sábado, 10 de junho de 2006

Ronaldo dá resposta de craque que intimida Lula; e grupo anglo-russo articulado por Dirceu faz oferta para comprar a Varig

Edição de Sábado do Alerta Total http://alertatotal.blogspot.com/

Ouça também o Alerta Total no seu computador
http://podcast.br.inter.net/podcast/alertatotal
Edição em áudio a partir de Meio-dia.

Adicione nosso blog e podcast a seus favoritos do Internet Explorer.

Por Jorge Serrão

O craque Ronaldo, o fenômeno, fez o que a oposição não consegue fazer com Lula: responder às bravatas presidenciais à altura e deixá-lo intimidado politicamente. Saiu pela culatra o tiro reeleitoral do presidente Lula em usar a seleção como trampolim para fortalecer sua popularidade na véspera da estréia da seleção brasileira na Copa do Mundo. Na videoconferência de ontem, Lula brataqueou com o técnico Parreira que “Ronaldo estava gordo”. O craque do Barcelona, que não participava do evento, deu sua resposta: “Todo mundo diz que Lula bebe pra caramba. Tanto é mentira que eu sou gordo como deve ser mentira que ele bebe pra caramba”.

Ronaldo ainda pegou mais pesado contra Lula: “Eu teria algumas coisas para saber do presidente”. Mas os jogadores da seleção, por imposição de um acordo político entre a CBF e a Presidência da República, foram proibidos de fazer qualquer pergunta a Lula, sobre qualquer assunto, principalmente os políticos. A “censura” foi confirmada pelo lateral esquerdo Roberto Carlos. Preocupado com a repercussão negativa de sua gafe e a resposta dura de Ronaldo, o presidente Lula (que já encomendou, esta semana, seu terno da posse para o segundo mandato) mandou um fax para o atacante, em que reafirmou seu “carinho e admiração” pelo craque.

Ronaldo leu o texto, se declarou satisfeito com o esclarecimento e avisou que não guarda mágoas do lamentável episódio. O craque também causou polêmica ontem com os jornalistas, ao analisar que a pergunta de Lula pode ter sido fruto de uma suposta falta de responsabilidade da imprensa. "Acho que o presidente talvez tenha sido mal influenciado justamente pela falta de responsabilidade na hora de informar. Não estou chateado".

Tentando se justificar, Ronaldo acrescentou: "Fico chateado somente pelas especulações que a imprensa, principalmente a brasileira, fez a meu respeito. O que falta realmente é um pouco mais de seriedade e responsabilidade por parte de quem cobre a seleção. A imprensa que está cobrindo a gente sempre está fazendo uma confusão muito grande por fatos pequenos. Posso estar cometendo uma injustiça, mas eu não disse que é a imprensa inteira. Se eu estiver cometendo uma injustiça, peço perdão desde já, mas muita gente também já cometeu injustiças comigo".

Ataque ao mínimo de novo

Luiz Inácio Lula da Silva (que recebe uma gorda aposentadoria mensal de R$ 8.862,57 como anistiado político e mais seus R$ 8.800,00 pelo salário bruto de presidente) voltou a fazer mais uma crítica pública sobre a extensão do aumento de 16,7% para 8 milhões de aposentados e pensionistas da previdência, que ganham mais de um salário mínimo, aprovada na quarta-feira pela Câmara dos Deputados.

Em discurso no BNDES, no Rio de Janeiro, Lula brataqueou: “A votação do salário mínimo no Congresso ontem não foi uma coisa séria. O que estava lá para ser votado era um acordo que tinha sido feito pela primeira vez na história do Brasil com todas as centrais sindicais e aposentados representados pelas centrais sindicais. De repente alguém resolve que aquilo pode ser bom eleitoralmente e vota favorável, coloca R$ 8 bilhões a mais de gasto na Previdência, que já está estourada em R$ 40 bilhões. É no mínimo pouco respeitável ao povo isso”.

Na quinta-feira, Lula já havia reclamado da manobra da oposição, em uma reunião com reitores de universidades, no Palácio do Planalto.

Um aposentado que ganha tão bem como ele deveria ter mais cuidado quando abre a boca.

Proposta pela Varig foi da turma de Dirceu

O grupo montado pelo advogado José Dirceu de Oliveira e Silva, o Fundo de Investimento Multilong Corporation, apresentou ao juiz Luiz Roberto Ayoub, da 8ª Vara Empresarial do Rio, uma proposta de US$ 800 milhões para adquirir todas as operações da Varig no Brasil e no exterior.

A proposta, de russos e ingleses, foi encaminhada ao juiz por ninguém menos que o polêmico presidente da MSI, empresa que administra o futebol do Corinthians, Kia Joorabchian.

Kia é unha e carne do milionário russo Boris Berezovsky, dono de uma fortuna avaliada em 10 bilhões de dólares, com quem Dirceu se encontrou, nos dias 2, 3 e 4 de maio, numa mansão no bairro do Pacaembu, em São Paulo, para fechar um acordo para a aquisição da falida Varig.

Falência quase decretada

O juiz Luiz Roberto Ayoub já tinha rejeitado a proposta feita na quinta-feira pelos Trabalhadores do Grupo Varig (TGV) para adquirir a companhia, por US$ 449 milhões de dólares, através da empresa NV Participações.

O magistrado pretendia decretar a falência da empresa nesta sexta-feira, até que apareceu a proposta do fundo Multilong.

De acordo com a proposta, que não dá para acreditar, o fundo seria 100% brasileiro, e o seu representante chama-se Michael Breslow.

Uma das formas de pagamento seria a emissão de debêntures.

O fundo também solicita, no documento ao juiz, o financiamento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) no valor total da proposta.

O banco estatal já havia informado que só financiaria dois terços do valor total da aquisição da Varig.

Articulações inglesas

São fortíssimas as chances de os banqueiros Rothschild - que controlam as principais bolsas de valores e negócios internacionais de derivativos - serem um dos articuladores da proposta pela aquisição da Varig, junto com a turma de José Dirceu.

Coincidência que não existe, o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, esteve em Londres, nos dias 14 e 15 de maio, para tratar de uma proposta de parceria de investimentos entre os países latino-americanos e os ingleses.

Dirceu é um dos assessores informais do presidente Hugo Chávez para assuntos de negócios.

Familiares de Chavez também participavam das articulações para a compra da Varig, nos bastidores, no time vencedor de Dirceu, um ex-guerrilheiro convertido em um revolucionário “businessman”.

Prazo fatal para a Varig

O Brigadeiro José Carlos Pereira, presidente da Infraero, avisou que se a proposta do fundo Multilong não for aceita pela Justiça, até quinta-feira a Varig deixa de voar.

A Justiça norte-americana determinou nesta sexta-feira que a Varig devolva sete aviões à Boeing até a próxima terça-feira, pela falta de pagamento dos aluguéis das aeronaves.

A Varig não trabalha com a hipótese da devolução dos aviões, porque espera ter caixa para honrar os débitos.

Investigue-se o MLST

O senador Alvaro Dias (PSDB-PR) vai pedir ao Tribunal de Contas da União (TCU) uma auditoria nos convênios firmados pelo governo Lula com a Associação Nacional de Apoio à Reforma Agrária (Anara).

Segundo o senador, essa organização não-governamental serve de fachada para financiar o Movimento de Libertação dos Sem Terra (MLST):

"O governo aplaca os ânimos do movimento liberando recursos. O movimento prefere atacar produtores rurais e instituições como o Congresso Nacional e preservar o presidente já que o governo o sustenta financeiramente com recursos públicos".

Nos convênios firmados entre o governo e a Anara, o responsável pela associação é Bruno Maranhão, dirigente nacional afastado da executiva do PT, compadre do presidente Lula e que está preso por ter comando a invasão e depredação da Câmara dos Deputados nesta semana.

Muita grana para o MLST

Pesquisa feita no Siafi (sistema de acompanhamento de gastos federais), divulgada por Alvaro Dias, mostra que a Anara recebeu cerca de R$ 5 milhões e 600 mil reais durante o governo Lula.

No último ano do governo FHC (2002), o repasse à Anara não passou de R$ 75 mil.

No primeiro ano do governo Lula, o valor subiu para R$ 250 mil.

Em 2004, outro repasse, no valor de R$ 1 milhão e 100 mil reais.

De 2005 até agora, mais R$ 4 milhões e 200 mil reais.

Triste conclusão: Bancar o revolucionário com a burra cheia de grana pública é moleza...

Essa quadrilha é da boa...

A turma de gaiatos da Internet é mesmo implacável com o governo Lula.

Estão distribuindo um convite para uma baita festa junina, no dia 24 de junho, data escolhida pelo presidente Lula para reverenciar seu santo padroeiro (São João) e lançar sua candidatura à reeleição.

O convite, sacana, tem os seguintes dizeres:

Nesse São João, junte seus amigos do PT e forme uma quadrilha...

Vida que segue...

Novas informações a qualquer momento.

Recramasões, ilogius ou revelasões bomba para:

jorgeserrao@gbl.com.br

Faça comentários clicando no link abaixo.

Ouça as informações clicando no link da rádio (podcast) Alerta Total:

http://podcast.br.inter.net/podcast/alertatotal/

Fiquem com Deus!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Inteligente, inovador, fortemente analítico e propositivo, utilizando as mais modernas tecnologias para transmissão instantânea e eletrônica de informação privilegiada e análise estratégica, junto com a difusão de novos conhecimentos voltados para a construção e consolidação de novos valores humanos.

Nenhum comentário: