretário-Executivo do GSI – General de Divisão Valério Stumpf Trindade,

11 – Secretário de Coordenação de Sistemas do GSI – Contra-Almirante Antonio Capistrano de Freitas Filho,

12 – Secretário de Assuntos de Defesa e Segurança Nacional do GSI – Major Brigadeiro do Ar Dilton José Schuck,

13 – Secretário de Segurança e Coordenação Presidencial do GSI – General de Brigada Luiz Fernando Estorilho Baganha,

14 – Secretário-Executivo Adjunto do GSI – Brigadeiro do Ar Osmar Lootens Machado,

15 – Asssessor do GSI – General Eduardo Villas-Bôas

16 – Ministro da Defesa – General Fernando Azevedo e Silva,

17 – Secretário-Geral da Defesa – Almirante de Esquadra Almir Garnier Santos,

18 – Chefe de Gabinete da Defesa – General Edson Diehl Ripoli

19 – Secretaria de Produtos de Defesa – General de Divisão Decílio de Medeiros Sales,

20 – Secretário de Pessoal, Ensino, Saúde e Desporto – Tenente Brigadeiro do Ar Ricardo Machado Vieira,

21 – Ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) – Tenente-coronel da Força Aérea Brasileira Marcos Pontes,

22 – Chefe de Gabinete do MCTIC – Brigadeiro do Ar Celestino Todesco,

23 – Assessor Especial do Ministro – Tenente Brigadeiro do Ar Gerson Nogueira Machado de Oliveira

24 – Secretário de Políticas Digitais – Tenente-Brigadeiro do Ar Antonio Franciscangelis Neto,

25 – Secretário de Radiodifusão – Coronel Elifas Chaves Gurgel do Amaral,

26 – Diretor do Departamento de Serviços de Telecomunicações – Coronel Aviador Rogério Troidl Bonato

27 – Secretário-Executivo Adjunto – Coronel-Intendente Carlos Alberto Flora Baptistucci,

28 – Ministro de Minas e Energia – Almirante Bento Costa,

29 – Chefe de Gabinete de Minas e Energia – Contra-almirante José Roberto Bueno Junior,

30 – Ministro da Infraestrutura – Capitão Tarcísio Gomes,

31 – Secretário de Transportes Terrestre e Aquaviário – General Jamil Megid Júnior,

32 – Ministro da Secretaria de Governo – General Carlos Alberto dos Santos Cruz,

33 – Secretário Nacional de Segurança Pública – General Guilherme Theophilo,

34 – Coordenador-Geral de Estratégia da Senasp – Coronel Freibergue do Nascimento,

35 – Coordenador-Geral de Políticas da Senasp – Coronel José Arnon dos Santos Guerra,

36 – Assessor técnico do Gabinete do Ministro da Justiça – Sub-Oficial da Aeronáutica Alexandre Oliveira Fernandes,

37 – Secretário de Esportes – General Marco Aurélio Vieira,

38 – Ministro da Controladoria-Geral da União (CGU) – Capitão Wagner Rosário,

39 – Presidente da Funai – General Franklimberg de Freitas,

40 – Presidente do Incra – General Jesus Corrêa,

41 – Presidente dos Correios – General Juarez Aparecido de Paula Cunha,

42 – Assessor Especial do Presidente dos Correios – Coronel André Luis Vieira

43 – Diretor da Anvisa – General Paulo Sérgio Sadauskas,

44 – Diretor de operações do Serpro – General Antonino Santos Guerra,

45 – Superintendente da Suframa – Coronel Alfredo Menezes,

46 – Chefe de Gabinete Adjunto do Ministério da Educação – Coronel Ayrton Pereira Rippel,

47 – Presidente da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) – General Oswaldo de Jesus Ferreira,

48 – Diretor de Programas da Secretaria-Executiva do MEC – Coronel Aviador Ricardo Roquetti

49 – Chefe de Gabinete do Inep – General Francisco Mamede Brito Filho,

50 – Presidente do Conselho de Administração da Petrobras – Almirante-de-esquadra Eduardo Bacellar Ferreira,

