segunda-feira, 25 de março de 2019

Temer troca improvisada cela pelo braço da Marcela


Edição Extra do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

A interpretação libertária da nossa Constituição não permite deixar preso qualquer acusado ou suspeito que tenha muito dinheiro para pagar os melhores e mais caros advogados... Simples, assim, a explicação para a libertação do grupo de Michel Temer. No ato de libertação, o Desembargador Ivan Athié, do TRF-2, ainda elogiou o juiz Marcelo Bretas e o papel do Ministério Público, porém ressalvou que não identificou ameaça à ordem pública ou às investigações por parte dos acusados. 

A prisão de Temer estava relacionada com a delação de José Antunes Sobrinho, sócio da empreiteira Engevix. O “colaborador judicial” denunciou que Moreira Franco ajudou a viabilizar repasses ilícitos para o MDB na campanha de 2014. Segundo o Ministério Público Federal, a Engevix pagou R$ 1 milhão em propina no fim daquele ano a uma empresa controlada pelo Coronel PM-SP João Baptista Lima Filho. A Argeplan, que também recebeu dinheiro da Andrade Gutierrez, chegou a custear obras na residência da filha de Temer. Ao longo da longa vida pública, Moreira sempre foi conhecido como “favorito” da empreiteira.

Temer segue alvo de 10 inquéritos e já foi denunciado três vezes pelo Ministério Público Federal. Como nenhuma das três denúncias foi aceita pelo Judiciário, Temer não é réu. Ex-Presidente da República, renomado Constitucionalista e marido da bela Marcela, Michel Temer nega envolvimento em qualquer irregularidade ou ato de corrupção.

Antes de passar a Presidência para Bolsonaro, Temer se disse ofendido quando lhe falavam do risco de ser preso, por perder o foro privilegiado: “Não estou preocupado com esse assunto. Até porque chicotear o Presidente é uma coisa. Já o ex-Presidente não vai ter muita graça”.

Se teve ou não, os humoristas de plantão podem dizer... Agora, Temer fica livre. Mas o susto de passas uns dias na salinha da PF no Rio de Janeiro, ele não vai esquecer nunca mais. O negócio agora é voltar para os braços da Bela Marcela, e tentar esquecer do breve desgaste na improvisada cela...

Releia o artigo de Domingo: PF Livre para ajudar Bolsonaro no “teste de fidelidade”


Reveja a primeira edição: Ficar refém da Previdência é erro estratégico


Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

Jorge Serrão é Editor-chefe do Alerta Total. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. Membro do Comitê Executivo do Movimento Avança Brasil.
A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Apenas solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 25 de Março de 2019.

Nenhum comentário: