segunda-feira, 13 de fevereiro de 2006

Movimento “Chega de Confisco” protesta contra a Super Receita que aumenta impostos de forma ilegal e inconstitucional

Edição de Segunda-feira do http://alertatotal.blogspot.com

Ouça também o Alerta Total no seu computador.
Dê o seu voto para nosso podcast clicando no link:
http://podcast.br.inter.net/podcast/alertatotal

Por Jorge Serrão

São Paulo será palco nesta terça-feira, a partir das 10 horas, de mais uma manifestação contra os impostos elevados que assaltam o bolso dos Brasileiros. A manifestação “Chega de Confisco” vai reunir 32 entidades para protestar, especificamente, contra a decisão da equipe econômica do governo de reajustar a tabela do Imposto de Renda em apenas 8%. Na verdade, segundo cálculos da Unafisco (o Sindicato dos Fiscais e Auditores da Receita Federal), o reajuste deveria ser de 57%.

Ao não praticar o devido reajuste, o governo está praticando uma elevação ilegal da carga tributária sobre as pessoas físicas e a sociedade em geral. Os profissionais da Super Receita denunciam que o não-reajuste das bases de cálculo da tabela do “Gato-Leão” equivale a um aumento de imposto, sem uma lei correspondente. A omissão administrativa praticada pela equipe de Antônio Palocci é inconstitucional. Tecnicamente e na linguagem criminal, tributar além do estritamente legal tem um único nome: “Confisco”. Por isso, o ato “Chega de Confisco” promete lotar a Câmara Municipal paulistana.

O “Impostômetro”, painel eletrônico mantido pela Associação Comercial de São Paulo, está batendo a marca vergonhosa de R$ 100 bilhões referentes ao valor dos impostos pagos pelos brasileiros desde o início deste ano. Os brasileiros estão pagando uma média de R$ 90 milhões por hora ou R$ 1 milhão e 500 mil por minuto.

O Brasil bate recordes de cobrança de imposto. Com base em dados do Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT), a arrecadação deve somar R$ 810 bilhões neste ano de 2006. O valor projetado é 10,8% mais que o número estimado para 2005. A estimativa do IBPT é de que a carga tributária total em 2005 tenha atingido R$ 732 bilhões, ou 37,5% do PIB. Já no ano de 2004, a “impostura” comeu 36,8% de todas as riquezas produzidas pela economia formal no Brasil.

O governo alega que não há arrocho tributário. Os gênios econômicos de Palocci avaliam que o crescimento da arrecadação federal vem principalmente da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido e do IR Pessoa Jurídica, indicando aumento do faturamento das empresas. Mas o problema vem de longe.

Recordar é ficar injuriado

Os governos tucano-pefelistas, comandados por FHC, aumentarem a carga tributária de 24% para 36% do PIB, entre 1995 e 2002.

Já o governo petista, comandado por Lula, aumentou a carga para perto de 40% do PIB, desde 2003. E Lula só não aumentou mais os impostos em função do levante da sociedade contra a derrama fiscal, que barrou a aprovação da MP 232. Não fosse isso, Lula teria taxado ainda mais o setor de serviços e os profissionais liberais.

O mais interessante dessa sucessão presidencial é que a questão dos impostos está fora da pauta dos tucanos, petistas e peemedebistas. Todo mundo fala de juros, câmbio e desemprego, mas ninguém assume o compromisso público de reduzir a carga tributária, de verdade.

Novidades do Gato-Leão

A Super Receita Federal tornará mais seguro o envio das declarações do Imposto de Renda pela Internet. O contribuinte poderá acrescentar à declaração o número do recibo de entrega da declaração do ano anterior.

O coordenador do Programa do Imposto de Renda, Joaquim Adyr, informa que a providência dará ao contribuinte a confiança de que ninguém se fará passar por ele no acerto de contas com o Fisco. A Receita tem relatos de que contribuintes foram vítimas de terceiros no ano passado.

O prazo para a entrega das declarações do ano-base 2005 irá até 28 de abril e o recebimento pela Receita começará a partir das 14 horas do dia 10 de março. Prepare o bolso.


Briga dos aposentados

Outra campanha que vai ganhar as ruas é pela correção de 16,67% dos benefícios pagos pelo INSS a 8 milhões de aposentados e pensionistas brasileiros que recebem mais de um salário-mínimo.

A briga é para que o Ministério da Previdência estenda a todos os aposentados e pensionistas do Brasil o ganho dado ao mínimo, de 13%.

As centrais sindicais – Força Sindical, CUT, CGT, Social Democracia Sindical, Central Autônoma dos Trabalhadores e Central Geral dos Trabalhadores do Brasil, prometem um movimento igual ao lançado no governo Collor, no distante ano de 1990 do século passado, quando se brigou pelos 147% de reajuste nas aposentadorias.

Bancos ganhando sempre

As Centrais Sindicais denunciam: Os bancos estão cobrando do ministério da Previdência R$ 17 para fazer o recadastramento de cada aposentado e pensionista.

As Centrais propuseram fazer o mesmo trabalho cobrando apenas R$ 2 por segurado do INSS.

São os mesmos bancos que deixam os idosos encalacrados, com empréstimos consignados (descontados em folha de pagamento). A dívida deles já é de mais de R$ 11 bilhões.

Devolvendo a grana da Universal

O STF decidiu devolver à Igreja Universal do Reino de Deus os R$ 10 milhões e 200 mil apreendidos pela Polícia Federal, no aeroporto de Brasília, em 11 de dezembro do ano passado.

O ministro Carlos Ayres Brito decidiu devolver a grana depois que a igreja liderada pelo bispo Edir Macedo ofereceu em garantia um imóvel localizado no centro de São Paulo, que seria avaliado em R$ 15 milhões.

No instante da apreensão, o dinheiro estava sendo transportado em sete malas pelo deputado federal João Batista Ramos (SP). Ele foi expulso do PFL depois da ação da PF. Agora está no PP. (Sem trocadilho: PP é Partido Progressista)!.

Investigação continua

A decisão do STF não interrompe a investigação, que está longe de ser concluída.

A Universal alega que o dinheiro seria fruto da coleta de dízimos dos seus fiéis.

No instante em que foi apreendido, estaria sendo transportado, em avião próprio, para São Paulo, onde a igreja manteria uma contabilidade centralizada que cuida de mais de 4 mil templos em todo o Brasil, com 20 mil pastores e funcionários que são pagos por parte desta verba.

Tudo na vertical

O ministro Marco Aurélio de Mello, que deve assumir a presidência do TSE (Tribunal Superior eleitoral), adverte que a reforma eleitoral em tramitação no Congresso pode não valer para as eleições deste ano, por determinação do STF (Supremo Tribunal Federal). Marco Aurélio avisa por quê:

"Há um problema seríssimo que é o respeito ao artigo 16 da Constituição, o da anterioridade. Essa regra dispõe que não se pode ter qualquer modificação no ano que antecede as eleições. Será que interessa essa mudança, rasgando a Constituição".

Para um bom entendedor, a chamada verticalização ainda vai valer na eleição deste ano. Os partidos terão de repetir nos estados as alianças partidárias firmadas nacionalmente – e não o bacanal eleitoral que estava sendo visualizado com a queda da verticalização.

Companheiro dos Banqueiros

Nos bastidores da poderosa Febraban (a Federação Brasileira dos Bancos) não se fala outra coisa.

Quem diria, os grandes bancos vão dar toda colaboração para a reeleição do Presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

A tese dos banqueiros é que a continuidade da atual equipe de Antônio Palocci e Henrique Meirelles é mais segura para o setor, hoje, que uma eventual vitória de José Serra. Os banqueiros não confiam no tucano e nas suas idéias econômicas para o setor.

Só o “fogo amigo” de alguns petistas contra a equipe econômica pode quebrar a corrente de apoio dos bancos a Lula. E os bancos – que controlam a dívida pública e a maior fatia do setor de publicidade – fazem a diferença na hora de convencer outros empresários a optarem pela continuidade do companheiro no Planalto.

O que anima Lula

Uma nova onda de consumo da população de baixa renda movimenta o mercado. O gasto das famílias da classe C (renda média mensal de R$ 1 mil e 800) cresceu mais de 50% nos últimos quatro anos, atingindo R$ 290 bilhões e 500 milhões, em 2005.

O consumo desse estrato social está mais sofisticado. Em vez do frango do início do Plano Real, em 1994, os objetos de desejo são alisadores de cabelo, máquinas digitais, aparelhos de MP3 e pacotes turísticos. Uma conjunção de fatores – inflação em queda, recuperação da massa salarial e crédito consignado farto – favorece o consumo e leva a indústria a lançar produtos sob medida para esses consumidores.

É nessa classe C consumindo que o Presidente Lula aposta que consegue seus milhões de votinhos para a reeleição.

A arte de emagrecer

Um belo exemplo a ser seguido pelo presidente Lula e outros gordinhos que querem e precisam emagrecer.

A atriz Kirstie Alley, gracinha do filme "Olha quem está falando", que relaxou e passou dos 55 para os 120 Kg, conseguiu a façanha de baixar a massa para 65 kg e voltar a vestir manequim 42, depois de anos de disciplinada dieta de reeducação alimentar – comendo de tudo, mas fazendo 45 minutos de caminhadas diárias.

Quem conta a estória é Leila Cordeiro, em seu site Direto da Redação. Leila decidiu contar a história da atriz norte-americana depois de saber que o presidente Lula perdeu 12 quilos com a dieta da proteína e há dois meses virou “abstêmio”, como informou um de seus ministros.

A dieta continua, companheiro!

Depois de quase uma semana em viagem pela África, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva retoma hoje suas atividades no Palácio do Planalto.

À noite, confirma presença no jantar de comemoração dos 26 anos do PT, em Brasília.

Será certamente patrulhado pelo fogo amigo petista, para que não volte a ficar de fogo e mantenha sua dieta da reeleição.

Ministro cornetado

O ministro do planejamento, Paulo Bernardo (PT) passou 10 minutos de cão no sábado: ele foi vaiado na cerimônia de formatura dos alunos da Universidade Filadélfia (Unifil), em Londrina (PR). Os alunos usaram ainda cornetas de plástico para marcar o repúdio.

Assim que o nome do ministro foi anunciado, a manifestação começou. Ele tentou começar a falar diversas vezes, mas não conseguiu.


A mega-vaia foi acompanhada por 5 mil pessoas, no ginásio de esportes Moringão.

Ermírio Vivo

Um dos maiores interessados em comprar a parte da Portugal Telecom na Vivo é o empresário Antônio Ermírio de Moraes.

O grupo Votorantin aceita investir pesado na caríssima mudança tecnológica da Vivo, que precisa mudar do padrão CDMA para o GSM – como já operam seus concorrentes Tim, Claro e Oi.

Esse foi o motivo de os portugueses quererem passar o controle da Vivo adiante, depois que a Portugal Telecom foi adquirida pelo grupo português Sonae.

Alias, sobre Antônio Ermírio de Moraes, de 77 anos, tem gente apostando nele como o nome terceira via para a Presidência da República...

Movimento Fora 2006

Parece coisa de petistas há uns anos atrás... Está circulando pela Internet o manifesto do “Movimento Fora 2006”.

O Movimento Fora 2006 pergunta se são merecedoras de nossos VOTOS pessoas que estejam envolvidas em atos desonestos, deputados ou senadores que assinaram a criação de CPI e depois retiraram a assinatura, que estejam envolvidos nas investigações das CPI, que tentaram ficar ricos por meios escusos, sem saber justificar de onde veio a riqueza, que mentem em depoimentos, que passam cheques sem fundos, que recebem sem trabalhar entre outras maracutaias. Os políticos que estão envolvidos em vários crimes, apontados nas diversas CPI em funcionamento no Congresso Nacional, foram colocados lá pelo voto do eleitor. Logo somos nós os culpados”.

O Movimento Fora 2006 se junta a outros movimentos ou grupos na luta, a partidos políticos, Ongs e a multidão do povo indignado em uma luta responsável pela moralização nacional da vida pública. Visa a derrotar os corruptos, os corruptores, os que se permitem corromper, os sem moral, os sem ética.

Pesquisa esperada

O Planalto aguarda com ansiedade a divulgação, amanhã, da nova rodada da pesquisa CNT-Sensus.

Além da simulação das eleições de outubro, trará dados sobre a avaliação do governo e algumas questões novas aos 2 mil entrevistados, como se o presidente deveria se candidatar à reeleição e se votariam nele neste caso, além de uma avaliação sobre o novo salário mínimo.

A pesquisa foi realizada entre os dias 6 e 9 de fevereiro em 195 municípios do País.

Tucanos estudando

Os caciques do PSDB passaram o final de semana se debruçando sobre pesquisas qualitativas, encomendadas pelo partido para não serem divulgadas ao público, para ajudar no dilema: “Serra ou Alckmin?”

Os líderes do PSDB farão uma rodada de encontros, ao longo da semana, com os dois pré-candidatos do partido à vaga de candidato à eleição presidencial de outubro.

O prefeito de São Paulo, José Serra, e o governador do Estado, Geraldo Alckmin, serão sabatinados no ninho tucano, entre quarta e sexta-feira. O comando do PSDB pretende definir seu candidato até o início de março.

Mosca azul que picou o PT

O frade dominicano e escritor Carlos Alberto Libânio Christo, o Frei Betto - que ocupou os cargos de coordenador de Mobilização Social do Fome Zero e de assessor especial da Presidência da República do amigo Lula – vai detonar o PT em seu recém-lançado livro “A Mosca Azul”. Em entrevista à Folha de S Paulo, Frei Betto pegou pesado:

A mosca azul picou uma parcela significativa do PT e do governo. Não quero individualizar. Fujo disso. Picou em que sentido? Na medida em que um projeto de nação foi abandonado em favor de um projeto de eleição. Criou-se um projeto de poder sem a consciência de que este poder deveria ser instrumental, uma ferramenta para o fortalecimento das bases sociais que ajudaram a construir o PT e o governo, os movimentos populares. Isso foi abandonado”.

O livro, que vai irritar os petistas, é uma reflexão sobre política e poder, a partir de sua experiência de 687 dias de atuação em uma sala no Palácio do Planalto, próxima à do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Vice-problema

Os dutos batem à porta do governador de Minas Gerais, Aécio Neves. O Idaq, entidade dirigida pelo vice-governador de Minas Gerais, Clésio Andrade (PL-MG), sacou em dinheiro R$ 7 milhões e 400 mil entre 2003 e 2004 da agência do Banco Rural no Brasília Shopping.

Em apenas uma semana de janeiro de 2004, os saques da conta do Idaq (Instituto de Desenvolvimento e Assistência Técnica e Qualidade em Transporte) ultrapassaram R$ 4 milhões. Ocorreram 20 retiradas entre agosto de 2003 e julho de 2004.

Coincidência que não existe essa agência foi a mesma em que parlamentares da base aliada do governo Lula fizeram retiradas em espécie no esquema do Valerioduto. A movimentação financeira foi classificada como suspeita pelo próprio Banco Rural.

Quem disse isso?

Questão no vestibular para o curso de coordenador de campanha eleitoral deste ano:

"No mundo, só o Brasil foi capaz de combinar juros altos com um superávit primário tão elevado. (...) Por causa disso, o governo não investiu em tecnologia e na recuperação das estradas, só para citar duas coisas. É uma vergonha que depois de oito anos de Fernando Henrique e de três de Lula as estradas ainda estejam esburacadas. Os responsáveis por isso deveriam ser fuzilados. Depois a gente comeria uma feijoada e esqueceria o assunto".

Dentre os nomes a seguir, assinale o autor dessa tese:
a) José Serra
b) Jorge Bornhausen
c) Antony Garotinho
d) José Dirceu

Quem acertar ganha uma viagem grátis para o hospício mais próximo.

Da série: Recordar é ficar pau da vida

O Estadão do final de semana lembra: Às vésperas de completar dois anos, o caso Waldomiro Diniz – primeiro grande escândalo do governo Lula, em que o ex-assessor da Presidência foi flagrado cobrando propina de um empresário de jogos no Rio – continua sem que as Polícias Federal e duas CPIs provem na Justiça que os acusados cometeram algum crime, apesar das provas dos processos.

São cruzamentos de telefonemas, relatos de encontros, registros de visitas e reuniões, depoimentos e, principalmente, a confissão e o flagrante filmado do momento em que o principal acusado do caso cobra propina para financiamento de campanhas eleitorais e para benefício próprio.

Apesar das acusações, Valdomiro e outros envolvidos nem respondem criminalmente na Justiça. É que, nas duas tentativas de conclusão dos promotores, o juiz devolveu os processos-crimes para mais investigações.

Briga interna

Em março, uma equipe do Departamento de Fiscalização do Banco Central (BC) vai começar uma grande auditoria nos contratos e nas operações feitas pela Caixa nos últimos anos.

Os motivos são as falhas repetitivas - descobertas pelo BC nos sistemas de auditoria e de gestão da Caixa.

O presidente do Conselho de Administração da Caixa e secretário do Tesouro, Joaquim Levy, tem cobrado do presidente do banco, Jorge Mattoso, melhoras nos controles. Mas Levy não tem sido devidamente atendido.

Essa incômoda auditoria é mais um reflexo do “fogo amigo” entre a equipe econômica e os principais dirigentes do governo Lula. Pode acabar custando uma convocação de Jorge Mattoso pelas CPIs dos Bingos ou dos Correios...

Zé, o cubano

Para variar, José Dirceu, o ex-todo-poderoso chefe da Casa Civil da Presidência da República passa uma temporada em Cuba.

Ele telefonou para seu advogado, José Luis Oliveira Lima, pedindo que ingresse com ações judiciais contra os veículos de informação que divulgaram que ele comprou uma moto Harley Davidson, na qual foi visto pilotando, por R$ 90 mil.

Como é dura a vida do novo consultor de negociações do petróleo do governo do venezuelano Hugo Chávez...

Tiro de Crivella

A cúpula partidária desconversa... Mas o PC do B tem tudo para apoiar a candidatura do senador Marcelo Crivella ao governo do Estado do Rio de Janeiro pelo PRB (o Partido Republicano Brasileiro). A deputada federal comunista Jandira Feghalli está costurando o acordo.

O presidente Lula já deu sinal verde aos seus fiéis deputados no Rio a fazerem o mesmo. O PRB promete juntar votos evangélicos para a reeleição do presidente. E ainda pretende emplacar um ministério para cuidar de um projeto de Pleno Emprego, que tanto agrada a Lula.

A candidatura de Vladimir Palmeira, petista histórico, ao Palácio Guanabara, nem nasce e já está sepultada previamente pelo Planalto. E o pior é que o pré-candidato já admitiu que o presidente Lula terá dois palanques no Rio de Janeiro. Palmeira só não sabe como isso acontecerá. Os "pragmáticos" petistas acham que a eleição presidencial é prioritária...

Pagando sugestão

O Caldeirão do Garotinho no PMDB está fervendo! O ex-governador do Rio Anthony Garotinho sugeriu, ironicamente, aos senadores Renan Calheiros (AL) e José Sarney (AP), notórios aliados do governo no Congresso, que incluam nas cédulas das prévias do partido uma terceira opção: a de o PMDB indicar o vice em uma possível candidatura à reeleição do presidente Lula.

Garotinho avalia que a base partidária ficaria "arrepiada" só de pensar na possibilidade de apoiar Lula.O perigo, Garotinho, é Renan e Sarney acatarem sua debochada proposta... A vontade explícita deles é embarcar no trem da reeleição.
Divinas cartinhas

Eleitores de Nova Iguaçu (RJ) receberam pelos Correios cartas com a assinatura do ex-governador Anthony Garotinho nas eleições de 2004.

Ele pedia votos para o candidato que tinha o seu apoio, Mário Marques (PMDB). Numa linguagem própria dos evangélicos, ele dizia que estava “orando” pelos “irmãos e irmãs”.

Nada seria estranho se a postagem das cartas, a um custo de R$ 20 mil, não tivesse sido paga pela Delta Construções.

Em Itatiaia, a Delta pagou a postagem para o envio de cartas do governador com pedidos de votos para o candidato Nilson Neves (PSC). Também bancou R$ 300 mil para a campanha do candidato à Prefeitura de Campos, Geraldo Pudim (PMDB), na qual foram apreendidos, na véspera do pleito, pacotes de dinheiro que hoje são a dor de cabeça no Superior Tribunal Eleitoral para o casal Garotinho...

Detalhe: A empreiteira das cartinhas tinha contratos com o Departamento Estadual de Estradas de Rodagens (DER). A Delta é a maior acionista da concessionária Rota 116, que administra o trecho Itaboraí-Friburgo da estrada estadual. A empreiteira alega que agiu dentro da lei eleitoral.

Licitação genial

O Tribunal de Contas do Estado do Rio está de olho em uma outra obra feita pelo governo Rosinha Garotinho em convênio com a prefeitura de Nova Iguaçu, na gestão de Nelson Bornier (PMDB), para obras de pavimentação, saneamento e drenagem.

A licitação é genial! O prefeito dividiu a obra em 77 partes, de forma que cada área não ultrapassasse o valor de R$ 1 milhão e 500 mil.

Assim, foram realizadas tomadas de preços. Do total de R$ 104 milhões, a Delta ficou com 30 lotes no valor de R$ 42 milhões e 500 mil.

O Tribunal de Contas do Estado apontou indícios de irregularidades e está investigando o caso.

Odiaram A Sentença

O Ministério Público Federal pede em ação civil que a empreiteira OAS devolva aos cofres públicos R$ 71 milhões, que teriam sido superfaturados durante a construção da sede do STJ (Superior Tribunal de Justiça), entre 1989 e 1991.

O complexo do STJ, criado por Oscar Niemeyer, custou R$ 730 milhões. Inspeção do TCU (Tribunal de Contas da União) apontou que houve direcionamento de licitação, preços abusivos e pagamentos duplicados.

Curiosamente, o julgamento aprovou os gastos. A OAS não fala sobre o assunto.

Esperando pelo Jefferson

Desde que o deputado federal cassado Roberto Jefferson (PTB) denunciou um esquema irregular na estatal Furnas Centrais Elétricas - que envolveria políticos do PT, PTB e PSDB - parlamentares do governo e da oposição tem reagido fortemente às acusações.

Cresce cada vez mais a chance de uma nova convocação dele para depor à CPI dos Correios. Já há um forte movimento neste sentido dentro da Comissão, unindo governo e oposição.

O líder do PSDB na Câmara, Alberto Goldman (SP), é um dos que defende a reconvocação de Jefferson. E ele quer mais é botar fogo no circo, para alegria dos palhaços do planalto.

Esperando pelo Dimas

A CPI dos Correios vai ouvir o ex-diretor de Furnas, Dimas Fabiano Toledo, na quarta-feira, a partir das 11h.

Todos querem saber se é verdadeira a assinatura de Dimas que aparece na lista de Furnas. Também querem saber se pode ser verdadeiro o teor do documento – até agora sem autenticidade comprovada - que acusa aliados do governo de FHC de receber R$ 39 milhões e 910 mil doações irregulares de fornecedores e empresas contratadas da estatal.

O presidente da CPI, senador Delcídio Amaral (PT-MS), solicitou à Polícia Federal acesso à fotocópia da lista que foi entregue à corporação pelo lobista mineiro Nilton Monteiro. Pede ainda uma cópia do depoimento que Dimas prestou na sexta-feira passada, na sede da PF, no Rio de Janeiro. O ex-dirigente de Furnas já negou ser o autor da lista.

O movimento para que o caso seja encerrado imediatamente é enorme. Na ilha da Fantasia, a pizza é o prato predileto. E tem muito mineiro poderoso fornecendo toda a mussarela para entupir o forno das CPIs e abafar tudo que for possível...

Duda indiciado

O publicitário Duda Mendonça e sua sócia, Zilmar Silveira, foram indiciados pela Polícia Federal pelas acusações de evasão de divisas e lavagem de dinheiro.

Os indiciamentos aconteceram no dia 2 de fevereiro, mas não foram divulgados.

Os dois movimentaram dinheiro no exterior sem declarar à Receita Federal. Só na conta aberta no nome da empresa off-shore Dusseldorf, nos Estados Unidos, Duda e Zilmar receberam R$ 10 milhões e 500 mil pela campanha do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em 2002.

Crime econômico contra a Infância

Denúncia - Uma das mais vergonhosas práticas criminosas de uso de mão de obra infantil, rasgando o Estatuto da Criança e do Adolescente, vem sendo praticada no Distrito de Mata dos Palmitos, em Ouro Preto, Minas Gerais. A prática bate de frente com princípio elementar da responsabilidade social empresarial, que não admite trabalho infantil em qualquer uma das etapas da cadeia produtiva de uma mercadoria.

Crianças são usadas na extração da matéria-prima usada na fabricação de dezenas de produtos que levam talco em sua composição. O minério é indispensável não apenas para construir estátuas, mas para fabricar cerâmica de naves espaciais, remédios, tinta, cosméticos, sabão, borrachas, papéis e os melhores lápis escolares fabricados no mundo.

Os personagens dessa vergonha são: Minas Talco e Minas Serpentinito: empresas que exploram clandestinamente a jazida de talco. Beneficiárias diretas do trabalho infantil; Basf, Faber Castell e ICI: gigantes industriais que compram talco das empresas que exploram mão-de-obra infantil; Mãos de Minas: Uma das maiores ONGs do Brasil, que prega a defesa dos direitos humanos, mas vende produtos fabricados mediante exploração do trabalho infantil; a OPPS (Ouro Preto Pedra Sabão): maior exportador brasileiro de pedra-sabão; usa trabalho infantil em obra de infra-estrutura; e os Artesãos: condenados pela doença incurável causada pelo manejo das rochas sem equipamento de proteção.

A edição n° 9 do “Observatório Social - Em Revista” denuncia, e a ONG Repórter Social reproduz esse escândalo que merece uma ação imediata das autoridades cada vez mais incompetentes. È a Barbárie!

O golpe da Raposa do Sol

O governo federal pretende mobilizar toda força que dispõe para retirar os chamados “não-índios” da área homologada como reserva indígena Raposa/Serra do Sol, em Roraima. E o maior crime será a expulsão dos produtores de arroz que transformaram Roraima num pólo exportador.

Quem adverte para o perigo da criação desse “enclave em território nacional que passa a ser terra proibida” é o jornalista Marcio Accioly.

Sem indenizar quem quer que seja o governo federal anuncia que todos serão devidamente recompensados, sabe Deus quando.

No momento, várias listas começaram a circular, em Boa Vista e nos municípios do estado, recolhendo assinaturas para que se reverta a homologação da reserva indígena.

Míssil brasileiro

O comando da Aeronáutica vai investir cerca de US$ 100 milhões no desenvolvimento do míssil ar-ar A-Dater, em cooperação com a aviação militar da África do Sul. Os primeiros US$ 52 milhões destinados aos novos mísseis já estão oficializados por meio de um contrato firmado entre o Departamento de Pesquisa e Desenvolvimento (Deped) e a Armscor, de Petrória.

Outros US$ 24 milhões estão sendo gastos na compra de 9 caças supersônicos F-5E/F usados, que serão modernizados pela Embraer. Os jatos virão da Arábia Saudita.

O comandante da Aeronáutica, brigadeiro Luis Carlos Bueno, aposta que o empreendimento faz parte de um projeto destinado a obter a auto-suficiência na tecnologia de mísseis leves.

Viva o nepotismo?

O presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil, Roberto Busato, condena a enxurrada de liminares que vêm sendo concedidas por desembargadores de Tribunais de Justiça em favor de parentes de magistrados e de procuradores que praticam o nepotismo, medida já coibida pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP).

Busato considera lamentável a atitude desses magistrados, que deveriam ser os primeiros a apoiar a medida adotada por esses Conselhos a fim acabar com essa prática nefasta que é o nepotismo – o emprego de parentes nos cargos públicos.

O presidente da OAB nacional acredita na derrubada das liminares pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Aniversário da impunidade

Diversos cultos ecumênicos e passeatas foram realizados ontem, em Belém do Pará, para lembrar 1 ano do covarde assassinato da missionária norte-americana Dorothy Stang.