51 – Gerente Executivo de Inteligência e Segurança Corporativa da Petrobrás – Capitão-Tenente da Marinha Carlos Victor Guerra Naguem

52 – Diretor Administrativo-Financeiro da Telebras – General José Orlando Ribeiro Cardoso

53 – Presidente da Itaipu – General Joaquim Silva e Luna,

54 – Diretor Geral do Dinit – General Antônio Leite dos Santos Filho

55 – Diretor Executivo do Dinit – Coronel André Kuhn

56 – Porta-voz do governo – General Otávio Santana do Rêgo Barros,

57 – Assessor da Caixa Econômica Federal – Capitão de Mar e Guerra Marcos Perdigão Bernardes,

58 – Assessor da Caixa Econômica Federal – Capitão de Mar e Guerra Almir Alves Junior,

59 – Assessor da Caixa Econômica Federal – Brigadeiro Mozart de Oliveira Farias

60 – Secretário de Orçamento, Finanças e Gestão do Ministério do Meio Ambiente – General Nader Motta,

61 e ss – Novos superintendentes do Ibama – ?

62+ - Diretor financeiro executivo de Itaipu - vice-almirante Anatalício Risden Júnior

Releia a 2ª Edição de ontem: Fora, Bolsonaro: Brasil tem novo Presidente!



Jus esperniandi

O PT fará uma reclamação oficial ao Papa Francisco para reclamar por que Sérgio Moro não nomeou Luiz Inácio Lula da Silva para o Conselho Penitenciário...

Só pode ser porque o Presodentro ainda não foi transferido para uma Penitenciária – conforme acontece com qualquer preso comum, que de nível superior só tem uns questionáveis títulos de Doutor honoris causa...

Já sobre a nomeação da Ilona Szabó, nada a reclamar... Porque a esquerda se une sempre, até na penitenciária...



Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. 
A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 28 de Fevereiro de 2019.

7 comentários:

Mauro Moreira disse...

Esperamos que agora o gigante Brasil vá em frente. Vamos botar a corja que maltratou nossa Pátria por mais de 30 anos para correr. Ladrões, assassinos, facínoras. Pelo o que fizeram com o nosso Brasil, que sejam processados exemplarmente. Nossos generais, brigadeiros e almirantes precisam mostrar firmeza, muita firmeza, como fizeram no caso da rejeição dos alunos dos colégios militares pelos comunistas da USP. Bastou uma palavrinha para colocá-los no devido lugar e corrigir a injustiça. Nossos generais, almirantes e brigadeiros precisam urgentemente ter uma conversinha com os ministros do STJ e STF e para que se atenham ao cumprimento da lei, deixando de lado o viés ideológico e as chicanas para proteger seus criminosos de estimação. Senhores, é agora ou nunca. Se perderem essa oportunidade de colocar esse gigante nos trilhos, jamais conseguirão recuperá-lo e devolvê-lo ao seu sofrido povo, que foi explorado, vilipendiado, humilhado, tratado com migalhas enquanto esses enquanto esses criminosos dilapidavam o patrimônio público. Esperamos muito dos senhores. Não nos decepcionem!

Anônimo disse...

''O comportamento equilibrado de Bolsonaro é uma facada mortal...'' ??????????????????????????????????

jomabastos disse...

A maioria do povo brasileiro elegeu o Bolsonaro por este ser um candidato sem acusações de corrupção, por ser anticomunista e por ser um militar na reserva, algo que nos daria garantias de que iria ser um presidente que não iria permitir a intrusão do Putin no Brasil, que seria totalmente anti-corrupção e teria o apoio logístico dos militares caso fosse necessário.

Muitos dos 57 milhões brasileiros que votaram Bolsonaro, querem, infelizmente, "partir" o brasil em dois: direita e esquerda. Por favor, não façam isso! Se assim continuar, o liberalismo socioeconômico avançará muito vagarosamente neste país, repercutindo-se no seu desenvolvimento. Queremos um Brasil unido e não dividido.

