quinta-feira, 3 de maio de 2007

IDEC entra com ação para recuperar perdas da poupança, e BC exige que bancos cobrem menos por serviços

Edição de Quinta-feira do Alerta Total http://alertatotal.blogspot.com/

Ouça agora o novo podcast Alerta Total no seu computador.
http://podcast.br.inter.net/podcast/alertatotal
No ar às 11h 45min

Adicione nosso blog e podcast a seus favoritos do Internet Explorer.

Por Jorge Serrão

Festinhas de agrado para o Judiciário dificilmente conseguirão atenuar os ataques que os bancos começam a sofrer da Justiça e até da sempre “amiga” autoridade monetária. O Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) vai entrar com ação civil pública para que os investidores em caderneta de poupança possam reaver o dinheiro referente à mudança de indexador, com a entrada em vigor do Plano Bresser, em 12 de junho de 1987. Quando o plano começou a vigorar, o indexador da poupança era a Obrigação do Tesouro Nacional (OTN), que foi trocada pela Letra do Banco Central (LBC), com rentabilidade menor.

O Banco Central também resolveu cobrar uma melhoria dos serviços prestados pelo sistema financeiro em transferências bancárias, cobranças por boletos, pagamentos de salários e débitos automáticos. O BC verificou que a infra-estrutura do sistema de pagamento evoluiu muito. Mas os benefícios do Sistema de Pagamentos Brasileiro (SPB), - como serviços melhores e preços mais baixos - ainda não chegaram aos clientes. O BC recebe, diariamente, uma enxurrada de reclamações contra os bancos que, a cada ano, batem recordes de lucros, principalmente graças às elevadas tarifas cobradas.

No processo para reaver as perdas da poupança, o Idec notificou a Caixa Econômica, o Bradesco e o Itaú para obter esclarecimentos sobre os extratos das contas de poupança solicitados pelos clientes. Os consumidores reclamam da exatidão das informações. A situação no Unibanco é ainda mais complicada. O Idec informa que o banco declarou não ter arquivado os extratos da época. O documento deve ser anexado ao processo judicial. Os bancos não podem dificultar o fornecimento de tal informação.

Querem a cabeça do João Batista

O professor João Batista de Andrade, um eterno defensor de justas causas populares em Niterói (RJ), virou alvo de perseguição pela Secretaria Estadual de Educação do Rio de Janeiro.

Tal qual Salomé, cortaram a cabeça de João Batista no tradicional Liceu Nilo Peçanha, depois que o professor preparou uma ação cível pública contra um contrato estranho firmado entre o Estado e a Universo para o uso de salas daquela grande universidade particular.

João Batista estará hoje de 9h às 11h e de 11 às 13 horas, na porta do Liceu, na Avenida Amaral Peixoto, no Centro de Niterói, protestando contra a negociata e recolhendo assinaturas para o processo que move contra o Estado.

Como entrar na briga com o João Batista

Faça sua adesão ao processo enviando e-mail para o João ou lhe telefonando:
(21) 8664-6026 e jbniteroi@gmail.com

Confira a íntegra da ação em nosso link postado abaixo:
Compre a Briga do Professor João Batista

Negócios do Lulinha

A Gamecorp, empresa que desde o ano passado comanda a programação da Play TV (ex-Rede 21), teve um prejuízo de R$ 2 milhões 537 mil reais, em 2006.
Somando-se ao rombo de 2005, a empresa acumula um prejuízo de R$ 6,046 milhões.

O prejuízo supera o seu capital social (de R$ 5 milhões 210 mil reais.

O patrimônio líquido da Gamecorp (diferença entre bens/direitos e dívidas/obrigações) está negativo em R$ 836 mil.

A Gamecorp é uma produtora de TV e de games para celulares que tem entre seus sócios Fábio Luís da Silva, o Lulinha, filho do presidente Lula.

Em 2005, a empresa - que até então tinha um capital social de R$ 10 mil- recebeu um aporte de R$ 5 milhões da operadora de telefonia Telemar, que é sua cliente e sócia.
Afiando a tesoura

Quem não acredita em tempos sombrios para atividade jornalísticas que trate de ficar esperto.

Depois de Ricardo Berzoini e Marco Aurélio Garcia, o deputado Carlos Zaratini (SP) pregou restrições ao poder da mídia na cobertura de eleições.

Os petistas já estudam como censurar, juridicamente, quaisquer matérias ou artigos que lhes sejam desfavoráveis na próxima eleição.

Traficantes, Uni-vos

Está programada para o próximo domingo, 6 de maio, a partir das 14 horas, na Praia de Ipanema, no Rio de Janeiro, a Marcha da Maconha.

A partir das 16h 20min, os organizadores prometem uma caminhada, seguida de uma festa ao som dos melhores Sound Systems do Rio de Janeiro, além deu m concurso de fantasias.

O apelo para o evento é para deixar qualquer um doidão:

Não deixe de participar da marcha com receio de ser flagrado pelas câmeras! Venha fantasiado. Participe do concurso de fantasias e concorra a prêmios!

E o evento ainda tem site na Internet: http://www.marchadamaconha.org

Ataque da Anistia

A Anistia Internacional bate de novo nos governos brasileiros usando o relatório "Entre o ônibus em chamas e o Caveirão: em busca da segurança cidadã".
http://web.amnesty.org/library/Index/ENGAMR190102007

O documento analisa que, apesar de alguns projetos e programas que permitem a queda da criminalidade em algumas regiões dos grandes centros urbanos, alguns até com a participação da comunidade, o Estado precisa encontrar maneiras mais eficazes e menos violentas de tratar o tema.

A Anistia, apenas para variar, pega pesado com a instituição policial:

"O caráter geral das medidas de segurança pública continua sendo violento e confrontador. Com o passar dos anos, os programas de segurança pública foram sendo alterados com pouca ou nenhuma coordenação em relação ao sistema de justiça criminal como um todo. A polícia continua sem recursos suficientes e é institucionalmente fragmentada. As violações dos direitos humanos continuam a estar por trás das várias estratégias usadas para combater o crime, estimulando ainda mais a violência".

O retorno do Champinha

Cerca de onze horas depois de fugir da Febem, o maravilhoso jovem Roberto Aparecido Alves Cardoso, mais conhecido como Champinha, de 20 anos, foi recapturado por volta das 4h30 desta quinta-feira.

Champinha foi resgatado junto com outro menor infrator, de 17 anos, por uma equipe das Rondas Ostensivas Tobias Aguiar (Rota), em uma favela de Ferraz de Vasconcelos, região leste da Grande São Paulo.

Champinha e o menor fugiram na quarta-feira, do Complexo Vila Maria, da Fundação Casa (ex-Febem).

Exército agindo

A Brigada Pára-Quedista do Exército deu ontem um exemplo democrático e civilizado de como se pode atuar contra pequenas organizações criminosas de narco-traficantes.

A Operação Sapopemba, realizada pelo Exército, cumpriu ontem de manhã mandados de prisão, busca e apreensão, expedidos pela Justiça Militar, na Favela do Muquiço, em Guadalupe, Zona Norte.

Cerca de 350 soldados, com autorização judicial, revistaram casas em busca de bandidos, mas ninguém foi preso.

Cinco carros e uma moto roubados foram apreendidos.

Não houve tiroteio ou registro de feridos, o comércio funcionou normalmente e as escolas ficaram abertas.

De acordo com o Exército, o objetivo era deter os responsáveis pela tentativa de invasão, em 5 de abril deste ano, do Próprio Nacional Residencial (PNR), no conjunto habitacional Getúlio Vargas, onde vivia o terceiro sargento do Exército Dercis Martins de Aguiar.

Estado de Defesa, já

A Associação dos Militares Auxiliares e Especialistas (Amae) divulgou ontem uma nota de protesto pela morte dos dois policiais militares, na Zona Norte, no mesmo local em que o garoto João Hélio Fernandes fora barbarizado.

O presidente Melquisedeque Nascimento defende a polêmica instituição do Estado de Defesa, no qual todas as polícias seriam unificadas.

Confira a íntegra do documento:
Estado de Defesa, Já!

Afastamento bem remunerado

O ministro Paulo Medina, do STJ, investigado pela PF por suposto envolvimento com a máfia dos caça-níqueis, formalizou seu afastamento do cargo e pediu abertura de uma sindicância no próprio tribunal.

Hoje, o STJ decide em reunião fechada se abre a sindicância e se acata o pedido do ministro.

Principal autoridade investigada pela Operação Hurricane (Furacão), mesmo afastado, Medina continuará recebendo seus R$ 23,2 mil de salário.

Medina tem duas semanas para apresentar ao Supremo explicações e sua defesa no caso.

Número pequeno?

O corregedor nacional de Justiça, Antônio de Pádua Ribeiro, afirmou que o número de juízes acusados de corrupção é "muito pequeno" e que não chega a 20.

"Num total de cerca de 14.500 juízes, não chegam a duas dezenas. Mas a revolta que provocam é muito grande e, maior ainda, o dano que causam à imagem do Judiciário".

Foi o discurso de Pádua Ribeiro, durante discurso de abertura do Encontro Nacional de Corregedorias de Justiça que ocorre nesta semana em Brasília.

Acredite quem quiser

Integrante do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), o corregedor disse que atualmente não existe mais impunidade no Judiciário "sob o manto do corporativismo".

"Não se joga mais irregularidades para debaixo do tapete, às escondidas. Não há mais vestais no Judiciário. A corrupção no Judiciário, ainda que praticada por apenas um magistrado, constitui fato muito grave, portanto atinge, em cheio, o sentimento de justiça da população e a credibilidade do Judiciário, última esperança dos injustiçados".

Pádua Ribeiro explicou que as apurações das supostas irregularidades e faltas são feitas pelos órgãos de origem dos magistrados e sob a supervisão dele.

Casos mais graves, como os investigados pelas operações Furacão e Têmis, são apurados imediatamente pela corregedoria..

Partidos ricos

Balanço feito pelo Tribunal Superior Eleitoral revela que a receita total arrecadada pelos cinco maiores partidos do País — PT, PSDB, PMDB, DEM e PP — chega a R$ 182,23 milhões.

O Partido dos Trabalhadores liderou a arrecadação.

O PT declarou ter recebido cerca de R$ 77 milhões.

Foi mais que o dobro do PSDB, segundo partido com maior receita.

As cinco legendas são as que recebem os maiores repasses do fundo partidário, totalizando mais de R$ 6 milhões.

Apagão da CPI

O presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP), será obrigado a instalar hoje, às 15h, a CPI do Apagão Aéreo, conforme acertado ontem, em reunião com os líderes partidários.

Mas a comissão começará a funcionar sem definição de seus postos de comando.

PMDB e PT, maiores partidos da base governista, dão como certo ocuparem a presidência e a relatoria, respectivamente.

Mas a oposição ainda pleiteia um dos cargos, o que, segundo Chinaglia, só será possível se houver acordo.

Em tempo: Esta é mais uma CPI para dar em nada. Petistas e Tucanos já têm um pacto para que os problemas na Infraero, do governo FHC até agora, não sejam vasculhados minuciosamente. O PMDB, fiel aliado do governo, vai ajudar no apagão da CPI. Alguns membros do DEM, ligados a negócios com empreiteiras que trabalhavam para a Infraero, também farão corpo mole para na CPI indesejada por todos.

CPI eleitoreira?

A oposição quer transformar em vitrine a CPI do Apagão, que será instalada hoje na Câmara, e antecipar a disputa para as eleições municipais de 2008.
PSDB, DEM, PPS e PSOL indicaram pré-candidatos, como os cariocas Otávio Leite e Solange Amaral, para integrarem a comissão.

Na contramão, a bancada governista trabalha para abafar a repercussão das investigações.

E terá resultado nessa missão apagão da CPI.

Recordar é chorar

O Imperador do Rio, ave Ceasar Maia, em seu Ex-blog de hoje, detona uma lembrança do atual ministro das Ações de Longo prazo:

Em 1983, Brizola chamou Mangabeira Unger e conversou com ele sobre que setor do governo do Estado do Rio ele poderia dirigir. Mangabeira não teve dúvida: a FEBEM -fundação estadual do bem estar do menor. Afinal, ali era o começo de tudo para a violência... Dois anos depois Mangabeira havia escrito um livro a respeito e a FEBEM entrava em processo de desintegração, do qual não saiu até hoje, apesar dos vários nomes e novos começos que se tentou”.

Fiscal não é Juiz

Será lançado amanhã, em São Paulo, o movimento "Fiscal não é Juiz".

A iniciativa tem o apoio de entidades empresariais como a Associação Comercial de São Paulo e a Federação do Comércio do Estado de São Paulo e a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), entre outras.

Os empresários contra-atacam e se mobilizam pela derrubada do veto no Congresso Nacional, em resposta às manifestações de apoio ao veto do presidente Luiz Inácio Lula da Silva com relação à Emenda 3, da Super Receita, endossado pela base aliada do governo, juntamente com as centrais sindicais.

Teles versus Tevês

A Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio solicitou à mesa diretora da Câmara dos Deputados que o projeto de lei que trata da participação das prestadoras de serviços de telecomunicações na distribuição de conteúdo - já em tramitação na Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicações e Informática - seja analisado primeiro por aquela comissão.

O motivo é que o caso envolve questões relativas ao desenvolvimento do setor e defesa da concorrência.

A solicitação foi feita pelo deputado Albano Franco (PSDB/SE) e a suposição de alguns parlamentares é de que se trata de uma manobra das TVs para retardar a discussão da matéria.

Lobby pesado

O pedido foi aceito pela secretaria da Câmara e, se a decisão for confirmada, o projeto de lei será examinado primeiro naquela comissão.

Só depois seu mérito será analisado pela Comissão de C&T..

Foi apensado o projetos do deputado Nelson Marquezelli (PTB/SP), que praticamente impede a participação das prestadoras de serviços de telecomunicações na distribuição de conteúdo para tevês.

