quarta-feira, 18 de abril de 2007

Manobra radical contra a vida: Petistas desarquivam na Câmara projeto que descriminaliza o aborto no Brasil

Edição de Quarta-feira do Alerta Total http://alertatotal.blogspot.com/

Ouça agora o novo podcast Alerta Total no seu computador.
http://podcast.br.inter.net/podcast/alertatotal

Adicione nosso blog e podcast a seus favoritos do Internet Explorer.

Por Jorge Serrão

Além de manobrar para revogar a Lei de Anistia, arranjando um jeito de punir os militares e conseguir indenizações milionárias para seus militantes, os petistas também se concentram em outra manobra radical contra a vida. No dia 3 de abril de 2007, foi desarquivado na Câmara dos Deputados o Projeto de Lei 1135/91, que inclui em sua redação o substitutivo do projeto elaborado pela Comissão Tripartite, constituída pelo Governo Lula em 2005, que pretende tornar o aborto completamente livre durante todos os nove meses da gravidez, desde a concepção até o momento do parto.

O deputado Jorge Tadeu Mudalen (DEM-SP), atual presidente da Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados, onde será votado o projeto, recebe pressões para indicar indique como novo relator um deputado a favor do aborto. Na legislatura passada, tal papel foi desempenhado pela ex-deputada Jandira Feghali (PC do B-RJ). A polêmica sobre sua ação em favor do aborto acabou lhe custando a eleição ao Senado pelo Rio de Janeiro.

O projeto PL 1135/91 foi elaborado cumprindo o compromisso internacional que o governo do presidente Lula da Silva assumiu junto às Nações Unidas “de revisar a legislação repressiva do aborto para que se respeite plenamente o princípio da livre eleição no exercício da sexualidade de cada um". Sempre que pode, Lula tenta negar sua ação pró-aborto. No dia 13 de abril, o presidente Lula enviou um recado à nação, através do líder do governo no Senado, Romero Jucá:

"A posição do governo sobre a polêmica do aborto, questão que vem sendo debatida na Câmara Federal, será de neutralidade. Esta foi a mensagem passada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva aos parlamentares que estiveram no Palácio do Planalto, no início da de 13 de abril. A posição é de neutralidade. Que o Congresso Nacional decida sobre o assunto".

Compromisso internacional

A falsa neutralidade de Lula é revelada pelo teor do Segundo Relatório do Brasil sobre o Tratado de Direitos Civis e Políticos, apresentado ao Comitê de Direitos Humanos da ONU em 11 de abril de 2005, o qual pode ser acessado em espanhol e em inglês no site do Comitê de Direitos Humanos da ONU, onde está escrito o seguinte:

"Outro assunto que deve ser considerado é a questão dos direitos reprodutivos. O atual governo brasileiro assumiu o compromisso de revisar a legislação repressiva do aborto para que se respeite plenamente o princípio da livre eleição no exercício da sexualidade de cada um. O Código Penal brasileiro data de 1940. Apesar das reformas que se introduziram, persistem algumas cláusulas discriminatórias. O próprio Código estabelece duras penas para quem aborta, exceto em casos de risco iminente para a mãe e nas gestações frutos de estupro. A legislação brasileira ainda não se ajustou à recomendação da Plataforma de Ação da Conferência Mundial de 1995 sobre a Mulher, realizada em Pequim, na qual o aborto foi definido como questão de saúde pública. O Governo do Brasil confia que o Congresso Nacional leve em consideração um dos projetos de lei que foram encaminhados até ele para que seja corrigido o modo repressivo com que se trata atualmente o problema do aborto".

Mentirinha do Lula

Não é a primeira vez que o presidente Lula mente na questão do aborto.

Em 8 de agosto de 2005, Lula enviou uma carta à CNBB, onde dizia:

"Reafirmo nosso compromisso com a afirmação da dignidade humana em todos os momentos e circunstâncias e com a rigorosa proteção do direito dos indefesos. Nesse sentido quero, pela minha identificação com os valores éticos do Evangelho, e pela fé que recebi de minha mãe, reafirmar minha posição em defesa da vida em todos os seus aspectos e em todo o seu alcance. Nosso governo não tomará nenhuma iniciativa que contradiga os princípios cristãos, como expressamente mencionei no Palácio do Planalto. Luiz Inácio Lula da Silva, presidente da República Federativa do Brasil".

http://www1.folha.uol.com.br/fsp/brasil/fc1008200506.htm

Alguns dias depois de entregue esta carta à presidência da CNBB, a Ministra Nilcéia Freire, da Secretaria da Política para as Mulheres, órgão vinculado diretamente à presidência da República, entregava à Câmara dos Deputados, em nome do governo Lula, o projeto da Comissão Tripartite, organizada por ninguém mais senão o próprio governo Lula, que pretende descriminalizar o aborto durante os nove meses da gestação.

A palavra dada pelo presidente não valeu nada – para variar.

Campanha

Grupos em favor da vida lançaram uma ofensiva pela Internet contra o projeto do aborto.

Pedem que seja escrita uma mensagem, enviada por fax, e-mail ou por telefone ao Deputado Jorge Tadeu Mudalen pedindo-lhe, com suas próprias palavras, que ele não traia o povo brasileiro e não indique como relator deste abominável projeto um deputado comprometido com a causa do aborto.

Que ele indique alguém que possa representar o verdadeiro pensamento da maioria do povo que entende claramente que a prática do aborto é um atentado contra o direito à vida, inerente a todo ser humano.

O direito à vida não começa a partir do nascimento, como o nosso governo quer impor a todo o povo brasileiro.

Telefone: 0 xx 61 3215-5538

Fax: 0 xx 61 3215-2538

E-mail: dep.jorgetadeumudalen@camara.gov.br

Página no Site da Câmara:

http://www.camara.gov.br/Internet/Deputado/dep_Detalhe.asp?id=528578#

País do Sexo

Os brasileiros estão em segundo lugar no ranking dos que fazem sexo com mais freqüência.

Só perdem para os gregos, de acordo com a pesquisa Global do Bem Estar Sexual.

O estudo foi realizado em 26 países, por fabricantes do preservativo Durex.

Onde está a Honestidade?

Dos 25 desembargadores que formam o colegiado do Tribunal Regional Federal no Rio, sete respondem a algum tipo de processo criminal.

Do grupo, três são acusados de corrupção.

No inquérito da Operação Hurricane (Furacão), a Polícia Federal e a Procuradoria Geral da República apontaram "fortes indícios" de que o ministro Paulo Medina (Superior Tribunal de Justiça) era integrante da organização criminosa que comercializava sentenças judiciais em favor de bicheiros e bingueiros.

Pergunta continua

O inquérito de 2.878 páginas traz a transcrição de escutas telefônicas e ambientais feitas pela Polícia Federal.

Nas conversas, acusados de integrar a quadrilha discutem a compra de sentenças judiciais.

Diálogos complicam a situação do advogado Virgílio Medina, irmão de ministro do STJ.

Bicho pagando

Um relatório reservado da Polícia Federal informa que o grupo ligado ao bicheiro Ailton Guimarães, o Capitão Guimarães, fez doações para a campanha eleitoral da deputada federal Marina Maggessi (PPS-RJ), inspetora licenciada da Polícia Civil do Rio.

Trechos do documento, aos quais o jornal Globo teve acesso, mostram que os pagamentos teriam sido intermediados por dois policiais civis, sendo que um deles já trabalhou com Maggessi.

A deputada negou ontem que tenha recebido dinheiro de qualquer organização criminosa para financiar a sua campanha eleitoral, classificada por ela de "paupérrima".

Lavadores de grana

A Polícia Federal de São Paulo prendeu ontem 22 pessoas, entre doleiros e advogados, envolvidos no suposto envio ilegal de dólares por meio do escritório de "private banking" do Credit Suisse em São Paulo.

Ao menos 15 empresas tinham transações com os 5 grupos de doleiros, que movimentavam US$ 30 milhões.

Em uma das empresas, havia dinheiro escondido no ralo.

Parem o negócio

O Conselho de Defesa Econômica (Cade) proibiu a Petrobras e a Braskem de participarem da administração do grupo Ipiranga até o fim da investigação sobre uso de informação privilegiada.

A Petrobras e a Braskem ficam impedidas de influenciar na "deliberação, negociação, discussão e reunião" do Grupo Ipiranga, incorporado pelas duas empresas, além do Grupo Ultra, em março.

Se desobedecerem à determinação, Petrobras e Braskem podem ser multadas em R$ 160 mil por dia.

Separa tudo

O Cade determinou também que os ativos petroquímicos da Ipiranga e da Petrobras permaneçam juridicamente separados, "incluindo a manutenção da linha de produtos, marca e de rede própria de distribuição".

Responsáveis pela instrução do caso, Seae e SDE concluíram, em análise preliminar, que a operação causa danos à concorrência nas áreas de distribuição de combustível e petroquímica.

Não será surpresa se eles recomendarem ao Cade a imposição de restrições ou mesmo o veto ao negócio.

CPI urgente

O procurador-geral da República, Antonio Fernando de Souza, recomendou ao Supremo Tribunal Federal que ordene a imediata instalação da CPI do Apagão Aéreo na Câmara.

No dia 25 próximo, o plenário do STF irá julgar o mandado de segurança de parlamentares da oposição e deverá decidir nesse sentido.

Será que o escândalo da Infraero terá mais efeitos que o escândalo do mensalão sobre o governo Lula? Quem sobreviver verá...

Cuidado, Bradesco

O Barclays, terceiro maior banco britânico, ganhou mais dois dias de exclusividade para negociar a compra do holandês ABN Amro, instituição financeira que também é alvo de uma oferta do consórcio formado pelo espanhol Santander, pelo Royal Bank of Scotland e pelo belga-holandês Fortis.

Trata-se do negócio mais disputado do setor bancário europeu de todos os tempos, que pode chegar a 80 bilhões, e cujos reflexos no Brasil têm o potencial de mudar a cara do varejo bancário nacional.

Pela proposta do consórcio, o Santander absorveria as operações do ABN no país, uma das unidades da instituição de maior retorno no mundo, que lucrou R$ 2,048 bilhões em 2006.

E se tornaria tão ou mais forte que o poderoso Bradesco.

Marketing do MST

Manifestantes do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra) interditaram ontem rodovias em três Estados, incluindo a Via Dutra, que liga o Rio a SP, e invadiram 25 dos 27 pedágios do Paraná, liberando os motoristas da cobrança.

Além disso, o MST promoveu 15 invasões de terra em sete Estados (AL, GO, MG, PB, PE, SC e SP), e seis marchas (AL, BA, RR, RS e SE).

Lula pelo emprego

O PMDB deve entregar hoje ao ministro das Relações Institucionais, Walfrido Mares Guia, a lista de quase 30 nomes de candidatos a cargos em estatais e de 2° escalão.

O partido reivindica até postos que hoje são do PT.

Assim, essa negociação acaba em morte...

Missa do Coronel

A União das Pensionistas da Polícia Militar estará realizando no dia 19 de abril uma missa pela passagem do aniversário do Coronel Ubiratan.

Será às 16h, na Paróquia São Cristóvão, na Av. Tiradentes, 84 (Próximo a Avenida São Caetano)

Terrorismo no ar

Circula pela Internet uma brincadeira legal de se fazer em avião:

1. Silenciosa e calmamente (durante o vôo) abra a maleta do seu notebook.

2. Retire o notebook da maleta.

3. Ligue-o.

4. Tenha certeza de que o cara chato do seu lado possa ver a tela.

5. Feche seus olhos, aponte a cabeça em direção ao céu e comece a murmurar coisas sem sentido, preferencialmente imitando arabe.

6. Então abra este arquivo.

Vida que segue...

Fiquem com Deus!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Inteligente, inovador, fortemente analítico e propositivo, utilizando as mais modernas tecnologias para transmissão instantânea e eletrônica de informação privilegiada e análise estratégica, junto com a difusão de novos conhecimentos voltados para a construção e consolidação de novos valores humanos.

9 comentários:

Anônimo disse...

Mulheres de militares querem CPI do Apagão
Mulheres de militares farão uma manifestação na tarde desta quarta-feira, em frente ao Congresso Nacional, para pedir "melhores condições de trabalho" e "valorização das Forças Armadas", além de pressionar os parlamentares pela instalação imediata da CPI do Apagão Aéreo. O ato público será promovido pela União Nacional de Esposas de Militares das Forças Armadas, cuja presidente é Ivone Luzardo.


http://www.claudiohumberto.com.br/

FORA MALDITOS! disse...

Nova palavra foi acrescentada aos dicionários de português:-

Lular. [Do analfabeto Lula]:
Verbo totalmente irregular de estranha conjugação.
1. Ocultar ou encobrir com astúcia e safadeza; disfarçar com a maior cara de pau e cinismo.
2. Não dar a perceber, apesar de ululantes e genuínas evidências; calar.
3. Fingir, simular inocência angelical.
4. Usar de dissimulação; proceder com fingimento, hipocrisia.
5. Ocultar-se, esconder-se, fugir da responsa.
6. Tirar o c. da reta, atingindo sempre o amigo mais próximo, sem dó nem piedade (antes ele do que eu).
7. Encobrir, disfarçar, negar sem olhar para as câmeras e nos olhos das pessoas.
8. Fraudar, iludir
9. Afirmar coisa que sabe ser contrária à verdade, acreditar que os fins justificam os meios.
10. Voar com dinheiro alheio.

Alexandre Core disse...

Jorge,

Perfeito o seu texto. Lembro da forma evasiva como o ministro Temporão falou do assunto no programa Roda Vida na última segunda-feira. Não quis dizer com todas as letras que é favorável a discriminação do aborto mesmo quando perguntado diretamente.

Parabéns pelo blog. Sou leitor assíduo de tudo que é "postado" aqui.

Bagli&Blog disse...

Prezado Jorge Serrão,

Boa tarde.

Não me conformo com o atual estado de coisas no Brasil, onde dominam a arquitetura do Foro de São Paulo e a imundice do marxismo gramisciano miscigenado da Organização Criminosa PT e o pseudo chefe da quadrilha, o atual Presidente do Brasil, o Elo Perdido de Garanhuns.

Não admito que um militar honrado bata continência para este marginal impune e mentiroso.

Não me conformo, também, com o fato de os comandantes militares terem tido este punguista nas mãos e não terem metido um impeachment neste sindicalista despreparado, neste ignorante.

Estou com o Brasil, com as Forças Armadas, a democaracia e o estado de direito.

Sou um fervoroso defensor do estado de direito, da democracia, portanto, amante de um Brasil livre do "marquiçismo miscigenado" que está tragando a nossa pátria.

Odeio movimentos socios, tais como MST. Cadeia para todos! Sarrafo para quem deseja implantar o terrorismo treinado das ordas rurais manipuladas.

Quem sustenta toda esta marginália, hein? Quem paga e dá voz a todos estes insidiosos comunistas que prostituem a democracia?

"Basta um, apenas e somente outro deslize ditatorial deste ignorante do Elo Perdido de Garanhuns, para que eles saibam, de uma vez por todas, o que é alta tensão".

Abração,

BRASIL ACIMA DE TUDO! disse...

A PARTIR DE MARÇO DE 2007



Uso de TELEFONE 3 VEZES MAIS CARO em 2007.....

Vem aí o ASSALTO DENTRO DA LEI...
ATENÇÃO BRASILEIROS!
Está saindo do forno da máquina de cobrança do governo um novo
"Contrato da Telefonia Fixa no Brasil". Nele será mudado um item muito
importante para o nosso bolso: a forma de cobrança das ligações, que até então
sempre foi feita pelo sistema de pulsos. Hoje, a cada 4 minutos é
cobrado um pulso.
Pelo novo "Contrato", a cobrança terá como base o minuto, tal como
já acontece com os telefones celulares. No entanto, uma coisa que poderia
ser muito boa será um verdadeiro pesadelo para todos nós!
Veja os valores abaixo:
1. COBRANÇA ATUAL POR PULSO:
1 pulso (4 minutos) = R$ 0,12 (em média) - ou seja, 3 centavos por
minuto.
2. NOVA MODALIDADE DE COBRANÇA POR MINUTO:
1 minuto = R$ 0,10 (em média), ou seja, 10 centavos o minuto!
Ou seja, o valor do minuto vai passar de uma média de R$ 0,03
centavos para R$ 0,10 centavos, o que representa um aumento médio de
233%, mais que triplicando o preço das ligações locais!!!
Veja o ABSURDO! Este contrato valerá até 2025!!!

O tempo que temos para impedir que isso aconteça é muito curto.
Com pressão é possível fazê-los voltar atrás. Por isso,
DIVULGUEM!
Se repassar ajuda....estou fazendo a minha parte....

http://www.reservaer.com.br/ disse...

TÁ NA HORA DO PAU!!!


Olympio Pereira da Silva Junior

Ministro do Superior Tribunal Militar

Não é possível mais agüentar o reinado da bandidagem no Rio de Janeiro. A violência gratuita acontecendo em todas as horas do dia, não mais nos escuros e escondidos becos das favelas, mas nas ruas movimentadas da cidade.

Por mais absurdo que possa parecer, já nos acostumamos à vida engaiolada das residências cercadas de grades, guaritas de segurança (que não servem pra nada), carros blindados enfim, nos acostumamos a viver com medo.

Não há confiança no aparelho policial do Estado, infestado e destruído pela corrupção. As cadeias, presídios, penitenciárias, colônias agrícolas, casas de detenção etc - tudo, enfim, que a lei apresenta como forma de ressocializar o criminoso, não funciona e é comandado pelos esquemas criminosos das facções.

Os políticos, juristas, criminólogos, psicólogos, enfim os estudiosos do problema apresentam as mesmas soluções de 30 anos atrás, ou seja, a segurança pública é problema de educação, saúde, problema de Estado. É a falta de uma política de Estado para erradicação da pobreza etc. Há quanto tempo já se ouve isso ?

Eu acho que não dá mais. A sociedade não pode mais se omitir, tem de entrar na briga. É claro que educação, saúde, assistência social etc é solução, mas a longo, muito a longo prazo. O que o Rio de Janeiro, que virou Cidade Perigosa e não mais Maravilhosa, precisa, é de ação - e rápida.

Temos de dar resposta a essa violência. Resposta imediata. Não haverá tempo para esperarmos as políticas e os programas de governo. Não podemos nos conformar com a dominação. Não podemos ficar contentes só porque conseguimos sair, trabalhar e voltar pra casa sem nada nos acontecer, porque um dia a sorte vai acabar e essa violência vai bater na sua porta. Vai atingir você, seu filho, sua mãe, seu amigo (se já não atingiu). Chegamos à encruzilhada. Ou tomamos uma atitude já, ou vamos sucumbir a esse tsumami marginal.

O Rio "tá dominado" e o aparelho estatal repressivo, vencido. Não temos saída. Tá na hora do pau! No que diz respeito à ajuda solicitada ao presidente pelo governador Sérgio Cabral em colocar as Forças Armadas na segurança do Rio de Janeiro, me desculpem os que acreditam na eficácia da medida, mas não vai dar certo.

Não vai dar certo porque o que o governador quer é a intimidação pela presença, ou seja, coloca-se militares com uniformes rajados, armados de fuzil e metralhadora, carros de combate etc em lugares estratégicos, fazendo figuração. A população desavisada vai adorar. Vai se sentir segura. Só que os bandidos sabem que os militares não vão abrir fogo, por exemplo, dentro do túnel Rebouças, não vão jogar granadas na Avenida Copacabana, não vão subir os morros com os blindados.

O que vai acontecer, verdadeiramente, é que vão passar vergonha - e isso as Forças Armadas não devem, nem podem, nem vão permitir.

Agora, se o que o governador e o presidente querem (o que eu duvido), realmente, que as Forças Armadas dêem cabo da criminalidade do Rio de Janeiro, afastem a política e deixem que se cumpra a missão, missão de guerra, missão de combate, esse sim é o trabalho das Forças Armadas. É para isso que elas são treinadas. É isso que elas sabem fazer, e bem.

O resto é "balela", é politicagem inútil. ”

Anônimo disse...

Saito não aceita virar 'boi de piranha' na CPI
Circula nos meios militares que o comanante da Aeronáutica, brigadeiro Junili Saito, não aceitará ser convocado para depor na CPI do Apagão Aéreo, especialmente se considerr que a FAB será colocada na linha de tiro como única culpada pelo caos nos aeroportos.O brigadeiro estaria considerando humilhante para FAB a posição de "boi de piranha". Por esse raciocínio, jogar a culpa na Aeronáutica representaria "tapar o sol com a peneira", deixando-se de focar as causas politicas da crise. Uma delas é certamente a politização da diretoria da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), formada por acordo entre o PT do ex-ministro José Dirceu e o PMDB. Pelos padrinhos politicos que tem, a Anac passaria incólume numa futura CPI e jogaria o fardo pesado da responsabilidade em cima da pobre e desaparelhada Aeronáutica, e isso o brigadeiro considera inaceitável. A Infraero seria outro saco de pancadas. Para a construção desse raciocíicio, uma frase do brigadeiro Saito é especialmente lembrada por quem lança avisos de perigo à vista no horizonte do Congresso. Quando compareceu na semana passada à Câmara para depor, o Saito disse:
"Se eu quisesse ficar rico não estaria na Aeronáutica", referindo-se aos magros salários dos sargentos controladores que são os fiadores da segurança de milhões de vidas humanas.
CH

PULSOS X MINUTOS disse...

As pessoas estão ficando meio que desnorteadas, acreditando que tudo é conspiração.

A mudança de pulsos para minutos será melhor e a cobrança mais justa, nós pagaremos apenas pelos minutos que realmente utilizar-mos.

Essa majoração nos preços é porque as empresas sabem que ficaram anos nos roubando, com pulsos e mais pulsos excedidos, absurdos que não podiamos fiscalizar, nem a justiça tinha poderes para isso. Ficamos anos e mais anos sendo lesados.

Uma vez cheguei a anotar todas as ligações feitas por mim num período de um mês e não consegui consumir metade dos pulsos da minha frânquia, mas apenas nos meus cálculos, porque a conta telefônica quando chegou, estava lá os mesmos 100, 200, ou trezentos pulsos excedidos novamente, se um pulso equivale a 4 min. tenho direito a 100 pulsos o que daria matemáticamente 400 minutos, porém não é isso oque acontece, quando fiz o meu acompanhamento na ponta do lápis, não tinha falado ao telefone naquele mês mais do que 100 min. dos 400 a que tinha direito, porém, na conta telefônica tive mais de 200 pulsos excedidos. Resultado, entrei na justiça e hoje 5 anos depois não deu em nada. Algum tempo depois, fui convidado para uma palestra da TELEMAR, não pelo fato de ter entrado na justiça, mas por que pelas suas estastísticas eu era um dos assinantes que mais reclamava.

Chegando lá, encontrei outros assinantes que como eu também brigavam pelos seus direitos. Bem, vamos ao que interessa.

Nessa reunião fiquei sabendo como funciona o sistema de pulsos da TELEMAR. O contador de pulsos é um relógio que eles chamam de clock. Esse Clock (que conta de 4 e 4 min.) é único e fica contando constantemente. Vejamos um exemplo de como ele funciona.

Quando a chamada é atendida é cobrado 1 pulso, 30 segundos após esse atendimento é cobrado mais um pulso, 2 min após esse pulso é cobrado mais um pulso e após esse último pulso é que começa a contagem de pulsos de 4 em 4 min. pelo Clock, como já havia dito o Clock não para, se após esse pulso de 2 min. o Clock estiver em 3 min. e 55 segundos, quando completar os 4 minutos será cobrado mais um pulso, ou seja, por 5 seg. você pagou 1 pulso, que deveria valer por 4 min. e que devido ao clock estar em 3min. e 55 seg. (Porque ele já estava contando) valeu por 5 seg. Eu achava que falando pouco pagaria menos porém não era oque acontecia, vejamos porque:

Uma ligação rápida:
Atendeu - 1pulso;
30 seg. após - +1 pulso;
2 min. após - + 1 pulso; e
e 5 ou 10 seg. após +1 pulso (esse último, levando em consideração que o clock já esteja em 3 min e 50 ou 55 seg.).

Resultado da conta acima:
Em um período de 2 min. e 50 seg. foi consumido 4 pulsos. Ou seja, falamos por 2 min e 50 seg e pagamos com se tivessêmos falados por 16 min. Era dessa forma que éramos lesados.

Sabendo disso, ao fazer os cálculos ele viram que teriam perda de receita, e a forma que conseguiram para contornar essa queda foi majorar os preço, mas mesmo assim, não será suficiente para nos atingir, pois nós pagaremos pelo que realmente consumir-mos, ou seja, no exemplo que dei anteriormente, na nova sistemática não mais acontecerá, se falar-mos por 2 minutos, pagaremos por 2 minutos, seu contar que os minutos são cumulativos para o próximo mês. Na minha primeira conta de minutos, levei um susto, pois confundi os minutos que sobraram com pulsos execedidos.

Resultado, paguei por um plano de 350 min. usei 120, sobrou 230 que somaram-se com os 350 do mês seguinte totalizando 570. Me parece que valeu a mudança.

PS: Na palestra o Gerente da TELEMAR disse que o Clock é único porque não há como cada telefone ter um clock, por isso ele é único.

joubert disse...

...vocês desviaram uma materia do Zé direceu para colocar essa pocariada roda ai...e parece mesmo um porco!!!!
porque sujeira deve ser com você mesmo...