Será que não estão atentos? Muito eleitores votaram no Bolsonaro, não porque gostassem dele como pessoa, mas porque são anticomunistas, são de uma direita-centro-esquerda moderada, são de um liberalismo social conservador e não virados totalmente para uma direita extremista, como o Bolsonaro está mostrando que é ou venha a ser. O Presidente tem que ser liberal moderado conservador e governar para todos os brasileiros.

Estes eleitores liberais moderados e conservadores, estão esperando, desejando e querendo que o Bolsonaro dê uma boa solução socioeconômica a este país, que tenha políticas anti-Putin, mas que, não ande a bajular ditadores, nem mantenha no seu governo individualidades com contas a prestar à justiça.

Todo mundo que é liberal e anti-comunista, quer ver fora dos destinos desta Nação os comunistas/lulistas/socialistas, os quais querem destroçar este Brasil, assim como fizeram com a Venezuela e outros países da América-latina.
Ser anti-comunista não implica odiar os comunistas, mas trabalhar profundamente no desenvolvimento político e socioeconômico do país, para que esses eleitores comunistas venham a apoiar e a votar no liberalismo.

A Venezuela é a principal porta de entrada da Rússia de Putin na América-latina, porque esse é o país latino que mais riquezas minerais contém. Os comunistas/socialistas da América-latina, são a face oculta do Putin, o qual quer aprofundar suas garras socialistas/comunistas(antiga URSS) nesta zona do mundo, com o comércio e a industria da guerra, transacionados com o petróleo barato, com o ouro e outras riquezas minerais. E a China dá todo o seu apoio ao Putin, porque também quer ter o monopólio na venda de suas novas tecnologias nos países comunistas latinos.

O Bolsonaro, tem pelo menos um dos vícios dispendiosos de outros governos, que é o de fazer campanha na mídia - ter despesas de muitas dezenas de milhões - dos seus "produtos". Há que perder esse vício despesista, que só enche os cofres da mídia e das empresas publicitárias com o dinheiro dos nossos impostos, e sim, começar a promover sérios e profundos debates públicos, sobre o tópico em questão, em toda a mídia brasileira e consequentemente nas redes sociais, mas já com melhor conhecimento dos eleitores sobre o assunto a ser votado.

jomabastos disse...

Utilizar o slogan da campanha eleitoral nas escolas? Querem continuar a sua campanha eleitoral?
Cantar o Hino nas escolas está correto, porque necessitamos que a juventude e o Brasil sintam a sua pátria no dia a dia de suas vidas.
Mas palavras e sonhos não chegam.
Necessitam-se verdadeiras ações.

Em vez de muitos presídios, que tal criar muitos colégios - internos e externos - militares ou geridos por militares, para toda a criançada e juventude que está desalinhada com a sociedade? A violência iria baixar, o nível educacional e profissional subir, o emprego crescer e o país desenvolver.

Há um amigo meu que me diz: ah... mas isso já está sendo efetuando, pois já estão a fazer uma experiência com três colégios militares em Brasília.
Mas já todos nós já sabemos que esse experimento em Brasília é muito positivo. Há que avançar muito rapidamente e não nos ficarmos pela propaganda, pelas fotos, pelos vídeos e pelos artigos jornalísticos enaltecendo essas muito boas experiências na educação e na promoção da anti-violência sem violência.
Há que passar à ação!
Necessitamos alargar e efetivar essa excelente experimentação nos redutos mais descontrolados do país, principalmente ao Nordeste e Norte, em que o tráfico de droga, a violência homicida e de assaltos de que muitos menores de idade fazem parte, não permite que o investimento em micro, pequenas e médias empresas, seja feito com segurança.

Brasil acima de tudo e de todos(mas não bajular nem ser subserviente aos estadistas), liberalismo e desenvolvimento socioeconômico para todos.

Anônimo disse...

Jaques Wagner,que foi Ministro da Defesa? Chefão dos Militares?
Não acredito.
Cada dia jogam mais merdelê, no ventilador dos santinhos.

Loumari disse...

Quem pagou pelas urnas electrónicas?

OBS 21-08-2018: Estive ontem a analisar alguns documentos sobre as Forças Armadas do Brasil, e o que revelam dá claramente a entender que as Forças Armadas brasileiras estão envolvidas em absolutamente tudo. As Forças Armadas do Brasil, esta instituição é em realidade a ela só um estado, e um estado no interior de um estado. Quando as altas patentes do exército afirmam que as instituições estão funcionando, eles têm toda a razão. Pois são todas elas pertencentes e sob directivas das FFAA.
São as FFAA que exercem todo o poder e controle sobre todos os poderes e as atrai para si e as espreme a vontade.
Elas estão por detrás das urnas electrónicas e sobre a instauração do voto obrigatório. Quem pagou pelas urnas electrónicas? EMPREITEIRAS, BANQUEIROS E DOLEIROS.
E as altas patentes das Forças Armas são as que controlam o mercado das drogas e das importações ilegais de armas de fogo.
Grandes empresas brasileiras (as empreiteiras e as mineiras) são máquinas de lavagem de dinheiro dos tráficos das drogas e de mineiros. Este negócio gera benefícios que são bilhões de dólares americanos por dia.
Brasil é o maior exportador das drogas no mundo. E os donos deste frutuoso negócio são militares (das três forças)
O vosso generaleco de Mourão não jactavam nas suas reuniões a portas cerradas em loja maçónica que era necessário uma intervenção militar para aniquilar a quadrinha de Foro de São Paulo? Como nos explicam vocês que ele acabou por se tornar um cordeiro bem manso e se submeteu as eleições via tais urnas electrónicas quais se supõem que são produtos concebido pelo Foro de São Paulo?
Todos eles são maçons. Todo maçom é pião ao serviço do deus que muitos militares de alto grado chamam de grande arquitecto. Todo sensato pode facilmente conceber a mais primária das ideias que, um arquitecto não cria nada. Um arquitecto usa do que já existe para realizar a sua obra. Todo maçom pratica rituais religiosos invocando ao deus arquitecto do universo. Atrair-se os poderes de Satanás, e foram assim obrando de maneira a fazer prevalecer as obras do grande arquitecto. O arquitecto do universo. Estes maçons se autoproclamaram eles mesmos deuses. E são eles que são a origem deste slogan: Brasil acima de tudo. E jactam que deus é brasileiro. Deliberadamente eles colocaram o verdadeiro Deus, o Pai Criador, fora. São todos eles de carácter mui arrogante, são prepotentes, são racistas, abominam os pobres, são segregacionistas. Resumido: são eles os verdadeiros comunistas. Porque, eles se criaram um regime político, económico e social que só beneficia a elite e a seus subordinados. E o seu poder político, económico e social se exerce de maneira comunitário. Comunismo capitalista. The big Fish.
No Brasil até as igrejas, todas, pertencem a maçonaria (a legião de Lúcifer). Templos satânicos. A Bíblia na tradução e edição brasileira foi rescrita pelos maçons (os anjos caídos) e inseriram lá mentiras. O que faz que a Bíblia que têm os brasileiros está cheia de falsidade. Uma impostura. Fraude patente aos olhos de todos brasileiros mas o povo brasileiro prefere crer na mentira e se deixar arrastar pelo engano o que agrada aos satanistas.
Jessé nunca teve filho de nome Davi.
Isaac nunca teve filho de nome Jacó.
E lhes perguntamos: Qual é a origem do amém? Hebreu? Arameu? Latim? Português? Qual é a sua verdadeira definição e qual é o seu verdadeiro significado?
Aceitam coisas quais ignorais as suas origens?
Brasil nação cujo deus é o mesmíssimo Diabo. (Mamon).

Anônimo disse...

Golpe de sorte? Muita oração!