domingo, 1 de outubro de 2006

O Risco Real da Fraude Eleitoral

Edição de artigos de Domingo do Alerta Total http://alertatotal.blogspot.com

Por Amilcar Brunazo Filho

Em 1996, a Justiça Eleitoral laborou para tirar do brasileiro o controle da apuração dos votos de cada seção eleitoral. Adotou urnas eletrônicas sem voto impresso conferível pelo eleitor e acabou com qualquer possibilidade de se fazer conferência ou auditoria contabil da apuração eletrônica dos votos.

Teve muito sucesso e os brasileiros aceitaram muito bem perder o controle desta parte do processo eleitoral. Aqui, quase todo mundo muito bate palmas para este sistema que no exterior (fora o Paraguai) é motivo para riso.

Então, em 2006 decidiram dar mais um passo para tirar o controle da sociedade sobre o resultado eleitoral e decidiram que os partidos não teriam direito de coletar os resultados de cada seção eleitoral, os Boletins de Urnas impressos.

Quem decidiu? Alguns funcionários de dentro da Justiça Eleitoral, em postos estratégicos. Modificaram o texto da resolução que o TSE publica toda eleição. O inciso II do Art. 42 da Resolução 22.154, publicada em março de 2006, tirava dos partidos o direito de recolher Boletins de Urnas impressos nas seções eleitorais (em 2004, o artigo equivalente dava aos partidos o direito de recolher até nove vias do Boletins de Urnas impresso).

Sem o Boletim de Urnas, que é prova formal do resultado de cada urna, torna-se impossível conferir a etapa seguinte, a totalização dos votos nos bancos de dados dos TRE.

Uma fraude nos banco de dados da eleição é o que chamamos, em nosso livro, de "a mãe de todas as fraudes" pois se efetuada com sucesso pode reverter todas fraudes que porventura existiram nas etapas anteriores do processo eleitoral (cadastro, votação e apuração).

Mas dois brasileiros chatos, eu e a advogada Maria Aparecida Cortiz, representando o PDT, acionaram no TSE contra aquele inciso da resolução e conseguiram convencer o Secretário de Informática do TSE e os Ministros do TSE da necessidade de corrigí-lo.

Assim foi feito. Em 08 de agosto o TSE decretou a Resolução 22.332 que dava nova redação àquele inciso, estabelecendo o seguinte:

"Art. 42. Compete ainda ao presidente da mesa receptora de votos e, na sua falta, a quem o substituir:(...)

II – emitir, mediante solicitação, até dez vias extras do boletim de urna para entrega aos PARTIDOS POLÍTICOS E COLIGAÇÕES INTERESSADOS, à imprensa e ao Ministério Público".

A justificativa para esta medida também está expressa na Resolução 22.332:
"Tanto quanto possível, há de se imprimir a maior transparência ao processo eleitoral, expedindo-se Boletins de Urna que viabilizem o acompanhamento pelos partidos políticos, coligações interessadas, imprensa e Ministério Público".

Os textos completos da petição do PDT e da nova Resolução TSE 22.332 podem ser vistos em: http://jus2.uol.com.br/pecas/texto.asp?id=719

Com isto, pensávamos ter resolvido um grande problema, pois a fraude eleitoral no banco de dados, possível de ser feita por quem a ele tenha acesso legítimo ou ilegítimo, só dá para ser DESCOBERTA E PROVADA pelos partidos com a coleta dos Boletins de Urnas impressos nas seções eleitorais para posterior conferência com os resultados oficiais.

Mas estávamos enganados. Aqueles funcionários bem localizados na hierarquia da Justiça Eleitoral continuaram tentando retirar o controle dos partidos. Perdida a batalha junto aos Ministros do TSE, virando-se para a outra ponta, passaram a instruir os presidentes das mesas eleitorais a não entregar os Boletins de Urnas impressos aos fiscais dos partidos, contrariando a decisão dos ministros.

No Rio de Janeiro, onde o PDT é mais organizado, se juntou os partidos e, com algumas reuniões no TRE, parece que conseguiram reverter a tentativa de impedi-los de recolher Boletins de Urnas e conferir a totalização.

Mas em São Paulo, onde o PDT praticamente não atua, a batalha está perdida. Os demais partidos não têm a menor consciência do que significa não poder recolher os boletins de urna impressos e estão engolindo um golpe sobre seus direitos sem mesmo perceber que está ocorrendo.

Aqueles funcionários bem colocados na Justiça Eleitoral, que tem acesso ao banco de dados e que na remotíssima hipótese de cederem a tentação poderiam fraudar a totalização, conseguiram convencer o diretor-geral do TRE-SP a repudiar a Resolução TSE 22.332 de 08 de agosto e emitir um ofício de nº 12.523, em 22 de setembro, PARA TODOS OS CHEFES DE CARTÓRIOS ELEITORAIS DE SÃO PAULO, onde diz:

"Vossa Excelência deverá determinar ao Cartório Eleitoral que oriente os presidentes das mesas receptoras de votos a emitir, além das cinco vias obrigatórias, apenas 02 (duas) vias, caso haja solicitação da imprensa e/ou Ministério Pũblico".

E as oito vias restantes destinadas aos partidos e coligações? Onde é que ficam? E a tal transparência? Quem vai fiscalizar a totalização?

Tradicionalmente o Ministério Público nunca recolheu Boletins de Urnas nas seções eleitorais. E não vai recolher de novo. A imprensa não se organiza para isso (não basta recolher o Boletins de Urnas tem que conferí-lo contra os resultados oficiais) e nem tem função de fiscal formal das eleições.

Ninguém vai conseguir fiscalizar as eleições em São Paulo.

Vou dar o mapa da mina em São Paulo. Quem controla ou obtem acesso ao banco de dados da totalização (inclusive pelas portas dos fundos para manutenção) pode eleger a bancada legislativa que quiser e, dentro das margens das pesquisas, desviar votos brancos, nulos ou válidos nas majoritárias.

Divirtam-se. O jogo está posto, mostrem suas fichas.

Depois fica fácil dizer que "nenhuma prova de fraude foi apontada nas eleições informatizadas".
Claro que não. A própria Justiça Eleitoral impede que provas sejam produzidas.

E o maluco disso tudo é que só eu e uns poucos brancaleones do Fórum do Voto Seguro nos importamos com isso.

A imprensa não acha esse papo de transparência eleitoral importante e quase só republica as notas dos tribunais ("é impossível fraudar nosso banco de dados"), os partidos não entendem o que está acontecendo e os juízes são enrolados pelos argumentos tecnóides dos funcionários encastelados.

Só pode haver uma explicação. Os malucos somos nós que nos preocupamos com transparência e auditoria eleitoral. A grande maioria dos brasileiros deve estar certa.
Deixa as eleições serem tratadas como video-game.

Votem e depois corram para a TV para assistir o show da apuração mais rápida do mundo.
O fato de ninguém externamente poder conferir ou auditar o resultado é detalhe insignificante.

Amilcar Brunazo Filho é engenheiro, especialista em segurança de dados e representante do PDT junto ao TSE.

26 comentários:

Anônimo disse...

adorei o comentário do Amilcar no final, deixar virar video-game, o que parece é que somos mesmo uns otários, te digo pois fui candidata e indignada pesquisei sozinha e descobri, como desviaram votos meus, muitos, mas sei que entregar ao Ministério Público todas as provas e evidências, irão dizer que sou louca, ou que as pessoas não votaram, nem depois de assinar uma impugnação ao TRE, não me sinto uma cidadã me sinto uma idiota que junto com meus eleitores saimos, gastamos passagens e votamos para qualquer candidato, menos o que queríamos,gostaria muito de poder através da mídia mostrar tudo que aconteceu nessa minha experiência, para o povão saber que o seu ato de cidadania está sendo desreipeitado por pessas de alto calão, e não por piões, são os poderosos que manipulam nossas eleições, e ele quem escolhem os futuros parlamentares, não o povo. Tenho nojo de tudo isso, repudio, e como trabalho com crianças, prefiro dizer à elas a verdade, para que fiquem experientes, e não percam tempo de sair de casa para votar,quando fizerem 16 anos, não serão respeitados. Somos feitos de palhaço. Tudo pelo poder, pelo dinheiro, aonde vamos parar, será que teremos orgulho de ser Brasileiros? Será que nossos jovens ao ver essas reportagens também não repudiam? Ou será que nossas crianças terão que conviver com isso daqui a alguns anos?
Fica no ar.... Somos brasileiros e temos mais é que comer pizza, muita pizza....

Anônimo disse...

rs...
e olhe que foi falado apenas do caso de conspiracao interna para fraudar o sistema eleitoral.
Fui intimado para ser presidente de sessao das eleicoes 2008 e tive hoje o treinamento para tal fim.
Voces sabem o que é a urna eletronica?!
Não passa de um pc sem hd, com um processador fraco (geode 150, muito usado em celulares...) e 32 mb de ram.
E o pior: o SO (sistema operacional) usado é o linux!!!
PQ isso eh mal?!
Linux eh uma distribuicao livre, qualquer um pode ler seu codigo fonte e estudar a fundo o seu funicionamento. O software utilizado nela esta apenas a nivel de aplicacao, ou seja, por baixo esta o bom e velho e conhecido de todos linux...
Como alguém se infiltraria!?
Das sete as oito da manhã o presindente da sessao estara sozinho com a urna (no maximo tb estara lah o primeiro mesario...), se a urna vinher da mesma forma que eu a vi hoje seria simples abrir ela, meter um pendrive usb nela ( eu vi o modelo da placa mae, tem 2 entradas usb [ABSURDO, NAO?!]) com uma distribuição qlqr e bootar nela, assumindo assim status d superusuario do sistema... depois desse processo d 5 minutos ele teeria mais 55 pra mexer no que quisesse ateh as eleiçoes começarem... no site da fabricante da urna tem as caracteristicas basicas da mesma... nao seria dificil fazer um programa pra rodar no sistema e mete-lo na memoria flash ( que seria o hd da maquina) e imprimir o que se quisesse no Boletim que ela entrega no final...
Há outras n maneiras de fraudar o sistema q eu imaginei nos 15 minutos em q o tecnico explicava como manusea-la...
colocar um mini usb bluetooth com um trojan embuntido para simplesmente ver quem votou em quem... tentar gravar um worm no disquete pra dele poder infectar a máquina q contabiliza todos os votos.... enfim...
Eu, que nunca tinha visto uma na frente, ja pensei em tudo isso, imagine quem a desenvolveu ou quem trabalha com ela...
Do ponto de vista computacional O SISTEMA EH TOTALMENTE FALIVEL.

Cunhambebe disse...

