segunda-feira, 16 de janeiro de 2006

Garotinho dá ordem verbal para PM não reprimir vans, Coronéis recebem R$ 2 mil de aumento e festejam em Show no QG

Edição de Segunda-feira do http://alertatotal.blogspot.com/

Ouça também o podcast rádio Alerta Total: http://podcast.br.inter.net/podcast/alertatotal

Por Jorge Serrão

Os Comandantes de Batalhões da Polícia Militar no Rio de Janeiro receberam ordens verbais, por telefone, para que as vans e kombis cooperativadas não sejam fiscalizadas, apesar das diversas irregularidades por elas cometidas. Coincidência (que nunca existe), logo após assumir a responsabilidade em não reprimir a manifestação do “transporte alternativo” - que parou a o Centro do Rio de Janeiro, na semana passada –, o Comandante Geral da PM do Rio, Coronel Hudson de Aguiar Miranda, reunido com seus oficiais comandantes, anunciou um reajuste de quase R$ 2 mil nas gratificações dos Coronéis que exercem cargos de Direção. Todos passam a receber a gratificação DG, no lugar do DAS-8. A revelação é de um indignado oficial que participou do encontro.

A cúpula da PM fluminense estará em festa! Por isso, todos os Comandantes, Chefes e Diretores da PM, acompanhados de 01 (um) Oficial e 02 (duas) Praças, receberam ordens (como “convidados obrigatórios”) a participar, na tarde de amanhã (terça-feira), de um show do Grupo Afro-Reggae e da Banda 190. O evento, no pátio do Quartel-General da PM (no Centro do Rio de Janeiro) visa “a proporcionar momentos de descontração e lazer aos policiais militares da Corporação” – conforme publicação na página 35 do Boletim da PM (número 008), do último dia 12 de Janeiro. Na festa, para 300 pessoas, que começa a partir das 16h 30min, será servido um coquetel.

O oficial que denunciou a “nada oportuna” festa ao Alerta Total revelou que o evento tem o objetivo, subliminar, de reunir a cúpula da PM, em congraçamento, com o Secretário de Segurança Pública, delegado Marcelo Itagiba, que pretende ser candidato a Deputado Federal pelo PMDB, nas eleições deste ano. Um oficial que se recusou a montar o esquema de trânsito para a festa (Coronel Fernando Príncipe) acabou exonerado, semana passada, do comando do Batalhão de Choque da PM – conforme denuncia o mesmo oficial indignado, cujo nome o Alerta Total omite propositalmente, para que ele não sofra represálias dos superiores.

“Não haveria emprego melhor para o dinheiro público? Coquetel, som, emprego de policiais militares, viaturas para a condução dos Comandantes. Parece brincadeira, e é, só que de verdade! É que o Itagiba vai tentar faturar politicamente com o evento, talvez buscando votos em reduto que certamente não é o seu” – indaga o Oficial indignado. O militar revela que as ordens para não reprimir o “transporte alternativo de vans e Kombis” é do ex-governador Antony Garotinho. A Ordem é repassada, verbalmente, pelo Coronel Moreira (Coordenador Militar do Palácio) ao Comandante da PM. Também “de boca” este repassa aos Comandantes de Batalhão.

E enquanto isso a PM está escalando seus Comandantes para participarem de show do Afro-Reggae e da Banda 190. Que quadro surreal” – reclama o Oficial Indignado.

Queda do Príncipe

O coronel Fernando Príncipe foi afastado do comando do Batalhão de Operações Especiais (Bope) porque se recusou a coordenar o esquema de trânsito para o Show do Afro-Reggae.

Chegou-se a noticiar que a saída do coronel Príncipe teria sido provocada depois de uma operação realizada pelo Bope na Favela Parada de Lucas, na qual dois moradores foram baleados.

Pelo visto, o motivo da queda foi “muito mais grave” – conforme denuncia o Oficial Indignado da PM ao Alerta Total.

Rezando na PM

Por antagônico que possa parecer e a despeito do caráter laico do Estado, a PM do Rio tem publicado diariamente, em seu Boletim Oficial, mensagens bíblicas cuja leitura é obrigatória para a tropa.

O Comandante Geral da PM do Rio, Coronel Hudson de Aguiar Miranda, é evangélico.

Para a Glória de Deus e para a alegria de Antony Garotinho e da Governadora Rosinha, seguidores da mesma religião, que rende, cada vez mais, fiéis votos a cada eleição...

Opus Dei e Alckmin

O governador paulista, Geraldo Alckmin, é um dos políticos brasileiros que têm maior proximidade com a Opus Dei, na prática, uma “seita” ultraconservadora católica que é protegida do Vaticano e se transformou em um “quase dogma” desde o pontificado do Papa João Paulo II..

A reportagem da revista Época sobre a Opus Dei e sua atuação no Brasil informa que, nos últimos anos, Alckmin tem recebido formação cristã no Palácio dos Bandeirantes de um influente numerário, o jornalista Carlos Alberto Di Franco. “Laboriosidade” foi o tema de um dos últimos encontros.

Alckmin elegeu “Caminho”, o guia escrito pelo fundador da ordem Josemaría Escrivá, como seu livro de cabeceira.

“Acostuma-te a dizer que não” é um dos ensinamentos que mais aprecia, conforme contou em entrevistas à imprensa.

Parceiros religiosos

De acordo com a revista Época, "Alckmin e um grupo de empresários, advogados e juristas recebem preleções de cerca de 30 minutos sobre virtudes cristãs, seguidas de uma troca de impressões. O encontro periódico, realizado à noite, começou numa sala reservada do palácio e depois foi transferido para a ala residencial".

Entre os membros do círculo religioso estão João Guilherme Ometto, vice-presidente da Fiesp; Benjamin Funari Filho, ex-presidente da Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica; e Márcio Ribeiro, ligado à indústria têxtil.

Todos são católicos praticantes e alguns deles colaboradores da Futurong — obra social idealizada pelo padre Teixeira que atende 285 crianças e adolescentes na periferia de São Paulo.

Organização investigada

Na edição de 1 de novembro do ano passado, o Alerta Total revelou que 40 ex-membros da Opus Dei entregaram em Roma, no dia 27 de outubro, denúncias de violações de direitos eclesiásticos e civis praticados pela Organização. Um documento oficial foi entregue aos Prefeitos das Sagradas Congregações dos Bispos, Doutrina da Fé, Sacramentos e Secretaria de Estado do Vaticano.

Oficialmente, a Opus Dei (Obra de Deus, em latim) é uma instituição hierárquica da Igreja Católica — uma prelazia pessoal —, que tem como finalidade contribuir para a missão evangelizadora da Igreja. As prelazias pessoais são circunscrições eclesiásticas, previstas pelo Concílio Vaticano II e pelo Código de Direito Canônico, que são constituídas para levar a cabo, com grande flexibilidade, determinadas tarefas pastorais.

A Opus Dei foi fundada em Madrid, a 2 de outubro de 1928, por São Josemaría Escrivá. Atualmente pertencem à Prelazia cerca de 80.000 pessoas dos cinco continentes. A Opus Dei é, de longe, a instituição da Igre­ja Católica sobre a qual recaem mais críticas e suspeitas.

É acusada de fanatismo; seus métodos seriam inescrupulosos e pouco transparentes; seu proselitismo, agressivo; e sua visão de mundo, fanática. Tais características – segundo teólogos – dariam a Opus Dei a feição de uma seita.

Haja reza contra o Imperador...

O Imperador do Rio, Cesar Maia, aproveita mais uma oportunidade para detonar, educadamente, a candidatura Alckmin. Desta vez, foi em entrevista ao Correio Braziliense:

O Alckmin é uma pessoa cheia de virtudes. Não tenho mais virtudes do que ele. A questão do Alckmin é que ele não ganha a eleição. Vai perder a eleição porque tem uma dimensão paulista, regional, muito acentuada. Quando ele deflagra o processo, a declaração dele é: “Eu não farei um paulistério”. Ele tem consciência de que sua genética é a de um prefeito paulista, que depois se tornou parlamentar, constituinte e tertius na disputa da vice do (Mário) Covas (ex-governador paulista que faleceu após ser reeleito). Já o Serra tem mais inserção nacional, entrou na política a partir da questão nacional, como presidente da UNE (União Nacional dos Estudantes)”.

