sexta-feira, 15 de março de 2019

Supremo Acima de Todos?



Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net
Membro do Comitê Executivo do
Movimento Avança Brasil

Alguns problemas inviabilizam o Brasil. O Modelo Estatal Capimunista Rentista opera o Mecanismo que usa e abusa do Crime Institucionalizado para subjugar a Nação, mantendo-a subdesenvolvida. A Constituição prolixa, que precisa de “interpretações”, e o regramento excessivo impedem a Democracia (a Segurança do Direito). O Judiciário falha no cumprimento da missão de promover Justiça. O abuso de poder, o rigor seletivo, a impunidade e a insegurança são os vícios escancarados da Ditadura Institucional Tupiniquim.

A guerra de todos contra todos os poderes se intensifica e ganha novos capítulos tenebrosos. A cúpula do Judiciário, com o pleno apoio da Ordem dos Advogados do Brasil e as entidades corporativas da magistratura, resolveram partir para a ofensiva. O Supremo Tribunal Federal determinou a abertura de um inquérito criminal para investigar críticos apontados como promotores de “fake news”, calúnias, injúrias e difamações contra a maioria dos 11 membros da Corte. A medida tende a se estender a quem exagera na dose (ou não) dos ataques a outros poderosos do Judiciário. Entramos em ritmo de “Ditadura Togada”?

Uma grande parte dos segmentos esclarecidos da sociedade brasileira já acordou para o alto custo político, econômico e psicossocial de um sistema Judiciário que não cumpre sua missão originária com sucesso. As falhas começam na Polícia Judiciária, agravam-se na atuação (omissa ou persecutória) do Ministério Público, complica-se no meio, na base da magistratura (que condena ou inocenta). O negócio fica mais feio quando avança pelas “infinitas” instâncias dos recursos, até chegar aos 33 do Superior Tribunal de Justiça e aos 11 do Supremo Tribunal Federal.

Domingo que vem, a Lava Jato completa 5 anos. As comemorações ficam prejudicadas com a decisão apartada, pelo placar de 6 a 5, favorável a que a “Justiça Eleitoral” (que termo impróprio!!!) investigue crimes conexos aos de corrupção. As grandes e caríssimas bancas de advocacia têm todos os motivos para festejar. Além de ganhar mais dinheiro, obterão consagradoras vitórias para seus clientes. Muitos casos cairão na prescrição. Mais bandidos da políticagem terminarão impunes no final dos processos.

A Lava Jato não morrerá... Porém, sofreu um ferimento institucional gravíssimo. O ministro Luís Roberto Barroso descreveu o resultado com maestria: "Num instante em que a Lava Jato passa a ladroagem no bisturi, o Supremo decidiu receitar um colírio para os larápios". Só faltou Barroso ser mais cruel e acrescentar que o "colírio", a Justiça Eleitoral, é mais uma jabuticaba brasileira, que custa R$ 2 bilhões anuais, e não tem a menor condição de tratar de crimes comuns, e muito menos de combate à corrupção...

Fato novo e inquietante? O Judiciário (criticado e fragilizado, em avançado e perigoso estágio de desmoralização) quer ganhar, no grito, a guerra entre os poderes. Os deuses do Supremo não querem apenas reafirmar a hegemonia. Pretendem deixar claro que são intocáveis – acima de todos... Não desejam mudanças institucionais (a maioria deles, pelo menos, não quer saber disto). Sinalizam que agirão para acuar o Executivo e o Legislativo. Também enquadrarão o Poder Militar. Contam com o Poder Midiático para isto...

Não resta dúvida de que o Brasil precisa passar por um processo de purificação e aprimoramento institucional. Tal fenômeno parece inadiável e inevitável. Respaldado (ou não) pela maioria dos ministros do STF, com apoio da OAB e das corporações dos magistrados, Toffoli amplificou o grito de uma guerra que já estava há muito declarada, de maneira escancarada. O Brasil nunca teve um conflito institucional tão intenso ao longo de sua História.

Agora entramos em ritmo de “Toga Acima de Tudo”? Teria sido a proclamação da “Suprema Ditadura”? José Dias Toffoli decretou: “Só existe o Estado Democrático de Direito com um Judiciário Independente e uma Imprensa Livre”... Bacana... Só cabe perguntar se temos, de verdade, tais pressupostos no Brasil... Na dúvida, o Senado agora vai articular, para valer, a temida CPI da Toga.

Quem vencerá a Guerra de Todos contra Todos? O Crime Institucionalizado e sua Vanguarda do Atraso? Os Pareados Medievais e sua máquina de rigor seletivo e impunidade? O Presidente Bolsonaro, a turma da Lava Jato e seus militantes e militares associados? E os cidadãos brasileiros, onde ficam no meio da pancadaria?

A Sorte (ou um baita Azar) estão lançados... Daí, o desejo geral: “Fala a verdade, Palocci! Conta tudo, Cabral! Escancara, Paulo Preto!"...

Do Peru...

Não foi o cabo, nem o soldado: Por unanimidade, o Congresso nacional do Peru determinou o fechamento da Suprema Corte do País.

Tudo depois foram tornadas públicas gravações comprovando corrupção envolvendo os supremos magistrados.

O povo saiu às ruas para grandes manifestações, o que forçou uma tomada de decisão mais rápida pelos políticos.

Ainda bem que essas coisas de corrupção na cúpula do Judiciário não acontecem aqui no Brasil...





Amor Acima de Tudo

Do Padre e Cantor Fábio de Mello, o comentário mais exato sobre a tragédia de Suzano:

Cansado e perplexo com tantas baboseiras e falsas justificativas pras atrocidades que ainda nos surpreendem todos os dias...

Os meninos não  mataram porque o porte de arma é um projeto do atual governo. Os meninos não mataram porque jogavam jogos violentos.Os meninos não  mataram porque a escola foi omissa. Os meninos não  mataram porque sofreram Bullying...

Eles mataram porque as famílias estão  desestruturadas e fracassadas, porque não  se educa mais em casa, não se acompanha  mais de perto, a tecnologia substitui  o diálogo, presentes compram limites, direitos e  deveres e não há o conhecimento e respeito a Deus.

Precisamos parar de nos omitir, de transferir culpas. A culpa é minha, é sua, de todos nós!

A violência é  o desdobramento de carências afetivas, da necessidade de ser visto e notado, ainda que da pior maneira.

As armas não matam, o que mata é a ausência de AMOR!!!



Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

Jorge Serrão é Editor-chefe do Alerta Total. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. 
A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Apenas solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 15 de Março de 2019.

12 comentários:

Unknown disse...

Esse comentário é realmente de Padre Fábio????

jomabastos disse...

Poder do Povo acima de Tudo!

Lei e Justiça acima de todos!

Há que acabar com o STF, um supremo tribunal desnecessário. Já temos o STJ como supremo, sendo somente necessário reestruturá-lo. Unicamente necessitamos de um único tribunal, simultaneamente administrativo e constitucional, para substituir o STF.

Nada de idolatrar Juízes - nomeando-os de Ministros!

Há que acabar com o tribunal eleitoral. Somente necessitamos de uma comissão eleitoral, dependente do tribunal administrativo, para organizar as eleições e controlar os eleitores.Qualquer assunto criminoso durante o período eleitoral, é encaminhado para o judiciário de 1ª instância.

Nada de idolatrar estadistas - elevando-os como se fossem os que põem e dispõem da Nação!

Fim de altíssimos salários para funcionários públicos e estadistas, que são mais elevados que os países mais desenvolvidos do mundo!

Fim do Foro Privilegiado, que dá impunidade generalizada aos estadistas, faz proliferar a corrupção e traz subdesenvolvimento ao país. Políticos com ficha suja, jamais poderão concorrer às eleições. Investigados e acusados por qualquer crime, não poderão fazer parte de estadista ativo, nem de concorrer às eleições.

Etc.

jomabastos disse...

O grande imbróglio deste país, é q, passadas décadas, o Povo está sempre esperando que os demais - os militares e uns políticos sem estofos de estadistas - resolvam o grave problema socioeconômico brasileiro. E, deste modo, continuamos na senda do subdesenvolvimento.

Sem fortes protestos do Povo nas ruas, a Democracia poderá arruinar-se.

jomabastos disse...

Uma sociedade que não educa, não adquire conhecimento nem cultura e não cria desenvolvimento educacional, social e econômico. E o subdesenvolvimento no Brasil, assim como em muitos países da América Latina, gera violência através de roubos, assaltos, narcotráfico e homicídios.

Marilda Silveira disse...

Padre Fábio de Melo?

Marilda Silveira disse...

A mensagem publicada por Padre Fábio de Melo que li nas Redes Sociais não é essa.

Anônimo disse...

É óbvio que o TSE irá excepcionar a decisão para um conflito de competência, pois não tem condições de apurar questões criminais.

Anônimo disse...

https://www.boatos.org/religiao/padre-fabio-melo-texto-massacre-suzano.html

Anônimo disse...

Não parece ser dele. Quem acompanha o Padre Fábio sabe que ele não se expressa dessa forma.

Anônimo disse...

Bolsonaro vem se desgastando numa velocidade incrivel, não bastasse as trapalhadas de seus filhotes, agora liberou uma emenda para os deputados de hum bilhão de reais, para que aprovem essa farsa da previdencia social que está mais do que provado que é superavitaria por ser o maior orçamento da União. A lava jato agoniza porque agora é controlada pela justiça eleitoral, onde estão os corruptos do STF,que agora é a maioria naquela famigerada casa do espanto. Quanto ao Bolsonaro continuará baixando as calças para o Mecanismo, porque acha que o capital estrangeiro é burro e vai voltar a investir no brasil.Quanto aos militares tornam-se leões somente quando passam para a reserva, porque quando estão na ativa não passam de cordeiros tosquiados, com raras exceções. Assim la vave va. Acredite se quiser.

ALMANAKUT BRASIL disse...

Londrina, Paraná, terá manifestação contra o STF neste domingo - (Bonde - 16/03/2019)

No Paraná, além de Londrina, estão programados atos em Curitiba (na Boca Maldita, às 15h), em Apucarana (praça da Igreja Matriz, 15h), Foz do Iguaçu (praça Mitre, 9h), Litoral (praça cental de Matinhos, 17h) e Maringá (Justiça Federal, 15h). Haverá manifestações em todo o país.

https://www.bonde.com.br/bondenews/politica/londrina-tera-manifestacao-contra-o-stf-neste-domingo-493124.html

Anônimo disse...

A menção a Deus não é característica do psicologismo e sociologismo de "padres" progressistas.