Caros amigos
Após presenciar a maior fraude eleitoral por desvio de votos em meu município, percebí quão frágil encontra-se nosso sistema de votação.
A história é a seguinte:
O atual prefeito, hoje reeleito, é acusado do crime de abuso de poder econômico por ter monopolizado a mídia local. Não bastando, pesa sobre ele ainda suspeita de ter influenciado no resultado da votação por meio de fraude do sistema.
Afirmo que eu não sabia que isso fosse possível. Porém ao ler os artigos deste "Fórum" percebí algumas semelhanças, aqui descritas.
Acontece que o prefeito conseguiu eleger toda a câmara, e sequer um candidato da oposição obteve qualquer chance de se eleger.
E o pior é que ocorreram algumas coincidências muito suspeitas.
Uma delas é o fato de um candidato à reeleição ao legislativo, muito popular por aqui que obteve o número de 193 votos. Pouco. Aparentemente tudo bem, mas no contexto todo isso tem uma coincidência enorme. Esse mesmo vereador, por motivos que me fogem à memória, certa vez, manifestou-se contráriamente à intenção da prefeitura em instalar uma base dos Bombeiros no município. Por curiosidade, os votos à ele atribuídos formaram o número 193. É só ligar, cômico se não fosse trágico!!!
Outro vereador, que por vez também fez oposição ao governo municipal, com muito fervor e sem conversa fiada, por ironia do desino, totalizou o número de 525 votos. Parece certo, mas não está. 25 foi o número do partido do prefeito e 525 me parece um pinguinho de vingança, ainda mais se tratando de um vereador muito bem quisto por todos e símbolo da oposição no município, ou seja, independente de que lado se lê, com o numeral 2 entre os cincos, sempra dá 25. Sem contar n
o número baixo de votos em relação aos eleitos da situação.

Outro vereador teve praticamente o récorde de 6 votos em cada seção, impressionante!!!

Muitas pessoas relataram erros no funcionamento das máquinas.

Maiores informações estão no endereço
www.ubatubavibora.blogspot.com/

Por ultimo, gostaria de pedir à vocês alguma orientação no sentido de qual providências tomar para se for o caso, anular essa fraude que envergonhará por muitos anos a população deste município.

santa rosa do ermírio disse...

aqui aconteceu semelhante,todos candidatos a vereador que falou mal do prefeito perderam,não incrivél,só ganhou quem ficou caladinho,todos pensam que é macumba,mas estou vendo do que se trata!!!

Anônimo disse...

observando bem encontrei semelhanças,aqui todos os candidatos a vereador que falaram mal do prefeito perderam,não é muita coincidência,e todos que ficaram calados se elegeram.
como posso provar que existiu essa fraude? como posso lutar pra acabar com isso
um abraço a todos

Anônimo disse...

Em Sumaré, SP. Estamos vivendo este problema sério!
Os eleitores ao votarem nos candidatos a vereadores ou ao prefeito, não viam aparecer as fotos dos candidatos na urna.
Os mesários mandavam confirmar o voto, "pois era assim mesmo"!
Em um eleitorado de perto de 140.000 eleitores, o PT colocou "travestidos de fiscais", nada menos que 10.000 "bocas de urnas", trabalhando fora e dentro das escolas.
Há candidatos "com nível de ensino superior", cujos votos sequer aparecem nas urnas que votaram em si mesmos.
O candidato a prefeito pelo PPS, em seu "curral eleitoral", onde tem cerca de 85% dos votos, registrou urnas com apenas 20 votos em uma seção,quando na seção ao lado, manteve a média histórica de 800 votos por urna.
Claro, o candidato beneficiado com a fraude, é o candidato do PT, candidato a re eleição, com a maquina publica e Petista nas mãos.

Anônimo disse...

Então eu pergunto: O QUE FAZER QUANDO SE HÁ EVIDÊNCIAS DE FRAUDE NAS ELEIÇÕES? QUAIS OS PROCEDIMENTOS A SEREM TOMADOS?

Ou será que é uma mafia tão grande, que até os direitos dos cidadãos e a democracia no Brasil não são respeitadas?

Anônimo disse...

Execelente e inteligentíssimo o comentário sobre o atual funcionamento das urnas eletrônicas. A conduta atual é absurda e cerceia todos os direitos do eleitor, candidato, fiscal, partido ou outra autoridade que queira conferir a votação ou fazer uma auditoria. É extremamente correto, lógico e inteligente associar à votação eletrônica a emissão de cupom de votação, preferencialmente em duas vias, tal qual ocorre com os procedimentos de cartôes de débito e crédito. Desta for fica mais difícil a ocorrência de fraude.

Anônimo disse...

Muito boa a matéria sobre as fraudes nas eleições 2008. Em São Joaquim de Bicas um candidato era os mais comentado na cidade para ser eleito, no entanto, outro candidato acabou por ter uma votação com 60% dos votos. Foram vários os problemas com as urnas eletrônicas como: pessoas que iam votar e mal tocavam o teclado da urna e esta já anunciava FIM; pessoas que constavam que já haviam votado, etc,etc. Dado a burrice de não possuirmos um meio comprobatório ou comparativo da votação eletrônica, ficamos a mercê de máfias fradulentas que manipulam toda e qualquer votação conforme os interesses. ISTO É DITADURA CAPITALISTA ONDE O PODER DO DINHEIRO É QUE DETERMINA AS REGRAS.

Anônimo disse...

É tamanha a falsa democracia deste País ao afirmar que a votação eletrônica é segura. Como pode ser segura se é cerceado o nosso direito de conferir ou comparar a votação? Qual meio poderemos adotar para conferir a votação senão pela emissão de cupom da urna eletr?onica em duas vias, sendo uma para o eleitor e outro para uma urna tipo cofre para eventual conferência? Temos que mudar essa situação no País. Onde estão os deputados e senadores que ainda não vislumbraram esse problema?

Anônimo disse...

Interessante o comentário do leitor de São Joaquim de Bicas. Fatos desta natureza devem estar ocorrendo em muitos municípios deste imenso País. É hora de mudar essa situação. As urnas eletrônicas deveriam, obrigatoriamente, emitir dois pequenos cupons, um para o eleitor e outro a ser postado em uma urna para eventual auditoria ou conferência. MUDA BRASIL.

Anônimo disse...

Erros grosseiros na fraude que foi as eleições na cidade de Arapongas.
1)-Segundo o Tre Arapongas tem 72841 eleitores apto a votar distribuído em duas zonas eleitorais, a 61 com 110 seção e 38679 eleitores,mais a zona 180 com 94 seção e 34672 eleitores que juntos dão um total de 73511 eleitores diferente dos 72841 do Tre.
2)-Somados os títulos cancelados mais os suspensos e os apto a votar o numero de eleitores é de 79041. Especialistas dizem que quando o numero de eleitores ultrapasse dois terços do numero de habitantes é sinal de fraude e Arapongas tem 96000 habitantes e dois terços desse numero é 64000 esse seria o ideal,mas, temos mais de 15000 eleitores acima do que deveria ser.
3)-Os votos validos para vereador é de 57053,mas, a soma dos votos de todos os candidatos é de 51802 votos , cadê os 5251 votos restantes? Voto de legenda? Mas, quem se beneficiou com eles. A porcentagem dos votos de todos os candidatos a vereador é de 90,77% de 57053 é 51787 diferente da soma dos votos de todos os candidatos que é 51802.
4)- O jornal o Povo do dia 3 de outubro de 2008 diz que o numero de candidatos a vereador é um total de 108, mas, o mesmo jornal do dia 7 de outubro de 2008 traz a relação dos votos de apenas 101 candidatos, o mais votado com 6602 votos e o menos votado com 28 votos, e os outros candidatos?
5)-O Jornal o Povo do dia 3 de outubro de 2008 traz a relação de endereços das seções eleitorais e diz que a 180 zona eleitoral está distribuída em 94 seções, mas mostra o endereço de 108 seções descontado as de Sabaudia, e na 61 zona eleitoral está distribuída em 110 seções, mas traz o endereço de 184 seções, pois é nada combina nestes números absurdos.
Olhe o seu titulo eleitoral se você votou na zona 61 e sua seção é maior que 110 você é a prova da fraude.
Arapongas nâo merece isso!!!!!!!!!

Anônimo disse...

Erros grosseiros na fraude que foi as eleições na cidade de Arapongas.
1)-Segundo o Tre Arapongas tem 72841 eleitores apto a votar distribuído em duas zonas eleitorais, a 61 com 110 seção e 38679 eleitores,mais a zona 180 com 94 seção e 34672 eleitores que juntos dão um total de 73511 eleitores diferente dos 72841 do Tre.
2)-Somados os títulos cancelados mais os suspensos e os apto a votar o numero de eleitores é de 79041. Especialistas dizem que quando o numero de eleitores ultrapasse dois terços do numero de habitantes é sinal de fraude e Arapongas tem 96000 habitantes e dois terços desse numero é 64000 esse seria o ideal,mas, temos mais de 15000 eleitores acima do que deveria ser.
3)-Os votos validos para vereador é de 57053,mas, a soma dos votos de todos os candidatos é de 51802 votos , cadê os 5251 votos restantes? Voto de legenda? Mas, quem se beneficiou com eles. A porcentagem dos votos de todos os candidatos a vereador é de 90,77% de 57053 é 51787 diferente da soma dos votos de todos os candidatos que é 51802.
4)- O jornal o Povo do dia 3 de outubro de 2008 diz que o numero de candidatos a vereador é um total de 108, mas, o mesmo jornal do dia 7 de outubro de 2008 traz a relação dos votos de apenas 101 candidatos, o mais votado com 6602 votos e o menos votado com 28 votos, e os outros candidatos?
5)-O Jornal o Povo do dia 3 de outubro de 2008 traz a relação de endereços das seções eleitorais e diz que a 180 zona eleitoral está distribuída em 94 seções, mas mostra o endereço de 108 seções descontado as de Sabaudia, e na 61 zona eleitoral está distribuída em 110 seções, mas traz o endereço de 184 seções, pois é nada combina nestes números absurdos.
Olhe o seu titulo eleitoral se você votou na zona 61 e sua seção é maior que 110 você é a prova da fraude.
Arapongas nâo merece isso!!!!!!!!!

Anônimo disse...

Erros grosseiros na fraude que foi as eleições na cidade de Arapongas.
1)-Segundo o Tre Arapongas tem 72841 eleitores apto a votar distribuído em duas zonas eleitorais, a 61 com 110 seção e 38679 eleitores,mais a zona 180 com 94 seção e 34672 eleitores que juntos dão um total de 73511 eleitores diferente dos 72841 do Tre.
2)-Somados os títulos cancelados mais os suspensos e os apto a votar o numero de eleitores é de 79041. Especialistas dizem que quando o numero de eleitores ultrapasse dois terços do numero de habitantes é sinal de fraude e Arapongas tem 96000 habitantes e dois terços desse numero é 64000 esse seria o ideal,mas, temos mais de 15000 eleitores acima do que deveria ser.
3)-Os votos validos para vereador é de 57053,mas, a soma dos votos de todos os candidatos é de 51802 votos , cadê os 5251 votos restantes? Voto de legenda? Mas, quem se beneficiou com eles. A porcentagem dos votos de todos os candidatos a vereador é de 90,77% de 57053 é 51787 diferente da soma dos votos de todos os candidatos que é 51802.
4)- O jornal o Povo do dia 3 de outubro de 2008 diz que o numero de candidatos a vereador é um total de 108, mas, o mesmo jornal do dia 7 de outubro de 2008 traz a relação dos votos de apenas 101 candidatos, o mais votado com 6602 votos e o menos votado com 28 votos, e os outros candidatos?
5)-O Jornal o Povo do dia 3 de outubro de 2008 traz a relação de endereços das seções eleitorais e diz que a 180 zona eleitoral está distribuída em 94 seções, mas mostra o endereço de 108 seções descontado as de Sabaudia, e na 61 zona eleitoral está distribuída em 110 seções, mas traz o endereço de 184 seções, pois é nada combina nestes números absurdos.
Olhe o seu titulo eleitoral se você votou na zona 61 e sua seção é maior que 110 você é a prova da fraude.
Arapongas nâo merece isso!!!!!!!!!

Anônimo disse...

Erros grosseiros na fraude que foi as eleições na cidade de Arapongas.
1)-Segundo o Tre Arapongas tem 72841 eleitores apto a votar distribuído em duas zonas eleitorais, a 61 com 110 seção e 38679 eleitores,mais a zona 180 com 94 seção e 34672 eleitores que juntos dão um total de 73511 eleitores diferente dos 72841 do Tre.
2)-Somados os títulos cancelados mais os suspensos e os apto a votar o numero de eleitores é de 79041. Especialistas dizem que quando o numero de eleitores ultrapasse dois terços do numero de habitantes é sinal de fraude e Arapongas tem 96000 habitantes e dois terços desse numero é 64000 esse seria o ideal,mas, temos mais de 15000 eleitores acima do que deveria ser.
3)-Os votos validos para vereador é de 57053,mas, a soma dos votos de todos os candidatos é de 51802 votos , cadê os 5251 votos restantes? Voto de legenda? Mas, quem se beneficiou com eles. A porcentagem dos votos de todos os candidatos a vereador é de 90,77% de 57053 é 51787 diferente da soma dos votos de todos os candidatos que é 51802.
4)- O jornal o Povo do dia 3 de outubro de 2008 diz que o numero de candidatos a vereador é um total de 108, mas, o mesmo jornal do dia 7 de outubro de 2008 traz a relação dos votos de apenas 101 candidatos, o mais votado com 6602 votos e o menos votado com 28 votos, e os outros candidatos?
5)-O Jornal o Povo do dia 3 de outubro de 2008 traz a relação de endereços das seções eleitorais e diz que a 180 zona eleitoral está distribuída em 94 seções, mas mostra o endereço de 108 seções descontado as de Sabaudia, e na 61 zona eleitoral está distribuída em 110 seções, mas traz o endereço de 184 seções, pois é nada combina nestes números absurdos.
Olhe o seu titulo eleitoral se você votou na zona 61 e sua seção é maior que 110 você é a prova da fraude.
Arapongas nâo merece isso!!!!!!!!!

Anônimo disse...

Ajudem-nos por favor!!! Erros grosseiros na fraude que foi as eleições na cidade de Arapongas.
1)-Segundo o Tre Arapongas tem 72841 eleitores apto a votar distribuído em duas zonas eleitorais, a 61 com 110 seção e 38679 eleitores,mais a zona 180 com 94 seção e 34672 eleitores que juntos dão um total de 73511 eleitores diferente dos 72841 do Tre.
2)-Somados os títulos cancelados mais os suspensos e os apto a votar o numero de eleitores é de 79041. Especialistas dizem que quando o numero de eleitores ultrapasse dois terços do numero de habitantes é sinal de fraude e Arapongas tem 96000 habitantes e dois terços desse numero é 64000 esse seria o ideal,mas, temos mais de 15000 eleitores acima do que deveria ser.
3)-Os votos validos para vereador é de 57053,mas, a soma dos votos de todos os candidatos é de 51802 votos , cadê os 5251 votos restantes? Voto de legenda? Mas, quem se beneficiou com eles. A porcentagem dos votos de todos os candidatos a vereador é de 90,77% de 57053 é 51787 diferente da soma dos votos de todos os candidatos que é 51802.
4)- O jornal o Povo do dia 3 de outubro de 2008 diz que o numero de candidatos a vereador é um total de 108, mas, o mesmo jornal do dia 7 de outubro de 2008 traz a relação dos votos de apenas 101 candidatos, o mais votado com 6602 votos e o menos votado com 28 votos, e os outros candidatos?
5)-O Jornal o Povo do dia 3 de outubro de 2008 traz a relação de endereços das seções eleitorais e diz que a 180 zona eleitoral está distribuída em 94 seções, mas mostra o endereço de 108 seções descontado as de Sabaudia, e na 61 zona eleitoral está distribuída em 110 seções, mas traz o endereço de 184 seções, pois é nada combina nestes números absurdos.
Olhe o seu titulo eleitoral se você votou na zona 61 e sua seção é maior que 110 você é a prova da fraude.
Arapongas nâo merece isso!!!!!!!!!

Anônimo disse...

Um fato estranhíssimo ocorreu na região leste do Estado de Minas Gerais. Em mais de 10 cidades que fazem divisa umas com as outras no Vale do Rio Doce foi tramado o mesmo plano inclusive com a publicação de pesquisas falsas em cada cidade nos mesmos dias. Em algumas cidades estas foram desmascaradas, mas o resultado final da eleição demonstrou os mesmos resultados para a surpresa de todos eleitores, inclusive dos partidários do PT que forjaram o plano. As pessoas destas cidades estão indignadas, e dentre estas cidades estão cidades conhecidas nacionalmente como Ipatinga e Governador Valadares. A maioria das urnas apresentou o problema do eleitor votar e não aparecer a foto do candidato. Em uma das cidades o candidato prejudicado já conseguiu comprovar a fraude. Temos todos que reagir e denunciar estas fraudes.

Anônimo disse...

aqui nas seção 101 da 28 zona eleitoral as abriram pra votação mesmo depois das 17 hs

Anônimo disse...

o mesmo aconteceu na cidade de conchas SP e o juiz tambem não aceita que houve fraude, o que é de estranhar é que houve comemoração antes de sair os resultados da apuração, isto quer dizer já estava manipulado.

Anônimo disse...

4a. relação de municípios que suspeitam de fraudes nas urnas eletrônicas
Versão 04 - De 08 de dezembro de 2008

Municípios Cadastrados até o momento:

Cidade - Estado

Acaiaca - Minas Gerais
Alto do Araguaia - Mato Grosso
Alto Paraíso - Goiás
Alto Paraíso - Rondônia
Altonia - Paraná
Andradas - Minas Gerais
Andrelandia - Minas Gerais
Aparecida de Goiania - Goiás
Apucarana - Paraná
Arantina - Minas Gerais
Araraquara - São Paulo
Arceburgo - Minas Gerais
Arinos - Minas Gerais
Arujá - São Paulo
Betim - Minas Gerais
Boa Esperança - Minas Gerais
Boa Esperança do Sul
Bom Despacho - Minas Gerais
Bom Repouso - Minas Gerais
Borda da Mata - Minas Gerais
Camaçari - Bahia
Camanducaia - Minas Gerais
Cambuquira - Minas Gerais
Campanha - Minas Gerais
Candeias do Jamari - Rondônia
Cândido Mota - São Paulo
Caraibas - Bahia
Caramar - São Paulo
Cássia - Minas Gerais
Catu - Bahia
Caxias - Maranhão
Conceição da Aparecida - Minas Gerais
Corinto
Costa Rica - Mato Grosso do sul
Cristalina - Goiás
Curiuva - Paraná
Diadema - São Paulo
Espinosa - Minas Gerais
Eunápolis - Bahia
Formiga - Minas Gerais
Frei Gaspar - Minas Gerais
Goiabeiras - Minas Gerais
Gonçalves - Minas Gerais
Gonzaga
Guapé - Minas Gerais
Guaxupé - Minas Gerais
Heliodora - Minas Gerais
Ilha Comprida - São Paulo
Inconfidentes - Minas Gerais
Iporá - Goiás
Ipu - Ceará
Itabuna - Bahia
Itajubá - Minas Gerais
Itapejara D’Oeste
Itinga - Maranhão
Juara - Mato Grosso
Lambari - Minas Gerais
Laranjal
Lauro de Freitas - Bahia
Lucélia
Machado - Minas Gerais
Mariporã - São Paulo
Mimoso do Sul - Espírito Santo
Miravânia
Mongagua
Monte do Carmo - Tocantins
Monte Sião - Minas Gerais
Nova Granada - São Paulo
Ouro Branco - Rio Grande do Norte
Ouro Fino - Minas Gerais
Paraíbuna - São Paulo
Paraisópolis - Minas Gerais
Paranamirim - Rio Grande do Norte
Passira - Pernambuco
Passos - Minas Gerais
Pedregulho - São Paulo
Pindamonhagaba - São Paulo
Piranguinho - Minas Gerais
Piripa - Bahia
Plácido
Porto Ferreira - São Paulo
Pouso Alegre - Minas Gerais
Praia Grande
Presidente Dutra - Maranhão
Presidente Medici - Roraima
Quarai - Rio Grande do Sul
Rio Bonito - Rio de Janeiro
Riolândia - São Paulo
Salto de Pirapora - São Paulo
Santa Bárbara - Minas Gerais
Santa Luzia
Santa Maria do Suacuí - Minas Gerais
Santa Quiteria do Maranhao - Maranhão
Santa Rita do Sapucaí - Minas Gerais
Santo Anastácio - São Paulo
São Domingos - Goiás
São Gonçalo do Sapucaí - Minas Gerais
São Joaquim de Bicas - Minas Gerais
São Lourenço - Minas Gerais
São Miguel do Araguaia - Goiás
São Roque - São Paulo
Sapucaí Mirim - Minas Gerais
Sátiro Dias - Bahia
Sena Madureira
Ubatuba - São Paulo
Varginha - Minas Gerais
Vespasiano - Minas Gerais


Atualizações posteriores do artigo:
Pedido de Inclusão: Patrocínio - Minas Gerais


Venha participar de nosso grupo!

Se como nós, você acredita que sua cidade está sendo vítima de uma fraude eleitoral, venha discutir seus problemas em nosso grupo.

Participe:
Grupo de Discussão --> http://br.groups.yahoo.com/group/fraudeurnaseletronicas/
Blog --> http://fraudeurnaseletronicas.blogspot.com/

Denúncias podem ser enviadas para o e-mail fraudeurnaseletronicas@yahoo.com.br, conforme o Cadastro Brasil de Fraudes - para obter o formulário, clique aqui.

Disque Denúncia: 0 xx 44 8426-6065

Anônimo disse...

Olá,
No município de Caraíbas-BA, existe um ditador que juntamente com sua família conseguiram instalar uma ditadura implacável ao povo que se declara como oposição. perseguindo o povo em todos as áreas. Nessa ultima eleição, muito suspeita, se manteve novamente no poder, elegendo a sua esposa Norma Suely Dias Coelho.Um dos fatos ocorridos aqui, que leva a população a acreditar que, o que fez com que, esse ditador se mantesse no poder, foi a pré-definição, que ele mesmo fazia dos resultados que as urnas deveriam registrar, absurdo não!!!.Os seus cabras eleitorais foram orientados a fazer apostas com aqueles de oposição que tivessem coragem de se manifestar contrário a candidatura da sua esposa.Um dos motivos que levam o povo de Caraíbas-BA, a acreditar que não só essa eleição, foi pré-definida nas urnas, é que no municipio de Vitória da Conquista com 380.000 Hb. o numero de urnas que deram problema foi inferior ao do municipio de caraíbas sendo que o técnico que fez a manutenção das urnas dessa ultima foi o mesmo de eleições passadas, sendo que esse técnico tem uma afinidade muito grande com o ditador de Caraíbas Silveira Dias. Outro motivo é a forma como eles agem, afirmando que eles nem se preocupam muito com a opinião do povo, porque não dependem muito deste, e sim, da futuna que eles possui..., E um dos maiores absurdos que ocorreu aqui foi a pré-definição do resultado que ele fez com relação ao do seu filho Jones (vereador). Em que ele cantava que, teria mais voto do que a candidata a prefeita, Ex-primeira Dama, sendo que, foi o que aconteceu. Estranho não!!!. Eo maior problema é que o abuso de poder, a miséria e a perseguição política continua sem medo de ser punidos pela a justiça, uma vez que, o ditador aqui sempre canta de galo que: "Dinheiro, sempre compra resultado de processo..."(Lourinho).

Ass. Cidadão Idióta caraíbense-BA e Brasileiro.(Assim nos tratam né...)

Anônimo disse...

Desilusão total. O mais grave é que sempre vai haver o grupo de eleitores que festejam a vitória de seus candidatos e não admitem que houve a fraude eletrônica. Com certeza a fraude eletrônica existe e sempre se ampara através de pesquisas eleitorais ridìculas que antecedem a eleição.

Anônimo disse...

Pelo que vejo, as dúvidas e sobretudo as suspeitas da lisura desse sistema de eleição no Brasil é muito alta. Bem, já faz algum tempo, mais precisamente nas eleições municipais de 2004 em que tive a oportunidade de participar concorrendo a um cargo na vereança, me chamou muito a atenção das "pesquisas" que apontaram com extrema precisão, o número de candidatos (e a esmagadora maioria, com formação mínima) de um determinado partido. Como já citado em comentários anteriores, nenhum dos candidatos com formação superior e competentes, receberam votos muito aquém dos candidatos eleitos. Como não poderia deixar de ser, durante as eleições correu diversos comentários dos eleitores que testemunharam a "falha" nas máquinas, onde ao ser digitado o número de um determinado candidato, aparecia a foto de outra. E isso, não foi nem um nem dois casos, foram inúmeras. Mas, infelizmente por incompetência e inoperância das fiscalizações dos partidos em relação a este tipo de "engano da tecnologia" e também porque foi disseminado em nossa região que o tribunal somente acataria o pedido de impugnação da eleição se fosse comprovado pelo menos 50% + 1 voto !!! Se isso de fato for verdade, não tem o mínimo sentido. Por quê, no Brasil não se faz uma eleição com cédula e leitora digital ? Assim, é possível fazer-se a conferência (nem que fosse ao menos nas urnas onde se suspeite a ocorrência de fraudes) e uma vez constatadas, anularia todos os votos da seção e marcaria um novo pleito. E por quê as TSEs não submetem estas máquinas ditas "seguras" ao crivo das instituições para a verificação da segurança, isso claro, sem impor restrições ? Será que não confiam na segurança destes equipamentos ? Se antes a fraude corria solta, AGORA, é muito mais fácil. Antes, era preciso subornar várias pessoas em vários escalões. Hoje, basta subortar apenas UM. E isso, comentei aos amigos, como a fraude no processo eleitoral (ao menos em nosso município), poderia ter ocorrido. Não é exatamente o que ocorreu nas investigações da fraude na Flórida/EUA, mas é bem próximo. A idéia é mais ou menos assim: tem que fechar o número total de eleitores, esta é uma condição "Sine qua non", mas é possível escolher as "vítimas" para que um percentual dos seus votos sejam contados para um determinado candidato. Vamos colocar 3 candidatos: A, B e C.

Vejamos como poderia ser fraudado com um pequeno programa que jogasse
50% de cada candidato, para o
C "premiado" e numa segunda etapa, 40% para o "premiado" B que pertencessem a um partido X.

Vamos supor que o arredondamento da "retirada" será para baixo.
E que, para ser eleito, o candidato deva atingir 1/candidatos, o que neste caso seria = 1/3 ou 33,333%.
Vejamos o que poderia ocorrer.

Supondo-se os dados Reais:
Total de eleitores: 10.
Após a apuração (sem fraude):

A = 4 votos -> 40% (eleito);
B = 3 votos;
C = 3 votos.

Aplicando o primeiro "desconto":
A = 4 - 1 = 2;
B = 3 - 1 = 2;
C = 3 + 2 + 1 = 6 (eleito)
Total continuaria com 10 votos.

Aplicando o segundo "desconto":
A = 2 - 0 = 2;
B = 2 + 0 + 2 = 4 (eleito);
C = 6 - 2 = 4 (eleito)
.
E o total, continua com 10 votos.

Numa situação destas, como você iria provar a fraude ?
> Impossível, pois o "Total" fecha com a contagem de votos, agora os destinos...
Tenho quase certeza que os amigos em respeito não me disseram nada, mas lá no fundo me imaginaram abilolado...

Missao disse...

Fraude Eletrônico e outras & AGUAPÉ

Prezado Cidadãos Brasileiros,

FRAUDE é possível em, praticamente, tudo ! ! ! ! ! ! !

Por essa razão a Equipe BR do AGUAPÉ apresenta um importante ALERTA, em nome da ÉTICA quando apresenta seus Propósitos para a Sociedade Brasileira. Na Manipulação do AGUAPÉ envolve Riscos SÉRIOS que pode levar os indivíduos INEXPERIENTES à sua MORTE. Todo AGUAPÉ pode conter Microorganismos Patogênicos causadores de Infecções GRAVES, muitas vezes FATAIS. Portanto seja Extremamente Cuidadoso ! ! ! ! ! ! !

A Equipe BR do AGUAPÉ, acredita que só, através da ÉTICA é possível estabelecer o Desenvolvimento SOCIAL & Econômico do Brasil, de FATO, SUSTENTÁVEL. – qualquer outro caminho é SUICÍDO, pois mais cedo ou mais tarde se PAGA pela Opção ERRADA.

Certamente O QUE MAIS IMPORTA é que a Sociedade Brasileira aprenda a COBRAR com todo o RIGOR as PROMESSAS apresentadas durante a Campanha Eleitoral – é a mais Importante Obrigação / Dever de cada Cidadão Brasileiro.


NOTA: fica aberto o Seu Espaço para apresentação das suas manifestações (Comentários & Sugestões) – elas serão sempre Bem Vindas e a Sociedade Brasileira em breve AGRADECERÁ por isso.

ALERTA: NÃO VOTE em POLÍTICOS NÃO-ÉTICOS que PROMETEM e NÃO CUMPREM.

Um Abraço Fraterno aos Interessados pelo AGUAPÉ,

MISSAO TANIZAKI
Fiscal Federal Agropecuário
Bacharel em Química
missao.tanizaki@agricultura.gov.br (Com Problemas)
missao.tanizaki@gmail.com (NOVO)
Equipe BR do AGUAPÉ
TUDO POR UM BRASIL & MUNDO MELHOR

Anônimo disse...

Bom, vou expor um fato que aconteceu, na votação ocorrida em 0710/12 em Itu/SP.
Instalei em meu computador o programa Divulga, oferecido pela Justiça Eleitoral, para acompanhar a apuração em minha cidade, tendo em vista que dois candidatos, Tuíze da situação e Sonsini da oposição, estavam empatados nas pesquisas.
Minha cidade tem 310 seções, o início das informações da apuração só começou à partir das 18h30m, depois fiquei sabendo da falta de energia no local de apuração,até a apuração de 268 seções o candidato da oposição liderava por uma diferença de, aproximadamente 1200 votos, aí o sistema ficou quase 40m sem ser atualizado, e de repente, com mais 38 seções apuradas, o candidato da situação "virou o jogo" e apresentou uma vantagem de 1800 votos, faltando 4 seções a serem apuradas eis que instantes depois essas seções foram atualizadas fechando a vantagem do candidato da situação em 1772 votos, pois nestas urnas caiu mais um pouco.
Achei estranha tal ocorrência, pois pela lógica dos números essa vantagem do candidato da oposição deveria continuar ou no mínimo permanecer como estava, pois nenhum dos candidatos tem reduto eleitoral.
Pois bem, desconfiado do resultado dessas 38 urnas, comecei a fazer algumas contas e cheguei a conclusão de que o candidato da situação teve quatro vezes mais votos nestas do que o da oposição pois alem de tirar a diferença de 1200 votos aplicou a seu favor uma de 1800 votos o que totaliza uma vantagem de 3000 votos em um total de aproximadamente 12000 votos restantes.
Para mim está claramente caracterizada uma Fraude Eleitoral.
Será que isso vai ficar na pizza também?

Anônimo disse...

PARAENS :DIADEMA É LAMENTAVÉL A FORMA QUE ALGUNS VEREADOR CONSEGUEM UMA VOTAÇÃO EXPRESSIVA FORA DA SUA BASE ELEARITORAL SEM FAZER QUALQUER TIPO DE CAMPANHA , NOS CONHECEMOS O METODO DA FRAUDE EXISTE ATRAVÉS DE UM GRUPO DE RAKER FRAUDAM AS ELEIÇÕES DE VEREADOR O ELEITOR AO VOTAR NÃO APARECE A FOTO E SIM DE OUTRO CANDIDATO O GRUPO É CONHECIDO
SÓ QUE POLICIA FEDERAL FECHA OS O OLHOS POIS AS URNAS ELETRONICAS SÃO INTOCAVÉL? RAIMUNDA DIADEMA-SP