segunda-feira, 4 de março de 2019

Pierrot



Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Carlos Maurício Mantiqueira

Provavelmente, as novas gerações (incultas e belas) nunca ouviram falar desse ícone dos passados carnavais.

Não, queridos amigos e improváveis leitores.

Não é um “mix” de píer (atracadouro) mais arroto (eructação).

A tragédia da falência educacional foi banalizar tudo e fazer “raciocínios” por aproximação.

Um jovem estagiário, inteligente e bronco, não sabia a diferença entre fundação e fundição. Para ele, lo stesso !

Mas o que dá mais medo é quando um rocinante chega a ocupar uma função pública relevante.

Como se dizia no tempo do auge da contravenção do Jogo do Bicho : “Desastre do primeiro ao quinto !”.

Alguns, mais ousados, tentam revogar a Lei da Gravidade.

Não é (nem foi) por acaso que o judas ciário tornou-se o maior câncer do Brasil.

Por bocós (ou mal intencionados) alguns defendem a Reforma da Previdência como se fosse a última “táuba” de salvação.

Reiteramos a humilde sugestão ao Exmo. Sr. Presidente da República: Não se submeta a chantagens; não entre no jogo do “toma lá, dá cá”. Deixe a porcada morrer de inanição.

Carlos Maurício Mantiqueira é um livre pensador. Reza a lenda que já foi um Pierrot indefeso quase devorado por Colombinas insaciáveis.

2 comentários:

jomabastos disse...

Nova Previdência... Velha Previdência... uma misturada que já ninguém se entende.

Se fosse somente o toma lá... dá cá de cargos... são também os valores monetários que os parlamentares exigem, para aplicarem em campanha nos seus redutos eleitorais... pois eles não querem deixar de serem eleitos nas próximas eleições.

H. James Kutscka disse...

Como sempre brilhante querido amigo. O brasileiro continua a confundir Capitão de fragata com cafetão de gravata, mais ainda no Carnaval, por falar nisso cadê a Colombina?