Sobre primeiro turno da eleição, Cesar Maia avisa que quem decide é a direção do PFL. Mas a sua proposta ao partido é a seguinte: “Com José Serra não devemos ter candidato; com Alckmin na disputa, teremos uma candidatura competitiva, seja o meu nome ou de outro”.

O governador paulista vai precisar de muita reza na Opus Dei depois de declarações dessas...

Procurando aliados

No PMDB, Geraldo Alckmin tem procurado estabelecer contatos com o governador do Rio Grande do Sul, Germano Rigotto, com o deputado federal Michel Temer, e com a governadora do Rio de Janeiro, Rosinha Garotinho e seu marido, Anthony Garotinho.

O governador argumenta: "Mesmo que o PMDB tenha um candidato a presidente no primeiro turno, não há razão para não se manter um bom canal de diálogo, de negociação".

Sobre o PFL, Alckmin avalia como sendo a aliança mais "natural" caso o partido não tenha candidato, visto as duas legendas já se uniram em eleições anteriores, inclusive na última campanha para governador de São Paulo, com a escolha do pefelista Cláudio Lembo para seu vice.

Não é o que pensam o presidente do PFL, Jorge Bornhausen, o prefeito Cesar Maia e até tucanos como o governador mineiro Aécio Neves (cada vez mais próximo do PFL...)

PT sem aliança

É cada vez menor a possibilidade de o PMDB firmar uma aliança com o PT em torno da candidatura do presidente Luiz Inácio Lula da Silva à reeleição, ou de qualquer outro nome apresentado para sucedê-lo.

Como em anos anteriores, o partido permanece fragmentado, mas seus principais dirigentes concordam que é preciso lançar candidato próprio este ano, ainda que o peemedebistas ocupem três ministérios importantes no governo: Comunicações, Saúde e Minas e Energia.

O provável candidato é Germano Rigotto. Garotinho (se o TSE não cassar seus direitos políticos) tem chances de ser o vice na chapa.

Cadê a grana para campanha?

Mesmo com as dificuldades para formar as alianças, o maior problema do PT e do presidente Lula para a campanha é, neste momento, a falta de dinheiro.

O PT está encontrando dificuldades financeiras para contratar o publicitário baiano e jornalista baiano João Santana.

Discreto (bem diferente do antecessor Duda Mendonça), Santana tem feito análises das pesquisas sobre avaliação do governo.

Salada eleitoral no RJ

A sucessão estadual no Rio pode virar uma salada política difícil de digerir pelo eleitor mais bem informado.

O PMDB do ex-governador Anthony Garotinho e o PFL do prefeito Cesar Maia conversam sobre uma possível aliança, mesmo que branca.

O PFL de Cesar, que já falou cobras e lagartos de Garotinho, acena para o senador Sérgio Cabral, pré-candidato do PMDB a governador. O ex-governador deu aval para as conversas.

Já houve pelo menos três encontros entre Cabral e integrantes da cúpula pefelista no Rio sobre as eleições de outubro. O pré-candidato do PFL ao governo, Eider Dantas (secretário municipal de Obras), lançado por Cesar, assume a simpatia pela chapa anunciada pelo PMDB.

União religiosa?

O PRB (Partido Republicano) do senador Marcelo Crivella tenta atrair partidos como PSB, PCdoB e PDT para seu palanque.

E o PT admite conversar com Crivella, bispo e herdeiro da Igreja Universal do Reino de Deus.

A articulação entre PT e o PRB é feita por evangélicos, como a ex-governadora e senadora Benedita da Silva que, se não for eleita em outubro, vai assumir a liderança de sua Igreja no Brasil. Benedita faz parte do Movimento Evangélico Progressista.

Anular voto é perigoso!

A organização Voto Seguro resolveu abrir guerra contra a campanha que circula pela Internet, pregando o voto nulo, que se baseia no falso argumento de que, segundo a legislação brasileira, se a eleição tiver 51% de votos nulos, o pleito é anulado, novas eleições são convocadas imediatamente e os candidatos concorrentes são impossibilitados de concorrer na próxima eleição.

A informação de que os concorrentes de uma eleição anulada estariam impossibilitados de concorrer no novo pleito é FALSA. A Lei (Art. 224 do Código Eleitoral) não permite isso. Essa campanha distribuída pala Internet é uma tentativa de se enganar o eleitor.

A advertência é do engenheiro Amilcar Brunazo Filho, que alerta:

Com nossas urnas-eletrônicas, cuja apuração não pode ser conferida, o voto nulo é um dos maiores candidatos a ser fraudado. O fraudador desviaria votos nulos para seu candidato, pois não existem fiscais dos votos nulos para interpor recursos!

Crime de improbidade

O Boletim Prometheus, do jornalista Gustavo Gindre, revela que membros do próprio governo consideram que o ministro Hélio Costa (das Comunicações) teria cometido, com a concordância da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), crime de improbidade administrativa na renovação dos contratos de concessão da telefonia fixa (o chamado Serviço de Telefonia Fixa Comutada - STFC).

Segundo parecer da própria consultoria jurídica do Ministério das Comunicações (assinado pela advogada Adalzira França Soares de Lucca), a ABERT (Associação Brasileira das Emissoras de Rádio e TV, mas que hoje não mais representa SBT, Bandeirantes, Record e RedeTV) teria pedido explicitamente que o ministro "no exercício de sua autoridade em defesa do setor de radiodifusão" determinasse à Anatel que fizesse constar do texto dos contratos de concessão para prestação de STFC "vedação expressa à prestação pelas empresas de telecomunicações, de Serviços de Comunicação Social".

O problema é que não existe qualquer proibição legal para que as teles possam prover serviços de comunicação social. Aliás, a mineira CTBC já presta telefonia fixa, celular e TV paga. A única vedação legal (artigo 222 da Constituição Federal) é quanto à participação do capital estrangeiro acima do limite de 30%.

O tema não foi alvo da consulta pública que discutiu a renovação dos contratos de concessão de STFC e, portanto, não poderia ser incluído a posteriori apenas para atender um pleito da Globo (emissora hegemônica na direção da ABERT).

A inclusão do novo texto não foi nem mesmo comunicada anteriormente às operadoras de telecomunicações, que souberam do fato no dia da assinatura dos contratos, 22 de dezembro.

Nepotismo = Mensalão

Defender o nepotismo "é o mesmo que defender o Mensalão de congressistas".

O presidente do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Roberto Busato, não aceita a resistência de alguns órgãos do Poder Judiciário à resolução do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) que determina a demissão de parentes admitidos sem concurso público.

De acordo com Busato, a resistência de alguns setores da Magistratura ao cumprimento da resolução do CNJ "é uma reação desmedida, descabida, vinda principalmente das cúpulas de tribunais que perderam completamente a sensibilidade e acham que o Judiciário é deles e de suas famílias".

Gerar emprego é isso?

Governo Lula abre 171 mil empregos públicos e aumenta em R$ 23 bilhões o gasto com pessoal. A denúncia é da revista Isto é Dinheiro.

Até 11 de janeiro, o governo Lula autorizou a contratação de 111.106 funcionários públicos civis. Os números incluem o Executivo, o Legislativo e o Judiciário, mas foi o governo quem mais contratou. Foram criados 4 mil e 600 novos cargos de confiança e contratados 30 mil servidores em vagas que estavam congeladas.

Foram abertos, ainda, 27 mil e 400 novos cargos efetivados que estão sendo preenchidos por concurso, além das 25 mil contratações temporárias. Se forem somados a essa conta os 60 mil novos recrutas militares, chega-se a 171 mil novos servidores da União.

Todas as manhãs, quando chega ao gabinete, o ministro do Planejamento Paulo Bernardo pede uma planilha para saber quantos servidores o governo Lula contratou no dia anterior... O pesadelo é constante...

Bomba Relógio

Os gastos com pessoal subiram de R$ 75 bilhões em 2002 para R$ 98 bilhões e 100 milhões, em 2005. Houve um aumento de 32,8%.

Nos próximos seis meses, 31 órgãos federais realizarão concursos, com 15 mil vagas.
Serão 186 mil servidores a mais em quatro anos.

“A bomba relógio vai arrombar ainda mais a Previdência”.

O professor Ricardo Bergamini, da UFRJ, autor do estudo sobre o inchaço da máquina, adverte que essa será uma “verdadeira herança maldita”.

Custo pesadíssimo

Outra questão que preocupa é que o governo Lula prepara um pacote de aumentos para servidores civis, com reajuste de 29%.

Os militares, que ganharam 23% em 2005, devem receber mais 13%.

Ao calcular o impacto, o ministro Paulo Bernardo tomou um susto: R$ 5 bilhões e 100 milhões.
Somando as contratações com os aumentos engatilhados para o Judiciário e o Congresso,

Bernardo descobriu que em 2006 a União liberará R$ 12 bilhões a mais que no ano passado para manter seu pessoal.

Lembrando que não têm aumento

Servidores estaduais do Rio de Janeiro acharam muito interessante a atitude da governadora Rosinha em aumentar o piso regional em 13,33% para a iniciativa privada, enquanto os funcionários estaduais do poder executivo terão reajuste 0% (ZERO POR CENTO) em 2006.

Os “sem-reajuste” perguntam para onde vai tanto dinheiro que o governo estadual arrecada.

Lembram que todo ano tem uma enxurrada de aumentos acima da inflação dos impostos estaduais e, eles servidores estaduais têm que se “virar” com o mesmo salário congelado há ONZE anos.

Acham que alguma coisa está errada! Será?

Esquecendo dinheiro?

No ano passado, R$ 79 milhões em prêmios das loterias não foram retirados por sortudos distraídos no Brasil. Só da Mega-Sena, em 2005, foram esquecidos R$ 31 milhões: seis vezes o valor acumulado do sorteio de hoje. Além de prêmios principais, ficaram para trás muitas quinas e quadras.

Em uma lotérica, no centro de Curitiba, um ganhador até hoje não apareceu para buscar R$ 1 milhão e 600 mil, o maior dos prêmios não entregues até agora.

Quem não aparece em até 90 dias depois do sorteio, perde tudo. Os prêmios esquecidos vão para o Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (Fies) empresta, a juros baixos, dinheiro para pagar a faculdade particular. Já foram atendidos pelo Fies 312 mil alunos.

Financiando a burrice?

Não é só o programa Universidade para Todos (ProUni) que oferece bolsas para estudantes de baixa renda em cursos sempre reprovados no antigo Provão.

O Financiamento Estudantil (Fies), programa de crédito educativo do Ministério da Educação (MEC), subsidia parte das mensalidades de alunos em faculdades que nunca tiraram sequer um conceito regular no exame.

O procedimento vai contra portaria do próprio ministério, editada no ano passado para impedir que cursos de baixa qualidade recebam recursos públicos do Fies.

O MEC divulgou na última sexta-feira que 531 estudantes foram selecionados e terão direito a empréstimos para estudar em 74 cursos reprovados nas últimas três edições do Provão, o que é proibido pela portaria ministerial.

Volta ao trabalho?

Depois do recesso branco dentro da convocação extraordinária, Senado e Câmara voltam a ter sessões ordinárias.

A pauta está carregada, mas o que deve também movimentar o Congresso é a corrida eleitoral. Partidos já começam a definir coligações e candidaturas.

Ministros do PMDB devem deixar o governo, já que pretendem ter um nome da sigla concorrendo à Presidência, e com a isso a reforma ministerial vai tomando corpo.

Tucanos estarão voltados para a disputa entre o governador Geraldo Alckmin e o prefeito José Serra, ambos presidenciáveis do PSDB e interessados no apoio do PFL.

Bingo, Bingo!

Também a CPI dos Bingos volta a trabalhar. O depoimento mais aguardado é o de terça, do economista Paulo de Tarso Venceslau, ex-militante do PT e um dos primeiros a denunciar corrupção nas administrações petistas, em 1997.

A iniciativa lhe custou caro. Foi expulso do partido no início de 1998 e hostilizado pela direção e pela militância da sigla, depois de ter sido secretário de finanças da Prefeitura de São José dos Campos, então sob comando petista.

Na quarta-feira, a comissão deverá apresentar relatório parcial sobre a renovação do contrato da Caixa Econômica Federal com a GTech em 2003.

Duda perde a conta

A Promotoria Distrital de Nova York informou ao Ministério Público Federal que a segunda conta identificada nos EUA em nome do publicitário Duda Mendonça foi aberta no BankBoston de Miami, na Flórida.

O promotor de Nova York, Adam Kaufmann, também alertou os procuradores brasileiros de que o banco, em razão das investigações sobre o publicitário, informou que encerrará a conta. Até o aviso do promotor americano, o Ministério Público não tinha informação sobre a conta.

A descoberta de que ela foi aberta no BankBoston de Miami reforça as evidências de que foi depositada nela parte do dinheiro injetado pelo Valerioduto na offshore Dusseldorf, aberta por Duda nas Bahamas.

Ação contra Mangabeira

A Brasil Telecom vai entrar nos próximos dias com ações na Justiça e com um representação na CVM (Comissão de Valores Mobiliários) contra os ex-administradores da empresa (leia-se Grupo Opportunity) questionando a contratação e atuação do advogado Roberto Mangabeira Unger, além das quantias pagas a ele na defesa dos interesses da tele.

A BrT também prepara ações contra o próprio Mangabeira. A Folha obteve documentos mostrando que Mangabeira Unger atuava em duas frentes na Brasil Telecom. Foi consultor da empresa e atuou como 'trustee' da companhia, recebendo cerca de US$ 2 milhões pelas funções.

O 'trustee' é uma figura jurídica que existe nos EUA, mas não é reconhecida no Brasil e trabalha para um beneficiário com um determindo fim. O objetivo desse contrato de 'trustee', ainda em vigor, era o gerenciamento, por Mangabeira, das ações judiciais da Brasil Telecom contra a Telecom Itália e os fundos de pensão Previ, Petros e Telos".

Resposta dele

Mangabeira afirmou que "nunca tomou ou tomará partido" para beneficiar o grupo Opportunity em detrimento da Brasil Telecom, apesar de ter sido pressionado para agir nesse direção e de ser amigo do banqueiro Daniel Dantas (do Opportunity).

Mangabeira preferiu não detalhar as pressões que sofreu para atuar em favor do Opportunity, alegando que “não tem problemas em dizer não a um amigo”.

Mangabeira é um dos principais formuladores de idéias do Partido Republicano (PRB).

Detonação marcada

O Conselho de Ética vai apresentar os primeiros relatórios do ano sobre processos de deputados acusados de receber o Mensalão.

Na terça, o deputado Chico Alencar (PSOL-RJ) lerá seu relatório sobre o processo contra o deputado Wanderval Santos (PL-SP).

Na quinta, o deputado Nelson Trad (PMDB-MS) poderá ler seu parecer sobre o processo contra Roberto Brant (PFL-MG). A leitura ocorrerá se Brant for notificado a tempo.

Pode matar à vontade?

Assassino confesso da jornalista e ex-namorada Sandra Gomide, o ex-diretor de Redação de O Estado de S. Paulo, Antônio Marcos Pimenta Neves, continua solto quase seis anos depois do crime.

Apesar de ter matado Sandra com um tiro nas costas e outro na cabeça no Haras Setti, em Ibiúna, interior de São Paulo, e de processado por crime hediondo duplamente qualificado, Pimenta, aos 68 anos, é visto freqüentemente em festas, na praia de Ubatuba ou fazendo compras nos sofisticados shoppings Morumbi e Market Place, ambos na Zona Sul de São Paulo. Em muitos de seus passeios, Pimenta andaria até armado.

Embora tenha ocorrido dois anos antes, o caso Sandra Gomide ainda não foi a júri popular. Pimenta entrou com cinco recursos. A cada ação, ganha tempo, adia seu julgamento e cultiva o ócio. As duas mil páginas do processo de homicídio repousam sobre a mesa do juiz Davi Capelato, da 1ª Vara Criminal do Fórum de Ibiúna. Ele só espera a chegada de uma carta precatória para marcar o júri, possivelmente até março.

Pimenta responde ainda a processo por danos morais. A ação pede bloqueio de seus bens. Mas o ex-diretor de O Estado de S. Paulo conseguiu manter o patrimônio, como a luxuosa casa onde mora na Rua Senador Vergueiro, Chácara Santo Antônio, bairro nobre paulista.

