sexta-feira, 13 de janeiro de 2006

Abuso financeiro: Bancos públicos faturaram mais de R$ 10 bilhões cobrando altas tarifas de clientes em 2005

Edição de Sexta-feira 13 do http://alertatotal.blogspot.com/

Ouça também o podcast rádio Alerta Total: http://podcast.br.inter.net/podcast/alertatotalPor

Jorge Serrão

A cobrança de tarifas aumentou a receita de serviços dos bancos públicos em 51,7% entre 2002 e 2005. Os ganhos obtidos com a taxação de serviços prestados aos clientes cresceram de R$ 6 bilhões e 663 milhões (em 2002) para R$ 10 bilhões e 108 milhões, no ano passado.

A revelação é de um estudo feito pela Austin Rating. O presidente da empresa, Erivelto Rodrigues, lamenta que o levantamento tenha indicado uma distorção - que é o ganho obtido pelas instituições financeiras em operações de tesouraria, que respondem hoje por cerca de 30% de toda a receita dos bancos.

Rodrigues analisa que as receitas de administração de recursos de terceiros e de cartão de crédito também contribuíram para esse resultado. Segundo ele, atualmente, os serviços respondem por cerca de 15% das receitas totais. Antes da estabilização, em 1994, não passavam de 3,5%.

Para Rodrigues, não houve nenhuma anormalidade nesse processo. “O papel dos bancos é este mesmo. Eles têm de ganhar dinheiro com prestação de serviços e operações de crédito”.

Ataque ao japonês de Lula

O jornalista e Doutor em Ciências da Comunicação, Carlos Manoel Chaparro, avalia que o governo Lula tem problemas porque “colocaram para dirigir a comunicação do governo um homem que não era do ramo”.

Palavras do especialista: “O ex-ministro Gushiken jamais desconfiou que o principal ponto de entendimento entre governo e os jornalistas é a informação e a oferta de boas respostas às perguntas. Ou seja: Notícia. Gushiken, ao contrário, sempre achou que as coisas da comunicação se resolviam com propaganda. Gastou centenas de milhões de reais nisso, em algumas frentes com imprudência, e deu no que deu. Há várias outras razões para o fracasso das relações entre o governo e a imprensa, com culpas e responsabilidades divididas, mas creio que o equívoco de se investir preferencialmente em propaganda paga foi a causa principal”.

Chaparro fez essa avaliação, analisando uma polêmica entrevista dada pelo assessor da presidência, Bernardo Kucinski (maior crítico interno do governo), ao site “Repórter Social”.

Fúria da professora

O governador paulista Geraldo Alckmin e o secretário estadual de Educação, Gabriel Chalita, enfrentaram ontem a fúria de uma professora estadual.

Ana Maria Campos Cavalieli, de 46 anos, cobrou do governador, aos gritos, aumento salarial.

O batalhão de assessores do governador e do secretário tentou acalmar a situação, mas não houve jeito.

Incomodado com o escândalo, Chalita- que também é professor- apelou para o sentimento de classe.

- Senhora, isso não é postura de uma professora!

A irada professora rebateu:

- Chalita, você é muito bonitinho, mas não resolve nada...

O secretário se calou. Fazer o quê, né? Chalita é candidato preferido de Alckmin ao governo paulista...

Felicidade dos professores

Estão rindo à toa os 33 professores da rede municipal de ensino de Sentinela do Sul, município gaúcho de 5 mil habitantes, localizado a 103 quilômetros de Porto Alegre.

Acostumados a vencimentos médios de R$ 400, os docentes locais foram premiados, em dezembro, com um abono gordo de R$ 5 mil e 400.

Puderam comprar carros e computadores novos, fazer reformas residenciais e poupanças gordas.

Não se sabe se o secretário de Educação de lá é bonitinho. Mas que está prestigiado com o professorado, isso está...

Todo poder ao eleitor

Qualquer cidadão poderá apresentar denúncias contra candidatos ou partidos cuja campanha tenha indícios de caixa dois.

A denúncia deverá ser formalizada por escrito, contendo a identificação do denunciante e do denunciado, que deve ter apontados, no mínimo, do número de inscrição no CPF ou no CNPJ e do respectivo domicílio fiscal ou de elementos que permitam levar a essa identificação.

Também deve ser apresentada uma descrição detalhada dos fatos apontados como irregulares, com a indicação de datas e valores envolvidos, acompanhados dos documentos comprobatórios. As denúncias não serão divulgadas.

A Secretaria da Receita Federal publicou ontem no Diário Oficial da União portaria conjunta com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) estabelecendo as normas para o intercâmbio de informações entre os dois órgãos e dando todo poder ao eleitor.

Luta de foice pelo Senado

Se puder ser candidata (agora depende da saúde dela e da vontade do TSE), e deixar seu cargo até 31 de março, a Governadora Rosinha Garotinho é a favorita e o fiel da balança para a disputa da única vaga ao Senado na eleição deste ano, no Rio de Janeiro.

Depois de Rosinha, quem tem a máquina mais poderosa para se fazer senador é o deputado federal Francisco Dornelles, do PP. Já foi Secretário da Receita, Ministro três vezes e acumula cinco mandados de deputado.

O presidente da Assembléia Legislativa, Jorge Picciani (do PMDB) só vem candidato se Rosinha não vier. Picciani arriscaria uma reeleição certa por um senado duvidoso...

PT terá racha interno

Saturnino Braga, que sonha se reeleger, terá uma disputa interna, com riscos, pela vaga ao senado do PT, com a ex-senadora e governadora Benedita da Silva. Bené teria mais chances disputando uma vaga na Câmara, mas pretende correr o risco por oito anos de mandato, e pode atropelar Saturnino.

Rafael de Almeida Magalhães tenta a sorte pelo Partido Republicano, criado por inspiração divina dos líderes da Igreja Universal do Reino de Deus. E Arthur da Távola deve ser o candidato tucano, na provável aliança com o PFL.

Enfim, vai ser uma briga de foice pelo Senado no Estado do Rio. Dentro e fora dos partidos...

Verdes como a cana?

Na próxima segunda-feira, a partir das 20 horas, acontece, no Rio de Janeiro, a Festa de 20 anos do Partido Verde.

A comemoração verde será no Restaurante e Cachaçaria Mangue Seco, que fica na Rua do Lavradio, 23 – 2º andar na Lapa, região central da Cidade Maravilhosa.

Agora, festa na cachaçaria, deve ser porque a cana também é verde... De toda forma, parabéns ao pessoal do PV.

Ministro em perigo

O pesado Agente 171 do Alerta Total, infiltrado nos bastidores do ilusório poder da Ilha da Fantasia, revela que existe um canhão politicamente mirado na cabeça do ministro do Turismo.

Não foi à toa que Walfrido dos Mares Guia (ex-PTB) procurou ontem, correndo, o presidente da CPI dos Correios, senador Delcídio Amaral (PT-MS), para jurar que seu ministério não tem contrato de publicidade com o empresário Marcos Valério, dono das agências SMPB e DNA Propaganda, o carequinha acusado de operar o Mensalão.

Uma recente auditoria do Tribunal de Contas da União (TCU) constatou irregularidades em contratos do ministério com agências de publicidade.

As informações foram enviadas à CPI, mas, segundo o relator, deputado Osmar Serraglio (PMDB-PR), trata-se de pequenas irregularidades, que só seriam investigadas a fundo se houvesse alguma relação com o Valerioduto.

Bené e a Prece

A CPI dos Correios foi surpreendida ontem com uma revelação bombástica feita por Pedro José Mercador Mendes, um dos diretores da Prece, o fundo de pensão dos funcionários da Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro (Cedae).

Segundo ele, a primeira providência do PT, quando assumiu o governo do Rio, em 2002, com Benedita da Silva, foi mudar o estatuto da Prece e acabar com a regra que estipulava um mandato para os diretores da entidade de previdência complementar.

O deputado Rodrigo Maia (PFL) revelou que, com a alteração do estatuto, “o PT mudou diretores e povoou o fundo com verdadeiros nomes de ‘laranjas’, que não entendiam nada da previdência complementar, mas estavam lá para facilitar a vida de alguém”.

A mulher de Garotinho, Rosinha Matheus, foi eleita, em 2002, para suceder Benedita, mas manteve as modificações feitas no estatuto da Prece, isto é, pôde mandar e desmandar na direção do fundo.

A Prece, segundo levantamento da CPI dos Correios registrou prejuízos de R$ 309 milhões em operações financeiras feitas entre 2000 e 2005.

Investigando Duda

O presidente da CPI dos Correios, senador Delcídio Amaral (PT-MS), confirmou que a comissão vai mesmo enviar, na próxima semana, representantes aos EUA para buscar informações sobre mais uma conta que o publicitário Duda Mendonça mantém por lá.

Ainda não foram definidos os nomes três dos parlamentares que irão tentar convencer as autoridades norte-americanas sobre a necessidade de a comissão ter acesso aos dados bancários de Duda, acusado de movimentar mais de R$ 700 milhões nos últimos cinco anos.

Eles vão apresentar um compromisso do Congresso Nacional com a manutenção do sigilo dos documentos que eventualmente sejam cedidos pelos EUA.

CPI com data para acabar

O relator da CPI dos Correios, deputado Osmar Serraglio (PMDB-PR), avisou ao presidente da comissão, senador Delcídio Amaral (PT-MS), que pretende entregar o relatório final das investigações até a primeira quinzena de março.

Delcídio promete conversar com os sub-relatores para tentar encerrar os trabalhos da comissão até 15 de março.

No final do ano passado, as investigações foram prorrogadas até meados de abril. O senador, porém, advertiu que a antecipação só ocorrerá se todos os trabalhos forem concluídos a contento.

Acusado do “Mensalinho”

A CPI descobriu que o deputado João Hermann Neto (PDT-SP) recebeu por dois anos R$ 3 mil mensais da empresa Beta, investigada por irregularidades em contratos nos Correios.

Mega Pizza do Banestado

O empresário Eliot Maurice Eskinazi, preso em decorrência das investigações da CPI do Banestado, pode voltar para casa.

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Nelson Jobim, determinou ontem o cumprimento de liminar que concede liberdade provisória a ele e, também, beneficia Dany Lederman e Hélio Renato Laniado, có-reus com Eskinazi em crime de evasão de divisas, gestão fraudulenta e lavagem de dinheiro.

Os três e, ainda, Renato Bento Maudonnet Júnior foram acusados de operar ilegalmente US$ 1 bilhão e 200 milhões em contas no exterior, entre 1995 e 2002.

O objetivo da CPI do Banestado foi investigar remessas ilegais por meio das contas CC5, via agência do Banestado em Foz do Iguaçu. A CPI acabou como uma das maiores pizzas da história...

Convidados para a CPI

A CPI dos Correios vai ouvir o presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), ministro Adylson Motta, o diretor-geral da Polícia Federal, Paulo Lacerda, e o ministro da Controladoria Geral da União, Waldir Pires. Todos comparecerão na condição de convidados.

Motta deve depor no dia 23, na sub-relatoria de Normas de Combate à Corrupção, comandada pelo deputado Onyx Lorenzoni (PFL-RS). No dia seguinte, é aguardada a presença de Lacerda.

Depois dele, a CPI ouvirá a exposição de um representante da Organização Internacional de Polícia Criminal, a Interpol. No dia 26, será a vez de Pires fornecer informações.

Uma das interrogações que persegue o pefelista é o fato de nenhum dos órgãos ter detectado o Mensalão.

Tentando salvar Azeredo

No depoimento dado ontem à Polícia Federal (PF), Cláudio Mourão, ex-tesoureiro da campanha de 1998 do atual senador Eduardo Azeredo (PSDB-MG) ao governo de Minas, repetiu o que revelou à CPI dos Correios no ano passado.

Mourão confirmou à PF o uso de caixa dois na campanha e o recebimento de recursos do empresário Marcos Valério, acusado de operar o Mensalão do PT.

Mas o ex-tesoureiro também voltou a dizer que Azeredo não sabia dos negócios dele com Valério, porque nunca informou o senador sobre sua relação com o empresário.

Primeirão da fila

O Conselho de Ética da Câmara comunicou a Wanderval Santos (PL-SP) o encerramento do seu processo e pôs o deputado como o primeiro na fila dos 11 acusados pelo Mensalão que enfrentarão o humor do plenário.

Os acusados temem que o primeiro a ir ao plenário sofra os efeitos negativos da absolvição de Romeu Queiroz (PTB-MG), em dezembro.

Pobreza da administração

O Tribunal de Contas da União (TCU) informou que vai fazer uma auditoria nas contas do Fundo de Combate e Erradicação da Pobreza, presidido pelo Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), de Patrus Ananias.

O TCU quer apurar as denúncias de irregularidades, apresentadas pelo deputado Eduardo Paes (PSDB-RJ).

Na representação encaminhada ao TCU, Paes reclama que dos R$ 6 bilhões do Fundo, parte foi usada indevidamente, no pagamento de tradução simultânea, fretes de aviões, serviços mecânicos, aluguéis, manutenção de armas de fogo e aquisição de plaquetas para tombamento patrimonial.

Frota que afronta

A União gastou R$ 724 milhões e 700 mil, no ano passado, com compra, aluguel, abastecimento e despesas de manutenção da frota federal de carros oficiais.

O valor é 24% superior ao de 2004 e cerca de 80% maior do que o de 2002.

O último ano do governo Fernando Henrique Cardoso consumiu R$ 419 milhões com essa frota que afronta os cofres públicos.

Obra em benefício próprio?

A Controladoria Geral da União, segundo ofício n° 00090/2005, irá investigar “denúncia de beneficiamento ilícito de obra pública” por parte do deputado estadual Titonho Beserra, do PT de Roraima.

Titonho Beserra é acusado de se valer de influência que certa vez exerceu, junto ao governo federal, fazendo com que o INCRA financiasse a construção de uma estrada dentro de sua propriedade “com o objetivo de valorizá-la”.

A denúncia e o anúncio da investigação aconteceram dia 3 de janeiro de 2005. Não se sabe a quantas anda, segundo o jornalista Marcio Aciolly, que conhece as manhas da política rondoniense.

Empreguismo em Resende

O vereador Fernando Menandro (PV) denuncia um trem da alegria com a aprovação, por seis votos a quatro, do projeto que autoriza a criação de mais 350 cargos comissionados na Administração Pública de Resende.

Somados aos que já haviam sido aprovados em junho, perfazem – aproximadamente – 990 novos contratados, sem a exigência de concurso público, para a prefeitura daquela cidade fluminense do Vale do Paraíba.

Os cargos não tem qualquer atribuição definida, podendo os servidores serem nomeados de forma aleatória, sem necessidade de justificativa, para cargos de caráter eminentemente político. Os salários variam de R$ 500,00 a R$ 4.700,00.

O vereador Menandro avalia que trem da alegria é resultado das famigeradas sessões extraordinárias remuneradas, momento em que o Executivo “empurra” diversos projetos ao Legislativo, que, sem tempo hábil e sem assessoria, acaba aprovando. Por isso, em fevereiro, pretende apresentar uma lei para acabar definitivamente com as Sessões Extraordinárias Remuneradas em Resende.

Almoço indigesto

O vice-presidente da República, José Alencar, crítico contumaz da política monetária praticada pelo Banco Central, almoçou ontem com o presidente Henrique Meirelles.

Alencar saiu da sede do BC dizendo-se encantado com a hospitalidade.

Mas tanto antes quanto depois do encontro manteve suas críticas à taxa de juros.

Mais um gaúcho no Supremo

O ex-presidente do Tribunal Regional Federal (TRF) da 4ª Região, Vladimir Passos de Freitas, paulista radicado no Estado desde 1991, deverá ser o premiado pelo Presidente Lula com a indicação para o Supremo Tribunal Federal.

Lula confidenciou a interlocutores que prefere aproveitar o advogado e ex-presidente do PT Tarso Genro na campanha eleitoral ou na coordenação política do governo, poupando-o do dissabor de ter seu nome rejeitado pelo Senado.

Sob a influência do ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, o presidente estaria inclinado a nomear um jurista de carreira.

Ave, Ceasar!

O Imperador do Rio, Cesar Maia, adverte: Se o PSDB lançar o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, candidato a presidente, o PFL vai concorrer com um nome próprio.

Com a declaração, Maia volta a manifestar sua preferência pelo prefeito da capital paulista, José Serra, em favor de quem já disse abrir mão da possibilidade de ter seu nome lançado pelo PFL.

O prefeito carioca justificou sua afirmação dizendo que “Alckmin perde a eleição por seu perfil regional e por ausência de perfil temático”.

Os iguais que jogam diferente

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, reafirmou ontem sua intenção de candidatar-se à presidência e disse que “é preciso dizer quem é candidato, para o partido e a sociedade poderem avaliar”.

O governador declarou que o programa de governo defendido por ele não difere do de José Serra, prefeito paulistano e potencial candidato do PSDB.

Segundo Alckmin, ambos são sociais democratas e trabalham por um “Estado eficiente, e não este Estado ineficiente que temos hoje, que precisa ser reformado”.

Dois dias depois de declarar que não quer ser escolhido por W.O., o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, descartou uma disputa interna no PSDB para a escolha do candidato. Baixou a bola, para não sofrer com o “fogo amigo” tucano...
Pesquisa pró-Serra


Lula, que em novembro havia escorregado para situação de empate técnico com Geraldo Alckmin (39% a 38%) na simulação de segundo turno da pesquisa mensal Pulso Brasil, do Ipsos Opinion, recuperou-se em dezembro.

Bateu o governador paulista por 44% a 37%. Mas: Abriu distância.

No mesmo período, José Serra, o outro presidenciável tucano, ampliou de 9 para 14 pontos a vantagem sobre Lula na simulação de segundo turno. De acordo com o levantamento, hoje o prefeito derrotaria o petista por 51% a 37%.

Manobra anti-Garotinho

O PMDB anunciou que vai prorrogar até março o prazo de inscrição dos candidatos interessados em disputar as prévias do partido, quando será escolhido o candidato da legenda à presidência da República.

A decisão de não realizar as prévias até 15 de fevereiro prejudica, especialmente, o ex-governador do Rio de Janeiro, Anthony Garotinho.

Isso porque aumenta as chances de candidatura dos governadores do Rio Grande do Sul, Germano Rigotto, e do Paraná, Roberto Requião, além da (improvável) do presidente do Supremo Tribunal Federal, Nelson Jobim.

Aliança PMDB/PDT?

Com o provável fim da verticalização - norma que impede as coligações estaduais de colidir com as nacionais -, aumentam as chances de uma aliança entre PMDB e PDT para a Presidência.

Se o governador Germano Rigotto se tornar o candidato peemedebista à Presidência, essa possibilidade se fortalece ainda mais.

O principal adversário de Rigotto nas prévias do PMDB até o momento, Anthony Garotinho, é um velho inimigo dos pedetistas, com os quais rompeu no final dos anos 90. Logo, os brizolistas teriam interesse em dar o troco ao Garotinho.

Tapando o buraco de quem?

O líder do PFL na Câmara, deputado Rodrigo Maia (PFL-RJ), entrou ontem com representação no Tribunal de Contas da União (TCU) questionando a condução de quatro obras da operação tapa-buraco, contratadas pelo governo sem licitação.

As quatro obras estão orçadas em R$ 4 milhões e 100 mil, e devem ser tocadas pelas construtoras Delta, Engemim e ArteLeste.

O presidente do TCU, ministro Adylson Motta, também criticou a ausência de licitação na contratação das obras e avisou que vai cobrar explicações do governo.

Riscos para o Pan 2007

A Prefeitura do Rio teme que decisões judiciais atrasem as obras do Pan 2007, que serão tocadas pelo consórcio Tecnosolo/Damiani, que ganhou ontem a licitação, com o menor preço de R$ 67 milhões e 602 mil, para construir a primeira fase da arena poliesportiva na área multiuso do Autódromo Nelson Piquet.

Há dois riscos de problemas judiciais: um é o de uma das sete empresas que perdeu a licitação recorrer da decisão, que paralisaria o processo.

O outro, mais perigoso, é o de a Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA) impedir o início das construções. Uma lei municipal obriga que a entidade autorize quaisquer modificações no autódromo e a CBA já informou que não vai autorizar nenhuma obra que prejudique a pista.

Com o prazo muito apertado para entregar a arena e o parque aquático para o Pan, que começa no dia 13 de julho de 2007, se as obras forem embargadas, existirá o risco de elas não serem entregues a tempo.

Prefeitura e Cedae brigando

A Cedae anunciou ontem que vai entrar na Justiça contra a Prefeitura do Rio de Janeiro para interditar uma parte da Avenida das Américas e terminar a montagem da tubulação do emissário da Barra, sem que, para isso, seja necessária uma obra subterrânea.

A Cedae afirma que a obra subterrânea encareceria o projeto e contaminaria o lençol de água da região.

A prefeitura afirma que a interdição das pistas vai causar engarrafamentos até a Avenida Brasil. E informou que só vai autorizar a obra se receber uma determinação da Justiça.

Juíza aceita greve de delegados baianos

O pedido de proibição da greve dos delegados da Bahia, sob a alegação de 'ilegalidade do movimento', encaminhado ontem pelo procurador-geral do Estado Marcos Sampaio foi negado pela juíza da 7ª Vara da Fazenda Pública, Lisbete Almeida Cezar Santos.

A Procuradoria-Geral do Estado vai recorrer da decisão da juíza sob a alegação de ilegalidade do movimento e contradição jurídica, já que, segundo ele, a juíza teria concedido liminar contrária à greve dos professores da rede estadual no ano passado, quando considerou inadmissível a interrupção dos serviços educacionais - considerados pela lei como 'essenciais', assim como os serviços de segurança pública.

De acordo com o procurador-geral Raimundo Viana, a greve deveria ser suspensa porque os delegados não cumpriram a promessa de garantir os serviços essenciais de atendimento à população, como os registros de cadáver e dos autos de delito e flagrante.

Hospitais do Rio inseguros

Policiais federais da Delegacia de Controle de Segurança Privada (Delesp) fiscalizaram ontem o Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, e verificaram que uma empresa de recursos humanos, não cadastrada na PF, atuava irregularmente no serviço de vigilância privada.

A empresa recebeu um auto de infração e agora tem 10 dias para oferecer a sua defesa.
Na quarta-feira, os federais já haviam constatado irregularidades também em outras duas empresas, que prestavam serviços nos hospitais municipais Souza Aguiar e Miguel Couto, que também foram autuadas.

A prefeitura da cidade do Rio de Janeiro foi notificada, na tarde desta quinta-feira, sobre a ocorrência, através de ofício encaminhado ao secretário municipal de Saúde, Ronaldo César Coelho.

Bandidos em ação

Em menos de 30 horas, São Paulo viveu momentos de pânico com quatro ataques a bases comunitárias e carros da Polícia Militar. Um soldado foi morto e outro ficou ferido gravemente.

A ação criminosa foi atribuída ao Primeiro Comando da Capital, o PCC, e seria uma represália a um resgate frustrado na Penitenciária de Presidente Bernardes e uma intimidação para evitar o castigo de presos envolvidos nessa tentativa.

O Secretário de Segurança, Saulo Ramos, definiu o problema: "Toda vez que esse pessoal se fragiliza parte para uma ação mais agressiva para mostrar que ainda toca o apito".

Por meio de denúncia, a Polícia Civil prendeu cinco suspeitos de envolvimento nos atentados.

Duda ficaria triste

Em um galpão no Morro da Nova Cintra, em Santos, policiais encontraram 80 galos de briga presos em uma gaiola.

A pena para esse tipo de crime ambiental varia de três meses a um ano de detenção, além de pagamento de multa.

No local, que fica em um terreno na estrada da Cachoeira, uma arena era utilizada para as rinhas.

Livre para voar

O Supremo Tribunal Federal (STF) concedeu à Transbrasil uma liminar que restabelece a concessão do transporte aéreo à empresa.

A autorização para voar havia sido cassada em dezembro de 2001.

Varig pagando

A Varig informou que pagou uma dívida de US$ 56 milhões na Justiça dos EUA.
De acordo com a empresa, o dinheiro era devido aos arrendatários de seus aviões, e o pagamento vai evitar que perca aeronaves para empresas de leasing.

Além disso, a companhia aérea conseguiu estender até 17 de março o prazo de proteção contra a cobrança de débitos anteriores à sua entrada na Lei de Recuperação Judicial.

Vai e vem da grana

O BNDES quer receber parte do empréstimo que fez à TAP em novembro para que a companhia aérea portuguesa comprasse a VarigLog (subsidiária de logística e transporte de cargas) e a VEM (de manutenção) da empresa brasileira.

O banco havia financiado a operação, o que garantiria à Varig recursos para pagar dívidas com empresas de leasing e evitar o arresto de aviões.

Como a TAP desistiu da VarigLog, que compraria por US$ 38 milhões, terá de quitar já a parcela do financiamento referente à compra da empresa de cargas, embora, se quiser, possa manter o financiamento da compra da VEM, por US$ 24 milhões.

Torcedores, acalmai!

O chefe da Polícia Civil, Álvaro Lins, anunciou medidas duras contra a violência de torcedores no Campeonato Carioca, que começa amanhã.

Os envolvidos em brigas responderão por formação de quadrilha.

Os clubes dos briguentos também poderão ser responsabilizados.

Mais dois do baixinho

Na contagem regressiva em busca do milésimo gol, Romário colocou ontem mais dois na sua conta.

O Baixinho marcou duas vezes na vitória do Vasco no amistoso contra o Rio Branco, de Campos, por 7 a 0, em São Januário.

Com isso, o atacante chegou a 944 gols, em suas contas.

Carequinha se recuperando

Tratando de problemas urológicos, George Savalla Gomes, o Palhaço Carequinha, de 90 anos de idade, permanece na Santa Casa de Misericórdia, de Juiz de Fora, na Zona da Mata Mineira.

Apesar da idade avançada, o estado de saúde do palhaço é bom. Carequinha apresenta boa memória, apesar de estar anêmico.

No ano passado, ele ficou quase um mês internado no Rio de Janeiro tratando de uma pneumonia e desidratação.

Desta vez o palhaço preferiu ser internado em Juiz de Fora porque sua irmã, Isa dos Santos, é mãe do prefeito da cidade, Carlos Alberto Bejani (PTB).

Antes da internação, Carequinha foi obrigado a cancelar 26 compromissos de trabalho, por causa do problema. Mas espera voltar a atuar em breve.

O palhaço e grande irmão completou, no ano passado, 84 anos de carreira, em plena atividade. Longe dos circos, Carequinha atualmente faz animação de festas infantis.

Dia de sorte para os cariocas.

A Confraria do Garoto, a mais famosa e irreverente entidade lúdica do Rio de Janeiro, estará nesta Sexta-13, as 13 h, na Avenida 13 de Maio, em frente ao nº 13, para tirar o olho grande do Cordão da Bola Preta e abrir os caminhos para o carnaval.

Confete, serpentina, balões, pétalas de rosas, papeis picados, tapete vermelho, muita arruda, água de cheiro e uma galinha preta, completam os rituais. Tudo com direito à Miss Sexta-feira 13, a escultural mulata Mariângela Lima, do Salgueiro.

Quem passar com a galinha por baixo da escada, recebe uma nota de dólar e quem for nascido neste dia, ganha uma camisa personalizada, que só é dada de 13 em 13 anos.

E a Banda Marcial Washington Marching, sob o comando do Professor Antonio Veiga, tocará Cidade Maravilhosa as 13h 13min, para espantar o azar.

Vida que segue...

Novas informações a qualquer momento.

Recramações, ilogios ou revelações bomba para:

jorgeserrao@gbl.com.br

Façam comentários clicando no link abaixo.

Ouçam as informações clicando no link da rádio (podcast) Alerta Total:

http://podcast.br.inter.net/podcast/alertatotal

Fiquem com Deus!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Inteligente, inovador, fortemente analítico e propositivo, utilizando as mais modernas tecnologias para transmissão instantânea e eletrônica de informação privilegiada e análise estratégica, junto com a difusão de novos conhecimentos voltados para a construção e consolidação de novos valores humanos.