terça-feira, 21 de fevereiro de 2006

Bancos, operadoras de telefonia e o Tesouro nacional comemoram lucros e receitas recordes sobre o bolso do consumidor

Edição de Terça-feira do http://alertatotal.blogspot.com

Ouça também o Alerta Total no seu computador.
Dê o seu voto para nosso podcast clicando no link:
http://podcast.br.inter.net/podcast/alertatotal

Pode entrar: Nossos links são seguros e protegidos de vírus pelos provedores.

Por Jorge Serrão

Os setores de mercado e do setor público que mais exploram, economicamente, os brasileiros, sem coincidência, são os que mais lucram no Brasil. É o caso dos bancos, das empresas de telefonia e do próprio Tesouro Nacional e seus impostos de Ali Babá. As recentes divulgações de balanços, com alardeados lucros em nome de uma pretensa eficiência gerencial, ocultam como os cidadãos que pagam tarifas caras, juros proibitivos ou impostos elevados têm financiado o sucesso de mega-empresas, instituições financeiras e do próprio governo que gasta mal o que arrecada.

O Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal obtiveram os maiores lucros líquidos da história das duas instituições. O do BB cresceu 37,4% sobre o resultado de 2004, para R$ 4 bilhões 154 milhões. O lucro da Caixa foi de 46%, para R$ 2 bilhões 70 milhões. Ambos superam os ganhos de bancos privados já divulgados. O Unibanco lucrou R$ 1 bilhão 838 milhões, e o Santander Banespa, R$ 1 bilhão 643 milhões. Os cinco maiores bancos devem apresentar lucros de até R$ 5 bilhões, conforme estimativas do mercado financeiro.

No setor de telefonia, o fenômeno dos lucros em tempos de aperto monetário se repete. A Telefônica registrou lucro líquido de R$ 2 bilhões 542 milhões, alta de 16,5% sobre o resultado de 2004. A receita líquida cresceu 8% e chegou a R$ 14 bilhões e 400 milhões, apesar da queda de 1% no número de linhas telefônicas. Atualmente, são 12 milhões 347 mil contas que garantem o lucro da companhia que explora São Paulo.

A fúria arrecadadora da equipe econômica bate mais um a marca vitoriosa. O Governo federal começou o ano com mais um recorde na arrecadação de impostos e contribuições. Entraram nos cofres da União em janeiro R$ 33 bilhões 873 milhões, o maior montante para um mês de janeiro na história. O crescimento real foi de 0,93%.

Com as tarifas que os segmentos bancário e telefônico cobram, lucrar não é mais que obrigação... Os juros altos – que detonam os investimentos produtivos e aumentam a dívida pública – asseguram os lucros financeiros, e aprofundam a dependência do Tesouro Nacional aos bancos que ajudam a rolar sua impagável dívida.

E o governo ainda tem a cara de pau de comemorar recorde de arrecadação, com tanta sonegação à vista grossa, junto com uma carga tributária covarde que come quase 40 por cento do que a gente (que trabalha) produz. É a Barbárie econômica!

Lobby da banda larga

A partir de 1º de março, quando as empresas de telefonia começarão a implantar o sistema de minutos para medir as ligações telefônicas, o usuário de Internet pela via discada vai entrar pelo cabo telefônico.

A medida vai encarecer a conexão discada à internet. Qualquer tempo de ligação acima de quatro minutos ficará mais caro. Por exemplo: quem paga hoje R$ 30 por meia hora de conexão, passará a pagar R$ 75. Já a conexão de uma hora de duração poderia ficar até 165% mais cara.

Além disso, o sistema de contagem por minuto vai acabar com o horário de tarifa reduzida, que atualmente vale nos dias úteis, entre meia-noite e 6h; nos sábados, entre 14h e 24h; e, aos domingos e feriados, o dia todo. Esse horário beneficiava especialmente os usuários de internet discada, pois permitia longo tempo de conexão por baixo custo.

A medida autorizada pela Anatel esconde os interesses do lobby das operadoras de telefonia, interessadas em obter mais lucros oferecendo a modalidade de banda larga, com preços mais salgados, aos consumidores de Internet.

Abuso sendo investigado

Como o Alerta Total antecipou em 25 de janeiro, Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) pode ter sido conivente com um reajuste ilegal (disfarçado) das tarifas telefônicas, durante a renovação dos contratos de telefonia fixa (o chamado Serviço de Telefonia Fixa Comutada - STFC).

O aumento pode estar escondido na nova regra de conversão dos pulsos para minutos. A suspeita é levantada pelo Instituto de Defesa do Consumidor. O IDEC acionou a Justiça para que a Anatel abra a caixa preta de seu estudo autorizando a conversão de tarifas telefônicas.Calcula-se um aumento em até 114% no valor médio de uma chamada, quando as novas regras de tarifação entrarem em vigor, entre março e agosto deste ano.

O aumento disfarçado é ilegal, porque os reajustes na telefonia só podem ser anuais e previstos para o mês de julho. Além de sofrer com os aumentos ocultos, o consumidor brasileiro é tungado pela a absurda carga de impostos sobre a conta telefônica.

Só de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) pagamos entre 25% e 37% de imposto, dependendo do Estado.

Mesmo com a elevada carga tributária, as operadoras de telefonia são suspeitas de figurar entre as maiores sonegadoras de impostos, através de sofisticadas artimanhas contábeis com o recolhimento, aos estados, dos impostos cobrados dos mortais consumidores, diretamente na conta de prestação de serviços telefônicos.

Promoção eleitoral

O presidente Lula pretende aproveitar o Dia Internacional da Mulher, 8 de março, para anunciar um pacote de medidas que deve incentivar a formalização do trabalho de empregados domésticos.

O governo deve permitir que os empregadores descontem do seu Imposto de Renda o equivalente ao salário dos empregados e também os 12% de contribuição à Previdência Social. O pacote de bondades também incluiria um uma Redução da atual alíquota de 12% de contribuição do empregador e uma Redução da alíquota paga pelo empregado, que varia de 8% a 11%.

Lula age para conquistar votos neste ano eleitoral, especialmente na classe média, segmento no qual vai mal nas pesquisas.

Inimigos internos

Mas a turma do gato-leão ficou braba com a idéia do presidente Lula. E a ortodoxia da equipe econômica pode atrapalhar seus planos.

O secretário-adjunto da Super Receita do Brasil, Ricardo Pinheiro, interpreta a mais nova idéia de bondade tributária do governo como uma “afronta à matemática” e um “subsídio à classe média”. Tese dele:

Se você for deduzir do imposto o salário, você vai gerar o maior subsídio da classe média do Brasil. Não tem lógica nenhuma. É uma afronta à matemática você pegar integralmente o que paga para empregada doméstica e reduzir do imposto”.

Por suas declarações, certamente, Ricardo Pinheiro vai levar um puxão de orelha, com certeza, do chefe Jorge Rachid...

Delúbio se complicando

A Polícia Federal concluiu que o PT de Cuiabá (MT) usou caixa dois na campanha eleitoral de 2004.

O inquérito teria constatado que gastos com gráficas e vídeos de ao menos R$ 3 milhões e 500 mil não-declarados à Justiça Eleitoral. Alexandre Cesar, candidato do PT a prefeito da cidade, que perdeu a eleição, responsabilizou o ex-tesoureiro do partido Delúbio Soares por “um erro contábil”.

Alexandre Cesar, que assumiu nesta semana o cargo de secretário-geral do PT de Mato Grosso, nega o caixa dois. Reconhece uma dívida que “não chega a R$ 2 milhões”, mas diz que a quantia corresponde a gastos do Diretório Estadual, e não de sua campanha a prefeito.

À Justiça Eleitoral, ele declarou ter gasto R$ 2 milhões 112 mil e arrecadado R$ 1 milhão 116 mil, em 2004. A dívida oficial de campanha seria de R$ 963 mil e 300.

Alexandre Cesar revelou que Delúbio Soares mandou somar as dívidas do partido e da campanha, que, depois de pagas, seriam contabilizadas. O problema, afirma o candidato, é que Delúbio não cumpriu a promessa de pagar as dívidas, o que levou à abertura do inquérito pela PF.

Emparedando o jovem milionário

O sub-relator de fundos de pensão da CPI dos Correios, Antônio Carlos Magalhães Neto (PFL-BA), pedirá o indiciamento do economista Lúcio Bolonha Funaro, ex-dono da corretora Guaranhuns, por ter dado um prejuízo de R$ 100 milhões a fundos de pensão de estatais.

Lúcio Funaro, dono de uma fortuna estimada em US$ 12 milhões, evitou ontem comparecer novamente à CPI. Para ACM Neto, a sucessiva ausência de Funaro é “praticamente uma confissão de culpa”.

Diante da recusa sistemática em comparecer à Comissão, ACM Neto enviou à Polícia Federal pedido para que o empresário seja encontrado e levado para depor na CPI. O pedido foi encaminhado também à Interpol, já que os integrantes da Comissão suspeitam que Lúcio Funaro possa estar fora do país.

A corretora Guaranhuns teria sido usada pelo empresário Marcos Valério de Souza para repassar cerca de R$ 7 milhões do esquema do Mensalão ao PL.

Outro alvo petista

A CPI tenta se aproximar, cada vez mais, da ante-sala do presidente Lula... ACM Neto também deseja ouvir o ex-assessor da Casa Civil e ex-secretário de Comunicação do PT, Marcelo Sereno, para esclarecer os indícios de irregularidades em operações financeiras de fundos de pensão de empresas estatais.

O deputado avalia que os depoimentos, até agora, confirmaram o relacionamento entre Sereno e alguns operadores do mercado que se beneficiaram das operações feitas com recursos dos fundos de pensão.

Uma das operações analisadas pela CPI envolve o fundo de pensão dos funcionários da Eletronuclear (Núcleos) e a empresa Arbor, num montante de R$ 29 milhões.

Em depoimento ontem, o empresário Murilo Almeida Rego, irmão do proprietário da Arbor, confirmou ser amigo pessoal de Sereno. Murilo e seu irmão Cristian são filhos do empresário Haroldo de Almeida Rego, conhecido como Pororoca, e acusa de ter feito operações fraudulentas, em parceria com Sereno, com fundos de pensão patrocinados por estatais.

Corretora Blindada

A oposição vai tentar aprovar hoje na CPI dos Correios uma nova quebra do sigilo da corretora Euro, investigada pelas relações com o esquema do valerioduto.

A corretora, que teve a quebra de sigilo bloqueada pelo Supremo Tribunal Federal (STF), é acusada de dar um prejuízo de R$ 8 milhões ao fundo de pensão Nucleos, das estatais nucleares. A CPI quer acesso aos dados porque suspeita que outros dez deputados podem estar envolvidos, segundo o senador Álvaro Dias (PSDB-PR).

Pelo menos um caso está com a apuração adiantada e diz respeito ao pagamento de R$ 100 mil, pela corretora, a Renato Paolielo, assessor de imprensa do deputado Nilton Baiano (PP-ES).

Paolielo promete apresentar hoje cópias de recibo do pagamento feito pela Euro por serviços prestados. Ele disse que os R$100 mil se referem a um curso dado à diretoria da corretora sobre relacionamento com a mídia.

O curso, com aulas nos fins de semana no Rio, teria durado um ano. Paolielo também prometeu apresentar cópia da declaração de Imposto de Renda. Ele isentou o deputado de participação no caso.

Roteiro das fraudes

Em conversas reservadas, ontem, com integrantes da CPI dos Correios, representantes das corretoras Quantia, Quality e Dillon, teriam confirmado como funcionava o esquema de desvio de dinheiro e repasse para partidos políticos.

Até o momento, a sub-relatoria de Fundos de Pensão da CPI dos Correios identificou que 14 fundos tiveram prejuízos de R$ 730 milhões em operações que seguiam o mesmo padrão apontado pelas três corretoras.

Em seu relatório, que deve ser apresentado até o dia 13 de março, o deputado ACM Neto promete citar os nomes dos supostos beneficiários das operações fraudulentas.

Federal o tempo todo com Você

A Polícia Federal está investigando, dentro do Banco do Brasil, documentos ligados aos contratos firmados entre a Visanet e as agências de publicidade DNA e SMPB, do empresário Marcos Valério de Souza.

Os documentos são analisados para tentar identificar a possibilidade de uso de recursos públicos no esquema de repasse de dinheiro montado pelo famoso Carequinha mineiro.

As suspeitas sobre os contratos da Visanet surgiram a partir das investigações da CPI dos Correios. O Banco do Brasil é um dos sócios da Visanet.

Rente ao mineiro ninho tucano

A CPI dos Correios avalia a possibilidade de convocar para depor o vice-governador de Minas Gerais, Clésio Andrade, para que ele explique o depósito de R$ 200 mil, feitos em 2003, para a empresa CEP Comunicação e Estratégia Política, do publicitário Duda Mendonça.

O fato dos depósitos terem sido feitos pela empresa Pampulha Transportes Ltda — que opera linhas de ônibus em Belo Horizonte — chamou a atenção dos peritos da Comissão, já que a empresa de Duda cuida de pesquisa política.

Até o líder do PSDB no Senado, Arthur Virgílio, promete seu apoio para a convocação de Clésio Andrade, que também é presidente da Confederação Nacional dos Transportes (CNT), que contrata as pesquisas do instituto Sensus, cujos números têm mostrado o ligeiro favoritismo eleitoral do presidente Lula.

Cruzando dados da lista

A Polícia Federal no Rio de Janeiro começou a receber ontem os documentos dos sigilos telefônico e fiscal do ex-diretor de Furnas, Dimas Toledo, acusado de ser o autor da chamada lista de Furnas.

Os dados serão cruzados com os resultados de uma auditoria sobre os contratos da estatal, que está sendo feita pela Controladoria-Geral da União (CGU).

A Federal espera encontrar novas linhas de investigação a partir deste cruzamento de dados. Em depoimento à PF e à CPI dos Correios, Dimas Toledo negou a autoria da lista, que contém o nome de 156 políticos, de 12 partidos, que teriam recebido um total de R$ 39 milhões 910 mil de um caixa 2 energizado pelas contribuições de 101 empresas que prestavam serviços à estatal de energia.

Digerindo o Chuchu

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, pré-candidato do PSDB à Presidência da República, almoça hoje com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, o governador de Minas, Aécio Neves, e o presidente do partido, senador Tasso Jereissati (CE), no Palácio dos Bandeirantes.

Na quinta passada, os três jantaram com José Serra num restaurante de São Paulo, sem a presença de Alckmin, o que foi entendido como um sinal de endosso à candidatura do prefeito da capital paulista à presidência.

O governador paulista, porém, deve dizer aos dirigentes tucanos que está disposto disputar uma prévia contra Serra pela definição de quem será o candidato do PSDB. Ou seja, gostem os não, os tucanos terão de engolir o Chuchu - cada vez mais temperado com pimenta, que não é refresco para o olho de nenhum político...

Jobim partidário

Depois de muito desconversar sobre seu futuro na política, o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Nelson Jobim, finalmente admitiu: assim que deixar o posto, no fim de março, se filiará ao PMDB.

O ministro está bronqueado com quem contesta suas recentes decisões no STF, sempre criticadas no Congresso. O gaúcho detonou:

Quando assumi, o ministro Sepúlveda Pertence me disse que eu tinha três características: couro de crocodilo, ou seja, não adiantava bater, astúcia de raposa e autoritarismo de gaúcho. Confunde-se autoritarismo com a capacidade de decidir logo. Tomo decisões e as enfrento".

Jobim avisa que não se pode quebrar sigilos bancários de pessoas por mera informação jornalística.

Disputa eleitoral na feira?

O presidente do PT, Ricardo Berzoini, reclamou ontem que não se importa se o candidato do PSDB à Presidência da República será “o chuchu ou o ex-ministro da dengue”.

Foi nesse linguajar digno de briga de feirante que o presidente petista se referiu ao governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, e o prefeito da capital, José Serra, os dois pré-candidatos tucanos ao cargo.

Berzoini ainda espera uma aliança eleitoral com o PMDB – fato que também desejado por lideranças peemedebistas, como o senador Renan Calheiros, que ontem voltou a criticar o possível fiasco de uma candidatura própria do partido, com Germano Rigotto ou Antony Garotinho.

Processa ou não?

Ricardo Berzoini, avisou ontem, no Recife, que o partido deverá processar o presidente do PSDB, Tasso Jereissati, em função das declarações feitas pelo senador tucano no último sábado.

Jereissati afirmou que o projeto alternativo do governo petista era o de 'levar para o poder o maior sistema de corrupção, de uso e desvio de recursos públicos já visto na história desse País'.

Embora comentando não ter ouvido o teor das declarações, Berzoini advertiu que se fossem iguais às feitas pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso - que afirmou que a ética do PT é roubar -, o partido processaria o senador cearense.

Berzoini garante que o PT merece respeito. Então, por que não processou FHC até agora, como se ameaçou fazer?

Em campanha pelo “amigo”

A última música apresentada ontem de noite, no mega-show banda irlandesa U2, foi "40".

Mas antes de começá-la, o sempre puxa-saco dos poderosos e marketeiro profissional Bono Vox, vocalista do grupo, agradeceu a hospitalidade do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e elogiou o programa Fome Zero, que ele chamou de "pobreza zero".

Ao todo, foram quase duas horas e vinte minutos de show para 73 mil pessoas, delirando, no Estádio do Morumbi, em São Paulo. E como na campanha eleitoral deste ano não serão permitidos shows nos comícios, o metaleiro do U2 já deu uma ajudinha e tanto à reeleição do metalúrgico.

Regularize seu titulo

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) informou que o prazo para requerer inscrição eleitoral para as eleições deste ano termina no dia 3 de maio, quando também se encerra o prazo para solicitação de transferência de domicílio e alteração no título.

O eleitor que estiver com o título cancelado ou suspenso e não comparecer a um cartório para obter as informações sobre como regularizar sua situação, não poderá votar nas eleições deste ano.

Seu nome não constará da folha de votação de sua seção eleitoral, nem da urna eletrônica.

Fugindo da raia

Pisou feio na bola o coronel-deputado estadual Ubiratan Guimarães (PTB-SP), inocentado pelo Massacre de 111 presos do Carandiru (em 1992, no Governo Luiz Antônio Fleury.).

Inventou uma desculpa e não compareceu ontem à noite, conforme combinado, ao programa Opinião Livre, da Alltv – a primeira emissora de tevê via Internet do Brasil. O criminalista Paulo Cremonesi lamentou a oportunidade perdida para a elucidação dos fatos e para que o coronel, democraticamente, expusesse sua versão dos fatos.

Pela primeira vez após 14 anos, Ubiratan ficaria frente-a-frente com o promotor que conseguiu sua condenação a 632 anos de prisão (recém anulada) e com o procurador de justiça que terá a missão quase impossível de recorrer para mantê-la.

Os próprios políticos dificultam a democracia no Brasil. Detestam a transparência. Depois, ficam reclamando que não têm espaço na mídia para apresentar sua versão. Quem não tem respeito pela democracia, pela liberdade e pela transparência bem merece ser massacrado no “carandiru das urnas”, em primeiro de outubro.

Julgamento marcado

Suzane Richthofen, ré confessa do assassinato dos próprios pais, Manfred e Marísia von Richthofen, sentará no banco dos réus no dia cinco de junho.

Suzane e os irmãos Daniel e Christian Cravinhos confessaram o assassinato, a golpes de pauladas, dos pais dela, na madrugada de 31 de outubro de 2002. Os assassinos simularam um assalto para tentar despistar a polícia.

Em 17 de janeiro, o Ministério Público de São Paulo entrou com pedido de prisão preventiva de Suzane e dos irmãos Daniel e Christian Cravinhos. Apenas os dois irmãos voltaram para a cadeia, em 23 de janeiro. Suzane continua livre, pois o juiz não considera necessário que ela fique encarcerada. Afinal, rico nunca fica mesmo preso no Brasil por muito tempo...

A ex-estudante de direito esteve ontem no Fórum da Barra Funda, zona oeste de São Paulo, para assinar um termo em que assume estar informada da data marcada e se compromete a não sair do País até lá. Não pode dar um pulo nem na Suíça, onde teriam aberto uma bela poupança em nome dela... Coitada!

Guerra dos bingos

Os bingos paulistas estão proibidos de funcionar sob pena de serem obrigados ao fechamento dos estabelecimentos e estarem sujeitos à apreensão das máquinas.

Quem bateu o martelo foi a Primeira Turma do Superior Tribunal de Justiça, negando recurso interposto pela Associação Brasileira de Bingos.

A Abrabin impetrou mandado de segurança coletivo contra ato de juiz federal que, em sede de medida cautelar, deferiu liminar para atribuir efeito suspensivo à apelação interposta pela Caixa Econômica contra sentença de primeiro grau que permitiu às associadas da Abrabin sediadas no Estado de São Paulo dar continuidade ao exercício das atividades de exploração de bingos.

A entidade dos bingos queria impedir qualquer ato que implicasse lacrar ou fechar estabelecimentos, apreender ou distribuir equipamentos ou atos assemelhados. Perdeuo jogo na Justiça.

Vender jornal não ta fácil

O Jornal O Dia (do Rio de Janeiro) realiza promoção até o dia 2 de março que oferecerá 24 mil celulares aos leitores que responderem à pergunta: "O que você acha tão bom quanto ganhar um celular de graça?".

Os leitores devem preencher o cupom distribuído com o jornal e depositar nas urnas das lojas Vivo cadastradas, nas lojas Classificados do Dia, na central de atendimento ao leitor ou enviar para uma caixa postal promocional.

No total 24 mil leitores ganharão um celular Vivo pré-pago e um kit habilitação com crédito de R$ 10, que oferece um plano sem carência e sem aprovação de crédito.

Os jornais hoje precisam apelar para promoções alternativas para se vender. Não conseguem mais isso com as próprias manchetes...

Briga do Boris

Boris Casoy e a TV Record não conseguem fechar um acordo sobre o valor que a emissora terá que pagar ao jornalista como multa da rescisão contratual.

A Record ofereceu cerca de 60% dos salários dos 11 meses que Casoy ainda tinha na Casa - o contrato ia até novembro deste ano.

Mas o contrato dele reza que a parte infratora (no caso a Record) terá que pagar multa integral – a totalidade do contrato - caso este não seja cumprido. O advogado do jornalista deve cobrar 48 meses de salários.

Volta para o SBT?

Boris foi derrubado da bancada do Jornal da Record no final do ano passado. O jornalista contou ontem ao site Comunique-se que no último dia 30 de dezembro, foi chamado para uma reunião, onde a direção informou que estava rompendo o contrato com ele.

Segundo Boris, chegaram a propor mudanças no Jornal da Record, mas ele não concordou:

Queriam fazer uma espécie de Jornal Nacional. Me neguei a fazer isso”.

Casoy negou as informações do mercado que dão conta de sua possível contratação pela Rede TV!

O Agente 171 do Alerta Total, que tira informações até dos Baús da Felicidade, informa que Boris Casoy pode retornar ao canal do Sílvio Santos para apresentar um programa de entrevistas, nos moldes do Jô Soares, o que era seu antigo desejo, podado na Record.

Programa imperdível na web

O economista e ambientalista Luiz Fernando Guida apresenta nesta terça-feira, a partir das 21 h, o programa "Ecologia e Cidadania" – uma boa novidade da tevê via Internet, com qualidade e conteúdo.

O tema do programa é Saúde (pública, preventiva, curativa, etc.), com o Dr. Cesar Chicayban (acumpunturista e administrador público na área da Saúde) e a Vereadora Aspásia Camargo-PV (da Comissão da Saúde da Câmara Municipal do Rio de Janeiro, ex Coordenadora Nacional da Agenda 21).

O internetespectadores podem participar do "chat", ao vivo. Na hora do programa, basta teclar www.interativawebtv.com.br, esperar o "buffer" carregar e assistir.

Guerra Maçônica do Paraguai

A Maçonaria enfrenta uma das maiores crises políticas de sua história, no Paraguai.

Uma fiscal do Tribunal Eleitoral da cidade de Assunção, que não é membro da ordem, vestiu a roupa dos maçons (com colares, símbolos e avental) para dar posse, no cargo de Grão mestre, a Nemesio Lichi.

O fato deixou os maçons revoltados. Primeiro, porque a interventora era uma mulher – e os mais tradicionalistas não aceitam a mulher na Maçonaria. Segundo, porque a interventora entrou em uma cerimônia maçônica sem ser uma “iniciada”. Terceiro, porque ela presidiu a reunião portando a vestimenta tradicional dos maçons e ainda usou o chamado “malhete da sabedoria”, privativo de quem preside uma sessão da Maçonaria.

Uma briga política sem fim divide a Grande Loja Maçônica do Paraguai.

Vem pro Mengão?

O craque Ronaldo Fenômeno deixa escancarada a possibilidade de jogar no Flamengo, seu clube do coração.

Revoltado com a torcida do Real Madrid, que insiste em vaiá-lo, Ronaldo avisou ontem que, no final da temporada, vai tomar uma decisão

Caso decida mesmo sair do clube espanhol, Ronaldo avisa que todas as opções estarão abertas, inclusive o Flamengo.

Tráfico apela a Jesus?

A Polícia Federal prendeu, no sábado, no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, um passageiro que transportava entorpecentes escondidos no interior de imagens sacras.

Ghana J.O, de 34 anos, estava com sete estatuetas de Jesus Cristo em sua bagagem, dentro das quais se ocultavam seis quilogramas e meio de cocaína.

O margiranha que profanou a imagem de nosso senhor Jesus Cristo passará uma boa temporada rezando por seus pecados no xilindró da Federal.

Vida que segue...

Novas informações a qualquer momento.

Recramasões, ilogius ou revelasões bomba para:
jorgeserrao@gbl.com.br

Façam comentários clicando no link abaixo.

Ouçam as informações clicando no link da rádio (podcast) Alerta Total:
http://podcast.br.inter.net/podcast/alertatotal/

Fiquem com Deus!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Inteligente, inovador, fortemente analítico e propositivo, utilizando as mais modernas tecnologias para transmissão instantânea e eletrônica de informação privilegiada e análise estratégica, junto com a difusão de novos conhecimentos voltados para a construção e consolidação de novos valores humanos.