quarta-feira, 27 de dezembro de 2006

Será que foi por causa disto?

Edição de Artigos de Quarta-feira do Alerta Total http://alertatotal.blogspot.com

Por Mara Montezuma Assaf

Ninguém conseguia entender porque Aldo Rebelo defendia com tanta energia aquele aumento nababesco e agora sabidamente inconstitucional. Até porque na Câmara existe uma assessoria jurídica considerada muito boa, e para a qual não poderia escapar este "detalhe". Ou escapou ou ela fechou os olhos.

Em ambos os casos, é grave e imperdoável.

Conversando com uma amiga, acho que conseguimos encontrar o fio da meada e matar esta charada. Sigam o raciocínio...

Alencar está doente, isto é um fato lastimável para ele, mas está. No caso de algo acontecer com ele, sucede-lhe no cargo de Vice-presidente da República o presidente da Câmara dos Deputados . Já é mais do que sabido que Aldo Rebelo é o candidato favorito de Lula para tentar a reeleição.

E no caso de alguém ter que assumir a vice-presidencia, nada melhor para Lula do que ter um seu peixinho nadando em suas águas. Gostaram da "visão de longo alcance" de Lula?

Mas para garantir sua vitória na votação em plenário Aldo precisava conquistar os votos dos representantes do baixo clero, aqueles deputados do tipo "Severino", que praticam o politicoalpinismo e adoram receber uma ajuda nesta escalada. Nada melhor então que Aldo acenar-lhes com um aumento substancial de salário, e põe substancial nisso! Quem resiste ao poder do dinheiro nos dias atuais, e ainda mais em Brasilia? Com ele chega-se às alturas rapidinho.

Aldo se esforçou para conseguir este objetivo, trabalhou arduamente à ponto de confrontar-se até com a indignação da população, chegando mesmo a declarar que não adiantava o povo "fazer chiadeira" pois o aumento era legal e legítimo! Pode?

Diante do tamanho da indignação popular, num preocupante crescendo, o STJ resolveu olhar com mais atenção , cuidado e carinho a nossa legislação e "descobriu" que o aumento aprovado pela Câmara na calada da noite baseava sua legitimidade num decreto já caducado em 2003....

Pois bem, e agora? Não saiu o aumento, claro! E Renan nesse período se enfiou debaixo do tapete , bem quietinho, rezando para ninguém se lembrar dele.... Aldo teve que aguentar sozinho esse rojão, saindo com sua imagem corroída e muito , mas muito bravo.

A opção de Lula agora é curvar-se ao desejo de Chinaglia, que sonha com a presidencia da Câmara.

E nossa opção é tentar trazer sempre tudo à tona , continuarmos a pensar juntos, trocar idéias , pois muitas cabeças sintonizadas em conjunto chegam a conclusões inesperadas. E sobretudo, nossa opção maior no momento é não engolirmos esse petista Chinaglia como possível futuro-vice-presidente do Brasil. Ora!

Chinaglia não, e nem ninguém ligado ao PT ou que seja de um partido envolvido com os mensaleiros, cuecões, malotes, marycorners, valeriodutos , propina de Correios e sanguessugas.
Porque nós já aguentamos por quatro anos a indigesta dieta de pizzas - segundo uns em nome da governabilidade, segundo outros por causa de figurinhas que foram trocadas nos porões do Palácio desde há muito tempo.

Mas desta vez não vamos suportar engolir pizzas nem sapos.

Por isso, senhores políticos em geral, vamos fazer um trato:
nós os aguentamos por mais esta legislatura, mas em contrapartida exigimos que nos sirvam uma dieta light, muito light.! O principal ingrediente deste regime está meio em falta mas se procurarem bastante com certeza vão achar. Seu nome é Decência.

Garanto que esta dieta pode fazer bem " para ambas as partes".

Mara Montezuma Assaf é ensaísta.

3 comentários:

Anônimo disse...

Artigos perfeitos como esse, e outros tantos, de nada adiantarão...

essa escória é "imune às letras",pois são semi-alfabetizados.
só conhecem o som de pé de cabra, arrombando os cofres públicos;
Se não houver um movimento forte e bem orquestrado no Brasil, por quem de direito, elles nos arrastarão ao comunismo nefasto !!

Anônimo disse...

O povinho do Brasil é muito burro mesmo. Esses marginais fizeram o jogo e vão conseguir o intento. Fizeram o jogo do vendedor astuto. Oferecem um produto pelo dobro do preço. O comprador chia e ele diz.... -tudo bem. eu te vendo com 50% de desconto, mas vc pode pagar a primeira daqui a 3 meses, mas aí o preço será no valor que eu dei de início. ENTENDERAM? Eles sabiam que iríamos chiar. -Ora... se vão chiar de qq forma, então vamos enfiar a mamona logo, que depois da chiadeira, a gente abaixa um pouquinho, e dividimos o aumento todo em suaves prestações. aí o povinho agradece a gente e NÓS {SE) DAMOS BEM! Foi o que aconteceu. O brasileiro é zé povinho mesmo.

Anônimo disse...

teste de tags