quinta-feira, 10 de maio de 2007

Comando Vermelho ameaça atacar famílias de militares se houver intervenção das Forças Armadas no RJ

Edição de Quinta-feira do Alerta Total http://alertatotal.blogspot.com/

Ouça agora o novo podcast Alerta Total no seu computador.
http://podcast.br.inter.net/podcast/alertatotal
No ar às 12h

Adicione nosso blog e podcast a seus favoritos do Internet Explorer.

Por Jorge Serrão

Os serviços de inteligência das Forças Armadas já estão de cabelo em pé com a guerra assimétrica adotada pelos comerciantes ilegais de drogas do Rio de Janeiro. A facção criminosa Comando Vermelho mandou avisar aos militares que, se entrarem no combate vem sendo planejado contra o narcovarejo, os marginais vão empregar táticas de terror contra o calcanhar de Aquiles do “inimigo”. Os bandidos prometem alvejar as famílias dos militares.

Os agentes criminosos do CV não gostaram de saber que as Forças Armadas pretendem adotar no Rio a mesma estratégia bem sucedida contra a guerrilha urbana do Haiti. Coordenadas pelo Exército brasileiro, as operações que diminuíram a criminalidade em Porto Príncipe servirão de laboratório para plano elaborado para o Rio. A estratégia prevê integração entre órgãos, ocupação de bases de gangues e aumento de áreas político-sociais. A ação no Rio de Janeiro seria comandada pelo coronel Cláudio Barroso Magno Filho.

A covardia dos margiranhas não tem limites. Não faltam exemplos da falta de piedade dos bandidos no Rio de Janeiro. A esposa de um Coronel BM e capitã-médica do Corpo de Bombeiros Ana Cláudia Maia de Souza Pinto, de 37 anos, foi baleada nas costas, na noite de terça-feira, após sofrer um assalto na esquina onde mora, em Bangu.

A oficial chegava em casa em seu Corsa preto quando foi rendida por dois homens armados numa moto. Sem esboçar reação, a militar foi alvejada covardemente, quando e retirava o filho de 1 ano de idade da cadeirinha no banco de trás do veículo. Depois do disparo, um dos marginais entrou no carro e fugiu.

Briga de quadrilha por grana

As anotações sobre a movimentação financeira do Comando Vermelho, apreendidas pela polícia terça-feira na Vila Cruzeiro, na Penha, revelam que a facção está rachada devido à recusa de algumas favelas em fazer doações mensais para a caixinha do CV.

Na circular datada de 1º de janeiro, encontrada por equipe do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), um recado na primeira página confirma o conflito:

Algumas áreas vêm usando a sigla CV, mas não colaboram com nada, usam só nosso nome para bens próprios e nós temos que acabar com isto”.

O alvo das lamúrias dos margiranhas era o Morro da Mangueira, uma das mais rentáveis do Rio em venda de drogas, na qual os traficantes estão inadimplentes com a caixinha do CV.

A Arrecadação

Segundo a Polícia, o racha no CV reduziu a arrecadação da caixinha de R$ 152.701, em dezembro, para R$ 91.281, em janeiro.

O Morro Dona Marta (Botafogo) e a Ladeira dos Tabajaras (Copacabana) fizeram um repasse de R$ 8 mil no primeiro mês do ano, contra R$ 12.480 no mês anterior.

O Morro da Providência (Centro), que chegou a mandar R$ 9 mil em dezembro, fez remessa de R$ 5 mil em janeiro.

O Morro da Mineira (Catumbi) foi uma das favelas que não doaram este ano.

Crime hediondo

Para o ministro César Ásfor Rocha, do STJ, vender sentenças é igual a cometer crime hediondo.

Quem devia ouvi-lo é a juíza Sônia Maria Machado, suspeita pela Polícia Federal de pedir um empréstimo sem devolução à m afia dos caça-níqueis no Rio de Janeiro

A magistrada é investigada pelo Tribunal de Justiça do Rio por ter arquivado uma ação por homicídio contra o policial Marcão, envolvido com a máfia, na 1ª Vara Criminal de Bangu.

Lucro hediondo

Os cinco maiores bancos privados do País, Bradesco, Itaú, Unibanco, ABN AMRO Real e Santander Banespa, tiveram um aumento de 28% no lucro líquido, graças ao aumento das operações de crédito.

O endividamento da sociedade a juros e taxas elevadíssimas, principalmente dos aposentados e pensionistas do INSS, é uma das razões do “sucesso” das instituições financeiras.

No Brasil, os pecados dos endividados são as virtudes dos banqueiros.

Atrás de mais lucros

Os bancos querem o crédito consignado (com desconto em folha salarial) para pessoas físicas e pequenas e médias empresas, porque operações têm menor risco.

Os bancos querem compensar uma eventual redução de ganhos com a queda dos juros na taxa Selic.

Dirigentes de algumas instituições têm a cara de pau de reclamar da redução da margem financeira e da rentabilidade dos bancos.

Todos numa boa

Exemplo de que a choradeira não vale é o Unibanco.

Ele conseguiu ampliar sua rentabilidade anualizada sobre o patrimônio líquido médio de 21,9% para 22,6% (entre março de 2006 e março de 2007).

No Itaú, a taxa caiu de 35,1% para 30,5%.

Mas no banco da família Setúbal, a queda foi gerada pelo aumento de 50,26% no seu patrimônio, alavancado pela emissão de ações feita para pagar a compra do BankBoston.

No caso do Bradesco, a rentabilidade recuou de 30% (em março de 2006) para 26,2%, em março passado.

Bancos se fundindo

Não será surpresa no mercado se for anunciada, brevemente, uma mega-fusão entre bancos que aparecem no ranking dos cinco maiores do País.

A Comissão de Valores Mobiliários determinou alguns critérios para contabilizar a venda de carteiras de crédito nos balanços consolidados dos bancos.

Mas o Banco Central, que sempre joga do lado dos banqueiros, não usará os critérios da CVM para apuração de patrimônio líquido e alavancagem nos bancos que estão em processo de abertura de capital.

Quem dá mais?

O Banco Cruzeiro do Sul retomará o processo de venda inicial de suas ações em duas semanas.

O banco suspendeu a oferta informando que estava em discussões contábeis com a CVM

Era no Cruzeiro do Sul, um dos campeões do empréstimo consignado aos aposentados e aos militares, em que trabalhava Marina Mantega, a bela filha do ministro da Fazenda, Guido Mantega, que agora vai se dedicar à carreira de atriz, depois de um namoro casamento com o ator e diretor Global Marcos Paulo.

Alegria dos bancos

O governo federal quer facilitar a venda do direito de cobrança da dívida ativa de estados para a iniciativa privada.

A medida é uma resposta à demanda dos governadores que querem maior poder de investimento e pedem aumento da capacidade de endividamento.

Eles merecem!?

Os Parlamentares vão ganhar R$ 16.512,09.

A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta quarta-feira o aumento de 29,81 por cento no salário de parlamentares, ministros de Estado, presidente e vice-presidente da República.

O reajuste refere-se à inflação acumulada de dezembro de 2002 a março de 2007, calculada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Promessa bem paga

O reajuste para deputados foi promessa de campanha do deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP), atual presidente da Casa.

Pelos dois projetos de decreto legislativo aprovados, o salário do presidente passará dos atuais R$ 8,9 mil reais para R$ 11,4 mil reais.

Os ministros, que até agora recebiam 8,4 mil reais, passam a ganhar 10,8 mil reais.

O vencimento dos congressistas subirá de 12,9 mil reais para 16,5 mil reais.

Os dois projetos seguem agora para apreciação do plenário do Senado.

Vereadores de SP na boa

Como é bom ter o emprego de político no Brasil.

O presidente da Câmara de São Paulo, Antonio Carlos Rodrigues (PR), promulgou (transformou em lei) ontem o projeto que prevê uma série de benesses aos vereadores, como o uso livre de R$ 12,5 mil para manutenção dos gabinetes.

Hoje, a verba para essas despesas, de até R$ 10 mil por mês, é controlada pela Câmara.

Matando os garotos propaganda

O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, defendeu ontem a proibição da aparição de "pessoas famosas, artistas e atletas" na veiculação de propagandas e peças publicitárias de bebidas alcoólicas.

A proposta deve ser incluída no pacote de novas regras que a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) prepara para aprovar no fim deste mês.

Pergunta: Será que o Poderoso Chefão, que adora uma manguaça, está aprovando tanta repressão ao álcool.

Te cuida, Serra

O governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), "não descarta" a possibilidade de uma parceria entre o PSDB e o PT na sucessão do presidente Lula da Silva.

"O futuro a Deus pertence. Eu não fecho as portas para isto".

Aécio já emite sinais nos bastidores de que, caso o PSDB prefira lançar o governador de São Paulo, José Serra (PSDB), na corrida presidencial de 2010, não lhe faltará espaço em outra legenda para entrar na disputa.

Aécio defende a tese de que o importante é construir um projeto para o Brasil e, ao comentar o afastamento entre seu partido e o PT, avaliou que "nada é irreversível na política".

Que me desculpem as feias...

O estilista e deputado Clodovil Hernandez (PTC-SP) brilhou ontem no picadeiro da Câmara ao protagonizar mais um embate com a deputada Cida Diogo (PT-SP).

Em uma rápida discussão com a petista, no fundo do plenário da Câmara, Clodovil esbravejou para Cida Diogo que ela não poderia se prostituir porque é "feia".

"Eu disse para ela: digamos que uma moça bonita se ofendesse porque ela pode ser prostituir. Não é o seu caso, a senhora é uma mulher feia. Eu tenho culpa dela ser feia?. Estou acostumado a esses tipos de senhoras que se promovem com pequenos chiliques".

Processo contra Clô?

A petista caiu no choro e, acompanhada de parte da bancada feminina da Câmara, foi reclamar com o corregedor da Câmara.

O deputado Inocêncio Oliveira (PR-PE) prometeu abrir um processo disciplinar contra Clodovil.

Com pressão alta, Cida Diogo teve de ser atendida pelo serviço médico da Câmara e não quis falar com a imprensa.

Motivo da briga

A desavença entre Clodovil e Cida Diogo começou há cerca de 15 dias.

Tudo foi motivado pelas declarações dadas pelo deputado, em seu programa de televisão, quando comentou que "as mulheres hoje em dia trabalham deitadas e descansam em pé".

Com o aval da bancada feminina da Câmara, Cida Diogo começou a recolher assinaturas para que Clodovil Hernandez fosse obrigado a se retratar publicamente e pedir desculpas às mulheres.

Até agora, a petista já havia conseguido 83 assinaturas de parlamentares.

Escomunhão

O papa Bento 16 declarou que apóia a excomunhão dos políticos que defendem o aborto.

No avião que o trouxe ao Brasil, ele disse que excomunhões não são uma coisa arbitrária, pois estão previstas no Código de Direito Canônico.

Foi o recado do papa ao comentar a ameaça de punição a deputados mexicanos que defendem o aborto.

No Brasil bem que temos políticos que merecem ir para o inferno, por variados motivos.

Queixa esperada

Em seu primeiro discurso no Brasil, o papa Bento 16 criticou o aborto e a pesquisa com embriões.

Em São Paulo, o Papa afirmou que será reforçada, durante a Conferência Geral do Episcopado, a identidade católica "ao promover o respeito pela vida, desde a sua concepção até o seu natural declínio, como exigência própria da natureza humana".

Foi o recado direto ao presidente Lula, cujo governo é pró-aborto.

Índio pechinchando

O Brasil propôs à Bolívia o pagamento de US$ 120 milhões por duas usinas expropriadas pelo governo.

O presidente Evo Morales pechinchou e o acordo será fechado em US$ 110 milhões.

O Brasil aceita receber US$ 112 milhões pelas duas instalações.

Mega-preju

O valor é inferior aos US$ 180 milhões investidos até agora.

Inicialmente, a Petrobras pretendia US$ 160 milhões.

Se não houver acordo, a Petrobras vai recorrer à arbitragem internacional.

Jogo de sedução

O governo do presidente Evo Morales tentou ontem, sem sucesso, convencer a Petrobras a permanecer como sócia minoritária das refinarias que lhe foram expropriadas na Bolívia.

O governo boliviano constatou que a Petrobras, ao sair das refinarias, levará consigo o sistema de gestão usado para operá-las e os contratos que permitem a exportação de derivados.

A saída da Petrobrás deve criar sérios problemas para o sistema de refino na Bolívia.

Assim, as refinarias do índio correm risco de chegar, em poucos meses, a uma situação pré-falimentar.

Os culpados?

A Polícia Federal concluiu o inquérito sobre a queda do Boeing 737 da Gol em Mato Grosso, no qual 154 pessoas morreram, no ano passado.

Os dois pilotos norte-americanos do jato Legacy foram responsabilizados por condução negligente.

A culpabilidade dos controladores de vôo vai depender da Justiça Militar.

Gol contra a Super Receita

A Timemania, loteria criada pela União para ajudar os clubes a sanar dívidas fiscais, foi aprovada na Câmara com novas isenções.

A lei, que passará pelo crivo do Senado, dá até 20 anos para se saldar débitos fiscais atrasados e permite redução de 50% nas multas sobre os débitos

Tributaristas explicam que se a medida fosse aplicada às empresas, o sistema tributário teria de ser modificado.

Nada competitivo

O Brasil caiu para 49º no ranking de economias competitivas.

A situação econômica débil do País foi confirmada no Índice de Competitividade Mundial 2007 (World Competitiveness Yearbook 2007), divulgado anualmente pela escola suíça de negócios International Institute for Management Development (IMD), em parceria com a Fundação Dom Cabral no Brasil.

Após ter caído duas posições no ranking do ano passado, o Brasil perde outras cinco posições e ocupa a 49ª colocação entre as 55 economias pesquisadas.

Situação delicada

O Brasil aparece entre os 15 países com perda relativa em seu potencial competitivo acompanhado por economias como México, Argentina, Japão, África do Sul, Filipinas, Itália e França.

Considerados os últimos 10 anos analisados, 40 economias estão se aproximando dos Estados Unidos, que mantêm a liderança no ranking geral do IMD.

Pela primeira vez, o levantamento faz essa análise dinâmica, indicando não só a posição de competição das nações, mas também sua habilidade para alcançar o líder.

Vida que segue...

Fiquem com Deus!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Inteligente, inovador, fortemente analítico e propositivo, utilizando as mais modernas tecnologias para transmissão instantânea e eletrônica de informação privilegiada e análise estratégica, junto com a difusão de novos conhecimentos voltados para a construção e consolidação de novos valores humanos.

8 comentários:

BEM VINDOS AO CAOS disse...

Imaginei então uma situação interessante. Alguém inventa uma máquina do tempo. E vai testar. Escolhe uma data aleatória - 1989, por exemplo - e aperta um botão. A máquina traz para o presente ninguém menos que Luis Inácio Lula da Silva. Aquele de vinte anos atrás. Lula chega meio zonzo:

- O que é isso, companheiro?

Sem entender o que acontece, Lula é recebido com carinho, toma uma água, senta-se num sofá e recupera o fôlego.

- Onde eu tô?

- No futuro, Presidente. Colocamos em prática a Teoria da Relatividade!

- Futuro? Logo agora que vou ganhar do Collor, pô! Me manda de volta pro passado! Zé Dirceu! Zé? Cadê o Zé?

- Calma, Lula. Aproveite para dar uma olhada no seu futuro. Você é o presidente da República!

- Eu ganhei?

- Não daquela vez. Mas ganhou em 2002. E foi reeleito em 2006!

- Reeleito? Eu? Deixa eu ver, deixa eu ver!!!

E então Lula senta-se diante de um televisor de plasma. Maravilhado, assiste a um documentário sobre os últimos 20 anos do Brasil. Um sorriso escapa quando a eleição de 2002 é apresentada.

- Pô, fiquei bonito! Ué. Aquela ali abraçada comigo não é a Marta Suplicy?

- Não, Presidente, é a Marisa Letícia.

- Olha! Eu e o Papa! E aquele ali, quem é?

- É George Bush, o Presidente dos Estados Unidos!

- Arriégua! Êpa! Mas aquele ali abraçado comigo não é o Sarney? Com a Roseana? E o que é que o Collor tá fazendo abraçado comigo? O que é isso? Tá de sacanagem?

- Não, presidente. Esse é o futuro!

- AAAAhhhhhh! Olha lá o Quércia me abraçando! O Jader Barbalho! Cadê o Genoíno? Cadê o Zé Dirceu?

- O senhor cortou relações com eles.

- Meus amigos? Me separei deles e fiquei amigo do Quércia?

- Pois é...

- E aqueles ali? Não são banqueiros? Com aqueles sorrisos pra mim?

- Estão agradecendo, Presidente. Os bancos nunca tiveram um resultado tão bom como em seu governo.

- Bancos? Os bancos? Você tá de sacanagem. Sacanagem!

- Calma, Presidente. O povo está gostando, reelegeram o senhor com mais de cinqüenta milhões de votos!

- Mas não pode! Cadê os proletários? Só tô vendo nego da elite ali.
Olha o Vicentinho de gravata! E o Jacques Wagner também! Mas que merda é essa?

- É o futuro, Presidente.

- E o Walter Mercado? Tá fazendo o quê ali?

- Aquela é a Marta Suplicy, Presidente.

- Ah, não. Não quero! Não quero! Não quero aquele meu terninho. Não quero aquele cabelinho. Não quero aquela barbinha. Desliga isso aí!

- Mas Presidente, esse é o futuro. O senhor vai conseguir tudo aquilo que queria.

- Não e não. Essa tal de teoria da relatividade é um perigo.

- Perigo?!

- É. As amizades ficam relativas. A moral fica relativa. As convicções ficam relativas. Tudo fica relativo.

- Bem-vindo a 2007, Presidente.

EU HEIM? disse...

Serrão


Ainda bem que existem blogs e sites como o seu, onde os verDAdeiros brasileiros patriótas poderão externar sua indignação.

Diferente do Noblat, que é apenas a sucursal do pt, e quem não anda na linha delles, e sumariamente degolado.

Anônimo disse...

CORREIO BRAZILIENSE



Rebaixamento no ar
Por causa do “apagão”, Brasil corre o risco de perder sua vaga na elite do transporte aéreo internacional. Companhias aéreas brasileiras podem ser impedidas de voar para a Europa e os Estados Unidos
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Claudio Dantas Sequeira, da equipe do Correio e Paulo de Araujo.

Imagens publicadas: __ 1-"Caos no aeroporto de Brasília durante paralisação dos controladores de tráfego, em março: sucessão de problemas complica situação do país
__ 2-``Há uma campanha internacional de difamação do Brasil``
Brigadeiro Juniti Saito, comandante da Aeronáutica
»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»
O Brasil corre o risco de ser rebaixado do Grupo 1 do Conselho Executivo da Organização de Aviação Civil Internacional (Oaci). Tal fato é inédito na história da aviação e, se ocorrer, terá efeito devastador sobre a economia do setor. Sem credibilidade, as empresas brasileiras podem até ser impedidas de voar para destinos como Estados Unidos e Europa. O Correio teve acesso à íntegra da pauta da 36ª Assembléia Geral da Oaci, que se reunirá em setembro, no Canadá. Os 189 estados membros vão eleger os 11 integrantes do Conselho — uma espécie de primeira divisão da aviação mundial —, além de analisar o relatório anual de atividades e a estratégia global para a segurança de vôo.

Fontes da Oaci garantiram à reportagem que será votada uma advertência formal ao Brasil por causa do “apagão aéreo”, bem como recomendações sobre mudanças no sistema de controle do setor, inclusive a desmilitarização. A medida é vista como primeiro passo para derrubar o país do Grupo 1. A campanha contra o Brasil na Oaci tem o apoio velado das principais associações de controladores, além de governos e grandes empresas de aviação.

A Oaci, criada há 60 anos, é o fórum mais importante da aviação civil internacional. Dela emanam as diretrizes sobre controle de tráfego aéreo, transporte de passageiros e cargas, normas de segurança e regimes de trabalho. Essa agência das Nações Unidas também é responsável por fiscalizar o cumprimento das normas pelos países membros, que, por sua capacidade operacional, são classificados em três níveis no Conselho Executivo (veja quadro). O Grupo 1, do qual o Brasil sempre fez parte, reúne 11 “países de maior importância no transporte aéreo”.

As conseqüências da não reeleição do Brasil são desastrosas. Se perder a capacidade de influenciar no processo decisório e na formulação das políticas para o setor, o governo brasileiro ficará a reboque dos interesses dos países desenvolvidos e sofrerá pesadas restrições. As companhias aéreas brasileiras podem ser impedidas de operar, por exemplo, nos Estados Unidos e na Europa — principais destinos dos passageiros brasileiros e sul-americanos. A Embraer também enfrentaria problemas para conseguir licenças e homologações aos componentes e aeronaves que produz, para citar apenas alguns exemplos.

Inspeção
"""""""""""
Pela primeira vez, foi incluída na pauta da reunião de setembro a possibilidade de o Conselho Executivo “apresentar informes separados sobre assuntos não previstos”. Entre esses informes, preocupa as autoridades brasileiras o que pensa a Administração Federal de Aviação (FAA), dos Estados Unidos. Representantes do órgão estiveram no Brasil no mês passado para avaliar o sistema de controle de tráfego. O problema preocupa o Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias (Snea) e a FAB.

Em audiência no Senado, no início deste mês, o comandante Juniti Saito alertou sobre “o risco de rebaixamento” e sobre “uma campanha internacional de difamação” do país. De fato, essa ofensiva serve aos interesses das associações de trabalhadores do setor aéreo, que ganharam força inédita. São freqüentes as opiniões de Ted Murphy, presidente da Federação Internacional das Associações de Pilotos de Linhas Aéreas (Ifalpa). Em janeiro, a Ifalpa publicou relatório com críticas ao sistema de controle de vôo brasileiro. Para as autoridades aeronáuticas do país, o informe carece de consistência. Em 2006, a Ifalpa emitiu 15 relatórios de alerta contra EUA, Europa, Ásia e o Oriente Médio.

Outro fator nesse cenário é a Federação Internacional de Associações de Controladores de Tráfego Aéreo (Ifatca), presidida pelo suíço Marc Baumgartner. A última edição da revista The Controller, publicada pela Ifatca, é dedicada à colisão entre o Boeing 737-800 da Gol e o jato executivo Legacy, em setembro de 2006. Em artigo especial, o presidente da Associação Brasileira de Controladores de Tráfego Aéreo (ABCTA), Wellington Rodrigues, dá sua versão do acidente, que matou 154 pessoas. Rodrigues chegou há pouco de Istambul, na Turquia, onde participou da conferência anual da Ifatca e propôs que o Brasil sedie o evento em 2010.

Colaborou Mariana Mazza
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
O ranking da Oaci (Organização Internacional de Aviação Civil):

Grupo 1 = Países mais importantes
""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""
Alemanha, Austrália, Brasil, Canadá, China, Estados Unidos, Federação da Rússia, França, Itália, Japão e Reino Unido

Grupo 2 = Países intermediários
"""""""""""""""""""""""""""""""""""""
Arábia Saudita, Argentina, Áustria, Colômbia, Egito, Espanha, Finlândia, Índia, México, Nigéria, Cingapura, África do Sul

Grupo 3 = Representantes dos continentes
"""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""
Camarões, Chile, Etiópia, Gana, Honduras, Hungria, Líbano, Moçambique, Paquistão, Peru, Coréia do Sul, Santa Lucía, Tunísia

Anônimo disse...

Novo Mundo se aproxima. !

Senhores do GG. e outros: Vejo que muitos de voz receiam do desarmamento da sociedade EU digo que não vejo nada de ERRADO, pois só com o desarmamento populacional espalhando-se pelos quatro cantos com justiça social é que teremos a verdadeira paz e progresso, no momento se faz necessárias armas nas mãos das instituições governamentais que protegem o povo dos que empoem a ideologia da maldade que sobre cai aos cidadãos de bem dentro do convívio comum e organizada sociedade, chegara o DIA que a GANACIA deixara de existir e a MALDADE será arrancada e arrastada para o LAGO do ENXOFRE a (DOR) se fará então, outros num PLANETA distante irão, a HORA se aproxima a (TRIBULAÇÃO) onde se vem fazendo presente ate ser consumido o ultimo DIA após então a TERRA será abençoada na PAZ e na FELICIDADE que será construída através dos homens de boa vontade, o MEL e o LEITE serão derramados e assim será o paraíso onde nenhum terráqueo o provou, mais muitos já viram , outros ouviram falar deste NOVO MUNDO o do AMOR INCONDICIONAL de JESUS CRISTO!

GRUPO GUARARAPES disse...

QUE PODRIDÃO!


O que o GRUPO GUARARAPES pode fazer? Já usamos todas as palavras possíveis para expressar nossa revolta, nossa indignação e até a nossa vergonha de viver no Brasil atual. O pior, ou o que, também, nos repugna, é que já se observa um estranho silêncio da sociedade brasileira. Nossos artigos são lidos com interesse, mas de vez enquanto, um correspondente pede para sair da nossa lista de endereços, com palavras chulas e, ou mesmo, ofensivas. Serão aqueles que mamam nas tetas da desgraçada Nação Brasileira e revoltam-se com medo de perder a mamata?

Perdeu-se todo sentido de dignidade. Mensalão, Sanguessuga, Dossiê, Hurricane, Thêmis e outros muitos nomes que queiram dar aos ilícitos que jogam na lama, onde vivem a conforto, altos servidores da Presidência da Republica, ministros, senadores, deputados, desembargadores, policiais, juízes, diretores de escola de samba e por aí vai. De toda essa desgraça, só vão presos e humilhados os infelizes da vida, cujo maior símbolo é o FRANCENILDO. Até o momento, parece que só as Forças Armadas, tão caluniadas, estão resistindo à corrupção, que se tornou endêmica no Brasil, talvez ou certamente por isso.

Qual o bom exemplo que se dá aos jovens? Nenhum. No momento atual, todos se empurram e se chocam para conseguir um pedaço do bolo do PODER. A oposição vai desaparecendo e começa a dar sinais de que deseja, também, participar, pelo menos, das sobras do festim da PODRIDÃO. Ministérios ou similares (são já 37, se é possível contar ao certo), para os quais são nomeados, aos borbotões. São ocupados até por pessoas que já fizeram das mais graves acusações ao governo que aí se encontra. 37 “ministros” que se batem atrás de um naco do orçamento, não para desenvolver o Brasil, mas para distribuir verbas para si, os seus e os apaniguados políticos; as migalhas, se houver, sobram para todos. E assim se mantém o PODER comprado, até que o povo dê um basta. Será que vai dar? A esperança é que tudo tem um limite.

Políticos, com processos graves na Justiça, são absolvidos pelo Presidente, em declarações públicas, a Nação sendo espoliada, miseravelmente roubada.

O GRUPO GUARARAPES só queria saber como se olham no espelho os já acusado de ladrões e outros epítetos. Será que não há mais um mínimo de amor próprio? Tudo apodreceu mesmo? Quem é mais sem-vergonha: o que atacou e aceita convite para o cargo ou o atacado que convida para o cargo quem lhe atacou a Honra? ACABOU-SE A HONRA? Pobre MIGUEL DE CERVANTES que escreveu:“Vão uns pelo largo campo da AMBIÇAO soberba, outros pela da ADULAÇÃO servil e baixa, outros pelo da artificiosa HIPOCRISIA, e alguns pelo da religião sincera. Eu, porém, inclinado à minha estrela, vou pela estreita senda da cavalaria – por cujo exercício desprezo a FAZENDA, mas não a HONRA ”.

No Brasil, sábio e honrado CERVANTES, temos a FAZENDA e desprezamos a HONRA. Aqui não se conhece o que falou CÍCERO: “A HONRA É O PRÊMIO DA VIRTUDE”.

A LAMA DA PODRIDÃO JÁ ATINGIU ATÉ O PODER JUDICIÁRIO! INFELIZ PAÍS ONDE JÁ HÁ JUÍZES QUE NÃO SÃO ÍNTEGROS! MEU DEUS, PELO MENOS, JUÍZES

Anônimo disse...

Povo Brasileiro, não dá mais para aguentar calado tanta sem vergonhice, vamos protestar, pelos veículos de comunicação, sair às ruas, mostrar nossa indignação. Não dá mais para ouvir tanta baboseira desse presidente que não é digno sequer de cumprir a liturgia do cargo. Gafes no recebimento do papa, roubalheira, traição ao povo. TUDO COMPACTUADO. Marcola é um mal menor.

Alexandre Core disse...

Disse tudo. Picadeiro! É o que se tranformou o nosso Congresso. Tanta coisa importante para decidir e Seu Cló perde tempo chamando deputada de feia e a outra por sua vez se perde com essa história de colher assinaturas para uma retratação pública pelo que o apresentador disse no seu antigo programa de TV. Quanta perda de tempo com o nosso suado dinheirinho!

Tahiane Stochero disse...

Faltou dizer quem divulgou a matéria sobre que o Haiti serviu de labortatório para o Rio. Isso não é jornalismo, isso é ctrl+c ctrl+v. Crédito é importante, meu caro. E faltou o crédito ao Estadão.
Abraços