domingo, 3 de março de 2019

Constituição Cidadã e Estado Hobbesiano


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Carlos Henrique Abrão e Laércio Laurelli

O paradigma de uma constituição cidadã geradora de direitos e garantias sociais e individuais fomentou a presença de um Estado Hobbesiano, arcaico, intolerante,corrupto e acima de tudo perdulário. Do que adianta escrever uma carta a político sem governo, sem governabilidade ou
esperança do amanhã.

O povo brasileiro passa um semestre alimentando as burras do estado, pagando pesados impostos, cujos preços particulares são incomparavelmente maiores do que no primeiro mundo, e a espiral inflacionária do gatilho provocado pelos preços e tarifas do governo, gerando desemprego,crescimento pífio e uma total falta de planejamento em todos os setores.

O maior vilão dessa famigerada ópera bufa é o automóvel, nele se alimenta uma cadeia parasitária sem fim,desde os impostos de quase 50% diretos e indiretos, mas também os licenciamentos, o seguro obrigatório, o IPVA e assim se mantém uma estonteante máquina de arrecadar para o estado, sem falar nos trilhões de multas quase a totalidade proveniente do que se chama excesso de velocidade, dirigir nas capitais e grandes cidades acima de 50KM/Hora, uma verdadeira piada.

Nos solos estrangeiros se voce contar que andar a mais de 50km/h com carros importados dá multa você se torna uma pessoa mentirosa e desacreditada, mas nossos governantes auferem essa pirotecnia de roubalheira e não aplicam os valores na melhoria do trânsito, ao contrário nas capitais os congestionamentos são infernais, ou seja, o governo não lhe assegura uma velocidade média mas impõe uma velocidade máxima que jamais será atingida ou alcançada.

Estudos feitos por grupo de pesquisadores indica que se houvesse um aumento de 5km/h mais de 70% das multas nas cidades não seriam aplicadas e a indústria dos radares, dos pardais, da multa estaria banida.

Cabe aos órgãos de defesa da cidadania em particular ao Ministério Público além do parlamento buscar investigar a indústria da multa verificando como ela funciona no Brasil 24 hs por dia 365 dias ano,não sofrendo qualquer paralisação nos dias de tempestades ou corte de energia elétrica.

O Estado Hobbesiano maltratou a cidadania e acabou com a classe média. Hoje temos uma classe intermediária que ganha até dez salários mínimos quase a maioria da população, e fabricamos bilionários pelo modelo de exploração e escravocrata no qual os cidadãos espelhados na constituição ganharam tantos direitos os quais não foram implementados,e jamais o serão, tanto assim que acertadamente membros do governo já pensam em retirar algumas situações que mais desprivilegiam do que possam cogitar direitos adquiridos.

Vivemos nesse turbilhão excesso de leis mas que não são aplicadas,uma desinteligência geral,o governo virtual, das mensagens e dos espetáculos. Começamos o ano com tragédias e mortes violentas e somos uma Nação Irracional, do carnaval,da cerveja e do futebol.

Enquanto essa mentalidade tacanha prevalecer seremos um País de quinta categoria que ambiciona evoluir, cujo material humano é extremamente debilitado e nos faltam tantos predicados que, ao menor sinal de crises, ligamos o pisca alerta de reformas.

Por exemplo, disseram que o Código de Processo Civil seria o mais avançado do mundo, e depois de três anos de sua vigência caímos na mesmice e na vala comum de graves e sérios defeitos.

Não adianta termos leis boas se nossos governantes praticam corrupção deslavadamente e se o empresariado se privilegia do dinheiro público e aumenta diuturnamente os preços causando perda do poder aquisitivo e o
mais inacreditável arrocho salarial da história.

Muitos não enxergam solução, exceto o caminho do aeroporto. Sejamos otimistas. Basta termos homens de boa índole, de caráter e que sejam vocacionados à melhoria das condições de vida da sociedade civil.

Carlos Henrique Abrão (ativa) e Laercio Laurelli (aposentado) são Desembargadores do Tribunal de Justiça de São Paulo.

4 comentários:

Mauro Moreira disse...

É o povo senhores, é o povo. É o povo que faz o maior bloco do mundo no Recife, o maior espetáculo da terra no Rio de Janeiro,o melhor carnaval do mundo em Salvador. Infelizmente estamos assim, deem-nos tragédias, tragédias de enredo repetido, como Mariana e Brumadinho. A trágica morte dos garotos no precário alojamento do Flamengo. Tudo isso se repetirá em nosso país sem que os responsáveis sejam exemplarmente punidos, com a justiça que temos, com o STJ e o STF que temos. Mas depois, deem-nos samba, carnaval, futebol, axé, sertanejos, funk e tudo esqueceremos. Assim se repetirá sempre no Brasil. Com os mesmos políticos sendo eleitos, os novos já nascem velhos, para eles, como agora, emendarem os festejos de carnaval e trabalharem menos de um mês e já estarem pensando em aumento de salários, assim que retornarem. Meritíssimos, minha esperança são nossos Generais e o nosso Capitão, desde que tenham coragem, muita coragem para mudarem isso que está aí.

Mauro Moreira disse...

É o povo senhores, é o povo. É o povo que faz o maior bloco do mundo no Recife, o maior espetáculo da terra no Rio de Janeiro,o melhor carnaval do mundo em Salvador. Infelizmente estamos assim, deem-nos tragédias, tragédias de enredo repetido, como Mariana e Brumadinho. A trágica morte dos garotos no precário alojamento do Flamengo. Tudo isso se repetirá em nosso país sem que os responsáveis sejam exemplarmente punidos, com a justiça que temos, com o STJ e o STF que temos. Mas depois, deem-nos samba, carnaval, futebol, axé, sertanejos, funk e tudo esqueceremos. Assim se repetirá sempre no Brasil. Com os mesmos políticos sendo eleitos, os novos já nascem velhos, para eles, como agora, emendarem os festejos de carnaval e trabalharem menos de um mês e já estarem pensando em aumento de salários, assim que retornarem. Meritíssimos, minha esperança são nossos Generais e o nosso Capitão, desde que tenham coragem, muita coragem para mudarem isso que está aí.

Anônimo disse...

Estado-Ladrão.

Anônimo disse...

A Constituição socialista que só concede direitos foi criada para turbinar a Estratégia Cloward-Piven. Quando Olavo de Carvalho diz que ela foi criada exclusivamente para levar a esquerda ao poder e depois ser descartada, chamam-no de teórico da conspiração, mas os próprios ministros-militantes do STF estão agindo nesse sentido e ninguém se dá conta.