Negócio a ser barrado

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) tem tudo para congelar uma possível fusão entre a Vivo e a TIM, assim que for notificado formalmente, por atuação direta do órgão antitruste ou pedidos de concorrentes.

O terremoto é causado pela aquisição da holding controladora da Telecom Itália por um consórcio do qual fazem parte da Telefônica e bancos italianos.

A novelinha

A Telefônica tem 15 dias, a partir do primeiro documento vinculativo com a Telecom Itália, para fazer a notificação sobre o negócio.

Para ser aprovada, a transação tem de passar primeiro pela Anatel

Depois, o Cade terá 60 dias para o julgamento final.

Promessa não é dívida

O economista Luciano Coutinho assumiu a presidência do BNDES, anunciando uma política industrial de "grande envergadura".

Afirmou que dará prioridade a projetos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), a iniciativas de inovação tecnológica e a setores como o automobilístico, o de farmácia e química e o de serviços de informação.

Tido como um dos mentores da antiga Lei de Reserva de Mercado na informática, Coutinho alegou que a indústria da transformação precisa voltar a ser o "motor propulsor" da economia.

Tiro certo

O porte ilegal de armas e disparos em via pública, sem provocar ferimentos, não são mais crimes inafiançáveis.

A decisão foi tomada pela maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal ao derrubar três dos principais dispositivos do Estatuto do Desarmamento, em vigor desde 2003.

A mudança foi adotada pela corte durante o julgamento de 10 ações de inconstitucionalidade movidas contra o estatuto.

Matou o marido e correu pro Brasil

A brasileira Cláudia Hoerig, de 42 anos, é caçada pelo FBI.

Tudo por causa do assassinato do marido Karl Hoerig, de 43, em 12 de março, na cidade de Newton Falls, Ohio.

Karl foi morto com dois tiros nas costas e um na parte de trás da cabeça.

Segundo as investigações, Cláudia comprou um revólver 357, com visão a laser, e três caixas de munição, dias antes do crime.

A arma serviria para aulas de tiro, mas a brasileira teria perguntado à atendente da loja de armas sobre qual seria o melhor tipo de munição para matar alguém.

A suspeita é que Cláudia esteja no Brasil, para onde teria viajado no dia do crime.

Vida que segue...

Fiquem com Deus!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Inteligente, inovador, fortemente analítico e propositivo, utilizando as mais modernas tecnologias para transmissão instantânea e eletrônica de informação privilegiada e análise estratégica, junto com a difusão de novos conhecimentos voltados para a construção e consolidação de novos valores humanos

5 comentários:

RIGHT WING disse...

Não tem uma única notícia boa ou encorajadora.

O tom de todos aqueles jornalistas, que lutam por um Brasil digno, está cada vez mais desesperante e a impotência se generalizou.

Apenas seguem noticiando e sabem que tal qual a CPI do Apagão, nada será apurado e nada mudará para melhor.

O Brasil segue sua vertiginosa descida ladeira abaixo e nós aqui estamos desamparados e impotentes.

Quero apenas parabenizá-lo por sua persistênca!

Vc e outros poucos jornalistas que ainda não se corromperam são ícones e heróis e eu agradeço muito por sua coragem.

Que Deus os proteja e nos livre e guarde desta Mafia tenebrosa que ocupou este país.

Ivan Moraes disse...

"O Imperador do Rio, ave Ceasar Maia, em seu Ex-blog de hoje, detona uma lembrança do atual ministro das Ações de Longo prazo": Fecha o bico, Cesar Maia. Depois de 24 anos voce vem dizer esse importantissimo fato pra se sentir melhor a respeito de ser um politiquinho mediocre. Calado e com Rexona voce ja esta errado.

Fer disse...

Olá,
Foi lançado recentemente um PABX capaz de integrar-se ao SKYPE, permitindo que telefones comuns possam fazer chamadas para contatos SKYPE ou para outros telefones através da rede SKYPE. As chamadas podem ser realizadas, atendidas, colocadas em espera, transferidas de forma extamente igual as da rede de telefonia convencional. O custo é muito baixo e se pega rápido, rápido.
Veja: www.safesoft.com.br/pabx/

reikylibrio disse...

reigostaria de receber explicações de como agir contra a cobrança de IPVA no Rio Grande do Sul que a a cada ano se antecipa o vencimento em um mês. Afinal o dito imposto não tem carater de anualiade?
É possivél entra na justiça para reparar este roubo autorizado pelo governo.

reikylibrio disse...

Tendo em vista a atual situação da saúde no país, o que foi feito com o dinheiro da CPMF, que me descontam a cada cheque ou pgto. c/cartão. Existe possibilidade de se entrar na justiça contra o Gov. Federal para que realmente o usem como foi proposto ou me devolvam o que foi tirado para uso indevido?