sexta-feira, 1 de março de 2019

Bolsonaro avisa que não disputa reeleição


Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net
Membro do Comitê Executivo do
Movimento Avança Brasil

Justamente no dia em que o Presidente Jair Bolsonaro reuniu representantes da mídia jornalística tradicional para tomar um cafezinho no Palácio do Planalto, com a promessa de que também vai prestigiar os canais de comunicação convencionais, a legítima pressão cidadã nas redes sociais produziu mais um “milagre”.

O ministro Sérgio Moro (da Justiça) voltou atrás e “desnomeou”, do Conselho de Política Criminal e Penitenciário, a bela “desarmamentista” Ilona Szabó. A “direita” barrou mais um lance (estratégico?) da esquerda? Talvez os deuses da ideologia possam responder... Inegavelmente, Moro foi sensível (e solidário) aos protestos nos grupos de discussão nos “ringues” da Internet.

Véspera esquisita de Carnaval, com clima fechado. Aqui, com muita chuva. Na Venezuela, sem novidades. Em Brasília, Juan Guaidó – um corajoso autoproclamado substituto temporário do ditador Nicolas Maduro – se encontrou com Bolsonaro e com diplomatas do mundo inteiro que lhe dão apoio. A turma do Maduro só entregará a rapadura se e quando tiver certeza de que não sofrerá retaliações.

O maçom Guaidó recebeu homenagem do Grande Oriente do Brasil. Excetuando a esquerda irresponsável, a maioria das pessoas sensatas torce para uma saída civilizada e pacífica para a crise venezuelana. Na ONU, Rússia e China usaram seu poder de veto para barrar a proposta dos EUA para a queda de Maduro, com eleições livres e honestas, já.

Lá na casa do pequeno ditador da Coréia do Norte, Donald Trump sofreu mais uma derrota. Não fechou o acordo de desarmamento nuclear do regime do inteligente, implacável e (para uns malvado) Kim Jong-Un. O encontro de cúpula terminou sem almoço. A turma do Kim exigiu que todas as sanções comerciais norte-americanas fossem abolidas, em troca da interrupção no programa atômico de defesa (ou ataque?)...

A luta continua... E deve ir longe... No Congresso Nacional, não pegaram bem os sinais do Presidente Bolsonaro de que aceita, antecipadamente, mexer em alguns pontos do recém-enviado pacote da Reforma da Previdência. A equipe econômica não chegou a murmurar por descontentamento nas redes sociais. No entanto, o mercado reagiu com uma bolsa de valores em leve queda...

Mas será que a culpa não foi do anúncio de mais um pibinho (1,1%) – e não do remendo previdenciário repleto de incertezas? O noticiário só foi canalha, como de hábito, porque não relacionou a estagnação econômica com a incompetência gerencial, a roubalheira sistêmica e a falsidade ideológica dos governos da Nova República, sobretudo o megaestelionato do PT e outras quadrilhas bem votadas.

Seguimos na esperança de decolagem e crescimento. Porém, a lentidão do processo ainda deixa “na pista” muitos empreendedores e trabalhadores. O regramento continua excessivo e canalha. Os impostos continuam altíssimos. Os juros, nem se fala... O risco de investir e empregar segue altíssimo. A máquina judiciária e fiscal permanece cruel. Os calotes e o desemprego, também. Potencial esquisito de consumo e Vendas sofríveis desestimulam a produção, impactam o comércio e deprimem o consumidor.

Será que o ano começa mesmo depois do Carnaval, na quarta-feira de cinzas da semana que vem?

Vamos para a folia de Momo – ou para um descanso forçado – com essa ilusão?

Depois do Carnaval, retornam as pressões, por tudo e por todos, com toda força e vigor.

O desafio do Governo Bolsonaro, até os 100 dias de cobranças internas, populares e mercadológicas, é ainda provar que pode dar certo...

Segurança, combate à corrupção e crescimento econômico... Este foi o ultimato dado pelo eleitorado volúvel...

Bolsonaro está aberto ao diálogo. No entanto, as cobranças mais fortes não devem demorar a se intensificar. Só não podem ficar insuportáveis...

Em tempo: no cafezinho com a mídia, Bolsonaro avisou que não pretende disputar a reeleição... Será que o Rei Momo gostou da novidade?

Fala sério...

Alguém acredita que o Judiciário e o Ministéerio Público conseguirão impedir o desfile das escolas de samba no sambódromo sem licença do Rio de Janeiro?

O Corpo de Bombeiros fará um milagre burocrático, flexibilizará suas rígidas normas e não vai apagar o fogo de uma folia com gigantescos interesses econômicos, políticos e culturais...

É mais fácil – e conveniente - o desfile ocorrer do jeito como sempre ocorreu...


Será que a coisa ficará Preta para os tucanos que negam relação de negócios escusos com Paulo Vieira de Souza – o primeiro condenado pela Lava Jato em terras Bandeirantes?

Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. 
A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 1º de Março de 2019.

Nenhum comentário: