terça-feira, 16 de abril de 2019

O Falso Moralismo



Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Carlos Maurício Mantiqueira

Agradeço muitíssimo aos que me criticam. No entanto devo alertar aos amáveis leitores sobre “armadilhas” psicológicas que nos impedem de enxergar a realidade.

A História da humanidade é a história da violência. Massacres, traições e injustiças aconteceram quase todos os dias,

A chamada “Belle Époque” foi um curto período de quarenta e quatro anos sem guerra na Europa (1.870 – 1.914). Duas gerações de paz e alegria.

A Primeira Guerra Mundial mostrou ao mundo toda a ferocidade do ser humano. Guerra química, bacteriológica, de alta tecnologia para aquele momento.

A Segunda Guerra Mundial descortinou o perigo de extinção da espécie humana. 

Duas bombas atômicas calaram os “dissidentes” por décadas.

Em seguida, e nos desculpando por alguma omissão, tivemos as guerras da Coréia, do Vietnam, das Malvinas, do Golfo, da Síria, do Afeganistão, etc.

Fora os massacres silenciosos, na Rússia (depois União Soviética e depois Rússia novamente), na Ucrânia e no Brasil, onde temos cerca de sessenta mil assassinatos por ano nos últimos trinta e cinco.

O brasileiro (aí me incluo) tem mais medo é do poder local (municipal) que o menospreza todos os dias com seu descaso e/ou má fé.

Qualquer merda interdita ruas e avenidas para eventos esdrúxulos que só aproveitam a poucos idiotas e muitos espertalhões.

Nosso direito de ir e vir fica tolhido. Idem nosso sossego.

A implantação “na marra” de ciclovias, prejudica o trânsito e seria apenas estupidez se não fosse proposital: destruir o habitat da burguesia.

As pichações de prédios públicos e privados, as depredações de cemitérios e logradouros outrora aprazíveis, são “toleradas” (senão incentivadas) pelo poder público.

O objetivo é o “controle social”. A escravização lenta e gradual do cidadão de bem. 

Só falta nos obrigar a implantar um chip subcutâneo.

O dia da fúria virá. Mais cedo ou mais tarde. Com uma noite mais negra que a de São Bartolomeu.

Carlos Maurício Mantiqueira é um livre pensador.

3 comentários:

Q disse...

Por falar em implantação de chip sub cutâneo:

https://youtu.be/spKq0Izp31Q

Assiste, ae

jomabastos disse...

A desigualdade está explodindo no Brasil, e as novas propostas vão no sentido de austeridade não dos que ganham altos salários, usufruem de altas mordomias, têm altos lucros e rendas e passam a vida a esbanjar e não a investir dinheiro, mas dos que mal sobrevivem com os parcos rendimentos que conseguem à custa de muito trabalho.

A desigualdade, a corrupção, a autoritarismo, a austeridade para os eternos sacrificados(o Povo) e a censura estão explodindo no Brasil. Infelizmente!

Por aqui, A violência se alastra, e a solução apresentada é disseminar mais armas, não contê-las e controlá-las. É fácil de identificar que esta não é uma visão construtiva.

No Brasil, tornou-se regra insistir em políticas sociais e econômicas que levam o país a regredir ou a não evoluir o suficiente. Se a política sacrifica em vez de ajudar, dirão que o sacrifício não foi suficiente, e depois é só aprofundar esse sacrifício um pouco mais com mais austeridade. Que Povo tão obediente à incompetência, à corrupção e à censura.

jomabastos disse...

Naturalmente que mais uma grande mudança no mundo está pra chegar. Pra quando é que ninguém sabe ou imagina.

Quanto ao chip subcutâneo, há que ter confiança e lutar conta o domínio total das grandes empresas mundiais e totalitárias.

Mas acima de tudo há que lutar contra o domínio dos nossos políticos corruptos e incompetentes. Há também que não deixar passar a censura e a incompetência do STF.

Há que não esquecer que sempre fomos dominados pela censura, pelo distanciamento que sempre fomos obrigados a ter do mundo além-fronteiras e pela falsa democracia em que sempre vivemos.