quarta-feira, 2 de agosto de 2006

Palocci corre risco de ter candidatura a deputado impugnada, por apresentar dois números de CPF e falso domicílio eleitoral

Edição de Quarta-feira do Alerta Total http://alertatotal.blogspot.com/

Ouça também o Alerta Total no seu computador.
http://podcast.br.inter.net/podcast/alertatotal
Edição em áudio a partir de Meio-dia.

Adicione nosso blog e podcast a seus favoritos do Internet Explorer.

Por Jorge Serrão

Ilegalidades no registro de sua candidatura no Tribunal Regional Eleitoral em São Paulo podem sepultar o sonho de imunidade (ou seria impunidade) parlamentar do ex-ministro da Fazenda, Antônio Palocci Filho, que responde a processo por quebra de sigilo bancário do pobre caseiro Francenildo dos Santos Costa. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) intimou Palocci a esclarecer, até amanhã irregularidades apontadas pelo Ministério Público Federal em sua candidatura a deputado federal, sob pena de tê-la impugnada.

O procurador regional eleitoral Mario Luiz Bonsaglia constatou que, entre as irregularidades no processo de requerimento de candidatura de Paloci, são apresentados dois números de CPF diferentes para o candidato petista. A assessoria de Palocci argumenta que haveria um erro de digitação nas certidões solicitadas. Mas tese da digitação errada cai por água abaixo, porque os números 081.532.288-70 (de algum laranja?) e 062.605.448-63 (O CPF real dele) são bastante diferentes para serem teclados erradamente por quem os preencheu no pedido de inscrição de candidatura.

Nas certidões criminais juntadas por Palocci, o candidato informa o número do CPF 081.532.288-70, diferente do número do CPF do documento apresentado pelo ex-ministro: o 062.605.448-63. Com o CPF que não lhe pertence, Palocci está “limpo e puro” perante a Justiça. No site da Secretaria da Receita Federal, o número que isenta Palocci de qualquer problema, na verdade, pertence a Nélio Aguiar Bíscaro. Apenas o segundo número de CPF realmente é de Palocci.

Em Ribeirão Preto, cidade natal de Palocci e onde e tem domicílio eleitoral declarado, a Telefônica informa que existe um Nélio Aguiar Bíscaro entre seus assinantes, o único em toda sua área de abrangência. Mas ninguém foi encontrado no número de telefone informado.

Além da duplicidade de CPF, Palocci pode ser punido com a impugnação da candidatura por apresentar domicílio eleitoral falso. Apesar de ser candidato por São Paulo e declarar domicílio eleitoral em Ribeirão Preto, Palocci reside em Brasília desde o final de 2002, quando ainda se preparava para assumir o cargo de ministro da Fazenda. Mesmo após deixar o cargo, em 27 de março de 2006, Palocci seguiu com residência na capital federal, o que é de conhecimento público.

Outro problema é o da ilegalidade na inscrição. O procurador regional eleitoral informou ao TSE que o requerimento de registro de candidatura de Palocci não foi assinado por ele, mas sim pelo representante constituído por meio de uma procuração, "o que não preenche os requisitos do artigo 11, parágrafo 1º, inciso II, da Lei 9.504/97". O inciso informa que entre os documentos necessários a qualquer candidatura está autorização do candidato por escrito.

"A responsabilidade do candidato perante e Justiça Eleitoral é pessoal e intransferível. Portanto, não é possível a outorga de instrumento público ou particular, por candidato a cargo eletivo, ausente de seu domicílio eleitoral, para a assinatura do requerimento do registro de candidatura".

Antônio Palocci, que espera conquistar 200 mil votos em outubro, corre sérios riscos de ter seu registro de candidato cassado, e perder o seu sonhado direito ao foro privilegiado de deputado, para ser julgado por tantos processos que pesam contra ele no Supremo Tribunal Federal.

Mudando a versão?

O jornalista Ricardo Kotscho enviou uma carta ao Estadão, tentando mudar sua versão sobre a presença de Lula na famosa reunião que deu início ao esquema do Mensalão:

Solicito a retificação no texto publicado sob o titulo Rito de passagem, dos jornais à política, no trecho em que o repórter afirma: "E o pior é que ele assegura que Lula estava lá, debatendo a fixação do preço". Em nenhum momento escrevo isso no livro Do Golpe ao Planalto - Uma vida de repórter, editado pela Cia das Letras. Até porque o próprio autor da resenha registra que "só depois de 3 anos Kotscho descobriu o móvel principal daquela feroz discussão - R$ 10 milhões". O então candidato Luis Inácio Lula da Silva não participou de nenhuma discussão sobre valores. Como publicado por toda a imprensa na época, a revelação sobre a ajuda de campanha recebida pelo partido foi feita, em 2005, pelo presidente do PL, Waldemar da Costa Neto”.

O repórter Carlos Marchi, do Estadão, responde:

De fato, o texto de Kotscho não diz que lula debateu valores. Assegura apenas que Lula estava no apartamento onde a discussão se deu e que lá o tema debatido era um "estímulo" de R$ 10 milhões para conquistar o apoio do PL”.

O brilhante ex-assessor de imprensa de Lula vai ter dificuldades em mudar tal versão, mas deve vender bastantes livros – causando problemas para os amigos petistas.

Pegou pesado, Olavo!

Em seu objetivo artigo denunciando a “Fraude do Populismo Continental”, publicado no Diário do Comércio de São Paulo e no Jornal do Brasil de segunda-feira, o jornalista e filósofo Olavo de Carvalho faz algumas importantes advertências, principalmente aos analistas militares de estudos estratégicos.

Olavo lembra que a unidade ideológica e estratégica do Foro de São Paulo (entidade que reúne as “esquerdas” na América Latina) é uma realidade poderosa, a única realidade política que tem peso no continente.

Olavo adverte: “Chamar o neocomunismo de populismo (como faz o cientista político Jorge Castañeda) só é útil a ele próprio, ajudando-o a crescer mais um pouco sob a camuflagem protetora e a adquirir até algum encanto suplementar aos olhos de alguns militares molengas que, não tendo fibra para suportar com honra as cusparadas da mídia e o desprezo do ambiente impregnado de esquerdismo, já se sentem coitadinhos ao ponto de suspirar, como vagabunda surrada, por um olhar de simpatia do agressor”.

O jornalista e filósofo faz outra advertência muito importante, sobretudo para aqueles que ainda não compreenderam que “as ideologias são um fator de dominação”:

Há idéias que, precisamente por não valerem nada como descrições da realidade. Valem muito como instrumentos de manipulação. Não são idéias, são ações políticas”.

MLST processado

O juiz Ricardo Augusto Soares Leite, da 10ª. Vara Federal de Brasília, aceitou uma denúncia feita pelo Ministério Público Federal e abriu uma ação penal contra 116 integrantes do Movimento pela Libertação dos Sem Terra (MLST) acusados de envolvimento na invasão da Câmara dos Deputados, ocorrida em junho.

Os militantes são acusados pelo Ministério Público Federal, com base na lei de segurança nacional, de terem cometido crime político, lesão corporal, dano contra o patrimônio público e resistência a obedecer ato legal de servidor público.

Em sua decisão, Leite considerou que, em tese, as condutas relatadas pelo Ministério Público são "típicas, antijurídicas e culpáveis".

Líder enrolado

Após a invasão da Câmara, na qual 32 seguranças ficaram feridos, 539 integrantes do MLST foram presos.

Eles conheceram o confortável complexo penitenciário da Papuda, em Brasília

Em julho, o juiz da 10ª. Vara determinou a soltura de 32 invasores que permaneciam presos.
Entre eles estava Bruno Maranhão, líder do movimento, que era integrante da executiva nacional do PT e amigo pessoal do presidente Lula.

Risco das invasões urbanas

As invasões no campo estão chegando às cidades”.

Esse é o tema da palestra de Cândido José Mendes Prunes, Doutor em Direito Econômico pela Universidade de São Paulo, marcada para o dia 17 de agosto, das 18 às 20 horas, na sede do Instituto Liberal, no Rio de Janeiro.

Na palestra, Prunes vai abordar os temas: Quem são os sem-terra e os sem-teto? Como conseguem se mobilizar? De onde vem a idéia de fixar o homem no campo? A agricultura pode sustentar a população rural brasileira?

O Instituto Liberal fica na rua Prof. Alfredo Gomes 28 - Botafogo – Rio de Janeiro, RJ
Inscrições podem ser feitas através do e-mail: ilrj@gbl.com.br

CPI do Cacau

A Assembléia Legislativa da Bahia pode instalar até a semana que vem a CPI do Cacau para investigar a denúncia publicada na revista Veja, de que a praga da vassoura-de-bruxa foi disseminada de forma criminosa no sul da Bahia por filiados ao PT.

A vassoura-de-bruxa provocou um desastre econômico e social do sul do estado, gerando mais de 200 mil desempregados, e transformando o Brasil de exportador em importador de cacau, com prejuízos de mais de U$ 10 bilhões de dólares.

No PT, partido acusado de disseminar a praga no sul da Bahia, até agora apenas um parlamentar declarou apoio à CPI - Valmir Assunção, que é líder do MST no estado.

Petistas reagem

Se depender da maioria petista, a comissão parlamentar de inquérito não sai.

Os governistas insistem na investigação do chamado “terrorismo biológico”.

Mas a oposição já mandou seu recado: exige que a nova CPI siga o percurso normal, respeitando a fila onde tramitam mais de 18 requerimentos para instalação de outras CPIs.

O engraçado é que não tem nenhuma CPI funcionando hoje na Assembléia baiana...

Crise de Identidade

Do sempre terrível Macaco José Simão, que dá banana para o governo federal, uma frase em sua coluna de hoje:

A frase do Lula: "Nunca sei quando sou candidato e quando sou presidente".

Aí eu comento: "Eu sei, quando ele faz merda é presidente, quando promete merda é candidato".

Rarara. Esse Macaco Simão, ainda derruba Lula do galho...

Primeira Leitura forever

Andaram espalhando a mentira que o jornalista Reinaldo Azevedo havia desistido de seu blog, depois do encerramento (forçado pela falta de apoio publicitário) do site Primeira Leitura.

O novo endereço eletrônico do Reinaldo é: http://reinaldoazevedo.com/

O Alerta Total recomenda a leitura diária das reflexões do Reinaldo Azevedo.

Helô na frente

A senadora Heloisa Helena será a primeira, e Lula o penúltimo, na ordem de apresentação da primeira propaganda eleitoral no rádio e tevê.

Geraldo Alckmin também vai aparecer antes do presidente Lula no vídeo.

A ordem de veiculação da propaganda eleitoral gratuita dos candidatos à presidência da República foi decidida ontem á noite, por sorteio, pelos ministros do Tribunal Superior Eleitoral em sessão administrativa.

O telespectador e o ouvinte adoram...

O horário eleitoral gratuito para presidente começa no dia 15 de agosto e vai até o dia 28 de setembro e será veiculado na televisão às terças, quintas e sábados, em dois blocos de 25 minutos cada um, das 13h às 13h25 e das 20h30 às 20h55.

No rádio às terças, quintas e sábados, em dois blocos de 25 minutos cada um, das 7h às 7h25 e das 12h às 12h25.

Para a propaganda de candidatos à presidência da República, os partidos ainda têm direito a 6 minutos diários, inclusive aos domingos, para divulgação de inserções de até 60 segundos, distribuídas ao longo da programação.

Os tempos de cada um, pela ordem

Heloísa Helena (PSOL) – 1 min 11s 43
José Maria Eymael (PSDC) – 1 min 15s 05
Geraldo Alckmin (PSDB/PFL) – 10 min 22s 15
Rui Pimenta (PCO) – 1 min 11s 43
Cristovam Buarque (PDT) – 2 min 23s 89
Luciano Bivar (PSL) – 1 min 15 s 05
Lula da Silva (PT) – 7 min 21s
Ana Maria Rangel (PRP) – 1 min 11s 43

Regra do debate global

A Rede Globo encaminhou ao Tribunal Superior Eleitoral pedido para que sejam homologados os critérios para o debate com os candidatos a presidente da República.

Foi definido que na semana do programa, marcado para 28 de setembro, a TV Globo divulgará pesquisa eleitoral feita pelo Ibope ou pelo Datafolha.

Participarão do debate, alternativamente, os cinco candidatos que obtiverem ao menos cinco pontos percentuais na pesquisa ou aqueles que sejam filiados a partidos políticos com ao menos cinco deputados federais atualmente.

Coloque na sua agenda!

Marcha, Brasil, marcha contra a corrupção! Porque filho teu não foge à luta!

A grande manifestação nacional contra o governo do crime organizado está marcada para o dia 27 de agosto, domingo, a partir das 14 horas.

Em São Paulo, a concentração será na Praça Oswaldo Cruz, próxima à estação Brigadeiro do Metrô, seguindo pela Avenida Paulista.

As Marchas acontecem em São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Curitiba e Florianópolis.

O site da marcha é: http://foralula.lpchat.com

Licitação sob suspeita

A Justiça suspendeu a concorrência do Instituto Nacional de Tecnologia da Informação, ligado à Presidência da República.

Há suspeita de que o processo era direcionado para ser vencido pela Brasília Informática.

A empresa é uma das três acusadas de participar de esquema para fraudar licitações no serviço público.

O contato dos sanguessugas

O empresário Ronildo Pereira Medeiros, integrante da máfia dos sanguessugas, complicou a situação do atual secretário de gestão estratégica e participativa do Ministério da Saúde, Antonio Alves de Souza.

Em depoimento à Justiça Federal, Medeiros revelou que Souza seria "a pessoa de contato" do esquema no Ministério da Saúde quando ocupava a chefia de gabinete do então ministro Humberto Costa, hoje candidato do PT ao governo de Pernambuco.

Medeiros confirmou mesma declaração do empresário Luiz Antonio Vedoin, um dos líderes do esquema, sobre a suposta participação de Souza na liberação de quase R$ 8 milhões de pagamentos bloqueados no início do governo Lula para a compra de ambulâncias autorizada na gestão Fernando Henrique.

Ex-ministro também fica na pior

No primeiro momento, Humberto Costa teria recusado o pagamento e encaminhado o assunto ao chefe-de-gabinete.

Medeiros revelou à Justiça que Souza, pessoa de "extrema confiança" do então presidente do PT no Ceará, José Airton Cirilo, teria se hospedado no hotel Caesar Park, em Fortaleza.

Na ocasião, foram negociados projetos e licitações com prefeitos.

O chefe da máfia das ambulâncias, Darci Vedoin, garantiu que o ex-chefe-de-gabinete da Saúde teve suas despesas pagas pelas empresas que comandavam a fraude.

Dois pesos, duas medidas

A Corregedoria do Senado anunciou que começa a investigar hoje os três senadores acusados de envolvimento com a máfia das ambulâncias - Magno Malta (PT-ES), Ney Suassuna (PMDB-PB) e Serys Slhesarenko (PT-MT).

Mas a CPI dos Sanguessugas decidiu que os ex-ministros da Saúde suspeitos - Humberto Costa (PT) e Saraiva Felipe (PMDB) - só terão de prestar depoimento após as eleições de outubro.

Na CPI, alega-se que antes será preciso apresentar o relatório preliminar sobre a participação de parlamentares na fraude, e depois vem a campanha eleitoral para atropelar as investigações...

PT até o pescoço

A atuação da máfia dos sanguessugas não se resumiu a corromper senadores, deputados e prefeitos.

Em depoimento na Justiça Federal, o empresário Darci Vedoin, um dos chefes da quadrilha, revelou que negociou a liberação de R$ 30 milhões do Ministério da Saúde para municípios e instituições do Ceará e para os governos do Piauí e do Mato Grosso do Sul.

O acerto, em troca de comissão de 15%, teria sido feito diretamente com o petista José Aírton Cerilo, suposto emissário do então ministro da Saúde, Humberto Costa.

O empresário Ronildo Medeiros, outro integrante da máfia, confirmou a negociata e acrescentou que também houve acordo para beneficiar a prefeitura de Campinas (SP).

Entra e sai na lista

Se a deputada federal Laura Carneiro (PFL-RJ) respira aliviada por ficar de fora da lista dos sanguessugas, por seu nome não figurar no depoimento do empresário Darci Vedoin, outros parlamentares perderam o sono ontem, por passarem a fazer parte do nojento grupo de sanguessugas.

Os deputados Salvador Zimbaldi (PSB-SP) e Philemon Rodrigues (PTB-SP) foram envolvidos no depoimento do dono da Planam, empresa acusada de operar a máfia.

E o Alerta Total adverte: ainda tem muito nome para entrar na listinha...

Problemas para Alckmin

O STF (Supremo Tribunal Federal) eliminou ontem o obstáculo regimental para a instalação, na
Assembléia Legislativa de São Paulo, de CPIs que investiguem a gestão do presidenciável tucano Geraldo Alckmin no governo do Estado, entre 2001 e março passado.

Por 10 votos contra 1, o STF derrubou a norma do regimento interno da Assembléia que exigia a aprovação no plenário de requerimentos para instalação de CPIs.

Existem 69 pedidos de investigação protocolados na Casa - pelo menos 37 deles contra o governo do tucano, como os que propõem investigar a Febem (Fundação Estadual do Bem-Estar do Menor) e o uso de verbas publicitárias da Nossa Caixa para favorecer aliados de Alckmin no Legislativo.

Mas na atual legislatura, iniciada em 15 de março de 2003, nenhuma CPI foi instalada.

PM paulista trabalhando

A polícia de São Paulo matou no primeiro semestre 84,27% pessoas a mais do que nos seis primeiros meses do ano passado.

De janeiro a junho de 2006, segundo dados oficiais divulgados ontem pelo governo Cláudio Lembo (PFL), 328 suspeitos foram mortos por policiais civis e militares no Estado.

No mesmo período do ano passado, 178 mortes foram contabilizadas.

Números mortais

Durante todo o ano de 2005, foram cometidas 329 mortes atribuídas a policiais.

Dessas, 278 ocorridas em confrontos com a PM, segundo o comando da corporação.

O aumento de mortes entre um trimestre e outro é considerável.

Foram 212 (abril, maio e junho) contra 116 (janeiro, fevereiro e março).

Menos bandidos presos?

Enquanto houve aumento de 84,27% na letalidade policial, o número de prisões efetuadas pela polícia sofreu redução de 2,6%.

De 45.454, nos seis meses iniciais de 2005, para 44.270, no mesmo período deste ano.

Ontem, a Secretaria da Segurança Pública divulgou os números referentes ao segundo trimestre, que incluem o período de 12 a 19 de maio, quando houve a primeira onda de ataques do PCC.

Recado de um PM carioca

Um oficial da PM do Rio de Janeiro escreve ao Alerta Total para denunciar a vergonhosa disparidade entre o salário pago pela corporação e a Polícia Civil.

Enquanto a Polícia Militar do Rio de Janeiro se preocupa em discutir com a sociedade a Polícia que queremos, a "casta" dos "Drs" Delegados da Polícia Civil Fluminense está preocupada em ser melhor remunerada do que já é (tanto em relação às demais políciais civis, quanto ao péssimo trabalho que apresenta, com uma média ridícula de 2,7% de elucidação de delitos)”.

Basta comparar os salários:

Delegado de primeira classe – R$ 12.133,97
Delegado de segunda classe - R$ 10.771,89
Delegado de terceira classe - R$ 8.810,81.

Enquanto isso, Soldado da PM - menos de R$1.000,00. Uma merreca...

Grande acordo

A Petrobrás assinou com a Federação Única dos Petroleiros (FUP) acordo para liquidar a dívida atuarial do fundo de pensão de seus funcionários, a Petros, avaliada pela Justiça em R$ 9 bilhões e 300 milhões.

Mas a proposta precisa ser aprovada por 95% dos participantes do fundo.

O objetivo é cobrir o déficit em 30 anos.

Em contrapartida, todas as ações na Justiça contra a Petros seriam extintas.

Segundo a FUP, o dinheiro que a Petrobrás injetará no fundo seria suficiente para construir três refinarias ou quatro plataformas petrolíferas.

Cortando as asas

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) multou seis companhias aéreas por prática de "dumping".

As empresas reduziram seus preços excessivamente para ganhar mercado durante a crise da Varig.

Agora, voltam a cobrar tarifas mais elevadas, num claro golpe contra o consumidor.

Proposta indecente

Funcionários da Varig estão revoltados com a proposta de uma revista para que aeromoças matem a fome de 110 dias sem salários posando nuas.

Só em salários atrasados, a Varig deve mais de R$ 106 milhões de reais.

Só em dívidas rescisórias chegam a R$ 230 milhões.

E os aposentados do fundo Aerus podem ter suas pensões confiscadas, caso seja conformada sua liquidação.

Guerra ao turismo sexual

A organização não governamental internacional “Save the Children”, da Suécia, percorreu o Brasil, Peru, Costa Rica, México e República Dominicana para analisar a problemática do turismo sexual infantil, avaliar ações que já estão sendo feitas no combate à exploração de meninos e meninas, e pedir mais capacitação e sensibilização para os agentes envolvidos no setor turístico dos países.

A análise levou em consideração os seguintes pontos: a incorporação do turismo sexual infantil nas políticas públicas, a participação e compromisso do setor privado o combate e prevenção do turismo sexual e as campanhas de comunicação que são implementadas.

A entidade propõe a elaboração de um manual direcionado a todas as empresas turísticas com informações sobre o problema e o que fazer quando for detectado algum caso de exploração.

Embora, muitos órgãos governamentais já tenham essa preocupação e trabalhem em conjunto com as empresas, a prevenção do comércio sexual ainda não é uma prioridade.

Parceiros de Chávez

A venezuelana PDVSA assinou carta de intenção com a construtora brasileira Andrade Gutierrez, para a instalação de estaleiro destinado à montagem de plataformas de exploração de petróleo e construção de navios de grande porte.

O diretor da divisão de exportações da PDVSA, Asdrúbal Chávez, informa que a Venezuela quer elevar o transporte de suas vendas externas em navios próprios, de 15% para 45%.

Também quer aumentar a produção diária de petróleo, de 3,3 milhões de barris para 5,8 milhões de barris, até 2012.

Conselho do controlador para bilionários

O banco suíço UBS Investment Bank, baseado em Londres e maior gestor de fortunas do mundo, decidiu recomendar a seus clientes investimentos no mercado acionário do Brasil e da Rússia.

O banco avalia que vale a pena comprar ações de empresas de ambos os países devido à tendência de redução das taxas de juros, o que estimulará a demanda interna e ajudará suas economias a superar uma possível desaceleração mundial.

O UBS dá preferência às ações de bancos - que vêm continuadamente conquistando bons lucros - e de empresas varejistas.

Recorde em cima de recorde

Os bancos devem obter seus melhores resultados da história para um semestre, com lucros crescendo 20%, em média.

Por exemplo, o Banco Itaú Holding Financeira obteve lucro líquido de R$ 2 bilhões e 958 milhões no primeiro semestre.

O resultado, que foi 19,52% superior ao de igual período do ano passado e o maior da história entre bancos para o período janeiro-junho, não inclui a operação do BankBoston – adquirido pelo Itaú.

O diretor de Controladoria do Itaú Holding, Sílvio de Carvalho, atribuiu o desempenho essencialmente à evolução do crédito.

Muita gente devendo

O ritmo de expansão do crédito no segundo trimestre, no entanto, foi menor que o registrado no primeiro.

Carvalho comentou que a concessão de empréstimos foi reduzida devido ao aumento da inadimplência pouco acima do esperado.

O executivo observou que não houve desaceleração do crédito para pessoas físicas.

Mais lucros à vista

O governo pretende reduzir o percentual recolhido pelos bancos ao Fundo Garantidor de Créditos (FGC), um dos componentes do "spread" bancário.

Atualmente, os bancos recolhem ao FGC 0,3% ao ano dos saldos médios dos depósitos garantidos, percentual que pode cair para 0,1% ou ser eliminado.

O presidente Lula não se conforma com o fato de os "spreads" bancários não terem seguido a queda recente de cinco pontos percentuais dos juros básicos.

Mais crédito na praça

O governo vai apressar a elaboração de medidas para aumentar a oferta de crédito e reduzir custos de empréstimos bancários para pequenas e médias empresas.
Em medida provisória, deverá institucionalizar um sistema de crédito consignado mais barato para essas empresas.

A idéia é proibir que grandes companhias imponham custos a seus fornecedores na hora de conceder um aceite ou uma confirmação de antecipação de recebíveis.

A confirmação é usada por pequenas e médias empresas como garantia junto a bancos em operação de desconto de duplicata, por exemplo.

Duplicata mais barata

Atualmente, grandes empresas chegam a cobrar entre 2% a 3% do valor do contrato com o fornecedor para confirmar a existência do recebível.

O presidente do Banco do Brasil, Rossano Maranhão, avalia que os juros dessas operações poderiam cair dos atuais 2,8% para menos de 2% no BB.

Segundo dados do Banco Central, o sistema financeiro cobra 37,6% ao ano, em média, para desconto de duplicata.

Jogando dinheiro fora

O superávit primário do setor público está sendo usado mais para pagar a dívida externa do que a interna.

Do superávit primário de R$ 57 bilhões e 154 milhões do primeiro semestre, apenas R$ 1 bilhão e 165 milhões foram utilizado para reduzir a dívida interna.

A maior parte, R$ 55 bilhões e 989 milhões de reais, foi destinada a amortizações externas.
Graças a essa política agressiva, a dívida externa líquida foi zerada em junho.

Os riscos da estratégia

Analistas econômicos avaliam que privilegiar pagamentos lá fora tem suas vantagens, a maior parte ligadas à redução da vulnerabilidade externa, mas também tem custos.

O aumento de ativos em dólar, por meio do acúmulo de reservas internacionais, está sendo bancado com emissão de dívida interna, cujo custo é maior.

A Selic, referencial de juros locais, está em 14,75% ao ano, enquanto a taxa de retorno dos papéis brasileiros negociados no exterior gira em torno de 6%.

É com a falta de dinheiro para investimentos que a sociedade brasileira garante os lucros de nossos controladores econômicos externos, que recebem em dia pelo pagamento de nossa impagável dívida com eles.

E os aposentados?

Os 8 milhões de aposentados e pensionistas do INSS que ganham acima de um salário mínimo podem ficar com um aumento menor que o esperado.

A base governista promete não obstruir a votação da Medida Provisória 291, que reajusta em 5% os benefícios dos aposentados e pensionistas que recebem valores acima de um salário mínimo (R$ 350).

O problema é que a oposição quer um índice maior: de 16,6%.
Mas o governo afirma que não pode conceder o mesmo reajuste do salário mínimo (16,66%).

Usa-se o velho argumento de que a previdência não agüentaria o impacto desse aumento sobre suas contas.

Perigo real

O risco para o bolso dos idosos é que a Medida Provisória do reajuste perde a validade no dia 10 de agosto.

Caso não seja votada até essa data, os aposentados perdem o reajuste de 5% previsto no texto e receberão apenas 3,21%, referentes às perdas inflacionárias.

A partir de amanhã, a não votação da medida passará a obstruir a pauta de votações, impedindo discussões sobre Super-Receita, Lei das Micro e Pequenas Empresas e Timemania, por exemplo.

Caso o índice maior de aumento venha a ser aprovado pelo Congresso a contragosto do governo, o presidente Lula vetará a proposta.

Dinheiro misterioso

Ao apanhar uma bola de futebol caída no quintal de uma casa vazia na periferia de Natal (RN), três adolescentes - de 13, 14 e 15 anos - e uma criança de quatro anos encontraram, na tarde do último sábado, uma bolsa com dinheiro que pode ter sido furtado do Banco Central em Fortaleza, no Ceará, em agosto do ano passado.

Até agora, foram recuperados R$ 18 milhões. Ao todo, foram achados R$ 418.650.

Desse total, R$ 336 mil estavam no isopor, e o restante (R$ 82.650), com as crianças.

No furto, considerado o maior da história do País, foram levados R$ 164 milhões e 800 mil reais da caixa-forte do BC, por um túnel engenhosamente cavado.

Os gênios jurídicos do Acre

Além da ciência, a Justiça também será acionada para explicar o milagre produzido pela Seccional da OAB no Estado do Acre.

Perto de 100% dos inscritos são aprovados nos exames da ordem.

As suspeitas sobre esse alto índice de aprovação, que destoa das demais seccionais brasileiras levaram o Ministério Público Federal a investigar o caso.

De acordo com reportagem publicada na revista Época, o exame no Acre é tão fácil que muitos dos aprovados nos últimos anos nem eram formados em Direito quando passaram pelo teste.

No resto do País, o exame da OAB é dureza, tanto que o índice de aprovação é baixíssimo: 7% em São Paulo e 9% no Paraná, por exemplo.

Um exemplo a ser seguido

O ex-morador de rua Airton da Costa foi um dos apenas 6,6% dos bacharéis de Direito aprovados no dificílimo exame de Ordem da OAB de São Paulo.

Ele conseguiu se formar em Direito em 2004 em uma faculdade em Diadema aos 40 anos de idade.

Além de estudar para o exame, se dedicou simultaneamente ao estudo de um concurso para o Conselho Tutelar da Infância e Adolescência de Diadema no qual também foi aprovado.

Airton da Costa passou toda a sua infância trabalhando em depósito de lixo e catando papelão.

Depois, trabalhou capinando quintais e fazendo limpeza em residências.

Mas tratou de estudar, e vence na vida a cada passo que dá.

Vida que segue...

Novas informações a qualquer momento.

Recramasões, ilogius ou revelasões bomba para:
jorgeserrao@gbl.com.br

Faça comentários clicando no link abaixo.

Ouça as informações clicando no link da rádio (podcast) Alerta Total:
http://podcast.br.inter.net/podcast/alertatotal/

Fiquem com Deus!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Inteligente, inovador, fortemente analítico e propositivo, utilizando as mais modernas tecnologias para transmissão instantânea e eletrônica de informação privilegiada e análise estratégica, junto com a difusão de novos conhecimentos voltados para a construção e consolidação de novos valores humanos.

Um comentário:

Anônimo disse...

Looking for information and found it at this great site... » »