sexta-feira, 16 de junho de 2006

Lula promove mais uma inauguração “factóide”, e TSE proíbe propaganda do INSS durante campanha eleitoral

Edição de Sexta-feira do Alerta Total http://alertatotal.blogspot.com/

Ouça também o Alerta Total no seu computador.
http://podcast.br.inter.net/podcast/alertatotal
Edição em áudio a partir de Meio-dia.

Adicione nosso blog e podcast a seus favoritos do Internet Explorer.

Por Jorge Serrão

Em campanha reeleitoral escancarada, usando a máquina pública, o presidente Lula promove hoje, no Recife, mais uma “inauguração factóide”: a Central Nacional de Teleatendimento da Previdência Social. Trata-se de uma linha de telefone de um sistema do INSS que já funciona por meio do PrevFone (0800780191). Mas no Nordeste, Norte e Centro-Oeste, o número vai mudar para 135, a fim de que segurados do INSS possam marcar perícia médica para concessão do auxílio-doença por telefone.

Ontem, o Tribunal Superior Eleitoral impôs uma derrota ao PT. O tribunal negou o primeiro de nove pedidos de autorização do governo federal para propaganda institucional nos três meses que antecedem as eleições, quando as campanhas já estarão nas ruas. O ministro Marco Aurélio de Mello, que preside o TSE, decidiu que o Ministério da Previdência Social não poderá fazer publicidade do telefone 135.

Não colou o argumento de “grave e urgente necessidade pública” para a publicidade próxima à eleição. Marco Aurélio bateu duro em seu despacho: “Cabe atentar para o fato de o bom atendimento pela Previdência Social depender muito mais da referida estruturação dos serviços do que da educação direcional dos cidadãos que deles necessitam”.

No Nordeste, onde seu nome está forte nas pesquisas, o presidente aproveita a oportunidade para mais um comício da Presidência – elaborado pelo mago Luiz Dulci (secretário-geral da Presidência e chefe da comunicação institucional do governo). Tudo antes de estourar o prazo fatal de 30 de junho, quando a Lei Eleitoral proíbe comícios eleitorais disfarçados de atos solenes ou inaugurações dos governantes que concorrem a cargos eletivos este ano. Ainda nesta sexta, à noite, quando voltar de Pernambuco, Lula terá outro palanque, em Brasília: do 13° Congresso da Juventude Socialista.

Diogo Mainardi comemora...

O presidente Lula será mesmo notificado para explicar a que jornalista da revista Veja se referiu quando afirmou que quem escreveu a reportagem sobre suposta conta sua no exterior não seria jornalista, mas sim “bandido, mau-caráter, malfeitor, mentiroso”.

O pedido de explicações foi feito pelo colunista da revista Diogo Mainardi ao Supremo Tribunal Federal.

O ministro Gilmar Mendes, relator da questão, determinou que o presidente seja notificado para, se quiser, no prazo de 48 horas, explicar a quem se referia.

O Presidente se explica se quiser...

Lula não é obrigado a responder ao pedido de explicações, que é uma ação preparatória de ação penal.

A afirmação de Lula foi feita depois que a revista noticiou que um espião da Kroll atribuiu ao presidente uma conta num paraíso fiscal.

Lula disse também que a Veja “tem alguns jornalistas que estão merecendo o prêmio Nobel de irresponsabilidade”.

Combate ao crime politicamente organizado

Começa a feder a denúncia, apurada pela polícia, de que o ex-secretário municipal Transportes da gestão da prefeita Marta Suplicy, o petista Jilmar Tatto, facilitou a inclusão de integrantes do crime organizado no sistema de transportes por “peruas” (as vans) em São Paulo.

O prefeito Gilberto Kassab (PFL) decretou que a partir de hoje só serão autorizados a prestar serviços os “perueiros” que apresentem atestado de antecedentes criminais.

Jilmar Tatto é acusado obrigar uma cooperativa, a Cooper Pam, a aceitar em seus quadros motoristas que teriam ligações com a facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC).

A polícia pediu a prisão preventiva do petista, mas a Justiça só vai decidir sobre isso na segunda-feira, depois de consulta ao Ministério Público.

Valerioduto tucano

O escândalo é tratado no PSDB como um dogma, que não pode e nem deve ser pronunciado. Mas não tem jeito...

A Polícia Federal irá intimar para depor nos próximos dias cerca de 80 pessoas que estão envolvidas ou receberam dinheiro oriundo do caixa 2 do ex-presidente nacional do PSDB, senador Eduardo Azeredo, durante a campanha para o governo do Estado de Minas Gerais em 1998.

Os federais têm em seu poder um documento redigido pelo caixa de campanha do tucano, Cláudio Mourão que é batom na cueca.

O esquema tucano movimento pelo menos R$ 53 milhões usando as empresas do publicitário Marcos Valério Fernandes de Souza.

Declaração indevida

Azeredo arrecadou cerca de R$ 100 milhões (valores da época) para a sua frustrada campanha à reeleição.

O problema é que Azeredo só declarou ao tribunal eleitoral que havia desembolsado R$ 8 milhões e 500 mil reais em sua campanha.

Posteriormente, Azeredo admitiu que o valor verdadeiro seria de R$ 20 milhões.

Mas negou que tinha conhecimento da irregularidade e jogou a culpa para o seu tesoureiro.

De onde vinha a grana?

No relatório em poder da PF, Cláudio Mourão afirma que era oriunda dos cofres públicos grande parte dos recursos que alimentaram o caixa 2 do PSDB.

Parte do recurso foi de empréstimos com o aval do governo, vindo das privatizações, de empreiteiras, Queiroz Galvão, Erkal, CBN, Engesa, ARG, Tercam, entre outras, de fornecedores do Estado, de prestadores de serviços diversos, construtoras, indústrias, bancos, corretoras de valores, da Cemig, da Prodemg, da Telemig, Secretarias de Governo, inclusive da Fazenda, Banco BDMG, de doleiros e de outros colaboradores individuais, no valor superior a cifra de R$ 80 milhões. Mesmo assim, ficou pendente uma dívida superior a R$ 20 milhões”.

Foi o que escreveu Cláudio Mourão. Se valer o que está escrito...

Provas de desvios

Além do relatório de arrecadação e gastos, a Polícia Federal tem em poder uma grande quantidade de provas sobre o desvio de recursos públicos para a campanha de Azeredo.

Tais documentos foram recolhidos pelo Ministério Público do Estado que move uma série de processos contra o tucano.

O impressionante é que o nome do governador Aécio Neves, membro do triunvirato nacional tucano, não é mencionado em nenhum instante. Na próxima eleição, além de candidato a presidente com o apoio dos banqueiros ingleses Rotshschild (que controlam o mercado financeiro mundial), o neto de Tancredo deveria se candidatar a santo... Seria imbatível...

Roto falando de esfarrapado...

Para o deputado Fernando Ferro (PT-PE), primeiro vice-líder da bancada do PT, é importante a PF retomar as apurações, até porque os tucanos tentaram desqualificar as denúncias.

É importante apurar a raiz do problema” para que se possa contribuir com o fim dessa prática no país. Na avaliação do deputado, “o caixa dois tem DNA tucano e do PFL”.

Curioso que um petista faça tal afirmação, como se o partido dele não tivesse recebido nenhum centavinho do esquema de Marcos Valério – que a cúpula petista aprimorou, usou e abusou, conforme indica a denúncia do escândalo do Mensalão, apresentada pelo procurador-geral da República.

Se o problema fosse só a bebida...

O candidato a vice-presidente na chapa do tucano Geraldo Alckmin, o senador pefelista José Jorge (PE), aproveitou a Convenção do PFL, realizada ontem, em Brasília, para acertar o fígado do presidente Lula:

É um governo que se caracteriza pela incompetência, pela falta de trabalho. Hoje temos um presidente que não trabalha, só viaja e bebe muito, como dizem por aí. Para ser presidente é preciso ser honesto, ser competente. Precisamos do governo da verdade e não da mentira”.

O discurso de José Jorge levou ao delírio mais de 20 mil pessoas que participaram da convenção.
Resposta dura e rápida

O presidente nacional do PT, deputado Ricardo Berzoini (SP), respondeu depressa à declaração de José Jorge.

Berzoini classificou o ataque “como algo típico do PFL, um partido de pessoas arrogantes e autoritárias, que não toleram ver um trabalhador na Presidência e muito menos o apoio do povo brasileiro a esse trabalhador”.

O presidente petista ironizou que José Jorge está “muito nervoso porque é vice em uma chapa que não tem a confiança do povo brasileiro”.

Sinal de derrota?

O senador Tião Viana (PT-AC) comentou que a declaração de José Jorge (PE) sobre o presidente Lula, além de ter se mostrado “um ato de violência verbal que não cabe a um homem brando como o senador”, revelou a disposição de ânimo da oposição em relação à disputa pela Presidência da República.

É uma frase agressiva, um ato de inquietude de quem está antecipando uma derrota eleitoral do seu candidato”.

Mas, ao manter a mesma linha de defesa no ataque do seus colegas de partido, o líder do PT na Câmara, deputado Arlindo Chinaglia (SP), também baixou o nível da discussão para o subsolo do botequim:

Se fosse para manter o nível de deselegância, eu poderia dizer que o senador deve ter bebido um pouco a mais para fazer essas declarações. Denota uma certa confusão mental”.

Programa de ataque

No programa curtinho que levou ao ar na noite de ontem, em rede nacional, o PFL veiculou as relações estreitas mantidas pelo presidente Lula com integrantes da quadrilha do Mensalão - denunciada pelo Ministério Público Federal à Justiça.

Didaticamente, o programa apresentou os principais acusados de envolvimento no esquema, o que pesa contra cada um deles e como foram e são tratados pelo presidente da República mesmo depois de sua participação no escândalo ter sido comprovada pela CPI dos Correios.

O PFL teve pouco tempo porque foi punido pela Justiça Eleitoral, perdendo 9 minutos dos 20 minutos a que teria direito, por ter feito campanha eleitoral fora de época.

Razões contra a reeleição

Com uma maquete do Palácio do Planalto, o PFL mostrou não dá para sustentar as afirmações do presidente de que nada sabia, embora toda a articulação do esquema de pagamento de mesadas a parlamentares e de desvio de dinheiro de órgãos públicos e empresas estatais para o PT tenha ocorrido sob os seus olhos.

Além de destacar que o presidente é o grande beneficiário da rede montada para manter os petistas no poder, a localização do gabinete presidencial e das salas ocupadas por Dirceu e Waldomiro Diniz na sede da Presidência e freqüentada por Marcos Valério e Silvio Pereira, o homem da Land Rover, tornam evidentes que ou Lula sabia e errou ou é incapaz de perceber o que se passa a sua volta.

Segundo o PFL, estes seriam dois bons motivos para não reelegê-lo.

Contradições de Lula

O programa do PFL pegou pesado com as objetivas contradições do presidente Lula:

O ex-ministro José Dirceu foi elogiado por Lula apesar de ter sido cassado.

O ex-tesoureiro do PT que assumiu inteiramente a culpa por todos os crimes cometidos pelo partido foi agraciado publicamente com um carinhoso “nosso Delúbio”.

O ex-ministro Antonio Palocci foi tratado como aquele que é “mais que um irmão” mesmo depois de ter mandado quebrar o sigilo bancário do caseiro Francenildo dos Santos Costa.

O amigo Paulo Okamotto, que pagou uma dívida do presidente com dinheiro do próprio bolso, foi premiado com a presidência do Sebrae e até hoje, graças a manobras do Planalto, não teve o sigilo bancário quebrado, embora não comprove de onde tirou o dinheiro para a pagar o débito do amigo com o PT.

O ex-ministro Luiz Gushiken perdeu o cargo, mas não o posto no Planalto.

A lista de relações perigosas de Lula incluiu também o líder do MLST Bruno Maranhão, um dos que comandaram a invasão e depredação da Câmara dos Deputados.

Apoio só do Reino de Deus

Faltando apenas oito dias da convenção do PT que homologará sua candidatura à reeleição, em uma linda “festa de quadrilha”, no dia de São João, o presidente Lula e seu PT só têm garantia de coligação com o minúsculo PRB, do seu vice José Alencar.

O PC do B e o PSB, tradicionais parceiros do PT nas campanhas anteriores, este ano ainda não decidiram se darão apoio formal a Lula, porque estão mais preocupados em atingir a meta de 5% de votação nacional, para não serem detonados pela Cláusula de Barreira.

É bom que Lula vá se dando por satisfeito com o apoio do Partido Republicano Brasileiro, que foi fundado por intelectuais desenvolvimentistas, defensores do pleno emprego, e pela alta cúpula da Igreja Universal do Reino de Deus - que atriria para Lula a "simpatia" da Rede Record, da qual o Bispo Edir Macedo é controlador.

ACM vai adorar essa...

O PT e o deputado federal Jader Barbalho (PMDB) deverão dividir o mesmo palanque na disputa pelo governo do Pará.

Mas aliança PT-Jader enfrenta o favoritismo do ex-governador Almir Gabriel (PSDB), que disputa o cargo pela terceira vez.

A vitória tucana desempataria o jogo do poder num Estado que é governado pelo PSDB desde 95, depois de 12 anos de governo pemedebista.

Medo de Jader

Jader, que renunciou ao mandato de senador e à Presidência do Senado em 2001 para não ser cassado, na titânica briga contra Antônio Carlos Magalhães, não pode ficar sem mandato.

Teme o risco de se expor à Justiça nos inúmeros processos a que responde.

Por isso, Jader Barbalho hesita em assumir a cabeça de chapa.

Sucessão enrolada

A salada política brasileira terá seu ponto alto na sucessão do governo do Distrito Federal.

O ex-governador Joaquim Roriz, líder regional dos peemedebistas, confirmou que o PMDB vai disputar o governo local em aliança com os tucanos.

A chapa terá Maurício Corrêa (PMDB), ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), como cabeça de uma aliança com Maria de Lourdes Abadia (PSDB), que hoje governa o DF, enquanto Roriz concorre ao Senado.

Na contramão das pesquisas

Joaquim Roriz armou essa chapa para defender seus interesses pessoais, em gratidão a Maurício Corrêa, em cuja gestão no Supremo Tribunal Federal o ajudou a se livrar de dois processos movidos pelo PT.

Pelos números da pesquisa, Maurício Corrêa não aparece bem cotado.

O ex-senador pelo PDT, ex-ministro da Justiça no governo Itamar Franco (1992-1994), ex-presidente do Supremo (STF), Maurício Corrêa, tem registrado em torno de 6% das intenções de voto.

José Roberto Arruda (PFL) aparece com cerca de 40%, seguido por Maria de Lourdes Abadia (PSDB), com 30% a 35%.

Acredita-se que o apoio de Roriz a Corrêa pode lhe render um crescimento entre 15% e 20% de intenções de voto.

Guerra Jurídica

A chapa montada por Roriz vai criar uma confusão jurídica que vai parar Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

A Justiça Eleitoral resolveu que o vice de um governo, que assuma a função depois da desincompatibilização do titular, como é o caso de Roriz e Abadia, não pode disputar um novo mandato na condição de vice.

Os advogados de Roriz prometem “comprar a briga jurídica” porque os eleitores não votam no nome do vice, mas na chapa que tem o candidato ao governo como titular.

Como nunca ninguém votou em Abadia, e ela é mais uma vez candidata a vice, então não há nenhuma ilegalidade”.

É o que argumenta o advogado Eri Varella.

PFL apóia Roriz...

O PFL fechou a chapa para disputar o Palácio do Buriti, sede do poder no Distrito Federal, com o deputado José Roberto Arruda como candidato a governador e o senador Paulo Otavio para vice — ambos são do PFL e têm o apoio do PL.

Mas os dois, e mais o presidente do PFL, senador Jorge Bornhausen (SC), avisaram que vão apoiar Joaquim Roriz, do PMDB, para o Senado.

Roriz preferia que os pefelistas apoiassem o compromisso que ele firmou com Maurício Corrêa, de lançá-lo ao governo do Estado.

Quase expulso do PT

Está tecnicamente expulso do PT o líder do Movimento de Libertação dos Sem Terra, Bruno Maranhão.

Além de enfrentar um processo na comissão de ética do partido, o ex-secretário de Movimentos Populares do partido teve o salário de R$ 6.800,00 cortado.

A decisão foi tomada pela executiva nacional do PT, punindo um grande amigo do presidente Lula e fundador do Partido...

Sem terra e brigando com a Justiça

Será requisitada força policial para o cumprimento de um mandado de reintegração de posse da fazenda Teijin, em Nova Andradina, no Mato Grosso do Sul.

Mas as pouco mais de mil famílias ligadas ao Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e da Federação dos Trabalhadores na Agricultura (Fetagri) avisam que não vão cumprir a ordem da Justiça Federal para deixar a propriedade.

O grupo bloqueou os acessos à área, mantém 28 funcionários como reféns e cortou a alimentação e a água de 10 mil cabeças de gado.

Daí cabe uma pergunta: Que compromisso com a produção e a produtividade têm esses invasores, dirigidos política e ideologicamente por líderes espertalhões que levam vida de bom burguês, mas que pregam a revolução no campo?

Brasileiros premiados

Dois brasileiros e um norte-americano compartilharam o Prêmio Mundial de Alimentos, pelo trabalho que desenvolveram na região do Cerrado.Os vencedores, anunciados ontem, foram o ex-ministro da Agricultura Alysson Paolinelli, o ex-diretor técnico do Centro de Pesquisas do Embrapa Edson Lobato, e Colin McClung, pesquisador do Instituto Internacional de Pesquisa, dos Estados Unidos.

Os organizadores do prêmio destacaram a dupla brasileira e o pesquisador americano "exerceram um papel vital em transformar o Cerrado - outrora uma região de planífices inférteis - em uma terra altamente produtiva para o cultivo de grãos".

O Cerrado ocupa mais de 20% do território brasileiro e está distribuído pelo Planalto Central Brasileiro, nos Estados de Goiás, Tocantins, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, parte de Minas Gerais, Bahia e Distrito Federal, abrangendo 196.776.853 hectares.

Varig não decola

A assessoria de imprensa dos Trabalhadores do Grupo Varig (TGV) informou que o consórcio vencedor do leilão de compra da Varig negocia uma “parceria financeira” no Brasil e no exterior com “outros quatro grupos” de investidores.

O TGV não negocia apenas com José Carlos da Rocha Lima, dono da empresa de logística Syn e ex-presidente da VarigLog.

O TGV ofereceu US$ 449 milhões pelas operações nacionais e internacionais da Varig.

A proposta original do TGV previa que cerca de metade do dinheiro seria paga com emissão de debêntures (títulos de dívida) - opção que não é aceita pela Justiça.

Varig no chão

A partir do início da próxima semana, os aviões da Varig só irão decolar se a empresa recolher antes as tarifas de embarque à Infraero, que administra os aeroportos brasileiros.

O pagamento terá que ser feito à vista, e sem ele os vôos serão cancelados.

A Varig deve R$ 35 milhões em tarifas de embarque à estatal.

Com as tarifas aeroportuárias em atraso desde setembro de 2005, o débito total atinge R$ 540 milhões.

O ultimato

Uma carta-ofício será enviada à direção da companhia aérea entre hoje e amanhã fazendo tal cobrança.

A tarifa é cobrada dos passageiros na emissão dos bilhetes e o dinheiro é repassado depois à Infraero.

Mas há um mês a Varig não faz o repasse.O presidente da Infraero, brigadeiro José Carlos Pereira, reclama que “a Varig está fazendo uma apropriação indébita".

VarigLog vendida mesmo

O Tribunal Regional Federal (TRF) da 1ª Região, em Brasília, reconheceu a compra da VarigLog pela Volo do Brasil, segundo nota da assessoria de imprensa das duas empresas divulgada ontem.

Com a homologação, o consórcio formado por empresários brasileiros e pelo fundo de investimentos norte-americano Matlin Patterson comprovou ter até 20% de capital estrangeiro, o máximo permitido pela legislação brasileira.

A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) perdeu a parada...

Lobby pesado da TV Digital

Depois de reunião com membros do governo argentino, a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, avisou que o objetivo do governo brasileiro é que os países do Mercosul tenham o mesmo padrão de TV digital.

Segundo ela, o Brasil “está mais perto” do modelo japonês, mas pretende adotar um padrão próprio.

Dilma revelou que o Brasil pretende “adotar alguns avanços dos padrões que já existem e ao mesmo tempo ser capaz de produzir uma tecnologia nacional”.

A ministra estará hoje em Montevidéu, onde terá reuniões com ministros do governo uruguaio para tratar do mesmo assunto.

Bronca nas Pernambucanas

Agentes da Polícia Federal cumpriram ontem mandados de busca e apreensão em 36 lojas, um depósito e um escritório de compras das Casas Pernambucanas em 27 cidades de São Paulo, Mato Grosso do Sul, Goiás e Paraná.

Foram apreendidos carregadores de pilhas, jogos de panela e eletrônicos, suspeitos de terem sido trazidos ao Brasil irregularmente.

Além disso, a PF está apurando se outros produtos da rede foram adquiridos pelo mesmo esquema fraudulento.

Dura comparação

O Produto Interno Bruto da Argentina teve expansão de 8,6% no primeiro trimestre, frente aos três primeiros meses de 2005.

No mesmo período, o Brasil teve um crescimento de anão: apenas 3,4%.

A Argentina acumula 13 trimestres seguidos de expansão.

Desta o PT não tem culpa...

Auditoria do Congresso americano concluiu que até US$ 1 bilhão e 400 milhões de dólares do dinheiro governamental para as vítimas dos furacões Katrina e Rita foi usado para gastos inúteis ou para pessoas que não foram afetadas pelo desastre.

A investigação parlamentar apontou que houve sérias falhas no programa de prevenção de fraudes da Fema, a agência de emergência do governo dos EUA.

Em um dos casos, um homem ficou dois meses em um hotel no Havaí bancado pelo dinheiro federal.

Criatividade dos golpistas

A Fema também entregou dinheiro para mais de mil presidiários, e há registro de pagamentos para oito pessoas que moravam no mesmo endereço: um apartamento de um quarto.

Mais de US$ 5 milhões foram entregues para pessoas que deram como endereço para sua propriedade destruída cemitérios e Correios.

O dinheiro da ajuda federal foi gasto para comprar ingressos de jogos de futebol americano, garrafas de champanhe e até mesmo em viagem de férias para o Caribe.

Pior que isso é usar o dinheiro do Bolsa Família para comprar cachaça ou apostar em maquininhas de videopôquer, como acontece atualmente no Nordeste brasileiro... Ainda bem que esses norte-americanos não moram por aqui, para receber o combustível eleitoral do presidente Lula...

A guerra continua...

Por 93 votos a 6, o Senado americano rejeitou a proposta que retiraria até o fim deste ano a maior parte das tropas do país que estão no Iraque.

De acordo com o plano recusado, só permaneceriam no Oriente Médio em 2007 os militares considerados absolutamente necessários para completar a missão e entregar a responsabilidade pela segurança do país ao Exército iraquiano.

A votação aconteceu no mesmo dia em que o Pentágono anunciou que 2.500 soldados americanos morreram no Iraque desde a chegada das forças americanas, em março de 2003.

Batalha de Chávez

Vestindo uniforme militar, o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, entregou a militares novos fuzis russos Kalashnikov, prometendo que os EUA não vão derrotá-lo.

O império dos EUA faz uma campanha no mundo tentando isolar a Venezuela para que ninguém possa nos vender sequer uma bala”.

Depois de passar tropas em revista e mirar um alvo com um dos fuzis, ele afirmou:

"Continuamos avisando ao governo dos EUA que eles não vão nos derrotar".

No início do mês, a Venezuela recebeu 30 mil fuzis, semanas depois de Washington proibir a venda de armas ao país.

Cassando concessões de tevê

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, anunciou ontem que ordenou uma revisão de todas as concessões de canais de televisão privados que vencerão no ano que vem.

Chávez acusa as emissoras de fazerem uma “guerra psicológica” contra o governo e indicando que as licenças poderão ser suspensas.

Não podemos ser tão irresponsáveis e continuar dando concessões a um pequeno grupo de pessoas”.

Desde que chegou ao poder, há sete anos, Chávez vive em pé de guerra com os principais jornais e estações de TV, que em 2002 apoiaram um movimento para forçá-lo a renunciar.

Guerra a nossas "meninas"

A capixaba Andréia Schwartz, de 31 aninhos, foi presa pela polícia dos Estados Unidos sob acusação de proxenetismo (exploração da prostituição), posse de drogas e lavagem de dinheiro numa suposta rede de prostituição de luxo.

A prisão de Andréia ocorreu no dia 2 de junho, em Nova York.

Anteontem, outra brasileira, Cláudia de Castro, de origem e idade não informadas pela polícia, foi presa na portaria do prédio de Andréia.

É a guerra do governo Bush contra "nossas meninas"... Mais uma prova de que o Brasil entende muito de putaria...

Vida que segue...

Novas informações a qualquer momento

Recramasões, ilogius ou revelasões bomba para:

jorgeserrao@gbl.com.br

Faça comentários clicando no link abaixo.

Ouça as informações clicando no link da rádio (podcast) Alerta Total:

http://podcast.br.inter.net/podcast/alertatotal/

Fiquem com Deus!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Inteligente, inovador, fortemente analítico e propositivo, utilizando as mais modernas tecnologias para transmissão instantânea e eletrônica de informação privilegiada e análise estratégica, junto com a difusão de novos conhecimentos voltados para a construção e consolidação de novos valores humanos.

Nenhum comentário: