domingo, 8 de abril de 2007

O Boi vai para o Brejo?

Edição de Artigos de Domingo do Alerta Total http://alertatotal.blogspot.com/

Por Jorge Serrão

Coelhinho da Páscoa, hoje seria dia de dedicar um artigo só para você. Claro, metendo o pau! Afinal, coelho não bota ovo – como sempre nos lembra o lendário Nelson Couto, o poderoso Xerife da Confraria do Garoto. Quem faz isso é galinha. Mas a penosa peca por não produzir o maravilhoso ovo de chocolate. Pena! Mas o seu azar, felpudo coelhinho, são os outros bichos que prometem mais destaque que você no noticiário futuro. Isto se não houver censura.

O “Boi” está na mira de alguns jornalistas investigativos. Sem querer, a produção de um famoso programa policial, de uma poderosa, mas endividada rede de televisão, ficou sabendo da existência do tal do “Boi”. Isto mesmo: o marido da vaca. Boi é o obscuro codinome usado no passado por um hoje famoso personagem da República. O Boi era muito querido nos tempos da dita-dura. É mole? Não é! Quem é o "Boi"? Santo Mistério, menino Prodígio! Sua identidade é mais secreta que a do bilionário Bruce Waine.

Quando vier à tona a história real do tal “Boi”. ele será considerado o maior traidor das “esquerdas”. Tudo porque o Boi, sem vergonha, era um agente duplo. Liderança política em ascensão, ele era um dos mais fiéis colaboradores (dedo-duros) do DOPS (Departamento da Ordem Política e Social). Quem sabe tudo sobre a história do “Boi” é o ex-delegado federal e hoje senador Romeu Tuma. O “Boi” era seu informante predileto. Pena que Tuma não goste de falar do assunto. Se falar, o Boi vai para o brejo. Será condenado como um “Judas” de maior magnitude que o lendário Cabo Alselmo.

O marinheiro cassado trocou sua vida por informações que permitiram a prisão de vários membros da luta armada no Brasil, na década de 70. Só tem uma grande diferença entre o “Boi” e o Cabo. Anselmo vive na miséria, escondido, sem lenço e sem documento, auto-exilado pelas circunstâncias. Uma hora, quem sabe, Anselmo ressurge das sombras e recoloca sua história no lugar? O “Boi” está no poder. Mas, se vacilar, acaba no abatedouro político da história. Judas vai se sentir vingado.

Por falar em malhação de traidor, o presidente Lula ontem deu a maior sorte na tradicional malhação de Judas na rua do Lavapés, no bairro do Cambuci, na capital paulista. Seu boneco foi o primeiro a ser malhado e destroçado. Só que apanhou bem menos que o do prefeito Gilberto Kassab. Pesquisa Data Folha já mostrou que 42% dos paulistanos consideram o prefeito ruim. Sorte do Kassab que as empreiteiras não pensam da mesma forma que o povo...

Lula deu mesmo sorte que, no Cambuci, pertinho da Aeronáutica, não havia nenhum controlador de vôo entre os manifestantes. O presidente se recupera da semana de terror que passou, depois que se meteu na negociação com os sargentos controladores de vôo da FAB, rasgando a Constituição e desautorizando o comandante da Aeronáutica, Juniti Saito, que queria punir os amotinados que pararam o tráfego aéreo brasileiro.

Lula quis reviver seu passado de líder sindical e foi um desastre. Os militares se rebelaram com a quebra de hierarquia e o presidente teve de voltar atrás para restabelecer a ordem nos aeroportos, não se tornar refém de novos grevistas e não sofrer um processo por crime de responsabilidade que seria proposto pelo presidente do Clube da Aeronáutica, brigadeiro Ivan Frota.

Do episódio, ficam fatos evidentes. Lula atropelou a Aeronáutica. Criou uma crise com os militares. Acabou enquadrado pelas “Legiões”. Teve de descer do arrogante pedestal de comandante-em-chefe para fazer falsas promessas de investimentos para o Exército, Marinha e Aeronáutica. O grave é: entre uma “batraqueada” e outra, o Brasil segue sem uma solução para o “apagão aéreo” (que é o resultado da criminosa falta de investimentos nas Forças Armadas, amadas ou não, desde os tempos de FHC).

O fato é: Lula sentiu o golpe – produzido por sua própria incompetência política e administrativa. E os precipitados petistas ainda abriram a boca para falar de “golpe”. Curioso que foi Lula quem deu o golpe na constituição contra os militares. E as Legiões aceitaram negociar com ele, depois de muita conversa pesada, nos bastidores palacianos. O negócio foi tão preocupante que levou o ministro da Justiça, Tarso Genro, a dar uma daquelas entrevistas amestradas á revista Veja, afirmando que “o Brasil é maior do que o PT pode pensar, e que é nula a chance de retrocesso institucional”.

Por falar em retrocesso, o presidente nacional do PT, deputado Ricardo Berzoini, advertiu ontem que o Campo Majoritário (grupo ao qual pertence Lula e que domina o partido há mais de dez anos) não sobreviverá ao 3º Congresso Nacional agendado para agosto. O Campo Majoritário (tradução do russo Bolchevique) tem sido responsabilizado pela crise instalada no partido com a série de escândalos. Doze teses foram inscritas para o congresso petista, com propostas que variam de uma revisão da estratégia política até a punição dos envolvidos nos escândalos. Por que não foram 13 teses? Melhor não dar bola para o azar...

Da Holanda, vem uma notícia azarada para a grande Nação Rubro Negra. Romário marcou seu tão sonhado milésimo gol. Foi no jogo do Vasco contra o Flamengo no último dia 25. Quem garante é o jornal holandês De Volkskrant. A publicação verificou as contas feitas pelo atacante e informou que Romário esqueceu de contabilizar um gol marcado em agosto de 1990, quando o seu ex-time PSV Eindhoven enfrentou o clube amador Nieuw Buinen em uma partida amistosa.

Os holandeses garantem: "Romário driblou alguns defensores e marcou depois de passar pelo goleiro do time do Nieuw Buinen”. O goleiro Kerk Piebes confirmou que levou o gol de Romário, acrescentando que o atacante brasileiro também acertou a trave em outro chute durante a partida. Desde o gol contra o Flamengo, que o Baixinho considera ser o de número 999, Romário atuou mais duas vezes, contra o Botafogo e contra o Gama, mas não marcou.

Será que a maldição do Gol 1000 vai se abater sobre a Gávea? Só Deus sabe. Mas poderia ser pior. Já pensou se o “Boi” também torcesse pelo Flamengo? Vida que segue...

Jorge Serrão, jornalista radialista e publicitário, é Editor-chefe do blog e podcast Alerta Total. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. http://alertatotal.blogspot.com/ e http://podcast.br.inter.net/podcast/alertatotal

7 comentários:

BRASIL ACIMA DE TUDO disse...

Serrão

Dá mais um dica!!!

O BRAÇO FORTE! disse...

Época de reflexão.

Aproveito o dia de hoje para convidá-los a uma reflexão sobre tudo o que aconteceu, está acontecendo e que irá ainda acontecer. Não precisa ser vidente, profeta ou guru, para saber o rumo que estamos tomando.
Eu gosto de automobilismo como esporte, e nessa madrugada assisti ao GP da Malásia de F1. A única emissora de TV aberta que transmite esse evento esportivo é a Globo. Aliás, não podemos deixar Lula criar a tal TV Pública ou Estatal, como queiram. A Globo é a própria. Muito menos pela gorda fatia que recebe por divulgar a propaganda comunista(o criminoso institucional do PC do B, “OUSADO”) e do PT, do governo federal. Seus quadros estão infestados de socialistas, comunistas, progressistas e outros istas mais, desde o primeiro “staff”, até o faxineiro(a). Sua grade de programação, é meticulosamente planejada para desinformar, desagregar e desmanchar a mais precioso bem do ser humano, a família. Em qualquer país ordeiro e civilizado do mundo, ocorreriam fortes protestos, tanto da classe política, quanto da sociedade civil, pela manipulação diabólica, tal como “cheerleaders” televisivos, pachecos fora de época. Mas voltando a transmissão da corrida de F1, o narrador determina para quem devemos torcer antes de começar a corrida. “Vamos todos torcer por Felipe Massa!”, é como abrem as transmissões, é como fazem as chamadas. Por que? E se eu quiser torcer pelo que sai em último, ou em 18º? Posso?
A “orientação editorial” da casa, é a de que brasileiro não erra, mas sim, “arrisca demais e sai dos padrões”. Se não passa, “é culpa da F1”, ou tem seu desempenho “limitado” pelo que está na frente. Nosso piloto não errou. “Foi além do limite, é questão de estilo”. Não avaliou mal a tentativa de ultrapassagem. “Faltou ter menos sujeira aí”, sendo “aí”o pedaço de asfalto onde ele foi parar para tentar fazer a curva. Nosso piloto não foi precipitado. “Mostrou uma F1 diferente dos últimos anos”. O brasileiro não jogou o pódio no lixo. “Pagou o tributo pelo arrojo que tem”. Aí, no fim da corrida, o repórter pergunta ao brasileiro se errou. E Massa: “Lógico”.
Ou seja: narrador e comentaristas podia ter dito apenas, naquele momento, que Massa cometeu um erro. Porém, não disseram. Ficaram fazendo firulas a corrida inteira. Firulas que não aplicam a outros pilotos, de outras nacionalidades. E assim é em tudo que transmitem, seja esporte, tele-jornal, novela, musicais, etc. A intenção de formar uma consciência alienada e deturpada, martelando sistematicamente em mentes desavisadas, é o crime maior. A propaganda dos ditos “movimentos sociais”, e por falar nisso, já repararam a quantidade de relacionamento homossexual em plena novela das 8? É outro crime! Crianças e adolescentes são bombardeadas diariamente, antes mesmo de poderem avaliar, se preferem ser “A” ou “B”.
Esse comentário sobre a F1, que brasileiro não erra, o politicamente correto dizer que o comunismo é bom para o País, aplica-se em tudo o que é noticiado pela grande parte da mídia hoje em dia. Outro dia, divulgaram uma pesquisa sobre evasão escolar na faixa entre 10 e 18 anos. Como não poderia deixar de ser, já que pesquisaram, tiveram que divulgar: não era infra-estrutura que faltava nas escolas, mas sim, o mais completo desinteresse das crianças e adolescentes em estudar, se formar e tornar-se um cidadão digno e honrado. Não vão à escola, porque não querem e ponto final! Perguntei-me, porque o repórter não perguntou à um adolescente estrevistado, se tivesse bunda-lê-lê você iria à escola? É claro que ele responderia que sim...
Para essa emissora(e outras também), não existiu mensalão, nem dossiegate, nem corrupção no governo Lula(pra não citar enfadonhamente aqui, outros escândalos). O brasileiro não errou ao votar em Lula, não errou em eleger comprovadamente políticos corruptos e anti-patriotas, o negócio é descascar...
E se alguém, ou melhor, se nós, civis e militares queremos de verdade mudar esse estado das coisas, que o façamos logo. Antes que o “cumpanhero” Chavez receba todo o armamento que encomendou. Enfrentar 24 SU-30Mk2 não vai ser fácil. Perguntem aos nossos bravos pilotos de caça.
É isso, Senhores. Desejo a todos um ótimo domingo de Páscoa. Que a partir de hoje, o patriotismo ressuscite nas mentes e corações de todos os brasileiros de bem. Se não nos intimidarmos, se enfrentarmos de frente, com altivez, a mão amiga, o braço forte, se Deus quiser, estará ao nosso lado.

o braço forte disse...

O BRAÇO FORTE


é daqui:


http://www.fortalweb.com.br/grupoguararapes/livro_de_visitas/default.asp

Anônimo disse...

O Boi torce pelo Coríntians em Sampa e pelo Vasco no Rio!

Anônimo disse...

Ou seria Sapo-boi?

ars disse...

Direto do Wikipedia:

"É pouco divulgado, mas atestado por algumas fontes, tais como o Dicionário Histórico-Biográfico Brasileiro do Centro de Pesquisa e Documentação História Contemporânea do Brasil (CPDOC) da Fundação Getúlio Vargas o fato de que Lula, durante o início da década de 1970, viajou aos Estados Unidos, para realizar curso de qualificação sindical no Instituto Interamericano de Sindicalismo Livre, vinculada à central sindical americana AFL-CIO."

jfmazev disse...

Meu caro Serrão, gosto de acessar seus escritos por não serem mistificados ou mistificadores. Não gostei dessa de boi...parece fofoca de comadre. Conta logo essa história de boi ou perdestes um leitor. Abraço