Protesto contra Nova Dutra

Após sete horas de paralisação, o movimento dos caminhoneiros na Rodovia Presidente Dutra foi suspenso por volta das 21h de ontem. Caminhoneiros estavam bloquearem ontem meia pista no sentido São Paulo na altura do Km 297, em Resende. A fila de caminhões parados chegou a mais de dois quilômetros e o engarrafamento atingiu cinco quilômetros.

Os caminhoneiros querem que o governo federal volte atrás sobre o pagamento da pesagem baseado nos eixos dos veículos. Antes, a cobrança era feita sobre o peso bruto total, de acordo com a capacidade descrita do caminhão ou carreta. Pela nova modalidade, só é permitido o peso de cinco toneladas sobre o eixo dianteiro e dez para os outros eixos.

Quem excede 7,5% de tolerância durante a pesagem nas três balanças da pista Rio-São Paulo é obrigado a contratar um caminhão-guincho para redistribuir a carga. Quando o peso total ultrapassa o percentual, o caminhoneiro é obrigado a contratar outro veículo para levar o excesso.

O movimento foi suspenso depois que o Gestor de Interação com o Cliente da Nova Dutra, Nelmo Linhares, esteve com os líderes e alegou que a concessionária apenas segue as regras da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

A NovaDutra, concessionária que administra a rodovia, afirma que o excesso de carga é responsável por 20% dos danos causados nas pistas.

Bush não vai gostar...

Dave Marash, um ex-correspondente do programa "Nightline", da ABC News, vai trabalhar na rede em inglês 24 horas criada pela Al Jazeera.

Baseada no Catar, a Al Jazeera vem sendo criticada pelo Departamento de Estado dos Estados Unidos por reportagens descritas como inflamadas. A emissora costuma ser a primeira a reportar declarações de líderes da Al Qaeda.

Marash justifica seu novo emprego, explicando que existe muita desinformação sobre a Al Jazeera:

Acho que o que irrita o governo Bush é que a Al Jazeera tem fontes melhores do que qualquer outro adversário da América no Oriente Médio”.

Jacaré maluco na cabeça

O Corpo de Bombeiros foi chamado na tarde deste domingo para retirar um jacaré de 2 metros e 15 centímetros de comprimento que saiu de um riacho e invadiu o quintal de uma casa no bairro de Guadalupe, Zona Norte do Rio.

O coronel Marcos Silva informou que o animal estava muito agitado e foram necessários 12 homens para conseguir dominá-lo e amarrá-lo.

O jacaré está em boas condições, vai passar uma boa temporada no Zoológico de Niterói. O animal está cotado para o Jogo do Bicho de hoje no Rio... Joguinho que não vem sendo mais combitido pela Polícia como outrora. Por que será???

Vida que segue...

Novas informações a qualquer momento.

Recramações, ilogios ou revelações bomba para:
jorgeserrao@gbl.com.br

Façam comentários clicando no link abaixo.

Ouçam as informações clicando no link da rádio (podcast) Alerta Total:
http://podcast.br.inter.net/podcast/alertatotal

Fiquem com Deus!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Inteligente, inovador, fortemente analítico e propositivo, utilizando as mais modernas tecnologias para transmissão instantânea e eletrônica de informação privilegiada e análise estratégica, junto com a difusão de novos conhecimentos voltados para a construção e consolidação de novos valores humanos.

3 comentários:

Anônimo disse...

I have been looking for sites like this for a long time. Thank you! Buy nolvadex and clomid online Asian lesbian finger fuck Acuvue advance.com bumblebee backpacks Alcohol cialis credit card visa unsecured bad credit http://www.chrysler-car-stereo.info/34buy_clomid_without_a_prescription.html fossil watches no longer made

Anônimo disse...

That's a great story. Waiting for more. » » »

Anônimo disse...

O ex Comandante Geral da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro,Cel. Hudson de Aguiar Miranda, não é evangélico. Se o fosse nos causaria vergonha. Usará a "capa" para ganhar votos. Não se enganem com ele e com sua carinha de bom moço!