Na manhã de 12 de fevereiro de 2005, Dorothy Stang foi assassinada, com seis tiros à queima-roupa, a 40 quilômetros de Anapu, no Pará. No momento do crime, ela estava acompanhada de um colono, sem nenhuma segurança pessoal, mesmo depois das recentes ameaças, relatadas dias antes, inclusive para o então ministro da Secretaria Especial de Direitos Humanos, Nilmário Miranda.

O caso Stang assemelha-se pelo menos ao de outras 700 pessoas envolvidas em conflitos de terra nos últimos 30 anos no Pará. Entre os julgamentos mais esperados para este primeiro semestre está o dos fazendeiros Vitalmiro Bastos de Moura, o Bida, e Regivaldo Galvão, os mandantes do crime contra Dorothy.

Fôlego de maestro

O Maestro Bruno Rodrigues, animado regente da Big Band Tupy, promete uma verdadeira maratona neste Carnaval.

Além de se apresentar na festa de rua da Cinelândia, ele, seus cantores e músicos estarão animando, do dia 21 a 28, os bailes de salão do Scala Rio.

Os integrantes da Orquestra Tupy, que ainda comemoram a vitória obtida, no primeiro dia do ano, no quadro Pistolão, do Domingão do Faustão, garantem que não vão se acabar neste carnaval... Imagina...

Para ninguém morrer na praia

A Rede Globo vai exibir no dia 18, sábado, ao vivo e com exclusividade, o show que a banda Rolling Stones fará na Praia de Copacabana.

Na segunda-feira seguinte, dia 20, será a vez do show do U2, a ser realizado em São Paulo.

Mas muita gente vai preferir o desgaste do espetáculo ao ar livre ao conforto da telinha...

O crime do Padre Pinto?

O padre José Pinto – famoso por rezar missas maquiado e fantasiado de baiana, índio e até Oxum – manda avisar à cúpula da Igreja Católica que não vai pendurar a batina. Padre Pinto dá um conselho: acha que “é hora de a igreja repensar esse papo de celibato para os padres diocesanos”.

Aos 58 anos, sendo 33 como sacerdote, o polêmico religioso baiano esteve com a presidente do Conselho Psiquiátrico da Bahia e, depois de ter feito todos os testes, conseguiu um laudo médico comprovando que está lúcido e não precisa de remédios.

Por causa de suas extravagâncias, Padre Pinto já foi afastado de algumas celebrações e corre o risco de ter que deixar a Igreja da Lapinha, uma das mais tradicionais de Salvador. Ele avisa que, se for punido, vai dar o jeitinho brasileiro: continuará rezando suas missas em praça pública, sempre vestindo um de seus 98 paramentos com influência afro-indígena.

Carta piada

Circula pela Internet o trecho da carta de um leitor publicada no Jornal Zero Hora, do RS.

"Não pude inscrever-me para o concurso público municipal de serviços gerais, pois não tinha segundo grau. Pergunto se é engraçado ou desgraçado o País em que se exige segundo grau para um varredor de rua e não se exige o primeiro grau para ser presidente?".

A perguntinha do leitor provoca muitas dúvidas... Para varrer rua é necessária extrema competência em lidar com o lixo. Para presidir o Brasil, um ignorante (aquele que nunca sabe de nada...) parece não ter tanto trabalho. Mas para varrer o lixo político de Brasília, um gari precisaria ser um PH D em ética.

Vida que segue...

Novas informações a qualquer momento.

Recramações, ilogios ou revelações bomba para:
jorgeserrao@gbl.com.br

Façam comentários clicando no link abaixo.

Ouçam as informações clicando no link da rádio (podcast) Alerta Total:
http://podcast.br.inter.net/podcast/alertatotal

Fiquem com Deus!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Inteligente, inovador, fortemente analítico e propositivo, utilizando as mais modernas tecnologias para transmissão instantânea e eletrônica de informação privilegiada e análise estratégica, junto com a difusão de novos conhecimentos voltados para a construção e consolidação de novos valores humanos.


Nenhum comentário: