terça-feira, 1 de agosto de 2006

Tá tudo dominado: Dona Vitória, que filmou o tráfico e processou o Estado perde o direito a indenização, mas quer recorrer da derrota

Edição de Terça-feira do Alerta Total http://alertatotal.blogspot.com/

Ouça também o Alerta Total no seu computador.
http://podcast.br.inter.net/podcast/alertatotal
Edição em áudio a partir de Meio-dia.

Adicione nosso blog e podcast a seus favoritos do Internet Explorer.

Por Jorge Serrão

A Injustiça brasileira esmaga mais uma vítima oprimida pelo crime organizado – que é doutrinariamente definido como a sinistra associação objetiva de criminosos formais de toda a espécie com membros dos poderes estatais, para a prática de ações delituosas, utilizando a corrupção sobre as instituições republicanas como o principal meio para atingir seus fins.

Mais uma prova objetiva de que “está tudo dominado” no Brasil foi a decisão infeliz e unânime dos desembargadores da 16ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio, negando uma indenização de R$ 150 mil reais a uma corajosa aposentada de 81 anos de idade que dedicou dois anos de sua vida a filmar a comprovada omissão das autoridades no combate ao tráfico de drogas, na Ladeira dos Tabajaras, em Copacabana, onde morava.

Dona Vitória (cujo nome é fictício) havia ganhado do juiz João Luiz Ferraz de Oliveira Lima, da 8ª Vara de Fazenda Pública, o direito a receber a indenização, pois a aposentada fora obrigada a deixar sua casa às pressas, por ameaça dos bandidos que governam a vida de algumas comunidades cariocas. Mas o governo de um dos estados mais dominados pelo crime organizado resolveu recorrer da sua própria condenação por “omissão”. E a Procuradoria Geral do Estado do Rio contou com a colaboração dos desembargadores.

Em seu indefensável argumento, o Estado argumentou que o pagamento de indenização a Dona Vitória iria estimular outras vítimas da violência a entrar na Justiça com pedidos semelhantes. Já pensou? O dinheiro que sobra para a corrupção faltaria para indenizar tantas vítimas do descaso ou da conivência do poder público com o crime organizado. Mas a pérola da derrota contra a Dona Vitória foi o argumento da desembargadora que relatou o caso.

Segundo a magistrada Simone Chevrand, Dona Vitória se colocou em risco ao filmar o tráfico (que a oprimia). Em seu relatório, a desembargadora ressalta: “Não se pode deixar de evidenciar que, ao assim agir, a apelada assumiu o risco das conseqüências daí advindas. E elas vieram, tanto que acabou por necessitar ser incluída em programa de proteção à testemunha”. Para uma servidora pública que ganha alto salário e conta com segurança 24 horas por dia, o argumento da desembargadora é bem compreensível. A Defensoria Pública do Rio deve recorrer da sentença.

Dona Vitória – que, pela nossa injustiça, deveria mudar de nome para “Dona Derrota” - só não vai pagar R$ 2.300,00 de custas judiciais, como foi condenada pelos sensíveis desembargadores, por ter perdido a causa, porque entrou com a ação pela Justiça Gratuita, via defensoria pública. Dona Vitória vive com a fortuna de R$ 500 reais mensais que recebe de aposentadoria.

A decisão injusta da Justiça fluminense é mais um incentivo para que os cidadãos não reajam contra os poderes das organizações criminosas que nos governam, dominando tudo nos três poderes da República. Mas a cidadania vai reagir, apesar das injustiças institucionais.

Na agendinha do tráfico

Tá tudo dominado: A Polícia do Rio apura o envolvimento de políticos com chefes do tráfico.

A agenda de Cristiano Hermógenes, um dos líderes do Comando Vermelho, preso no domingo, registra encontros com vereador e deputado federal.

O irmão do famoso traficante Marciinho VP, que administra o crime de dentro do presídio de Bangu I, confessou aos policiais que trabalha para o deputado federal Alexandre Santos (PMDB), o que o parlamentar não confirmou.

Cristiano afirmou ainda que tem ligações com o vereador Jorginho da S.O.S (PT do B), ex-líder comunitário do Complexo do Alemão, onde o tráfico de drogas é controlado por Marcinho.

Segundo a assessoria do vereador, Cristiano trabalhava com o político desde antes de ele ser eleito.

Preju para o CV

O Comando Vermelho (CV) sofreu duas baixas importantes no último fim de semana.

Em São Paulo, foram apreendidos 150 quilos de cocaína que seriam enviados a favelas cariocas dominadas pela facção.

No Rio, Cristiano Santos Hermógenes, 25 anos, irmão do traficante Márcio dos Santos Nepomuceno, o Marcinho VP, foi preso com agenda cheia de anotações do tráfico.

Elo de ligação

Cristiano foi preso domingo à noite por policiais da 38ª DP (Brás de Pina), quando chegava a uma festa no bairro Areia Branca, em Belford Roxo.

Segundo a polícia, ele seria o elo entre a quadrilha de Marcinho e fornecedores de armas e drogas.

Na agenda apreendida com ele, havia anotações sobre compra e venda de armas e drogas.

Mesmo sem antecedentes criminais, ele vinha sendo investigado por suas ligações com a quadrilha, controlada por VP de dentro de Bangu 1.

O delegado Marcus Neves agora vai apurar a ligação de Cristiano com os políticos...

Novo golpe dos bandidos

Os margiranhas aprimoraram o golpe do seqüestro de parentes, exigindo resgate?

Agora os bandidos ligam para a vítima, se passando por atendentes de operadoras de telefonia, informando que seu celular foi clonado:

- Alô Fulano, nós somos da Vivo/Claro/Oi/Tim e gostaríamos de informar que seu celular foi clonado, você poderia desligá-lo por 1 hora apenas?

Você, acreditando na ótima prestação de serviço, desliga por 1hora.

Os bandidos durante esta hora ligam para o telefone fixo da casa da vítima e praticam o golpe.

Quem atende ao telefone liga rapidamente para o celular da pessoa supostamente seqüestrada e ouve:

- "Este celular está desligado ou fora da área de cobertura"...

Dai em diante e só pavor total, com a família, com amigos e por aí vai...

Quem receber esse tipo de ligação deve informar imediatamente a polícia e os serviços dique-denúncia.

Onde está o Medina das FARC?

O guerrilheiro colombiano Francisco Antonio Cadena Colazzos, conhecido como padre Medina, deixou no último fim de semana a penitenciária da Papuda, no Distrito Federal, mas não vai ganhar as ruas imediatamente.

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, mandou expedir na última sexta-feira o alvará de soltura em favor do guerrilheiro das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

Mas Gilmar Mendes determinou que ele fique em prisão domiciliar até que a decisão seja homologada pelo pleno do STF.

Como o processo corre em segredo de Justiça, não se sabe em que “prisão domiciliar” ficará o guerrilheiro que tem muitas amizades pessoais no governo brasileiro.

Militares injuriados

A concessão de refúgio político ao guerrilheiro causou mal estar no Exército Brasileiro, que enxerga nas Farc uma ameaça externa na Amazônia.

Em fevereiro de 1991, um comando da guerrilha colombiana à qual pertence Medina, atacou um grupo de 17 homens do Exército brasileiro na fronteira do País com a Colômbia.

Três militares brasileiros foram mortos e outros nove ficaram feridos.

O din-din da campanha

O “padre” Medina, que não é funcionário da Igreja Católica, embora pareça pelo apelido, já provocou uma crise política no Brasil por causa de uma reportagem publicada pela revista Veja.

A publicação denunciou uma suspeita, difícil de ser comprovada, da doação de US$ 5 milhões das Farc para a campanha presidencial do PT, em 2002.

O escândalo estourou seis meses antes de sua prisão, em 2005, pela Polícia Federal (em nome da Interpol), na Rodoviária do Tietê, em São Paulo.

PT pressionou por soltura

O ministro Gilmar Mendes determinou a soltura do guerrilheiro porque o Comitê Nacional para Refugiados, órgão do governo federal, reconheceu a condição de refugiado político do colombiano, que vive no Brasil desde 1997.

Medina é acusado em seu país de terrorismo e de homicídios com motivação política.

Enquanto esteve preso, Medina recebeu a visita de importantes figuras do PT e do governo, que fizeram pressão a seu favor.

Razões da pressão

O pedido petista em favor do Padre Medina procede, já que as Farc são membros do Foro de São Paulo, entidade que reúne as esquerdas latino-americanas, e da qual o PT é membro fundador, em 1990.

O Foro de São Paulo abriga 153 organizações narcoguerrilheiras – segundo relatam os serviços de inteligência das Forças Armadas brasileiras, cujo comandante-em-chefe é Luiz Inácio Lula da Silva.

O Foro de São Paulo, que já foi presidido por Lula, hoje é comandado por Raul Reyes, e sua área militar obedece ao comando do tenente-coronel Hugo Chávez Frias, presidente da República Bolivariana da Venezuela.

Ligações perigosíssimas

Os advogados acusados de conexões e facilitação de atividades do crime organizado, sobretudo em São Paulo, tem muito o que se preocupar hoje.

A CPI do Tráfico de Armas ouve hoje o depoimento do promotor de justiça André Luís Felício, do Grupo de Atuação Especial Regional para Prevenção e Repressão ao Crime Organizado (Gaerco), de Presidente Prudente, interior de São Paulo.

Felício é um dos responsáveis pela denúncia feita pelo Ministério Público contra as advogadas Libânia Catarina Fernandes Costa e Valéria Dammous, que serão ouvidas amanhã pela CPI.

Libânia e Valéria foram presas em junho, acusadas de apoiar a organização criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC).

Segundo o Gaerco, as duas "transmitiram ordens das lideranças da facção a outros presos que possibilitaram atos de violência e destruição, que deixaram um rastro de barbárie e mortes de policiais e população civil inocente".

Polícia para quem precisa

Bandidos arrombaram hoje de madrugada a sede da Associação dos Cabos e Soldados da Polícia Militar de São Paulo.

Os invasores levaram mais de R$ 40 mil reais em equipamentos de segurança e informática.

Mas o temor é que tenham levado também informações sobre os sócios da organização, o que pode servir de banco de dados para novos ataques do PCC contra a Polícia.

O serviço de inteligência da PM paulista adverte que o Primeiro Comando da Capital planeja novos ataques de guerrilha urbana no Dias dos Pais, em 13 de agosto.

Sanguessuga ampliada

A CPI dos Sanguessugas resolveu criar uma sub-relatoria para apurar a atuação da máfia de venda de ambulâncias superfaturadas nos Ministérios da Saúde, da Educação e da Ciência e Tecnologia.

Com a decisão, podem entrar na mira da CPI os ex-ministros Humberto Costa (PT) e Saraiva Felipe (PMDB), ambos da gestão Luiz Inácio Lula da Silva, e José Serra (PSDB), do governo Fernando Henrique Cardoso.

De acordo com as investigações, deputados e senadores destinavam, desde 2001, verbas da União para que prefeituras comprassem ambulâncias superfaturadas da Planam.

Sem politicagem?

O senador Amir Lando (PMDB-RO), relator da comissão, nega motivação política para mudar os rumos da CPI.

"Acho melhor, para o próprio andamento da CPI, a gente começar a investigar a partir de agora. Por isso vou indicar os sub-relatores".

Até uns dias atrás, Lando falava em deixar a investigação sobre o papel do Executivo para depois da eleição.

A proposta provocou polêmica entre líderes partidários, que acusam tentativa de uso eleitoral da CPI, para desestabilizar as candidaturas dos ex-ministros Humberto Costa (PT), ao governo de Pernambuco, e Saraiva Felipe (PMDB-MG), que tenta a reeleição à Câmara, além de criar problemas para José Serra (PSDB), que é o favorito nas pesquisas para o Governo do Estado de São Paulo.

A comissão quer ouvir o empresário Luiz Antônio Vedoin, sócio da Planam, empresa acusada de intermediar a máfia.

Listinha de hoje

O sub-relator de sistematização da CPI dos Sanguessugas, deputado Carlos Sampaio (PSDB-SP), deve apresentar hoje relatório preliminar que aponta evidências contra 75 dos 90 parlamentares (87 deputados e três senadores) suspeitos de ligação com a máfia das ambulâncias.

A lista dos envolvidos será dividida em seis categorias, de acordo com o grau de vinculação com o Planam, empresa que funcionava como quartel-general da quadrilha especializada em desviar verbas na área da saúde.

Apesar das provas reunidas pela CPI dos Sanguessugas contra a grande maioria dos 87 deputados investigados, os partidos não pretendem negar legenda aos que vão disputar a reeleição em outubro.

Eles admitem depender dos votos desses candidatos.

Deputada fora da lista

Na íntegra das 146 páginas do depoimento do empresário Luiz Antônio Trevissan Vedoin, envolvido no escândalo das ambulâncias, ratificando o que foi dito em nota oficial pela deputada federal Laura Carneiro (PFL/RJ) no dia 20/07, o empresário nega o envolvimento dela em qualquer tipo de esquema.

Que o interrogando NUNCA TRABALHOU com a deputada Laura Carneiro; que NUNCA EFETIVOU PAGAMENTO de qualquer comissão à deputada, que o interrogando pode até ter participado de licitação, na qual havia recursos de emenda da parlamentar, mas SEM QUE ESTA TIVESSE QUALQUER PARTICIPAÇÃO”.

Agora, a parlamentar respira aliviada...

Paparam tudo

Quem ficou com títulos do Papatudo, pagando mico no bolso, terá chance de receber o dinheiro de volta, depois de anos de espera.

Termina dia 14 de agosto o prazo para contestação do quadro de credores da Interunion Capitalização.

Terminado o prazo para interpelação do quadro, donde constam nomes e valores de quem perdeu dinheiro fazendo negócio com o grupo, o processo de liquidação terá início envolvendo a quitação de débitos do Papatudo, mais dívidas trabalhistas, fiscais e previdenciárias.
Só com ex-empregados a dívida chega a R$ 1 milhão.

Grande Lista

A lista de credores elaborada pela Superintendência de Seguros Privados inclui os detentores de títulos da Loteria Papatudo.

O valor total dos débitos da Interunion é de R$ 28 milhões.

Desde total, R$ 6 milhões abrangem 98% das pessoas físicas e jurídicas com créditos a receber das empresas que pertenciam ao empresário Artur Osório Marques Falk, preso semana passada no Rio, por ordem do Ministério Público Federal.

Quando quebrou, em 1996, o Papa Tudo deixou de entregar um total de R$ 3 milhões em prêmios e de não pagar R$ 168 milhões aos clientes, investidores do Papatudo que acabaram com títulos sem validade, na mão.

Falk continua preso

Em segunda instância, o Tribunal Regional Federal condenou Artur Falk a nove anos e dois meses de prisão, por crimes contra o sistema financeiro.

Junto com ele foi punido a cinco anos de reclusão Pedro Góes, o diretor da Interunion Capitalização que administrava a loteria.

Na primeira instância, eles haviam sido condenados com penas superiores — dez anos de cadeia para cada um.

Globo era sócia

O Papa Tudo contou com exclusividade da Rede Globo (impresso no verso dos bilhetes), e apresentação de Xuxa Meneghel e de Renato Aragão, o Didi embaixador da Unicef no Brasil.

Os dois astros pediam às crianças do Brasil inteiro para que pedissem aos seus pais que comprassem os bilhetinhos, usando os Correios como ponto de venda, no Brasil inteiro.
Prometiam que, além da recompra garantida, os futuros compradores ainda concorreriam a grandes prêmios milionários e parte da arrecadação ainda seria destinada a instituições de caridade.

A Globo criou o seu "Baú da Felicidade", para concorrer com o Sílvio Santos, do SBT, mas acabou se dando mal, com a quebra do banco de Arthur Falk.

Crime na Biblioteca Nacional?

O ex-presidente da Biblioteca Nacional, Pedro Corrêa do Lago, vai responder ação por crime contra o patrimônio público.

Ele, o presidente da Fundação Miguel de Cervantes, José Raymundo Martins, e o diretor da Editora Vera Cruz, Adalmir Sampaio Gomes, foram denunciados pelo Ministério Público Federal no Rio de Janeiro.

Eles vão responder na 2ª Vara Federal Criminal pelo uso de material exclusivo da biblioteca pela Editora Vera Cruz sem que houvesse licitação.

Sem licitação não pode

Eles permitiram que as imagens do acervo, que é patrimônio histórico nacional, fossem usadas pela revista Nossa História, que chegou a estampar na capa a frase Uma publicação editada pela Biblioteca Nacional.

Pedro Corrêa do Lago dispensou a licitação para contratar os serviços de edição e comercialização da revista.

Dessa forma, feriu a lei federal de licitações (Lei 8.666/93), segundo o MPF.

A revista Nossa História é comercializada pela Editora Vera Cruz e editada pela Fundação Miguel de Cervantes, entidade particular remunerada pela publicação.

Suzane contra a Globo?

A defesa de Suzane von Richthofen analisa se vai processar a TV Globo.

Em uma reportagem de nove minutos, no programa Fantástico de domingo passado, foram mostrados os depoimentos que Suzane, Daniel e Christian Cravinhos deram aos jurados sobre suas versões para o assassinato dos pais dela, Manfred e Marísia, em outubro de 2002.

Os advogados de Suzane avaliam que quem autorizou a gravação passou por cima da decisão do Superior Tribunal de Justiça, que proibiu a imprensa de captar o julgamento.

Os três foram condenados, na madrugada do dia 22 de julho, pelo 1º Tribunal do Júri de São Paulo, na Barra Funda.

Defendendo a Globo

Foi o juiz Alberto Anderson Filho, do 1º Tribunal do Júri de São Paulo, quem autorizou a exibição do áudio dos depoimentos.

Quem garante é o promotor de justiça Nadir de Campos Júnior, um dos responsáveis pela acusação, e cuja revelação defende o Fantástico da Globo.

Para o promotor de justiça, não houve qualquer ilegalidade no episódio.

Foi o juiz quem mandou gravar os depoimentos e juntou a cópia no processo. Não se trata de algo ilícito. Como a ação é pública, é possível ter acesso. É só o juiz autorizar. Foi isso que aconteceu. A Globo só pediu a cópia daquilo que é público”.

Punido pela CVM

A Comissão de Valores Mobiliários puniu com multa de R$ 150 mil um advogado Carlos Augusto Coelho Branco que teve acesso a informações privilegiadas (as chamadas “insider trading”) no exercício da profissão e negociou ações de uma das companhias do grupo para qual o escritório trabalhava.

Atuando no escritório Bocater, Camargo, Costa e Silva Advogados, ele participou da negociação do acordo entre a americana AES, controladora da Eletropaulo, e o BNDS, em 2003.

A AES estava inadimplente e o BNDES ameaçava executar a garantia do empréstimo, leiloando as ações da Eletropaulo.

A jogada

De acordo com o processo, o escritório onde trabalha Coelho Branco foi contratado em março de 2003 pelo BNDES, e ele participou ativamente das reuniões sobre o caso.

Em 30 de julho e agosto de 2003, Coelho Branco adquiriu 6,3 milhões de ações preferenciais da Eletropaulo por R$ 146 mil e 290 reais.

Os papéis foram vendidos em 15 e 16 de setembro, uma semana depois de divulgado o acordo amigável entre o BNDES e a AES e a reestruturação da dívida do grupo estrangeiro.

Na transação, o advogado obteve lucro bruto de R$ 99 mil e 300 reais (45,31%).

Disque Denúncia eleitoral

São Paulo tem um atendimento gratuito de Disque Denúncia Eleitoral.

O serviço (0800-600-7400) é fruto da parceria entre o PNBE — Pensamento Nacional das Bases Empresariais e o Ministério Público de São Paulo.

As denúncias recebidas serão encaminhadas ao Ministério Público, que deverá remetê-las aos promotores de justiça com atribuições para atuar nos casos concretos ou, quando necessário, à Procuradoria Regional Eleitoral.

O atendimento funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 20 horas. E aos sábados entre 8h30 às 12h30.

Contra o voto nulo

O Tribunal Superior Eleitoral espera que a campanha Vota Brasil consiga mobilizar o eleitorado a valorizar o voto, além de esclarecer dúvidas sobre o processo de votação.

Com o slogan ‘Pense e vote — o Brasil está nas suas mãos’, a campanha, composta por 32 filmes e 32 spots de rádio, pretende despertar no eleitor a importância do voto como um ato de decisão.

Será veiculada, diariamente, nas emissoras de rádio e de TV aberta de todo o País até o dia das eleições.

Brasil Contra a Corrupção

Marcha, Brasil, marcha contra a corrupção! Porque filho teu não foge à luta!

A grande manifestação nacional contra o governo do crime organizado está marcada para o dia 27 de agosto, domingo, a partir das 14 horas.

Em São Paulo, a concentração será na Praça Oswaldo Cruz, próxima à estação Brigadeiro do Metrô, seguindo pela Av. Paulista

As Marchas acontecem em São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Curitiba e Florianópolis.

Movimento Pró-Lula

Um documento divulgado ontem anuncia a criação no Rio do "Movimento Pró-Lula", de caráter supra-partidário.

O objetivo da iniciativa é "reunir o maior número possível de lideranças" do estado favoráveis à reeleição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Articulado pela ex-governadora Benedita da Silva, o "Movimento Pró-Lula" inclui políticos de partidos como PDT, PMDB, PTdoB e PSL.

Luiz Cunha foi o escolhido para coordenar a agremiação, que se reunirá com o presidente para o próximo dia 11 de agosto.

O Movimento Pró-Lula estuda a criação de um comitê provavelmente em Copacabana ou na Barra da Tijuca.

O Alerta Total está apoiando o movimento, conforme manifesto que assinamos no dia 1º de Abril, reiterando nossa moção favorável assinada antecipadamente, em uma folha em branco, no dia 29 de fevereiro.

Atrás do voto dos pobres

O presidente Lula se reuniu ontem à noite com integrantes do conselho político, responsável pela campanha eleitoral.

A ordem é primeiro consolidar os votos do eleitorado das classes mais baixas da população — maioria dos eleitores de Lula — e só depois voltar a campanha para os eleitores das demais classes sociais.

Nós buscaremos solidificar a base atual do presidente. Não discutimos se isso nos dá a oportunidade de ganhar no primeiro turno. Temos que dar solidez para depois expandir”.

A tese é do ministro das Relações Institucionais, Tarso Genro.

Nojo de incompetência

O candidato do PSDB à Presidência, Geraldo Alckmin, classificou de “bravatas” as declarações do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, dadas no último domingo em Florianópolis, em que afirmou ser vitima de ódio da oposição pelas "coisas boas" e conquistas do governo.

"Querer falar em ética parece piada.Tenho um respeito pelas pessoas, mas quero deixar claro que tenho ódio e nojo de corrupção e incompetência, que prejudicam o povo brasileiro".

Questionado se fazia referência ao governo federal, o candidato Alckmin reiterou que tem ódio e nojo de incompetência.

Cartilha tucana

O presidente de honra tucano, Fernando Henrique Cardoso, vai receber hoje uma cartilha elaborada pelo Instituto Teotônio Villela (ITV),comparando os números do governo Fernando Henrique com a atual gestão.

O instituto é ligado ao PSDB e deve orientar a campanha do tucano Geraldo Alckmin.

As comparações citam as áreas da saúde, educação, transportes, comunicações, além da corrupção da atual gestão.

Povo pensa diferente?

A cartilha também declara que a demissão de empregados que ganham mais de três salários mínimos aumentou na gestão do candidato petista e que Lula "descumpriu as promessas eleitorais de criar 10 milhões de empregos".

Segundo a cartilha, durante seu governo, Lula fez a dívida pública federal crescer "o dobro" do crescimento nos governos FHC.

Os tucanos se preocupam com várias pesquisas qualitativas indicando que, na opinião pública, o desgaste de imagem de FHC foi tanto que a maioria das pessoas consideram que o governo Lula foi melhor que o dele, apesar de todos os problemas de corrução.

Lula para presidente da Argentina?

O PT prepara, junto com aliados do presidente argentino, Néstor Kirchner, um comício da campanha do presidente Lula à reeleição em um estádio de futebol de Buenos Aires, em setembro.

O secretário-gral do PT, Raul Pont, reuniu-se com representantes de Kirchner para acertar a realização do ato, que serviria para fortalecer a aliança entre os dois países.

Só pode ser isso, porque campanha de Lula na Argentina só se for para tomar o lugar de Maradona como o melhor jogador do mundo, na visão dos hermanos.

Helô furiosa

A troca de agressões entre a candidata Heloísa Helena e o governo Lula subiu de tom.

A candidata do PSOL reclamou dos ataques dos ministros e detonou:

"Ali (no PT) em de tudo; não vale mandar me matar porque sei que são capazes de mentir, de caluniar e de roubar".

Helô acusou seus ex-companheiros petistas de destruir adversários de forma perversa e cruel.

Muitos indecisos

Faltando duas semanas para o início do horário eleitoral gratuito, 54% dos eleitores paulistas ainda não citam candidato na pesquisa espontânea.

Na pesquisa estimulada, os indecisos são 14%.

O candidato do PSDB, José Serra, seria eleito governador de São Paulo com 48% dos votos (64% dos válidos), se as eleições fossem agora, segundo pesquisa exclusiva Estado/Ibope, primeira de uma série que irá até outubro.

O candidato do PT, Aloizio Mercadante, teria 15% dos votos (20% dos válidos).

Salvando a turma da Varig

A Justiça do Trabalho do Rio bloqueou ontem os US$ 75 milhões depositados pela VarigLog, para garantir o pagamento de rescisões trabalhistas dos 5.500 trabalhadores demitidos, além de salários atrasados.

O depósito foi feito pela VarigLog quatro dias após o leilão, como primeira parcela da compra de empresa.

A liminar foi pedida pelo Sindicato dos Trabalhadores nas Empresas de Transporte Aéreo do Município do Rio (Simarj).

Doença derruba Fidel?

O presidente de Cuba, Fidel Castro, de 79 anos, foi submetido a uma cirurgia no intestino e delegou provisoriamente o controle do governo cubano “provisoriamente” a seu irmão Raúl Castro, de 75 anos,

Fidel, que completará 80 anos no dia 13 de agosto, terá de ficar de repouso por várias semanas.

Fidel Castro governa Cuba desde 1959, nunca se afastou do poder por qualquer motivo.

Opositores comemoram

A comunidade cubana, de Miami e arredores, reagiu com cautela, mas também com alegria, à notícia de que Fidel Castro delegou provisoriamente o poder a seu irmão mais novo.

O movimento foi interpretado pelos exilados como um sinal de que o regime castrista pode estar acabando.

A festa também ocorreu em Hialeah, Flórida, com bandeiras e até um manifestante fantasiado como Fidel.

Aos gritos de "Viva Cuba Libre", centenas de cubanos ocuparam esta noite a Rua Oito e outros bairros de Miami numa demonstração de alegria com o possível começo de um processo de transição política.

No poder até os 100 anos...

Na nota oficial emitida por Fidel Castro, ele mesmo se explicou:"Dias e noites de trabalho contínuo, sem sequer dormir, fizeram com que a minha saúde, que resistiu a todas as provas, fosse submetida a um estresse extremo e se debilitou".

Em outubro de 2004, o líder cubano sofreu uma queda durante um ato público na localidade cubana de Santa Clara e fraturou um joelho e um braço.

Fidel brincou semana passada que não pretendia entregar o poder antes de completar seus 100 anos...

Vida que segue...

Novas informações a qualquer momento.

Recramasões, ilogius ou revelasões bomba para:

jorgeserrao@gbl.com.br

Faça comentários clicando no link abaixo.

Ouça as informações clicando no link da rádio (podcast) Alerta Total:

http://podcast.br.inter.net/podcast/alertatotal/

Fiquem com Deus!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Inteligente, inovador, fortemente analítico e propositivo, utilizando as mais modernas tecnologias para transmissão instantânea e eletrônica de informação privilegiada e análise estratégica, junto com a difusão de novos conhecimentos voltados para a construção e consolidação de novos valores humanos.

2 comentários:

Anônimo disse...

oi, visitem o meu blog do FF...
é: ff.fernandofernandes.blogspot.com

FreeTime disse...

Já agora tb visitem o meu blog.
http://simaroma.blogspot.com
e
http://estudodeopiniao.blogspot.com

comentem, juntem aos favoritos e cliquem na publicidade

Obrigado