sexta-feira, 8 de março de 2019

Militar brasileiro tem compromisso democrático



Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net
Membro do Comitê Executivo do
Movimento Avança Brasil

A Doutrina  é clara: Todo e qualquer regime político, incluindo o Democrático, é uma concessão das Forças Armadas. A liberdade também entra neste mesmo contexto. Se os militares não estiverem do lado da democracia e da liberdade, a ditadura vigora (Vide Venezuela, Cuba, Coréia do Norte, China e afins). Portanto, é inaceitável a babaquice interpretativa da mídia, da classe política e da oposição canalha.

Triste é assistir a uma declaração do deputado Rodrigo Maia, presidente da Câmara dos Deputados, mentindo sobre a harmonia entre os poderes executivo, legislativo e judiciário no Brasil. O filho do César Maia quer nos assassinar de tanto rir ao declarar a bobagem de que nosso Congresso Nacional é uma expressão da democracia vigente no País. Maia ainda reclamou que “Bolsonaro cometeu um equívoco” na declaração que fez em discurso no aniversário do Corpo de Fuzileiros Navais da Marinha.

Vai ver o Bolinha se referiu à Demo-Cracia (ou Governo do Demônio) – símbolo da governança do Crime Organizado – a associação delitiva entre servidores públicos (incluindo os políticos) e bandidos de qualquer espécie. Muita gente que teve faniquitos com a fala de Bolsonaro porque a interpretou como “um recado do e no meio militar”. A fala aconteceu um dia depois que idiotas, levianos e canalhas especularam sobre a possibilidade de um impeachment em setenta e poucos dias de governo, por causa da exposição no twitter de um vídeo pornográfico do carnaval.

Os mais variados acontecimentos históricos já comprovaram que os militares brasileiros têm absoluto compromisso com a Democracia e a Liberdade, inclusive assegurando o pleno respeito a uma Constituição Federal tão defeituosa, repleta de falhas de regulamentação e descaradamente desrespeita por criminosos profissionais. É incrível como ainda vigora uma dor de cotovelo dos esquerdistas e dos bandidos com a vitória presidencial de Bolsonaro – que teve o apoio ostensivo das Forças Armadas.

A dor de corno fica mais gigantesca porque os militares, com Jair Messias Bolsonaro e Antônio Hamilton Mourão, conquistaram o poder de forma absolutamente legítima, pelo voto direto da maioria da população, apesar da desconfiança generalizada (sem trocadilho) com o dogmático processo eleitoral eletrônico sem direito à conferência do voto – uma lei proposta por Bolsonaro e aprovada pelo Congresso que foi solenemente desrespeitada por uma interpretação dos ministros do Supremo Tribunal Federal. E o Bolinha ainda vem tentar nos enganar com a “harmonia” entre os poderes... KKKKKKKKKKKKK...

A esquerdalha e a bandidagem que se cuidem... Os militares vêm com tudo para cima de vocês. Por enquanto, eles tomam pé da intricada burocracia federal –gastadora, repleta de armadilhas de corrupção e desintegrada. A próxima fase consistirá em um duríssimo combate à corrupção e ao Crime Institucionalizado. O objetivo é implantar um regime democrático, com plena segurança para os indivíduos viverem, trabalharem e empreenderem livremente. A sociedade e o mercado esperam por isso, ansiosamente.

O processo não acontece em um passe de mágica. Necessita de um apoio hegemônico das pessoas de bem. A esquerdalha, aliada dos bandidos há décadas, toma duas atitudes. Mantém a guerra psicológica permanente, na mídia, contra as mudanças estruturais. O foco é criticar Bolsonaro por qualquer motivo (e alguns erros táticos de comunicação do Presidente tem beneficiado seus inimigos). A outra jogada da canhota, nos bastidores criminosos, é fomentar ações de terrorismo (inclusive psicológico) contra a sociedade amedrontada.

Tudo isso acontece em meio ao acirramento da guerra de todos contra todos os poderes... Só o Bolinha (citado nas investigações e delações da Lava Jato) finge que não está no meio desta porradaria explícita... Muita sujeira tende a aparecer na temporada de deduragens premiadas e acordos de leniência (confissões de empresas). Quem sobreviver verá... Os militares já estão em postos-chaves do Governo Bolsonaro, trabalhando democrática e silenciosamente.

Os faniquiteiros podem soltar a franga à vontade na mídia agora carente de recursos oficiais. O staff de Bolsonaro ainda pode ser melhorado para enfrentar muitas  batalhas inevitáveis. O comandante-em-chefe das Forças Armadas, Jair Bolsonaro, tem de se comportar como líder... Deve dar bons exemplos... Pensar um pouco antes de falar o que pensa... Deve apresentar, todo dia, pautas positivas – e não ser pautado pela oposição e pela mídia...

Bolsonaro e os militares precisam ter em mente que não se combate criminoso organizado sem estratégia. Infantilidade ideológica é imperdoável. Até agora o mais perigoso opositor de Bolsonaro tem sido seus próprios erros táticos. A esquerdalha nunca deixará de ser canalha. A mídia prostituída também não deixará de marretar editorialmente para extorquir o governante. Bolsonaro e os militares só não podem entrar no joquinho sujo deles...

O resto é seguir em frente com os militares – que, repito, têm total compromisso com a Democracia e a Liberdade no Brasil. Ao contrário de gênios como o autoproclamado Presidente José de Abreu – que agora está com medo de ser preso quando desembarcar nesta sexta-feira no Brasil. Medra não, Zé... Bolsonaro está obrando e andando para você...

Enfim, #DitaduradoCrimeNuncaMais!

Crise de Identidade?




"Cláudia", Feliz Dia Internacional da Mulher! 






Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. 
A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 8 de Março de 2019.

14 comentários:

Loumari disse...

Todas as ditaduras que vigoraram no mundo foram regimes criados por militares.
Falam do comunismo, qual país que apontais como regime comunista que não é do poder militar?

Anônimo disse...

Serrão, seu artigo está ótimo! Concordo com você quando se refere aos cuidados que o Presidente deve tomar quando falar, porque os esquerdopatas estão aí para deturpar tudo. São uns imbecis! Um bom dia para você!

Jayme Guedes Filho disse...

Parabéns, Serrão. Texto irretocável.Se o Bolsonaro disser que quatro é o resultado da soma de dois mais dois também cairão de pau no presidente, apostando na baixa escolaridade do povo brasuca. Não estamos acostumados a um governo transparente como o que temos tanto tempo depois dos governos militares. Durante os governos dos corruPTos o silêncio sempre foi absoluto, passando uma total impressão de harmonia. Afinal roubar e ocultar o roubo dá trabalho e nenhum ladrão pode "pisar na bola" chamando a atenção para o desmonte do país. Só penso diferente no que concerne às declarações do presidente. Para mim ele deve continuar a dizer o que pensa, passando para o povo a imagem de total transparência. O brasuca precisa ser libertado do discurso escorregadio e mentiroso. As críticas dos políticos à fala do presidente foram lamentáveis. Pura desonestidade intelectual. Rodrigo Maia, um lixo. Quer nos convencer que não foi o poder civil que roubou o povo.Um povo que precisa de uma lei como a da ficha limpa para impedi-lo de eleger um ladrão. É absoluta verdade que as forças armadas garantem a democracia como é verdade que só a escolaridade elevada garante a qualidade da democracia.Por derradeiro, nosso "quarto poder, a imprensa, Globo à frente, é um lixo.Você está entre as poucas exceções. Vida longa pois o Brasil precisa de arautos como o Alerta Total.

Anônimo disse...

http://fuscabrasil.blogspot.com/

BLOG QUE NÃO SE VENDE: SEM BOLSA-BLOG NEM COMERCIAL DO BANCO DO BRASIL, PETROBRÁS, CAIXA, GOVERNO, MINISTÉRIOS...

7.3.19

Antes do ano começar

Como certas correntes dizem que no Brasil o ano só começa depois do Carnaval, aqui vai um resumo de eventos importantes que ocorreram antes do evento:
O Imbecil Coletivo - O Retorno
Em 2017, a Globo, com sua revista Época, lançou a campanha de desconstrução do presidente Temer com base na armação de Joesley e Janot para desviar a atenção do Chefão do Crime, criou a farsa de que "Temer é o Chefão". Recomendo o livro "Manual do Covarde - do palácio à cadeia sem tirar a máscara" do pensador, cineasta e escritor Guilherme Fiúza, que explica essa farsa de forma brilhante, repleta de ironia.
A mídia dominante saiu espalhando a mentira que foi prontamente replicada pelos imbecis coletivos de sempre, incluindo até jornalistas que se consideram independentes do 'mainstream', como O Antagonista.
O chargista que vos escreve apontou o erro e o fenômeno analisado no livro "O Imbecil Coletivo" de Olavo de Carvalho.
Flagrados, Carvalho e seu pupilo Felipe Moura bloquearam o Fusca das charges no Twitter. Reconhecer um erro parece ser muito difícil para pessoas que têm mais certeza de sua infalibilidade do que o pobre chargista.
Neste ano, enquanto o presidente era submetido à terceira cirurgia de alto risco decorrente do covarde atentado à sua vida em 6 de setembro passado, a mídia assanhada se despia dos mínimos resquícios de pudor e respeito, já que compaixão para a corrente hegemônica é conceito desconhecido.
Sem considerar a condição de Jair Bolsonaro, redobraram seus ataques à sua pessoa, seus filhos e principalmente às ideias, os valores e as propostas que o levaram à presidência.
Transformaram a intriga com o ex-ministro Bebianno em "crise governamental" e pretexto para atacarem a "interferência" de Carlos Bolsonaro nos "assuntos de governo" (ele denunciou a mentira espalhada pelo ex-ministro na mídia: Jair não falou com essa pessoa naquele dia).
Sem reconhecer o erro, a mídia hegemônica - seguida de seus insistentes imbecis coletivos - chegou ao cúmulo de tentar reforçar a farsa, afirmando que a troca de farpas pelo WhatsApp teria sido um telefonema sim. CONTINUA....

Anônimo disse...



http://fuscabrasil.blogspot.com/ continua II E TERMINA

O presidente, fiel aos seus princípios, demitiu o ministro que o traiu tentando envolvê-lo numa trama cujo objetivo era culpá-lo de ter cometido irregularidades no partido dirigido pelo ex-ministro em candidatura no Nordeste, e consequentemente derrubá-lo do governo.
Desta vez, a mídia dominada foi mais longe, concedendo inúmeras entrevistas, destaques em todas as manchetes e espaço ilimitado para Bebianno contar a sua versão, conduzindo sempre à conclusão de que Bebianno é inocente e o culpado dessa crise é Carlos Bolsonaro, e não o ex-ministro e seu partido repleto de irregularidades.
O cúmulo foi o programa 'Pingos nos Is' dedicar quase duas horas de monólogo e "desabafo" a Bebianno, sem questionamentos nem qualquer ponderação entre versões opostas. Felipe Moura foi promovido a diretor de jornalismo na Jovem Pan na mesma semana.
Infelizmente, o domínio da extrema imprensa chegou ao ponto de eliminar as últimas alternativas de jornalismo às quais o povo podia recorrer para não ser DESINFORMADO.
Restam-nos alguns pensadores e jornalistas isolados, tais como Polibio Braga, Bernardo Küster, Caio Coppolla, Prof. Daniel Lopez, Profª Paula Marisa, Bruno Jonssen, Diego Rox e outros tantos que não se alinharam com a mídia 'mainstream' na sistemática desconstrução do primeiro governo, em décadas, que reflete os valores e as ideias de 75% da população brasileira, nomeando ministros pelo
Postado por Fusca às 9:5

jomabastos disse...

"O governo tem dois meses, e em vez de demonstrar firmeza e convicção do que quer fazer, Bolsonaro está demonstrando um governo atrapalhado que a todo momento recua, que não sabe exatamente o que quer e que, quando sabe o que quer, comete grandes equívocos."

jomabastos disse...

"Ele está tentando governar e fica gastando energia no Twitter. Para quê isso? Ele é presidente da República! Está cheio de assuntos graves e importantes para ele tratar, muito mais importantes do que bater boca no Twitter, seja com o Zé de Abreu, seja porque ele não gosta dos blocos de Carnaval."

jomabastos disse...

"Bolsonaro imita Trump nos defeitos"
"Bolsonaro é presidente da República! Está cheio de assuntos muito mais importantes para tratar do que bater boca no Twitter"

jomabastos disse...

Bolsonaro imita Trump nos defeitos
"Bolsonaro é presidente da República! Está cheio de assuntos muito mais importantes para tratar do que bater boca no Twitter"

Anônimo disse...

http://rvchudo.blogspot.com/
quinta-feira, 7 de março de 2019

Carnaval do lacre.

As chamadas são unânimes: Mangueira emociona ao homenagear Marielle Franco, a vereador socialista morta no Rio. A moça foi canonizada pela imprensa. Mulher, negra, lésbica, assassinada de forma terrível: um pacote irresistível demais, desde que seja também… socialista. E era esse o caso.

Não se enganem: ela virou santa por ser de esquerda. A esquerda radical precisa de mártires. Quando um negro gay de origem pobre como Fernando Holiday sofre tentativa de assassinato, a mídia simplesmente ignora: o jovem é um liberal, e isso não pode. Alguns até tentam culpar a vítima: quem mandou atiçar os manifestantes?!

Tudo nesse caso Marielle é abjeto demais. Não é contra a impunidade que lutam; é pelo símbolo de “resistência” socialista. Basta ver os vários comentários nas redes sociais. A impunidade é geral, afinal, e inúmeros outros casos ficam sem solução. A escolha é seletiva. Os companheiros enxergaram ali a oportunidade de uma bandeira política forte, sempre bancando a vítima. Marcelo Freixo, do partido que apoia a ditadura de maduro na Venezuela, caiu no samba em nome da "justiça social". É tudo uma festa!

Carlos Andreazza comentou: "Marielle foi exterminada pelo braço matador da milícia, criado para servir a bicheiros, os que conceberam a Liesa e forjaram a existência de fuguras como o presidente da Mangueira, o que paga o carnavalesco badalado que criou o enredo que celebrou...Marielle". Ele voltou ao tema em seguida: "Mangueira é a escola onde havia passagem secreta para trânsito de traficantes. Seu presidente, deputado, está preso, agente que sequestrou o Rio. A Liesa é dos bicheiros, os que usam o escritório do crime, das milícias. Esse conjunto celebrou Marielle. Emocionante".

Fábio, "o colecionador", também mostrou perplexidade: "A família inteira de Marielle dançando e cantando, destaques em um carro alegórico na Sapucaí. Vocês me desculpem, mas isso não é normal". E, de fato, poucas coisas são normais quando se trata de Brasil, especialmente da esquerda brasileira.

Enquanto os socialistas defensores do tirano Maduro se esbaldavam no samba da Sapucaí, noticias não muito agradáveis para a esquerda eram ignoradas. Leandro Ruschel fez bom resumo: "Os últimos dias não foram muito agradáveis para os esquerdopatas norte-americanos. Enquanto o braço direito da Ocasio-Cortez foi pego desviando grana da campanha, o "feministo" Trudeau foi acusado pela Procuradoria Geral do Canadá de impedir investigação de empresas de amigos.

Mas quem liga para essas bobagens? Quem liga para fatos quando se tem uma narrativa estética irresistível? É carnaval! É festa na Sapucaí! É hora de mostrar a esses "fascistas" que as "minorias" estão no comando! Ainda que por minoria se entenda político de extrema-esquerda que vence eleição com voto da elite culpada. O show não pode parar...
Rodrigo Constantino
Postado por Ricardo Oscar vilete Chudo às 15:57
ANONIMO DIZ... O ESPETACULO DIGNO DE CIRCOS PIEGAS E PATROCINADO PELA GLOBO BOSTA QUE VIVE AFOSINHADA DENTRO DAS FAVELAS TRAZENDO PARA AS NOVELAS OS VAGABUNDOS VENDILHOS DE DROGAS. MORARAM OU QUEREM QUE SE DESENHE.

Anônimo disse...


rvchudo
sexta-feira, 8 de março de 2019
QUEM É O PROTAGONISTA DO VÍDEO POSTADO POR BOLSONARO?

Uma performance explícita durante apresentação de um bloco de carnaval viralizou após um tuíte do presidente Jair Bolsonaro (PSL). O protagonista, um performer formado na Argentina, não se identifica nem como homem nem como mulher, mas fala de si no gênero feminino. Com a repercussão, ele apagou suas redes sociais e está apreensivo, segundo relatos de amigos.

Pessoas presentes na performance realizada no bloco chamado de BloCU, no centro de São Paulo durante o carnaval, afirmam que a apresentação não se resumiu a apenas à chuva dourada e manuseio do ânus.

Ele sacudiu os cabelos molhados de urina, o que atingiu outras pessoas que estavam próximas. Antes, de acordo com os relatos, ele havia defecado na rua.

Identificação

Apesar de se incluir no gênero feminino, Paulx Castello e/ou Sofia Lacre, não se identifica nem como homem nem como mulher. Formou-se pela UNA (Universidad Nacional de las Artes), na Argentina, e está entre as responsáveis pelo festival cultural com temas ligados ao sexo chamado “Kuceta”.

O vídeo publicado pelo presidente Jair Bolsonaro em suas redes sociais era de uma performance feita por Sofia no Carnaval. Na cena divulgada mundialmente, uma pessoa de cabelos compridos dança, manuseia o ânus com os dedos e, em certo momento, abaixa a cabeça para que outro também artista urine sobre ela – prática conhecida como golden shower. As informações são da revista Época.

Nas suas páginas do Facebook e YouTube, a performer publica imagens relacionadas à sexualidade, além de compartilhar notícias sobre os direitos e as dificuldades da população transgênera.

O vídeo publicado por Bolsonaro foi registrado durante o BloCU, na última segunda-feira (4), em São Paulo, e foi postado em um grupo seguido por menos de 100 pessoas. No Carnaval paulista, a estrela do bloco foi a atriz e cantora Jup do Bairro, que cantava em sincronia com o rapaz que urinava: “Eu falei pra minha mãe/que eu queria ser mulher/sabe o que ela me disse?/“Fazer o que, né?”.

De acordo com o relato de um amigo, trazido à tona pela reportagem, a performer ficou apreensiva após a repercussão com o post do presidente e, por isso, fechou seus perfis nas redes sociais. Apesar de evitar exposição, Sofia mantinha contato com amigos e amigas, mas eles não quiseram se pronunciar, com medo de que a colega fosse perseguida.

Por que o vídeo foi divulgado?

No post, Bolsonaro fazia uma reflexão a respeito da “verdade” sobre o “que tem virado muitos blocos de rua no Carnaval brasileiro”. Após a publicação, ele foi criticado no País – inclusive por aliados de seu governo – e fora.

Horas depois de postar o vídeo, o presidente negou a “intenção de criticar o Carnaval de forma genérica, mas sim caracterizar uma distorção clara do espírito momesco”.

O SUL

Postado por Ricardo Oscar vilete Chudo às 00:39

jomabastos disse...

Se os militares não estiverem do lado da democracia e da liberdade, a ditadura vigora (Vide Venezuela, Cuba, Coréia do Norte, China, Rússia e afins).
Precisamente! Nesses países, porque os militares estiveram ao lado do governo e da ditadura, a democracia e a liberdade desapareceram.
Militares misturados com a governação, é precisamente o que mais existe nos países com défice de democracia, principalmente em países latino-americanos e africanos.

FOTO DO FATO disse...

Esta postagem de hoje está uma verdadeira aula de desenho para burros tentarem entender que já não há como ficarem no mi-mi-mi iniciado por FHC ET Caterva buscando desferir golpes sobre Bolsonaro e o atual regime vigente no Brasil o qual estou certo de que vigirara por longos anos.
Chega a ser muito irritante ver que os malandros do Brasil ainda imaginam poder desprezar a maioria do povo brasileiro que deixa diariamente nas redes sociais sua posição definida contra corrupção,comunismo,crime organizado,etc.
Esperamos que,mesmo sob força,logo cale-se essa midia desonrada e desonrosa,indecorosa,e seus integrantes para podermos viver em ordem,progresso e paz.
Vou propagar este artigo em todos os grupos de WhatsApp e mídias sociais que uso.
Continuemos ao objetivo!

Anônimo disse...

Bolsonaro está caindo como um patinho recem nascido nessa molecagem idiota dos esquerdofrênicos patologicos. Se liga ai Capitão!!! Não foi eleito pra ficar de bate boca com esses dementes estupidos!!!