quinta-feira, 14 de março de 2019

CARMEM MIRANDA



Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Carlos Maurício Mantiqueira

Talvez os amáveis leitores não saibam que era esse o apelido de um falecido ministro, num dos desgovernos anteriores.

Diziam que o mega articulador jurídico era um fã exacerbado da Pequena Notável, a ponto de lhe imitar os famosos trejeitos e parecendo uma Chiquita Bacana lá da Martinica...

Entre os recônditos traços de caráter do povo brasileiro (o mais alegre e criativo do mundo) está a capacidade de resumir numa palavra (ou frase) a essência da natureza das coisas (natura rerum).

Assim, dentro da maior humildade que nosso ego permite, faremos algumas sugestões de apodos para os poderosinhos de turno (os sem voto).

Numa lista randômica, como no jogo de baralho infantil (Mico Preto), procurem ligar os títulos aos conspícuos indigitados.

-Fênix; ressurgirá das cinzas toda vez que tiver as penas do rabo queimadas?

-Gringo; o que entrou de gaiato nesta “civilizada” suruba planaltina.

-Nariz de cera; tenta nos enfiar goela abaixo (meno male) uma panacéia digna de Meméia e Alcéia. Retorna à imprudência ?

-Coruja pintada de papagaio; falar não fala, mas presta uma bruta atenção.

-Sir Lancelot; não resistiu aos encantos de Genebra.

-Extrato de pó de traque; o que defende os “marvados”.

Tudo vai indo muito bem, para desespero da mídia vendida que aposta no caos.

Há uma lenda sobre um convite feio pelo papa ao mito para conhecer o lago de Como. No meio de um passeio de barco, este começou a naufragar. Só havia dois coletes salva-vidas. Por extrema gentileza, nosso herói ofereceu um deles ao pontífice e outro ao cardeal que o acompanhava.

Por milagre do altíssimo foi-lhe concedido o dom de caminhar sobre as águas em busca de socorro.

A manchete dos grandes jornais escritos, falados e televisados foi:

“Bolsonaro não sabe nadar!”

Carlos Maurício Mantiqueira é um livre pensador.

4 comentários:

Anônimo disse...

O nosso Presidente, embora tenha saído de um hospital há pouco tempo,está nadando contra a maré da esquerda que quer vê-lo imergir.Isso, felizmente, não vai acontecer porque ele já se mostrou uma Fênix quando conseguiu sobreviver! Mas, quem o amparou e ampara? Deus! O Supremo Poder do Universo!

Anônimo disse...

O nosso Presidente, embora tenha saído de um hospital há pouco tempo,está nadando contra a maré da esquerda que quer vê-lo imergir.Isso, felizmente, não vai acontecer porque ele já se mostrou uma Fênix quando conseguiu sobreviver! Mas, quem o amparou e ampara? Deus! O Supremo Poder do Universo!

jomabastos disse...

Bolsonaro "ainda" não mostrou saber nadar o suficiente .
Saiu de uma piscina plena de incompetentes, competentes, iletrados, letrados, acusados e investigados pela justiça, onde esteve inócuo e com pouco trabalho e experiência como gestor e líder durante 26 anos.
Agora, mergulhou em uma piscina olímpica - seu Executivo - e para um mar revolto de eleitores pressionantes e de uma mídia pouco amiga, pra nadar uma corrida de 4 anos. Ainda não consegue controlar bem a respiração, está tentando sustentar-se e mover-se à superfície das ondas, nadando contra a maré. Ele está a tentar conseguir seus objetivos, apesar de todas as contrariedades, que ele nunca teve, mas que a Presidência do Governo lhe institui e está exigindo.

jomabastos disse...

Bela Marchinha! Nostalgia?